Semana Jojo Moyes - 5 Motivos para amar os livros de Jojo Moyes - Dia 1

E aí pessoal, sejam todos bem-vindos a mais uma Semana Especial aqui no Blog, e dessa vez sobre uma das minhas autoras favoritas da vida! Nem acredito que demorei tanto tempo para dedicar um espaço só para ela.

Todos vocês já devem ter ouvido falar de Jojo ou já devem ter lido alguma de suas obras. Apesar de escrever há um bom tempo, e de ter começado a ser publicada no Brasil há anos, por outra Editora, foi somente com Como eu era antes de você que Jojo deslanchou nas livrarias de todo país, arrebatando muitos leitores e fazendo centenas de fãs se afogarem em lágrimas. Não satisfeita, despedaçou muitos corações depois com o filme, adaptação cinematográfica do livro de mesmo nome. 

Isso acabou lhe rendendo uma certa fama de escritora de dramas tristes, afastando algumas pessoas que não curtem o gênero. Mas se vocês pensam isso de Moyes, estão muitooo enganados. A qualidade de sua escrita, sua criatividade e originalidade rendem tramas únicas e versáteis, para todos os gostos.

E é um pouco sobre isso que vou falar com vocês hoje. Me acompanhem e descubram 5 Motivos para amarem as histórias escritas por Jojo Moyes!

1.  PERSONAGENS TÃO REAIS QUE PODERIAM SER ALGUM DE NÓS:

Uma das coisas que muito me impressiona nos textos de Jojo é o desenvolvimento dos personagens, que são tão reais que, além de sermos capazes de sempre nos identificarmos com algum deles, temos a impressão de os conhecermos de algum lugar. Os protagonistas de Moyes costumam ser pessoas comuns, cheias de defeitos, com dilemas plausíveis para lidar e que, por conta de sua complexidade e profundidade, acabam nos conquistando e nos vemos torcendo fervorosamente pelos seus finais felizes que, ok, nem sempre acontecem. Afora isso, a autora tem uma capacidade incrível de mudar de voz e incorporar pessoas não só de idade e gêneros diferentes, como também de classes sociais diversas. Em um trecho dialogado por um personagem infantil, por exemplo, temos a sensação de ter sido escrito realmente por uma criança. Se isso não bastasse, Jojo domina qualquer tipo de narrativa. Pode ser em primeira ou terceira pessoa, no presente ou no passado, rapidamente mergulhamos em seus enredos, conhecendo mais a fundo o que ela tem a nos contar.

2. JOJO NÃO TEM MEDO DE DESAGRADAR OS LEITORES:

É minha gente, essa autora tem culhão! Uma das maiores e recorrentes críticas que li e ouvi a respeito de Como eu era antes de você girava em torno do final, "Ah, mas eu não gostei do que ela fez/do modo como o livro acabou/blablabla". Que mania que o povo tem de querer que o autor escreva algo do jeito que eles idealizam, e se não sai como o esperado, as decepções começam a rolar. E, por conta disso, já cansei de ler obras com grandes potenciais que, lá pelas tantas, o escritor se perde e a finaliza de um jeito muito clichê ou fofo demais apenas para não levar os leitores à loucura, com medo da rejeição. Jojo não, ela é ousada e seu único interesse é nos contar uma história, a gente gostando dela ou não. Penso que ela é assim, pois seus textos são muito próximos da realidade, e sabemos que a vida real não é um conto de fadas, não costumamos ser poupados dos fracassos e das intempéries, muito menos estamos sempre 100% felizes e dispostos. Mas olha, também não se assustem viu, não estou querendo dizer com isso que todos os exemplares da Jojo terminam mal, ao contrário. Se bem me lembro, de todos os títulos que já li de Moyes, acho que só Como eu era antes de você teve um desfecho controverso, os outros todos acabam bem, para a alegria dos leitores que amam um final feliz.. hehe.

3. PARECE QUE ESTAMOS OUVINDO UMA HISTÓRIA CONTADA PELA NOSSA AVÓ:

Sabem a delícia que é estar reunido em família, geralmente num café da tarde, à mesa da cozinha, comendo um delicioso bolo recém feito e ouvindo aqueles causos contados pela nossa avó, sobre um vizinho ou parente distante que acabou passando por vários percalços, viveu alguma aventura ou teve um caso de amor proibido? Pois é, é exatamente assim que me sinto ao ler um livro de Jojo Moyes.

4. SEUS TEXTOS SÃO RICOS E MUITAS VEZES BASEADOS EM FATOS REAIS:

Jojo me impressiona com a complexidade de fatos sempre trazidos a baila. Genteee, fico imaginando a autora anos a fio fazendo pesquisas e mais pesquisas e entrevistando pessoas para compor as tramas de suas obras. Talvez vocês não saibam, mas tanto Como eu era antes de você quanto O Navio de Noivas foram baseados em fatos reais. Afora isso, quem aqui já leu A garota que você deixou para trás e ficou perplexo com a narrativa feita na primeira guerra mundial, abordando a temática a respeito do roubo das obras de arte por parte dos nazistas? Isso sem falar nos problemas ambientais e na rotina dos baleeiros levantados em Baía da Esperança, ou até mesmo no funcionamento de navios de guerra e no dia a dia de seus marinheiros no próprio O Navio de Noivas. É sério, é fantástico! A gente fica com a impressão de que Jojo viveu tudo aquilo mesmo. Ela é demais!

5. SEUS LIVROS SEMPRE TRAZEM BELAS MENSAGENS PARA REFLETIRMOS:

As obras de Jojo geralmente são compostas por temas e subtemas. Em um plot principal, temos um drama vivido por algum personagem que precisa superá-lo, e no pano de fundo, a autora trabalha algum assunto importante digno de discussão, que nos faz pensar e que, muitas vezes, muda a nossa visão de mundo. Jojo já falou sobre o suicídio assistido e o direito de decidirmos sobre o destino das nossas vidas, a dificuldade de se seguir em frente após a morte de um ente querido, a negligência parental, o feminismo, problemas ambientais, as consequências nefastas de uma guerra, bullying, violência na escola, os desafios de ser mãe solteira, as más companhias e o quanto elas minam a nossa vida, dentre várias outras coisas. O curioso é que, apesar do romance sempre estar presente em seus textos, ele nunca é o cerne da história, uma vez que o foco se encontra no trajeto de superação dos personagens.

Bom, vocês viram que elogios não faltam a essa diva, né? Duvido que vocês ao menos não tenham ficado curiosos para ler algum livro dela. E se vocês já são fãs, compartilhem conosco o porquê de vocês gostarem de suas obras, quero saber!

Amanhã falarei um pouquinho mais sobre a autora. Aguardo vocês, pois essa Semana promete!

4 comentários

  1. é isso que eu adoro nela, Mi!
    ela é perfeccionista na escrita, é magistral! a trama é sempre cheia de detalhes!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Concordo com os 5 motivos que você explicou e nem tenho palavras para acrescentar a não ser que ela é 10. Seus livros são uma delícia de ler.

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Bonita homenagem. Para ser sincera, nunca li nada da autora. Mas espero ler em breve e conferir a sua escrita. E por tudo que você citou, seus livros sempre trazem lindas mensagens e personagens que cativam. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. =) olha mi, eu nunca li nada da jojo
    mas depois dessa semana (li do começo para o fim) definitivamente eu vou ter que ler para entender pq tanta gente ama os livros dela

    ResponderExcluir