Resenha - O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Sinopse: "Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, o avô havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, Abe convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real. Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, o menino se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Nesse lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta para sobreviver e salvar a vida de seus novos amigos. Viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, crianças com dons inusitados e monstros à espreita. Bem-vindo ao lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, um fascinante mundo novo pronto para ser descoberto."
Jacob cresceu ouvindo as histórias de infância de seu avô, Abraham, da época em que vivia em um lar para refugiados em uma ilha do País de Gales em plena Segunda Guerra Mundial. O garoto sempre acreditou no que o avô contava, inclusive nas fotos que este usava como prova para convencê-lo de que tinha amigos com poderes especiais, como uma menina voadora ou um garoto extremamente forte.

Agora, aos dezesseis anos, Jacob sabe que tudo não passava de fantasia, fruto de uma mente fértil e senil que, de tanto ouvir as suas próprias fábulas, acabou acreditando nelas. E quando Jacob descobriu a verdade sobre o avô, decepcionou-se com as mentiras contadas e o relacionamento entre eles deixou de ser o mesmo, apesar de Abraham continuar insistindo de que tudo era verdade.

Numa tarde, enquanto está no trabalho, Jacob recebe uma ligação do avô, que parece estar em meio aos seus frequentes surtos. Ele acredita que tem alguém querendo vir pegá-lo e precisa fugir a todo custo. Cansado, Jacob vai até a casa dele e se depara com o caos instaurado no lugar e não encontra o homem em lugar nenhum. A porta que dá para o bosque está aberta e seguindo naquela direção Jacob encontra Abraham gravemente ferido, em seus últimos suspiros de vida, que gasta para deixar uma mensagem ao neto.

Jacob tenta pedir ajuda, mas a imagem de uma criatura apavorante surge em seu caminho e o desespero toma conta de si. Ele tem certeza de que aquela criatura matou o seu avô e conta isso para as autoridades, mas é claro que ninguém acredita e logo ele é diagnosticado com estresse pós-traumático e precisa se tratar com um terapeuta.

Algum tempo depois, após o enterro de Abraham, Jacob está na casa do avô, ao lado do pai e da tia, esvaziando o local das lembranças. Em um livro ele encontra uma pista, que pode ter a ver com a mensagem que seu avô deixou para ele antes de morrer. A única forma de encontrar as respostas que procura é voltando ao passado de Abraham, e o melhor lugar para isso é o lar onde ele foi criado.

Após convencer os pais de que a viagem para a ilha seria útil para o seu tratamento, Jacob e o pai partem para passar alguns dias na remota localidade. O pai está escrevendo um livro sobre espécies de pássaros e o disfarce de Jacob é de estar o ajudando, enquanto procura vestígios da vida de seu avô e encontra a casa onde o homem que tanto admirou cresceu.

O local onde ficava o orfanato fica na parte mais distante da ilha e Jacob se aventura indo até , mas a decepção toma conta do garoto. Ele esperava encontrar muitos sinais, mas a casa está destruída e abandonada há muito tempo. Frustrado, Jacob volta para o hotel, mas de forma alguma desiste de descobrir o que aconteceu.

Na manhã seguinte, mais uma vez ele se aventura pela casa e aí as coisas realmente começam a mudar. Ele se depara com um grupo de crianças, que foge quando ele tenta se aproximar. Seguindo-as, Jacob acaba passando por uma fenda em uma rocha e, de repente ,se vê em outro lugar. Quer dizer, ele ainda se encontra na ilha, perto da casa, mas a região não é mais a mesma, está completamente renovada.

Jacob então conhece a srta. Peregrine, a diretora do orfanato, e descobre que a fenda atravessada é uma fenda no tempo. Ali, todo dia é 03 de setembro de 1940, ninguém lá envelhece, todos têm a mesma aparência da época em que o avô de Jacob ali vivera. Srta. Peregrine também conta que a casa é um lar para peculiares, crianças que nasceram com dons e são caçadas por seres malignos.

