Top 5 - Motivos para começar a ler Os Legados de Lorien

E aí gente, hoje trago para vocês um Top 5 incrível! Recentemente a Editora Intrínseca lançou Unidos somos um, o sétimo e último volume da série Os Legados de Lorien. Eu estou muito ansioso para fazer essa leitura e vim compartilhar um pouco da minha empolgação com vocês, apresentando tudo que essa série tem de melhor!

Para quem não conhece, Os Legados de Lorien narra a história de 9 jovens que, ao terem seu planeta invadido pelos temíveis Mogadorianos, vieram para a Terra em busca de abrigo. Eles vêm do planeta Lorien e, quando estiverem treinados e prontos, devem voltar para casa e derrotar os seus inimigos. Os jovens são membros da Garde e possuem habilidades especiais, denominadas legados, e devem ser ensinados por seus guardiões, conhecidos como Cêpans, para aprimorá-las.

Contudo, é claro que os Mogadorianos não vão deixá-los escapar ilesos e vêm ao nosso mundo para caçar os jovens que sobraram. Mas existe um porém: cada um dos garotos possui um número e eles só podem ser mortos nessa ordem, desde que nunca se encontrem. Portanto, todos devem ficar afastados, se não a magia que os protege se romperá.

Agora, sem mais delongas, conheçam os cinco motivos para começarem a ler Os Legados de Lorien:

1. TODOS OS LIVROS JÁ ESTÃO DISPONÍVEIS:

Com o lançamento de Unidos somos um, a série está finalmente completa. Então, se vocês são do tipo que não aguentam esperar pelo lançamento das continuações, não há desculpas para começarem a ler. A coleção conta com sete volumes, que vêm sendo publicados pela Intrínseca desde março de 2011. A ordem é: Eu sou o Número Quatro, O Poder dos Seis, A Ascensão dos Nove, A Queda dos Cinco, A Vingança dos Sete, O Destino da Número Dez e, finalmente, Unidos somos Um. Além disso, a série ainda contém uma gama de contos, publicados em e-book e disponíveis em todas as plataformas on-line para compra. No site da Editora vocês podem encontrar uma linha do tempo que mostra exatamente a disposição em que as obras e os contos devem ser lidos, é só clicar AQUI.


2. ESQUEÇAM A EXISTÊNCIA DA ADAPTAÇÃO CINEMATOGRÁFICA:

Não, o filme não é ruim. Tem os seus prós e contras, mas o problema é que não funciona como adaptação. Estrelado por Alex Pettyfer, Dianna Agron e Teresa Palmer, a película chegou aos cinemas em 15 de abril de 2011. Eu devo confessar que só resolvi ler os exemplares depois de assistir ao filme, já que fiquei curioso sobre o que aconteceria depois. E não foi surpresa constatar que as obras são bem diferentes, obviamente o livro sendo muito melhor. Me apaixonei pela série e dei graças a Deus porque em novembro do mesmo ano a Intrínseca já lançou O Poder dos Seis e pude dar continuidade à leitura.

3. A ESCRITA É FLUIDA:

Os livros foram comercializados sob o pseudônimo de Pittacus Lore, que é um lorieno que tem a sua importância dentro da trama, porém, por trás desse nome estão James Frey e Jobie Hughes. Muita gente não sabe, mas James Frey é dono de uma empresa que criou todo o Universo de Os Legados de Lorien e Hughes é um ghost writer que deu vida a essa história. O trabalho de ambos funciona em perfeita harmonia - apesar de que tiveram algumas brigas a respeito do andamento do enredo, nada fora do normal - e eles conseguem prender o leitor de uma forma única. Não é à toa que a série tem sete livros e eu ainda tenho vontade de ler...

4. ASPECTOS REALISTAS EM MEIO A UMA GUERRA ALIENÍGENA:

Toda trama construída por eles é muito bem desenvolvida, mas o que mais me conquistou foi toda essa questão interplanetária trabalhada. Adoro livros com essa temática e foi impossível não me envolver na batalha entre os Lorienos e os Mogadorianos. Enquanto Lorien representa aquele mundo onde a vida segue em perfeita harmonia, todos se respeitam e o amor prevalece; Mogadore simboliza o ódio, a ganância, e a necessidade de sobrepujar os outros em benefício próprio. Esse contraste é assustador por um lado, mas também retrata grandes verdades acerca da nossa sociedade atual. Seria a Terra igual a Lorien, a Mogadore ou a uma mistura dos dois? E até que ponto isso é bom ou ruim? 

5. OS PERSONAGENS SÃO FANTÁSTICOS:

Sem personagens bons não se faz uma boa série e aqui não falta nada isso. Cada um dos membros da Garde tem a sua importância dentro da trama e são diferentes à sua maneira, mas se entendem como ninguém. De longe a minha favorita é a Número Seis. Com seu jeito irreverente, completamente focada e incrivelmente badass, Seis apareceu pela primeira vez logo em Eu sou o Número Quatro e foi impossível não me apaixonar por ela. Outra questão que acho incrível a respeito dos personagens de Os Legados de Lorien é que o poder feminino está sempre presente. Estamos constantemente acostumados com histórias onde os homens são os heróis mais poderosos e aqui vemos isso por outra perspectiva. Seis e Sete provam que mulheres também arrasam - às vezes bem mais do que o sexo masculino - e não se deixam subjugar por ninguém, seja alien ou humano.

