O post que NÃO queríamos fazer

Olá pessoal, tudo bem? Esperamos que sim. Aliás, não vai fazer muita diferença. Porque, infelizmente, não trazemos boas notícias.
 
Pedimos que, por favor, leiam tudo com muita calma e atenção. Vamos explicar detalhadamente. Enquanto vocês estiverem lendo este post, o mundo já terá sido vítima de uma história sórdida que pode varrer a alegria da humanidade e infeStar o planeta de tristeza e melancolia. Tentarão enganar vocês, afirmando que é brincadeira nossa e que, hoje, a Netflix disponibilizou uma atração incrível chamada Desventuras Em Série. Mas é mentira. Trata-se de uma tramoia que o Recanto da Mi pretende desmascarar.
 
Tudo começou com Lemony Snicket. Ele é o autor do crime. Ou talvez seja mais uma vítima. É meio nebuloso.  Como todo ser estranho que se preze, o sujeito possui uma história de arrepiar os cabelos. Foi levado ainda criança por uma Organização Secreta chamada  C.S.C (Corporação pelo Salvamento das Chamas). Lá conheceu Beatrix, por quem se apaixonou, mas que provavelmente está morta, a julgar pelas dedicatórias dos seus livros.  Ninguém sabe o que houve. 

A vida de Lemony é envolta em mistérios sombrios e os infortúnios pelos quais passou provocaram danos Irreversíveis em sua alma. Lemony dedicou-se a escrever uma coleção de obras chamada Desventuras Em Série, com tristes acontecimentos que ocorreram a uma família aparentemente comum. Para realizar este feito, o autor precisou mergulhar a fundo no mundo do crime, mas a sua formação é exclusivamente teórica. É o que ele diz.


Compre aqui: Saraiva / Amazon
 
Ao longo de 13 volumes, Lemony narra a trajetória dos irmãos Violet, Klaus e Sunny Baudelaire. Três crianças fofas e tremendamente azaradas. Os irmãos Baudelaire perdem os pais em um trágico incêndio e são obrigados a morar com o Tio,  Conde Olaf. É muito importante que vocês memorizem esse nome. CONDE OLAF. Paola Bracho, Malévola e Voldemort tremem Ao ouvir sobre essa criatura. O Conde é Mestre em disfarces, cruel e é o mais terrível dos vilões. Para o infortúnio das crianças Baudelaire,  ele pretende roubar a herança deixada pelos pais dos garotos.
 
Os planos do Conde são tão angustiantes e sórdidos, que podem comprometer seriamente o dia de vocês caso leiam a série. Não se deixem enganar pelas capAs fofas dos exemplares. Tratam-se de histórias lamentáveis com alto poder viciante e sem nenhuma gota de felicidade. Lemony tentou alertar o mundo sobre o perigo de lê-las mas, lamentavelmente, não funcionou.
 
As Desventuras Em Série já foram traduzidas para mais de 39 línguas, e acumulam o número espantoso de mais de 65 milhões de livros vendidos. Ninguém sabe ao certo explicar o sucesso da saga. Talvez o Conde Olaf, orgulhoso de sua própria maldade e disposto a afetar a saúDe psicológica de todos, esteja seduzindo os leitores desavisados. O perigo é tão grande que as livrarias tentam proteger os seus clientes com avisos improvisados próximos às prateleiras:


Mesmo assim, nada parecE deter a febre das Desventuras. Cada vez mais pessoas adquirem os volumes e passam a espalhar um senso de humor pessimista que, francamente, estressa qualquer um. O Sucesso da coleção chegou a ponto de dar origem a uma adaptação cinematográfica em 2004 com Jim Carrey no papel do Conde MaquiaVélico.
 