A história contada por Peregrine faz com que Jacob finalmente aceite que seu avô nunca mentiu para ele e logo ele começa a se conectar com as outras crianças do local e voltar lá todos os dias. Ele fica bem próximo de Emma, que foi namorada do seu avô nos anos 40. O que intriga Jacob é que, se o lar é para crianças peculiares, o que seu avô fazia lá? E se ele era um peculiar, qual seu dom e teria este sido passado para Jacob?

Quando um homem misterioso atraca na ilha, Jacob sabe que os peculiares estão em perigo e cabe a ele defender seus novos amigos das garras daqueles que querem destruí-los. Mas terá ele força para deter um inimigo muito mais poderoso e o qual só ele enxerga?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler.

***

Assim que eu soube do lançamento desse livro, minha vontade de ler era tremenda. A Editora LeYa lançou a primeira edição, sob um preço salgado, então, quando a Intrínseca anunciou a publicação da nova edição em capa dura, não hesitei em solicitar. Eu estava esperando por uma história de terror, daquelas assustadoras, mas fui surpreendido com uma trama completamente diferente.

Pela capa do livro e pelas fotos no miolo, vocês têm a ideia de que o exemplar fala sobre fantasmas ou algo do tipo, mas não. Ele é um young adult fantástico, onde o cerne são as crianças peculiares, seus dons e o perigo que correm, além da jornada de autodescoberta do protagonista.

A escrita de Ransom Riggs é simplesmente fantástica. O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares me prendeu logo nas primeiras páginas, mas como eu esperava por algo bem assustador, foi um pouco frustrante descobrir o real enredo da obra. Não que o volume seja ruim, pelo contrário, mas sabe quando a gente come uma bala achando que vai ser ácida e ela é doce? Então, foi o que senti lendo ele

O autor mescla sua escrita com as fotos e o legal é que ele se baseou nelas, retiradas de coleções pessoais de colecionadores, para criar a narrativa. Então sempre havia uma fotografia para ilustrar ou provar o que estava acontecendo naquele momento do texto. Algumas eram simplesmente tenebrosas e eu tomei muitos sustos quando virava as páginas e me deparava com elas. 

Os personagens foram muito bem construídos. Narrado em primeira pessoa, pela visão do Jacob, conhecemos um personagem bem controverso para mim. No começo eu o detestei. Ele tem dinheiro, uma boa família e mesmo assim está nem aí para vida, além de julgar seu avô, que tanto admirava, como um velho gagá. Mas depois que chega na ilha, Jacob vai amadurecendo e, aos poucos, passo a gostar dele, principalmente depois que ele e Emma se aproximam. 

Embora não tenha aparecido muito, a imponência da srta. Peregrine é palpável durante toda trama. É ela a responsável em reiniciar a fenda toda noite e proteger os pequenos peculiares. Eles a respeitam, e alguns a temem. Eu a amei demais. 

Sobre o final, foi bem melhor do que eu esperava. Riggs me surpreendeu ao se voltar para uma linha de escrita diferente do que vinha desenvolvendo e me deixou extremamente ansioso pela continuação. Quando o li no ano passado, ainda não tinha previsão para a comercialização de Cidade dos Etéreos, mas ainda este ano a Intrínseca trouxe para o Brasil as duas sequências e finalizou a série.

Quanto à edição física, dizer que a Intrínseca arrasou é uma redundância. O livro possui capa dura, num tom lindíssimo de vermelho, e sobrecapa. A diagramação é linda, toda colorida e seguindo o padrão dos outros volumes da série já lançados. A cada começo de capítulo tem uma página escura, com o número do capítulo gravado. As fotos só deixam tudo mais incrível. A revisão está ótima, as folhas são amareladas e a fonte é grande. 

Em suma, O Lar da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares é fantástico e eu recomendo a todos. Se joguem nessa leitura, pois vale muito a pena. E se tiverem curiosidade sobre as continuações, podem conferir as resenhas AQUI e AQUI.

