Resenha - O Livro de Memórias

Sinopse: "Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano. É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava."
Samantha McCoy tem toda a sua vida planejada. Ela está cursando o último ano do ensino médio, é estrela do time de debate e tem uma bolsa garantida para a Universidade de Nova Iorque. Sua única preocupação gira em torno de manter as suas notas excelentes, para poder ser a oradora da turma na tão esperada formatura, até uma notícia mudar a sua vida radicalmente.

Agora, aos dezessete anos, Sammie foi diagnosticada com a Síndrome de Niemann-Pick tipo C, uma doença genética degenerativa, rara em pessoas da sua idade. Essa síndrome ataca o cérebro e entre uma das consequências mais comuns está a perda de memória. Logo Sammie, que depende da sua memória pra tudo, vai começar a perdê-la?

Aceitando o diagnóstico, mas sem querer se deixar ser vencida por ele, Sammie começa a escrever um livro de memórias em seu notebook, onde a Sam do Futuro poderá encontrar as coisas mais importantes que não deveria esquecer nunca. E assim a menina vai vivendo a sua vida, escondendo de seus amigos a sua moléstia.

Obviamente, as coisas não seriam tão simples. Stuart Shah, uma paixonite da garota do passado, está de volta à cidade após uma temporada em Nova Iorque. E, por incrível que pareça, parece estar interessado nela. Mas estará Sammie preparada para se aventurar em um romance e ainda esconder de Stuart a verdade sobre a sua condição? E se ela contasse, ele ainda iria querer ficar com ela?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Quando eu ouvi falar de O Livro de Memórias no encontro de parceiros da Cia das Letras na Bienal, meu interesse despertou na hora. Parecia bem o tipo de história que eu gosto, mas fui postergando a leitura ao máximo, sem nenhuma razão específica. Se soubesse que iria gostar tanto, teria lido antes.

A escrita de Lara Avery é leve, fluida e bastante envolvente. Sua obra foi minha aposta para sair de uma ressaca literária que não me largava de forma alguma e não poderia ter escolhido melhor. Fiquei preso na trama logo nas primeiras páginas e conforme ia avançando na leitura, me encantava ainda mais.

O livro é narrado em primeira pessoa, sob a perspectiva de Sammie. O legal é que essa narrativa é feita como se fosse o próprio livro de memórias da personagem, escrito dela para ela mesma no futuro, dando dicas sobre o que fazer e elaborando planos para sua vida em Nova Iorque. Gostei da forma como a autora construiu isso, dando uma veracidade e um tom de melancolia à obra.

Os personagens foram muito bem construídos e devo dizer que Sammie foi uma grande surpresa para mim. Me identifiquei muito com o jeito de ser da personagem, que quer sempre estar no controle e tem medo daquilo que não consegue prever. Ela sabe da gravidade da sua doença, mas em momento algum abandona seus planos por conta dela. Um exemplo de garra e coragem.

Claro que temos um romance inserido aqui, mas achei que Lara Avery foi brilhante ao deixá-lo em segundo plano. Sim, temos bastante enfoque na relação de Sammie e Stuart, mas o objetivo real da autora era mostrar o quanto a NP-C interferiria na vida da protagonista e em suas relações interpessoais. 

O final foi lindo e emocionante. Me peguei chorando após virar a última página e passei horas encarando o teto, sem saber lidar com os acontecimentos. Já esperava por esse desfecho, mas a forma como a autora foi desenrolando os fatos até chegar nele, foi surpreendente. Adorei.

A edição física está muito bem trabalhada, o que, se tratando da Editora Seguinte, não é nenhuma novidade. A capa é bem simples, mas muito charmosa, do tipo que me chamaria atenção em uma livraria se eu não conhecesse o exemplar. A diagramação é simples, as páginas são amareladas, a fonte é grande e a revisão está impecável.