Agora, todos os limites foram Extrapolados. A triste história dos irmãos Baudelaire e as maldades do Conde Olaf invadiram a Netflix. Uma plataforma gigaNte do entretenimento, com milhões de usuários em todo o mundo e que sempre amou finais felizes, agora espalhará essa narrativa repleta de desgraças e diferente de tudo o que vocês já viram. Não se sabe quem o Conde manipulou para que acontecimentos tão sórdidos sejam transmitidos a todo o planeta. As consequências podem ser nefastas e vão desde noites insones para maratonas à Total perda de esperança na felicidade. Essa é uma história extremamente ameaçadora, que pode afetar as sUas mentes de diversas formas. A aflição de ver três cRianças fofas enfrentando situações de risco pode levá-los a roer as suas unhas. As maldades do Conde Olaf podem não sair mais de suas cabeças. A fim de resguardar os cidadãos em todo o mundo, vários países estão espalhando cartazes como esses:
 
Pegar esse ônibus é como tirar férias, comparado à assistir a esta série.
O ônibus está a caminho, infelizmente, assim como este seriado.

O RecAnto da Mi alerta os seus seguidores de que não adianta tentarem ser fortes ou  verem “só um episódio” da série para depois deixar de acompanhar. Não há como resistir às carinhas dos irmãoS Baudelaire e isso os converterá em fãs. Tal fato certamente será uma tragédia, já que essa não é uma história comum e não há um pingo de fofura em todo o enredo. Por favor, leiam atenciosamente as nossas dicas para NÃO assistirem à atração e sobreviverem ao falatório de todos os seus amigos que vão tentar te puxar para o lado negro da força:
 
- ISOLAMENTO: Não, vocês não leram errado. Todo o cuidado é pouco. Os meios de comunicação são perigosos, as pessoas soltarão spoilers nas ruas e as Desventuras certamente serão um dos assuntos mais comentados da internet. Melhor não olhar. Mensagens subliminares podem estar escondidas em locais improváveis para tentar persuadir vocês. Enquanto todos assistem aos episódios, dirijam-se ao mercado mais próximo e procurem estocar o máximo de comida em casa, de forma que não seja necessário sair às ruas. Sério! E não pode ser comida que combine com maratona de séries. Nada de refrigerante e pipoca! Nada que dê vontade de ver “só uma seriezinha!”  Deem preferência aos repolhos, sopas de ervilhas e chás de camomila ou lavanda (que farão vocês dormirem profundamente e escaparem ilesos ). AcrediteM, é mais seguro.
 

- DEDIQUEM-SE A OUTRAS ATIVIDADES: E daí que o mundo inteiro estará assistindo as Desventuras em Série? Vocês são pessoas de personalidade e não querem se viciar numa série sarcástica, toda narrada em tom pessimista. Assim como vocês também não querem participar dos encontros de fãs que prometem lotar as livrarias. Melhor investir tempo em atividades mais práticas e divertidas, que farão vocês se entreterem sozinhos. Recomendamos a arte milenar do origami e um dos passatempos mais queridos pela humanidade: resolver equações.
 

- BUSQUEM NOVAS AMIZADES: Os seus amigos provavelmente já foram contaminados. Talvez planejem estourar pipocas ou pedir pizzas para maratonar os episódios dessa série macabra. Sentimos informar, mas eles não sabem com o que estão lidando. Logo estarão comprando o box com os livros da série e fazendo comentários peculiares carregados de ironia e tristeza. É melhor que vocês interajam com novos amigos, de preferência objetos inanimados que não podem recomendar entretenimentos tão nocivos. Vocês podem se inspirar no Tom Hanks em seu clássico filme Náufrago: É só pintar um rosto em um objeto qualquer e conversaR livremente sobre coisas alegres. Não é uma Ideia maravilhosa?
 

Lamentamos profundamentE que vocês precisem passar por isso. Acreditem, é melhor do que embarcarem na jornada dos Baudelaire, que pode nunca mais sair das cabeças de vocês. Caso não tenham gostado de nossas dicas para esse fim de semana, existe uma opção mais fácil: é só clicar no play e conferir Desventuras em Série, a nova produção da Netflix. Mas fiquem avisados: esse é um caminho muito, muito perigoso. E sem volta.