O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs
Livro 01
Série O Lar da Srta. Peregrine

Editora Intrínseca
352 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota 5

13 comentários

  1. Não conheço a escrita do autor ainda, mas estou super animada pra conferir, sério.
    Esse livro parece conter uma história incrível, com uma aventura e tanto!
    Estou vendo muitos comentários positivos e estou cada vez mais ficando interessada, apesar de não ler muitos livros do gênero.
    Sua resenha me deixou bem curiosa. Espero conhecer a obra em breve.
    Quero muito assistir o filme também :)
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  2. Eu li em e-book, e senti falta de ter as fotos mais nítidas!
    Não vi a edição impressa, mas, tenho super vontade de ver, de reler, só se tiver Cidade dos Etéreos pra ler em seguida rs.

    Adorei suas observações quanto a não gostar de Jason no começo e de o livro ser de terror. Eu também achava que ia ser bem mais pesado, porém, gostei bastante!

    Abraços, Isis
    www.isistomie.com
    www.elefantevoador.com

    ResponderExcluir
  3. Comprei esse livro há dois dias, acredita? Não sei se foi da Leya ou da Intrinseca, mas aproveitei a promoção que estava tendo na amazon. Aliás, acho essa história bem diferente, e tenho visto comentários bem positivos, não tem nem como não ficar curiosa. E quero saber muito desse final que foi melhor do que você pensava.

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei interessada pelo livro quando saiu naquela outra editora, mas nunca consegui arrumar pra ler. Gostei quando a Intrínseca falou que iria lançar todos e as mudanças na edição foram um baita incentivo pra ler. Também achava que a história era de terror, acho que a maioria das pessoas pensa isso quando vê esse livro. Mas ele acaba surpreendendo e parece ter uma história muito boa, criativa, com personagens marcantes e gostosa de ler. Não vejo a hora de botar as mãos nessas edições e conhecer tudo direitinho ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi Leonardo, tudo bem?
    Adorei a resenha, só me fez querer ler o mais rápido possível.
    Desde que foi anunciado o filme que eu tenho acompanhado várias pessoas falando do quão incrível é essa história.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  6. Leo!
    É uma fantasia muito bem escrita, onde podemos acompanhar todo mundo extraordinário e ainda tem as fotos que a meu ver, complementa toda imaginação ao ler o livro.
    Desejo uma semana de luz e paz!
    “A dúvida é o princípio da sabedoria.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Eu estou doida pra ler essa série e passar por esses "sustinhos" com as fotos. Só q só tenho os dois primeiros... Assim q puder comprar e logo os outros pra dar início à leitura! !! Ótima resenha!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Leonardo!
    Olha concordo com você, nunca tinha lido nenhuma resenha do livro, mais pelas fotos da capa e do miolo tbm pensava que se tratasse de uma história de terror (que não faz meu estilo, mas me surpreendi ao descobrir que não e ficar com vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  9. eu estou louca para ler esse livro
    todo mundo está elogiando muito a escrita da riggs
    e realmente a edição está linda é uma obra para os olhos

    ResponderExcluir
  10. Olá, Riggs acertou em cheio quando teve a ideia de incluir fotos no livro pois a experiência de ler a obra torna-se muito mais palpável. Estou louco pra ler biblioteca de almas. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Leonardo!!!

    Eu amei a leitura deste livro! Li em ebook mais gostei tanto que comprei o físico, agora só me falta ler os demais livros da série e claro, assistir ao filme!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Tenho os dois primeiros livros, mas ainda não fiz a leitura. Mas sei que vou gostar muito, pois sempre que leio uma resenha, assim como a sua, a ansiedade vai ao máximo!
    Ótima resenha, adorei!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Quero muito ler a trilogia, principalmente agora que a Intrínseca lançou o primeiro volume nessa edição linda. A história parece ser muito interessante, queria muito conhecer os peculiares. Só não li ainda porque não comprei o livro, e também tem a falta de tempo. Mas já está na lista de desejados e pretendo ler assim que puder.

    Abraços :)

    ResponderExcluir