Dica de leitura - Sully: O herói do Rio Hudson

Sinopse: "Em 15 de janeiro de 2009, o mundo testemunhou um pouso de emergência notável quando o comandante Chesley Sullenberger, um piloto com mais de vinte mil horas de voo, habilidosamente deslizou o avião da US Airways sobre o rio Hudson, em Manhattan, salvando todas as 155 vidas a bordo. Poucos minutos depois de decolar do aeroporto La Guardia, o voo 1549 ganhava altitude quando a fuselagem estremeceu. Ao colidir com um bando de pássaros, o avião perdeu ambos os motores. O sangue-frio do piloto não apenas evitou uma enorme tragédia, mas o transformou em herói. O incidente, que na época ficou conhecido como “O milagre do rio Hudson”, inspirou o comandante Sullenberger a contar a própria história: uma trajetória de dedicação, esperança e prontidão, que revela as importantes lições aprendidas por ele na infância, durante o serviço militar e depois, trabalhando como piloto da aviação civil."
Adicione ao Skoob AQUI.

Compre aqui: Saraiva / Amazon

E aí pessoal, hoje trago para vocês uma dica de leitura para quem curte livros de não ficção, com uma pegada biográfica. Conheçam Sully: O herói do Rio Hudson, escrito por Chesley B. e publicado pela Editora Intrínseca.

A primeira coisa que me chamou atenção ao ver esta obra foi Tom Hanks impresso na capa. Amo esse ator e fui procurar mais a respeito. Descobri que este best-seller foi adaptado para os cinemas, com direção e produção de Clint Eastwood, e com Tom Hanks no papel de Sully.

O filme Sully estreou em 01 de dezembro e ainda conta com Aaron Eckhart, como o copiloto da aeronave da US Airways, e Laura Linney, no papel de Lorraine, esposa do comandante.

Pelo que pesquisei, a história fala sobre um incidente aéreo que requereu um pouso de emergência na água. Para quem não sabe, eu tenho viajado todo final de semana de avião, a trabalho, e se isso já não fosse estressante o suficiente, recentemente a aeronave que viajava com o Chapecoense caiu. Não é à toa que muito me interessa saber sobre essa temática, e como diz Sully no trailer, ninguém nos prepara para desastres assim.

O mais impressionante de tudo é que por mais que ele tenha salvo a tribulação e os passageiros, foi julgado pela decisão que tomou, que podia ter sido a responsável por, na verdade, ter posto todos em perigo. Como é tênue a linha que separa o certo do duvidoso na hora em que temos centenas de vidas nas mãos. Estou louca para descobrir todos os pormenores referentes a esse caso.

Assistam ao trailer abaixo, comprem o exemplar e leiam o relato do comandante e assistam ao longa, e depois me contem o que acharam!

4 comentários

  1. Achei bacana demais a dica.
    Tanto livro, como filme, parecem ser muito bons.
    Fico aliviada por ver que todos foram salvos! Não tem como não pensar na tragédia da Chape né? :(
    Adoro o trabalho do Tom Hanks e fiquei bem curiosa pra conhecer essas obras.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  2. Mi!
    Não conhecia o filme, nem o livro, mas pelo visto foi baseado em fatos reais e só isso já me atrai para leitura.
    E também como falou, tem tido tantos acidentes aéreos que ficamos curiosos por saber como as coisas acontecem.
    Na minha opinião, os resgastes coletivos tem sido cada vez maiores e as pessoas não se atentam para seu desenvolvimento espiritual.
    “Natal não são as luzes lá fora, mas a Luz que brilha em seu coração... Feliz Aniversário, Senhor!” (Daniela Raffo)
    Boas Festas!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mirelle!

    Eu vi o trailer e adorei! Não sabia que havia um livro, vou adicioná-lo na minha lista e espero ter a oportunidade de lê-lo antes de conferir o longa!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. não sou muito fã de não-ficção e biografias, então não me interessou muito, mas fiquei curiosa pra saber como ele lidou com isso, quando mesmo ele tendo salvado vida de varias pessoas, foi julgado pelo seu ato, acho que por isso que não gosto muito de não-ficção, mostra como o mundo é cruel e julgam uns aos outros como se nunca errassem, e mesmo quando você faz algo bom, as pessoas insistem em ver o seu erro !! quem sabe eu assista o filme, mas nada garantido de eu ler o livro !

    ResponderExcluir