***

Agora vamos falar sobre a minha ansiedade para ler Unidos somos Um. Como dito no post, eu acompanho essa série desde 2011. São 5 anos querendo saber como as coisas terminariam e como ficaria cada um dos destinos dos membros da Garde. Já estou com meu exemplar aqui, um presente maravilindo da Editora Intrínseca, e espero poder conseguir lê-lo o mais rápido possível, pois tenho certeza que vai valer a pena!

Fiquem de olho agora na capa, sinopse e nos links de venda de Unidos somos um:

Sinopse: "A guerra está chegando ao fim. Mas o planeta só pode ser salvo se todos se unirem para lutar. Último livro da série Os Legados de Lorien, Unidos somos um chega à sua conclusão repleto de surpresas e reviravoltas de tirar o fôlego. A guerra entre a Garde e os mogadorianos, que por tanto tempo ocorreu em segredo, tornou-se um conflito global. Agora, os humanos não só precisam lidar com a realidade de que alienígenas existem, mas também que terráqueos estão começando a manifestar poderes sobrenaturais. Além de adolescentes espalhados por todo o mundo que desenvolveram Legados, a Garde também vai poder contar com o reforço do Exército dos Estados Unidos, que conseguiu reunir uma equipe livre de agentes de infiltrados. No entanto, será necessário proteger esses novos recrutas sem treinamento, já que os mogs parecem interessados demais em usá-los para seus planos misteriosos. Só que John Smith não é mais o mesmo. Depois de perder as pessoas que mais amava nesse conflito, o Número Quatro não parece disposto a permitir que haja mais vítimas. E com um incrível poder recém-descoberto, John pode ser a arma mais forte contra os mogadorianos. Mas que sacrifícios serão necessários na batalha final? Será que John abrirá mão da própria vida para proteger os demais? Em um desfecho cheio de ação e decisões difíceis, o destino da Garde nunca mais será o mesmo. A série Os legados de Lorien já acumula mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil. Eu sou o Número Quatro, primeiro volume da série, inspirou o filme homônimo lançado em 2011 pela DreamWorks e produzido por Steven Spielberg e Michael Bay."

Adicione ao Skoob AQUI.

Compre aqui: Saraiva / Amazon

9 comentários

  1. Oi Leonardo, nunca li nenhum livro desses, mas o primeiro ponto que você levantou, sobre todos os livros já estarem disponíveis,é na minha opinião o mais forte. Adoro quando acontece de eu começar a ler uma nova série e gostar e poder terminar tudo de uma vez.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Concordo completamente com esses 5 motivos. Disse TUDO!!!
    Gosto bastante do filme, uma pena não ter tido a continuação.
    Já li os 4 primeiros livros e só estou aguardando uma oportunidade pra comprar ou ganhar os outros pra ai sim ler tudo.
    Quero reler desde o inicio quando completar a série.
    A história e a escrita do autor são tão boas, que prendem o leitor do incio ao fim.
    Sério, sou fã dessa série <3
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  3. Eu deveria mesmo começar a ler séries que já tem todos os livros lançados. Assim não dá aquela ansiedade de esperar. Essa em questão parece ser bem interessante por se tratar de alienígenas, e eu nunca li nada assim, seria uma novidade e tanto. Adorei a sua lista.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
  4. Leo!
    Deve mesmo ser uma série fantástica, infelizmente não tive oportunidade de ler nenhum dos livros e até tenho um aqui, mas quero adquirir todos, assim leio tudo de uma vez.
    Por suas dicas deve mesmo valer a pena e tomara que o filme chegue logo...
    “Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
    (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Caraaa super concordo com você!Principalmente quanto aos personagens... Amo a Seis, Sete, o Oito e Nove. Esse quarteto <3!! Melhor série de invasão alienígena ever!

    ResponderExcluir
  6. Oi Leonardo!

    Olha, eu ne precisava ler esses 5 motivos viu? rsrsrsrsrs ou doida para ler essa série, mas a quantidade de livros desanima. Mas, vou ver se consigo comprar os ebooks e começar a lê-los ano que vem, quem sabe eu consiga terminá-los antes do final de 2017! rsrsrsrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  7. Amo legados de lorien, uma das minhas séries preferidas <3333

    ResponderExcluir
  8. eu já tinha ouvido falar de Eu sou o número quatro, mas não sabia que se tratava de uma série, tanto que jamais ouvi falar dos demais livros da série, mas me interessei bastante, pela forma que você deu uma resumidinha básica, eu curto bastante esse tipo de livro, e só pelo fato de as mulheres não serem o "sexo frágil " do livro me interessa mais !!

    ResponderExcluir
  9. Os sehs motivos são bem convincentes, mas eu ainda fico com o pé atrás por ser uma série um tanto extensa. Ainda não assisti ao filme, mas vou dar uma chance (vai que eu comece a gostar da ideia...)

    ResponderExcluir