Resenha - Por Lugares Incríveis

Resenha - Por Lugares Incríveis
Sinopse: "Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los."
Violet Markey e sua irmã, Eleanor, eram como unha e carne. Elas tinham vidas perfeitas e escreviam juntas um site, que fazia um grande sucesso. Porém, tudo muda quando as duas sofrem um grave acidente de carro e Eleanor morre. Violet se sente culpada pelo ocorrido e se torna apenas uma sombra daquilo que era antes, afastando-se de seus amigos e da sua grande paixão, que é escrever.

Theodore Finch é o completo oposto. Sua vida nunca foi fácil, tendo um pai extremamente abusivo e uma mãe que não se importava com ele ou com as irmãs. Para piorar, é vítima de bullying na escola, por ser considerado o esquisitão. Só que, ao invés de se importar, Finch dá corda para os comentários e faz todos acreditarem que ele realmente é uma aberração, provocando constantemente os valentões e causando muita confusão.

Finch tem uma obsessão pela morte e um diário onde anota várias ideias sobre suicídio, compilando diversos dados e estatísticas de êxito. Em uma de suas pesquisas de campo, no alto da torre do sino do colégio, de onde pensa em se jogar, o destino de Finch se cruza com o de Violet.

A menina também estava pensando na morte, pois não havia ainda se encontrado depois que perdera Eleanor e preferia morrer a viver sem a irmã. Finch consegue dissuadi-la e precisa ajudá-la a se salvar, quando ela paralisa no parapeito e quase cai da torre. Essa comoção chama a atenção dos outros alunos lá embaixo e Finch inventa uma história, de que na verdade fora Violet quem o impedira de se matar, transformando a garota em uma heroína.

Violet, que pensava que nunca mais precisaria lidar com Finch, estava enganada. Na aula de geografia o professor propõe um trabalho em dupla e Finch pede, na frente de toda turma, para fazer com ela, impedindo-a de recusar. O trabalho consiste em eles visitarem lugares incríveis de Indiana, já que muitos não conhecem as maravilhas do Estado em que moram e assim que se formam vão embora para outros locais sem conhecê-los.

O que era para ser um trabalho escolar transforma-se em um projeto de vida. Aos poucos, Finch e Violet vão sentindo-se à vontade um com o outro e conversam sobre os seus medos e incertezas. Logo eles vão descobrir que têm mais em comum do que imaginam e, quem sabe, aprenderão a seguir em frente, independentemente do passado que os atormenta.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Por Lugares Incríveis foi lançado pela Editora Seguinte em janeiro de 2015 e sempre tive uma curiosidade a respeito dele, mas nunca o peguei para ler. Quando a autora Jennifer Niven foi anunciada como uma das atrações para a Bienal do Livro de São Paulo deste ano, resolvi solicitar a obra e me arriscar na leitura. Quando terminei, me perguntei por que demorei tanto para fazê-lo...

A escrita de Niven é leve, fluida e bastante envolvente. Tratar de um tema como o suicídio de forma que a narrativa não fique pesada é bastante complicado, mas Niven conseguiu realizar isso com maestria. Logo nas primeiras páginas me vi imerso na trama e torcendo pelos personagens.

A narrativa é feita em primeira pessoa, alternando as perspectivas de Finch e Violet. Enquanto ela vai contando os dias que faltam até a formatura, ele vai contando os dias em que está acordado após uma recaída de sua depressão. Dois personagens aparentemente tão opostos, mas com objetivos em comum, que se unem e descobrem a beleza da vida. Tão poético, não é?

Finch é fantástico. Ele não se importa nem um pouco com o que pensam ao seu respeito e tenta viver a sua vida independente dos outros. Cada semana ele é um Finch diferente, assumindo então figurino, personalidade e comportamento dessa nova faceta, o que deixa seus únicos dois amigos bem confusos. Já Violet é aquela menina doce e inteligente, com um futuro promissor que foi abalado por uma tragédia. Ela abriu mão de muita coisa após a morte de Eleanor e é Finch quem a ajudará a superar seu luto.

