Resenha - O Adulto

Sinopse: "Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes. Certo dia, ela atende Susan Burkes, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação. No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance. Em seu estilo inconfundível que arrebatou milhares de fãs, Gillian Flynn traça surpreendentes e intrigantes perfis psicológicos dos personagens e tece uma narrativa repleta de suspense ao mesmo tempo em que brinca com elementos clássicos do sobrenatural."
Nossa protagonista, de quem não sabemos o nome, cresceu pedindo esmolas junto da mãe. O pai as abandonou, a mãe perdeu o emprego e precisou largar a faculdade e, por isso, elas tiveram que se aperfeiçoar na arte de esmolar nas ruas e ganharam a vida assim. Aliás, a filha se tornou tão boa nessa ocupação que logo deixou a mãe para trás e passou a mendigar sozinha.

Conforme o tempo transcorreu, a protagonista, que vamos chamar de Nerd, foi, digamos, "promovida". Ela começou a ganhar dinheiro em um lugar onde na frente eram realizadas consultas esotéricas e nos fundos homens pagavam moças para serem masturbados. Nerd, claramente, trabalhava nos fundos e era a melhor no que fazia e se gabava por isso. Porém, aos trinta anos, seus pulsos doíam mais do que os de uma senhora com o triplo da sua idade.

Vendo isso, a dona do estabelecimento resolveu ajudá-la, convidando-a a assumir um cargo na parte da frente, como leitora de auras. Nerd era igualmente muito boa em avaliar as pessoas e dizer o que elas queriam ouvir. Por isso, também se deu bem nesse ramo, já que conseguia enganar facilmente as mulheres cheias de dinheiro que vinham até ali procurá-la.

Susan Burke era uma dessas clientes. No começo, Nerd achou que ela seria só mais uma mulher fútil e fácil de enganar, com tempo demais e preocupações de menos, mas conforme Susan foi voltando mais e mais vezes para as consultas, Nerd passou a acreditar que tinha algo a mais acontecendo ali e se aproveitou disso para depenar a mulher.

Aos poucos, Susan foi contando os seus dilemas. Ela acreditava que seu enteado adolescente era um psicopata e afirmava ter vistos fatos estranhos acontecendo na casa onde vivia. Nerd resolveu visitar o local e fazer uma sessão de descarrego com ervas, algo no qual nem ela acreditava, apenas com o intuito de tirar ainda mais grana de Susan. Porém, quando ela conheceu Miles, o tal enteado, percebeu que era possível que alguma coisa de sobrenatural estivesse acontecendo mesmo na casa e que todos que lá viviam podiam estar correndo risco de vida, inclusive ela própria.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Quem me conhece sabe que depois que li Objetos Cortantes e Lugares Escuros me apaixonei pela escrita de Gillian Flynn e fiquei com vontade de ler até a sua lista de compras. Então, quando a Intrínseca anunciou o lançamento de O Adulto fiquei em polvorosa, até descobrir que o livro se tratava somente de um conto com 64 páginas. Meu mundo caiu nesse instante, porque queria outra obra completa dela e não apenas um conto, mas, mesmo assim o li e... Bem, o que falar sobre essa história?

A narrativa já começa com um frase de impacto, contando sobre o trabalho incomum da nossa protagonista no ramo da masturbação. É claro que com esse início eu precisava saber o que mais aconteceria aqui e devorei as poucas páginas num piscar de olhos. Originalmente, esse conto foi publicado em uma antologia organizada por ninguém menos do que George R. R. Martin e o fator sobrenatural inserido era o cerne de todos os enredos da obra. Fiquei curioso em saber como Gillian desenvolveria esse recurso e me surpreendi.

O Adulto é escrito em primeira pessoa, sob a perspectiva de Nerd. Ela é uma mulher na casa dos trinta, que tem bastante ambição e conhecimento, mas teve poucas oportunidades na vida. Por isso, sempre que uma chance de ganhar dinheiro surge, ela não hesita em aproveitar. Gostei bastante da personagem e de sua paixão por livros de terror. Ela é aquela típica personagem feminina com personalidade forte que está sempre presente nas tramas escritas por Gillian.

Não posso falar muito sobre o conto sem dar spoilers e um único spoiler faria com que a leitura perdesse seu propósito. Gillian construiu em 64 páginas um argumente onde a gente não sabe em quem confiar e a cada virar de página nossas certezas do que está acontecendo vão por água abaixo. Durante a leitura senti alegria, raiva e sim, muito medo. As doses de horror que a autora inseriu foram sutis, mas me assustaram pra caramba.

O final foi o que me deixou meio perdido. Estou até agora tentando processar o que li. Gillian deu um desfecho um tanto peculiar ao texto e ainda não consegui decidir se gostei ou não, porque quando achei que uma nova reviravolta ia acontecer, a história chegou ao fim. Acho que seria muito interessante se a autora se aprofundasse e transformasse esse conto em um romance. Eu leria sem pestanejar.

A edição física segue o padrão dos outros exemplares da autora e juntos eles ficam belíssimos na estante. A capa é bem minimalista, mas muito bonita. A diagramação é simples, as páginas são amareladas e a fonte é grande. A revisão está impecável, mais um trabalho maravilhoso da Intrínseca.

O Adulto é um conto que mostra o potencial de Gillian e deixa o leitor matar a saudade de sua escrita fabulosa, além de despertar emoções adversas enquanto lemos. Super recomendo a todos!

O Adulto - Gillian Flynn
Editora Intrínseca
64 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon
Nota 4

6 comentários

  1. Olá Leonardo!
    Nossa que pena que é um conto. Não gosto muito de ler contos exatamente por isso, quando vc está se empolgando o conto acaba.
    Não conhecia essa escritora e parece que realmente é uma escrita nova e eu adoro ler coisas novas.
    Obrigada pela indicação.
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Da autora li recentemente Garota Exemplar e achei a escrita surpreendente. Não estava com muita vontade de ler esse, pois achei poucas páginas ( gosto de livrão) mas depois de ler sua resenha acho que vou mudar de ideia.

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Muito boa sua resenha! Ainda não tive o prazer de ler nada da autora, mas estou muito curiosa para conhecer seus livros. E provavelmente comece por esse, pois a premissa é muito interessante. Ótima dica. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Oi Leonardo!

    Li o conto que deu origem a este livro e fiquei louca para saber o que mais poderia acontecer. Claro que já o adicionei na minha lista de desejados e quero lê-lo assim que possível.

    Parabéns pela resenha, sua descrição é exatamente o que encontramos no conto, e isso só me deixou mais curiosa para saber o que Miles fez com Nerd! rsrsrsrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  5. Sempre ouço o pessoal falando desta autora mas até hoje não tive a oportunidade de ler. Porém vontade é o que não falta.

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem..
    Nunca li nada da autora Gillian Flynn,mas Objetos Cortantes e Lugares Escuros ,assim como O adulto e Garota exemplar ja estao na minha lista de leitura,ja li otimos comentarios e resenhas sobre as obras da autora,e nunca ouvi ou li nada sobre algum lugar onde mulheres masturbam homens,realmente é uma coisa bem diferente.Otima resenha e assim como vc espero que o conto vire livro.
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir