Resenha - Novembro, 9

Sinopse: "Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?"
Nove de novembro mudou a vida de Fallon para sempre. Um incêndio acontecido nessa data deixou todo um lado de seu corpo queimado. A dor se foi, mas as cicatrizes ficaram e ela precisou parar com sua carreira de atriz.

A relação com o pai só piorou depois do ocorrido, já que ele insiste que Fallon deve desistir de vez do seu sonho de voltar a atuar. E justamente quando está discutindo com o coroa, no dia de sua mudança de Los Angeles para Nova Iorque, o destino coloca Ben em sua vida.

Ben estava ouvindo a conversa de Fallon com o pai da mesa ao lado e não conseguia mais escutar as atrocidades que o homem dizia para a filha. Assim, ele resolveu se meter e fingiu ser o namorado da garota, para dizer umas verdades ao "sogro" de uma forma que não parecesse tão escrachada. A coisa dá tão certo que ele deixa o homem sem palavras.

Confusa, mas ao mesmo tempo agradecida, Fallon quer passar mais tempo ao lado do seu salvador e logo ambos percebem a conexão que nasceu desde o primeiro momento que seus olhos se cruzaram. Só que Fallon está de mudança para o outro lado do país e eles têm poucas horas para aproveitarem juntos, antes que ela embarque para Nova Iorque.

Obviamente, o laço entre eles vai se estreitando cada vez mais conforme o momento de partir se aproxima, mas ela precisa ir atrás de seus sonhos e ele sabe que não pode pedir para ela ficar. Assim, os dois decidem que todo dia 9 de novembro vão se encontrar naquele mesmo café onde se conheceram. Nenhum contato será feito entre os dois, só nesse dia. E a regra é que, até o próximo encontro, um deve cumprir alguma tarefa designada pelo outro.

Será que os dois estarão preparados para viver um sem o outro durante um ano? O que vai mudar na vida deles nesse tempo afastados? E o mais importante: o sentimento que existe entre eles vai evoluir ou desaparecer completamente?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Acredito que não seja novidade para ninguém aqui que Colleen Hoover é uma das minhas autoras favoritas do universo e que leio tudoo  que ela escreve. Contudo, quando Novembro, 9 foi anunciado, fiquei com um pé atrás. Primeiramente, devido à premissa parecida com o livro Um Dia, depois, pelo fato de algumas amigas que leram a obra quando foi publicada lá fora dizerem que a autora "havia estragado o livro na metade". Preciso mesmo dizer que não foi nada disso?

De todas as obras que li da Colleen, acho que nesta a sua escrita está mais madura, intensa e envolvente. Suas histórias me prendem logo nas primeiras páginas e aqui não foi diferente, mas teve um quê a mais. Eu simplesmente não conseguia parar de ler e sempre que precisava pausar a leitura, dava um jeito de voltar correndo o mais rápido possível.

O que mais gosto na Colleen é o jeito com que ela cria suas tramas e seus personagens, de uma forma tão crível e humana, que faz parecer que as coisas narradas ali podem realmente acontecer em nossas vidas. Seus personagens cometem erros e aprendem a viver com eles, amadurecendo e evoluindo, sem se deixar abater pelo medo de falhar novamente, porque, caso deslizem outra vez, vão aprender ainda mais.

Em Novembro, 9 temos a narrativa em primeira pessoa, alternando as perspectivas de Ben e Fallon. Acho que isso foi essencial para o desenvolvimento do enredo, já que conseguimos acompanhar ambos os lados e entender o que está passando na cabeça dos dois. Em alguns momentos tive vontade de sacudi-los, é claro, mas no fundo entendia seus receios e atitudes. 

Já que estamos falando de personagens, preciso dizer que estou completamente apaixonado por Ben. Ele pode ter todos os seus defeitos, mas o modo como ele trata Fallon é um sonho. E podemos perceber isso através do momento que ela passou a acreditar em si mesma, quando ele a fez perceber que suas cicatrizes não definiam quem ela era. Cada belíssima lição que ele dava a ela aumentava sua autoconfiança e não há coisa melhor do que recuperar a autoestima.

Ah, Colleen também preparou uma surpresa para os seus leitores mais fanáticos. Os personagens Miles e Tate, de O Lado Feio do Amor, fazem uma rápida aparição aqui. Não é algo muito incrível, mas matou a saudade e pudemos saber o que aconteceu com eles depois do desfecho da obra. Amo o quanto Colleen se preocupa com esses detalhes.

A única coisa que me incomodou foi a questão da passagem do tempo. Um ano inteiro se passou, condensado em apenas um dia. Os personagens estavam mais velhos, suas vidas tinham mudado, mas era como se basicamente tudo a respeito do casal permanecesse igual. Não é um ponto exatamente negativo, mas fiquei na curiosidade de saber o que aconteceu nos outros 364 dias do ano. 

O final foi maravilhoso, emocionante e me arrancou muitas lágrimas. Colleen me arrebatou muito seguindo pelo caminho mais óbvio, porque eu realmente acreditei que ela iria por um caminho completamente diferente. Gostei demais do modo como tudo se encerrou e a autora soube deixar tudo de uma forma ainda mais mágica e linda.