Jennifer focou mais em construir os dois protagonistas e mostrou apenas pinceladas dos outros personagens, sem se aprofundar demais. E preciso dizer que isso não me incomodou. O que me chateou foi observar a negligência dos adultos em relação aos dois jovens. Finch sofre claramente de depressão e algum transtorno de personalidade, mas ninguém se importa, porque ele está "apenas sendo Finch", como se isso fosse normal. O pior é pensar que existe muito disso na vida real e ninguém faz nada.

O desfecho do livro, apesar de previsível, me pegou de uma forma que eu não esperava. A autora foi encaminhando e preparando o leitor para o que aconteceria, mas mesmo assim foi difícil não me emocionar com o final. Não chorei, como aconteceu com outros exemplares que li e que têm essa mesma vibe, mas algumas lágrimas se formaram com certeza.

Sobre a edição física, este é mais um trabalho incrível da Editora Seguinte. A capa é lindíssima, uma das minhas favoritas da estante. A diagramação é simples, as páginas são amareladas e o tamanho da fonte é médio. A revisão está impecável, como sempre.

Por Lugares Incríveis é emocionante e merece ser conhecido por todos vocês. Com certeza recomendo a leitura. Já estou morrendo de curiosidade pelo novo livro da autora, que se chama Juntando os Pedaços e chega às livrarias em novembro.

Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven
Editora Seguinte
336 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota 4

19 comentários

  1. Esse livro trata de suicídio de uma forma diferente pelo visto. Eu já tinha ouvido falar dele, mas não esperava que fosse tão bom. Os personagens parecem bem doidos por assim dizer, e fico imaginando qual esse final que te tocou tanto.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho esse livro na minha listinha de desejados,sempre me interessei por livros que tratam sobre depressão,suicídio,etc...Pois eu mesma já passei por esses problemas e assim me sinto conectada com o personagem.Quando soube que autora iria estar na Bienal do Livro,já fiquei louca para pegar um autógrafo,uma pena que eu não consegui.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!
    Que livro bonito! Adorei que o Finch não só tenha salvado a Violet mas também tornado ela uma heroína, e achei bem divertido esse jeito dele lidar com o bullying e tudo mais, mesmo que isso também precise ser tratado com atenção. Não tenho ideia do que deva ser esse final de que todos falam, mas já imagino um decorrer de livro bem fofo com esses lugares que eles vão conhecer.

    ResponderExcluir
  4. Caio Santana
    caio07.santana@hotmail.com
    Gostei bastante da resenha quando o novo livro sair com certeza vou ler pq sei que esse novo livro vai ser bom igual a esse

    Caio Santana

    #topcomentaristadomes

    ResponderExcluir
  5. Que resenha maravilhosa, se existia algum duvida sobre ler esse livro você tirou toda e qualquer uma! A história tem cara de ser emocionante e carismática e os protagonista simplesmente muito interessantes. Eu fiquei sabendo do lançamento do livro mas não me interessei muito, mas acabei de mudar de ideia!

    ResponderExcluir
  6. Essa história parece ser bem linda e apaixonante.
    Quando foi lançado, a capa e a sinopse já me chamaram demais a atenção.
    E os comentários positivos ao longo desses meses foram me deixando ainda mais interessada pela obra.
    Não li nenhum livro da autora ainda, mas me parece que a escrita dela é maravilhosa.
    Espero conhecer a obra em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  7. Olá Leonardo, tudo bem? Primeira vez que vejo esse livro e me interessei pela forma como você falou sobre a obra na resenha. Provavelmente vou ler.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  8. Essa parce ser uma ótima história e com certeza eu preciso ler.
    Eu amei o jeito em que leonardo fez a resenha desse livro e por esses fatores preciso compra-lo

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Eu tenho esse livro, mas ainda não fiz a leitura. Pretendo, em breve! Sou apaixonada por essa capa e gostei muita da mensagem do livro.
    Ótima resenha, muito bem escrita e motivadora. Obrigada.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Oi Leonardo!

