Semana Jojo Moyes - Top 5 Meus livros favoritos - Dia 3

E aí pessoal, preparados para mais um post sobre a diva Jojo Moyes? Hoje resolvi compartilhar com vocês os meus 5 livros favoritos da autora. Ai minha nossa, foi tãoooo difícil de escolher entre os 10 dela já publicados, mais ainda colocar na ordem de preferência. Eu me meto em cada uma.. kkk

Se vocês ainda não conhecem as obras da autora, leiam o post de ontem, onde listo todas elas. E se vocês nunca ouviram falar de Jojo, acompanhem o primeiro post em que falo sobre os 5 Motivos para amarem as histórias dela.

Bom, venham conferir comigo os meus 5 livros favoritos da autora. Se quiserem saber mais detalhes, leiam as resenhas:

1. DEPOIS DE VOCÊ:

Sei que essa minha escolha pode causar espanto em muitos, principalmente por ter sido um livro odiado por tantos leitores que se decepcionaram com a continuação de Como eu era antes de você, mas gente, eu amei demais! Mergulhei de cabeça no fundo do poço que se tornou a vida de Lou e compartilhei de sua dor e de sua esperança quando Lilly, a tábua de salvação, chegou. Eu preferi muito mais Lou assim, adulta, tentando tocar a vida, errando quando queria acertar, do que do jeito que ela estava no volume anterior, toda melosa e romântica.. hehe. Lilly contribuiu e muito para Depois de você ter se tornado a minha obra favorita. Acho que de todos os personagens que Jojo criou, Lilly foi uma das que eu mais amei. Talvez por ela ter lembrado a mim mesma quando adolescente, rebelde, agressiva, evasiva e autodestrutiva. Fiquei impressionada com a capacidade de Jojo ter dado vida a ela de maneira tão real. Além disso, os desafios aqui enfrentados pelas protagonistas foram tão mais difíceis de serem superados, por serem pessoais, que valeu o prêmio de primeiro lugar.

Vejam o que a Jojo tem a dizer sobre Depois de você:



Para quem ainda não está pronto para deixar Lou ir embora, animem-se, pois a Jojo divulgou no Twitter que tem intenção de transformar essa história em uma trilogia!

2. O NAVIO DAS NOIVAS:

Esta foi a minha leitura mais recente da autora e que acabou desbancando tantas outras que já caíram nas graças do público. Quero falar sobre esse livro mais especificamente na resenha, que em breve postarei aqui, mas posso resumir para vocês que O Navio das Noivas ganhou meu coração a começar pelo tema abordado, completamente inusitado. Baseado em fatos reais, eu que amo histórias sobre as grandes guerras não tinha a mínima ideia de que algo parecido havia acontecido. Vocês conseguem imaginar se casar com um estrangeiro que viram por poucas vezes, para ser deixada para trás, para muito tempo depois ser transportada em alto-mar, em um porta-aviões, para reencontrá-lo, com o risco de nunca mais ver a sua família de novo? Bom, já deu para perceber um pouco do drama das mulheres a bordo, certo? Curiosamente, pela primeira vez, eu não me conectei com nenhum personagem em específico, pois, para mim, a grande estrela do enredo foi realmente o HMS Victoria, a grande e decrépita embarcação na qual mais de 650 esposas de guerra viajaram junto com uma tripulação que não estava preparada para recebê-las. Jojo é tão incrível que eu realmente me senti teletransportada para 1946 e achei o máximo descobrir todos os pormenores acerca do funcionamento de um navio de guerra, da sua história, do seu destino e do quanto ele impactou a vida de tanta gente.


Com uma narrativa intercalada entre duas histórias que acontecem em épocas diferentes, Jojo arrasou com o meu coração ao nos contar sobre a vida sofrida das mulheres na primeira guerra mundial. Até então eu nunca tinha lido nada a respeito e fiquei tocada com as condições de vida indignas que elas levavam, fazendo de um tudo para sobreviver do modo que podiam, enquanto seus maridos eram enviados aos campos de guerra ou feitos prisioneiros. Magistralmente, o primeiro enredo se conecta ao segundo por conta de uma obra de arte que foi roubada por um nazista e correu o mundo em posse de outras pessoas. Esta foi outra novidade para mim. Depois que li A garota que você deixou para trás, comecei a pesquisar mais sobre o assunto e até assisti a alguns filmes que falavam sobre isso e fiquei pasmada com mais este crime que os nazistas cometeram, depenando famílias inteiras, roubando seus pertences e criando depósitos gigantes com obras de arte importantíssimas e super valiosas. Voltando à trama da obra, nunca me vi torcendo tanto por um final feliz quanto nesse volume, e mal pude acreditar nas revelações que foram feitas no desfecho!