O Livro de Memórias é uma história doce, intensa e emocionante, com doses de alegria e reflexão. Com toda certeza do mundo recomendo a todos. Se joguem aqui e passem a ver suas vidas de outra forma. Vale muito a pena!

O Livro de Memórias - Lara Avery
Editora Seguinte
392 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota 4

14 comentários

  1. Eu li esse livro, foi meu primeiro do ano, achei a leitura bem envolvente e terminei com lágrimas nos olhos, muito lindo!
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Leonardo!

    Tenho medo de ler este livro... não quero morrer de tanto chorar! kkkkkk
    Brincadeiras a parte, gostei muito da premissa e da sua resenha. Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Ai caramba, você disse que chora no final, eu fico pensando se quero ler ou não hahaha.
    Achei a trama interessante, e fico pensando se contaria também ou não, bem difícil essa decisão!

    Me interessei muito pelo livro.

    Abraços, Isis

    ResponderExcluir
  4. Ahh esse livro! Tinha falado que ele seria minha próxima leitura e agora tenho que ver se consigo ler. Ele parece ser lindo. Também gosto desse tipo de história e parece que o livro consegue apresentar uma personagem fácil de gostar e simpatizar logo de cara, além de ter uma história triste e bonita ao mesmo tempo. Com jeitinho de reflexão pra deixar tudo ainda melhor! Quero ver se leio logo, parece ser muito bom mesmo ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá, confesso que estou um pouco cansado de tramas teen mas como a história difere bastante dos clichês desse gênero, fiquei bastante interessado. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Leo!
    O livro deve servir de estímulo para quem tem essa doença ou qualquer outra que a torne impossibilitada a médio ou longo prazo.
    Sammie dá uma verdadeira lição com sua obstinação e indo em busca de seus sonhos, apesar de ter a convicção que logo ela não poderá se lembrar de mais nada.
    Deve ser um ótimo livro.
    “Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Achei super interessante o livro abordar esse tipo de doença.
    E a escrita da autora parece conseguir prender o leitor do início ao fim e gosto disso.
    Estou vendo muitos comentários positivos em relação a história.
    E estou super, hiper, mega, ultra, power curiosa pra ler o livro.
    Parece ser uma história beeem emocionante e apaixonante.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Oi Leo, tudo bem?
    Eu estou de olho nesse livro faz meses e acho que estou fazendo igual você fez, enrolando para ler o livro. Gostei da sua resenha e por mais que eu goste de romance, no caso da proposta do livro, achei legal ele ter ficado em segundo plano.
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  9. Ah amei a resenha. Esse livro já está na minha lista.... Eu amo livros q me fazem chorar...

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Gostei muito da sua resenha. Apesar de não ser um estilo de leitura de que eu esteja acostumada, talvez, um dia, venha a ler! Em consideração as suas palavras, acredito que seja um bom livro.
    Ótima resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. esse livro é bem diferente do que normalmente eu leio
    na verdade eu já tinha escutado falar sobre esse livro só que eu estava com medo de ser muito triste, mas pelo jeito não é.
    mas pela sua descrição e o fato de nos fazer refletir sobre a vida eu acho que vou me aventurar

    ResponderExcluir
  12. Já tinha visto esse livro antes em algum lugar, mas não sabia do que se tratava. Achei interessantíssima a premissa, e fiquei morrendo de vontade de ler. Já vou colocar na lista de desejados. Estou curiosa com o que acontece no fim, apesar de que acho que é algo meio óbvio. Mas isso não me incomoda. O importante é o desenrolar dos acontecimentos, com certeza.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  13. Já li vários livros este ano, mas nenhum tão envolvente e encantador como este. Foge muito dos clichês de atualmente mesmo tendo um ar de um quase clássico diário. Recomendo para todos que gostam de viajar em um mundo mais realista e comovente de uma jovem comum.

    ResponderExcluir
  14. Bom li vários livros este ano, mas nenhum tão comovente como este. Não é um clichê mas tem um ar de um quase clássico diário.

    ResponderExcluir