    Eu conhecia a autora no evento da editora. Adorei conhecê-la, tão fofa ela!
    Uma penaa que eu não tinha nenhum dos livros dela para autografar.. :(
    Mas, acabei comprando esse livro lá na bienal mesmo, fiquei bem curiosa com tudo que o pessoal da Seguinte falaram sobre o livro. Tbm estou curiosa com o novo livro dela, esse, com certeza lerei.

    Adorei sua resenha, ótima como sempre.

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  11. Ola leo, vc nem imagina o quanto eu gosto das suas resenhas, trata de tudo, desde a obra á maneira como é apresentado e até as informações técnicas! Adoro livros desse tipo, gosto muito mesmo, onde mostram as dificuldades vividas, os dramas que TODOS nós possuímos, entre outros, então com certeza a sua resenha despertou o interesse em mim de ler esta obra. Gosto muito da maneira do livro de se passar na primeira pessoa alterando entre os protagonista, isso se dá igual a obra "Estrelas Tortas" de Walcyr Carrasco, onde cada capítulo é a visão de alguém que tem relação com o acontecimento. Muito boa resenha como ja dito e tentarei sim ler o livro que depertou tanto o interesse em mim!

    ResponderExcluir
  12. Eu comecei gostando da capa que me lembrou bastante dos brinquedos que eu tinha quando era criança e logo depois com o tema, é importante que as pessoas entendam que depressão não é "coisa que logo passa" ou "frescura" é um grave problema e que merece muita atenção. O livro me parece ser bom para conscientização dos jovens para os problemas psicológicos.

    ResponderExcluir
  13. Quando esse livro foi lançado, eu fiquei bem empolgada para ler, mas depois meio que desanimei e deixei para lá :/

    ResponderExcluir
  14. Quando vi sua matéria e a li inteira meio que você me interessou pelo livro, como vc fez com a Seleçao comigo, atulmente amo a Seleçao graças a pessoa maravilhosa que vc é!

    ResponderExcluir
  15. Achei a capa do livro muito bonita!E ele parece ser uma trama e tanto! Dois suicidas que se conhecem e resolvem mudar o rumo de suas vidas conhecendo vários lugares, não deixa de ser uma aventura também, parece ser um livro bem legal.

    ResponderExcluir
  16. Leo!
    Desde o lançamento leio boas resenhas falando sobre o livro, a escrita da autora e o enredo do livro que é maravilhoso.
    Mas... ainda não tive oportunidade de ler... uma pena, né?
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  17. nossa muito dramatico e parece muito depressivo se eu lese eu ia chorar com certeza odeio coisas aver com morte

    ResponderExcluir
  18. Esse livro me surpreendeu, não esperava me apaixonar tanto por Finch e Violet.
    Foi uma leitura intensa, o livro é maravilhoso e possuí ensinamentos e uma doçura que dá vontade de abraçar os personagens, e de até mesmo o ler e reler.
    Por lugares incríveis, é um daqueles livros que te destrói e ao mesmo tempo te constrói, repleto de ensinamentos e citações marcantes. É também um alerta para apatia da dor alheia, rótulos, preconceito, dores da perda, mas também amor, amizade e atos de coragem em uma delicadeza viciante. Super recomendo!

    ResponderExcluir
  19. Aii Leo, sou louca para ler esse livro,
    mas me deram spoiler, e to com medo!
    Eu fico revoltada com estes finais kkkk porém, penso que talvez seja muito bom eu ler, pra entender mais a depressão e outros traumas, transtornos que as pessoas e até nós mesmos possamos ter e nem nos damos conta.
    Vamos ver se enfrento kkkkk
    bjss

    ResponderExcluir