A edição física está bem trabalhada. A capa é belíssima e fica maravilhosa na estante. A diagramação é simples, as páginas são amareladas e a fonte é agradável para a leitura. A única ressalva se dá à revisão, que deixou muito a desejar. Eu estava tão imerso na leitura que era frustrante perder a concentração por causa de frases escritas de uma forma impossível de entender. Esperava bem mais.

Novembro, 9 é um livro encantador, apaixonante e desolador, que me despertou as mais diversas emoções. Com certeza entrou para o meu Top 3 livros da autora. Por isso não posso deixar de recomendar a leitura a todos. Garanto que não vão se arrepender! 

Novembro, 9 - Colleen Hoover
Editora Galera Record
248 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota 5

11 comentários

  1. O queeee? Como assim tem até Miles e Tate nesse livro e eu não sabia!!!?!!! Ahh meu Deus, agora eu quero ler mais ainda! xD
    A história parece ser linda e com livros dessa autora ou a emoção é certa ou o choro é livre. E é por isso que amo os livros dela. Ela faz personagens fortes, situações difíceis e ainda deixa lindas mensagens de superação e amor, a importante da amizade, família e coisas assim.
    Já vi que com esse ou ela acaba comigo ou vira mais um favorito. Ou os dois! Haha xD

    ResponderExcluir
  2. Leo!
    É por essas e outras que apesar de ler as resenhas e opiniões dos leitores, gosto de ler os livros e tirar minhas próprias conclusões, porque tem livro bem polêmicos e gostar ou não depende de cada experiência própria.
    Esse lance de passar um ano sem se encontrar, para mim nunca daria certo, porque gosto é de estar pertinho de quem me faz bem e amo, entretanto quero saber o que aconteceu com os dois durante esse período e tendo uma narrativa onde podemos observar os dois lados da história, me deixou com mais vontade ainda de ler.
    “O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Quando a revisão de um livro está ruim, eu perco um pouco do foco, mas, se o enredo está bom, eu quero terminar de ler!
    Gostei bastante quanto a essa trama de se ver depois de 1 ano, porém, fiquei imaginando que poderia se estender por mais uns 5 anos, talvez?! E dai, fazer um resumo do que se passa nesses outros dias. Daria uma novela imensa, mas acho que seria válido!

    Abraços, Isis
    www.isistomie.com
    www.elefantevoador.com

    ResponderExcluir
  4. Bom saber que você gostou desse livro.
    Estou vendo tantos comentários negativos sobre essa história, sério.
    Mas minhas expectativas não diminuíram não!
    Gostei bastante da escrita da autora em dois livros que li e estou bem animada pra ler esse livro.
    Parece ser uma história bem delicinha.
    Espero que esse ano eu tenha a oportunidade de conhecer a obra.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Oi Leonardo!
    Tbm amei o livro! Fiquei meio chateada no meio do livro, mais fui até o final e não me arrependi. Li o livro e não lembro dessa aparição do Miles e da Tate. Li em inglês por isso não posso falar sobre a tradução, mas acho que a editora deveria se empenhar mais nisso pq ouvi a mesma coisa de O lado Feio do amor.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. eu acho que o melhor é ler e tirar as próprias conclusões é mais fácil eu gostar de um livro que o povo detonou do que gostar de um que o povo amou, afinal ainda tem um outro problema: expectativas
    dela eu li só o lado feio do amor e adorei, lá tinha horas q eu ficava meio chateada com os personagens, mas depois eu fui pensar torna mais real
    estou super curiosa para ler esse tb

    ResponderExcluir
  7. Olá, quando se trata de Collen Hoover os lenços de papel tem que estar perto pra enxugar as lágrimas (sim, eu faço isso), adoro quando os autores se renovam criando tramas atípicas ao que esperamos deles, mas em Novembro 9 a autora só mostra seu talento nato pra escrita. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Eu já disse q esse ano vou ler Colleen né? Kkkk Tô querendo começar por esse. Gosto dos livros q me levam as lágrimas. Já tinha lido tb q esse livroparece com Um dia, mas ese livro me atrai mto, não sei explicar. Parabens pela resenha. Me deu mais vontade d ler

    ResponderExcluir
  9. Oi Leonardo!a

    Sou doida para ler mais livros dessa autora, gosto muito do gênero que ela escreve e, pelo que percebi nas resenhas de seus livros, os temas são sempre polêmicos neh?
    Parabéns pela resenha, espero ter a oportunidade de lê-lo.

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  10. Oi, Leonardo!
    Ainda não li nada da autora, mas assim como esse livro, também pretendo ler outros dela. Já encontrei comentários positivos e negativos, sobre essa obra, mas de qualquer forma, pretendo tirar minhas próprias conclusões.
    Adorei a resenha, parabéns.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Apesar de ainda não ter lido nada da Colleen, estou cada vez mais curiosa com as histórias dela. E essa, particularmente, parece ser muito boa. Gosto bastante do fato dela ter sido escrita desta forma, como o livro Um Dia, que eu amo. E parece que os personagens são bem apaixonantes. Vai pra lista de desejados com certeza.

    Abraços :)

    ResponderExcluir