 

OBS: Ao longo desse post, existem algumas letras maiúsculas em vermelho. Juntas, elas formam uma frase abominável que, certamente, é da autoria do Conde Olaf. Não sabemos como ela foi parar em nosso texto e pedimos desculpas. Aparentemente, todos os meios de comunicação estão repletos de mensagens secretas para atrair aqueles de mente mais frágil. É melhor que vocês se afastem de seus computadores imediatamente.

10 comentários

  1. Laís!
    Bem, não li os livros, não assisti o filme original, mas ando mesmo ouvindo diariamente sobre a série do Netflix que começou hoje e já tinha comentários acalorados no twitter...kkkkkk
    Não assistirei porque não tenho assinatura na Netflix, infelizmente, caso contrário, nem estaria aqui comentando todo esse seu alerta. Como resistir a Sunny?kkkkk
    “O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. obrigada pelo aviso =)
    ainda não li os livros, estão na minha lista faz tempo!
    mas apesar de todos os seus avisos estou pensando seriamente em assistir (algo me diz que vai ser um seguido do outro) qd terminar eu volto para comentar

    ResponderExcluir
  3. Só eu que estou perdidinha quando se trata dessa obra haha
    Não assisti filme, nem li os livros.
    Estou vendo muitos comentários e "alertas" a respeito dessa história e isso está me deixando um pouquinho curiosa.
    Como tenho Netflix, quem sabe não conheça essa aventura?
    Adorei o post e a frase abominável kkkk
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Haha, ai meu Deus! Melhor divulgação de uma série que já vi xD
    Amando ver esses posts especiais e coisinhas assim da série.
    Conheço a história por ter visto o filme anos e anos atrás, mas não lembro muita coisa além dos personagens. Adorei que agora tem uma série toda dedicada aos livros e pelo jeito muito bem feita, porque já vi diversos elogios. Engraçada, sarcástica e cheia de desventuras mesmo!
    Ps: a frase em vermelho! haha, preciso fazer isso xD

    ResponderExcluir
  5. Olá, parabéns pela criatividade no post, adorei. Vou ainda não tive o desprazer de assistir a série, mas li (infelizmente) o primeiro livro e sei das tragédias que estou prestes a ver. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo post! !!Incrivelmente inteligente!!! Parabéns! Há mto tempo não leio algo tão bem escrito! Obrigada pelos avisos mas confesso q tô mto inclinada a assistir hahahaha

    ResponderExcluir
  7. Oi Mirelle!!!

    Parabéns pelo post maravilhoso!!! Ficou incrível, de vdd! Infelizmente, o li tarde demais... já assisti a primera temporada e estou apática de tanto terror! Conde Olaf é, realmente, um monstro em forma de gente! ;)

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  8. Que demais esse post!!! hehehe
    Infelizmente, já assisti o primeiro capítulo, mas dormi na metade, seria um sinal?
    Queria tanto ler os 13 livros, mas será que o Conde Olaf deixa?

    Adorei a brincadeira das letras vermelhas.

    Abraços, Isis

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Adorei a chamado do post. Parabéns pela criatividade!
    Gostei muito do filme original e pretendo assistir a série, por esses dias. Mas quero muito os livros, claro! Apaixonada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Gente kkkkkkk adorei o texto! Teria me convencido à assistir, se eu já não tivesse assistido. Até hoje não li os livros, mas tenho vontade desde que o filme com o Jim Carrey foi lançado. Quando soube que a Netflix ia fazer a série, fiquei na ansiedade até sair. Agora já assisti e achei maravilhoso. Só preciso então ler os livros, mas vou começar logo logo, esse ano ainda.

    Abraços :)

    ResponderExcluir