Um mais um me conquistou por utilizar em sua receita ingredientes especiais: uma road trip, divertidíssima por sinal, que me matou de rir; um romance entre pessoas de classes sociais diferentes, que muito me lembrou do filme Maid in Manhattan, com a J-Lo, que amo!; personagens infantis que dá vontade de embrulhar e levar para casa, porque fala sério, como não se apaixonar por Tanzie?; um cachorro peidorreiro que roubou diversas cenas; o bullying enfrentado por um garoto gótico que tem muito a nos ensinar e, por fim, mas não menos importante, o desejo de subir na vida e dar condições dignas de subsistência aos nossos filhos. Eu, como mãe, não tive como não me identificar com Jess, que luta para criar duas crianças sozinha enquanto trabalha em dois empregos diferentes para sustentar a casa. O que mais gostei nesta trama foi o retrato fiel das dificuldades domésticas enfrentadas pela maioria das famílias de classe média-baixa. E vocês devem ter observado que nem falei muito de Ed, o figurão ricaço que faz o par romântico com Jess, certo? É porque para mim ele serviu apenas como um catalisador para que Jess revisse vários dos seus conceitos e aceitasse seu fardo, bem como comprasse as brigas certas para alcançar seus objetivos.


Pois é gente, ele ficou como o último da lista, e olha que foi o primeiro livro que li da autora e simplesmente morri chorando e fiquei com ressaca literária por três dias. Mas ele só ficou nessa posição porque me obriguei a eleger uma ordem de preferência, porém, todos os títulos de Jojo estão guardados em lugarzinho especial do meu coração. Todos são especiais ao seu modo, todos foram muito bem trabalhados e me ensinaram e me fizeram pensar demais, e também acho que renderiam ótimos filmes, se a indústria cinematográfica não ferrasse com as adaptações, como de costume. Bem, chega de lenga-lenga e deixe-me lhes dizer por que Como eu era antes de você é uma obra tão especial. Além de trazer em suas páginas um casal muito inusitado, pelo qual vi muita gente torcer, e eu me incluo nessa, trata sobre a difícil escolha entre a vida e a morte, um assunto nunca antes abordado de maneira tão aberta e sincera por conta do tabu envolvendo o suicídio assistido. Aqui, pouco importa se concordamos com as escolhas dos personagens ou com que foi narrado pela autora, o simples fato de podermos debater essas questões torna o texto relevante. Como eu era antes de você igualmente foi baseado em fatos reais e não entendi a polêmica toda gerada em torno do longa quando muitas pessoas o boicotaram alegando que o roteiro era uma apologia ao suicídio. Gente, que absurdo todo foi esse? Nunca a Jojo disse que se matar era melhor do que continuar vivendo! Nunca a Jojo disse que ser tetraplégico ou ter tantos problemas e limitações na vida faziam uma pessoa infeliz. Ela apenas contou a história de Will e relatou o que ele sentia, a gente gostando disso ou não. Quem somos nós para julgar alguém sendo que não estamos em sua pele? Bom, Como eu era antes de você pode não ter terminado como muita gente queria, mas tenho certeza de que fez total diferença no mundo!

E aí, concordam com a minha ordem de escolha? Não? Então me digam aí nos comentários quais são seus livros favoritos da autora e por quê.

E sigam nos acompanhando nessa Semana Especial porque ainda tem muita coisa legal por vir. Amanhã irá ao ar um textinho, uma pequena fanfic que eu escrevi com personagens dela de livros diferentes. É claro que confusão é o que não vai faltar.. hehe.

5 comentários

  1. eu adorei a garota que você deixou para trás! a trama é simplesmente perfeita!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Mi,
    Não li muitos livros da Jojo, mas amei ver "A garota que você deixou para trás" na sua lista.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  3. bom pelo menos vc sabe que o depois de você foi odiado por muita gente, e por causa disso eu tomei um susto com a sua escolha
    dos livros da jojo o que eu tenho mais curiosidade para ler é justamente o "A garota que você deixou para trás

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Como comentei anteriormente, ainda não li nada da autora. Mas suas escolhas parecem muito boas. Espero poder ler em breve, O Navio das Noivas. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi, acho a autora fantástica e quero muito ler o livro O navio das noivas.

    ResponderExcluir