Resenha - Filme Amor e turbulência

Resenha - Filme Amor e turbulência
Sinopse: "Antoine (Nicolas Bedos) é um advogado que mora em Nova York. No caminho de volta para a sua casa vindo da França, onde foi realizar uma entrevista de emprego, Antoine senta-se bem ao lado de Julie (Ludivine Sagnier), sua ex-namorada. Com um voo de sete horas duração, os dois acabam falando um com o outro."
Julie estava voltando para os braços do noivo e, para a sua surpresa, havia ganhado de presente da companhia aérea um upgrade para a classe executiva no seu voo. Antoine estava viajando para uma entrevista de emprego dos seus sonhos e nada poderia atrapalhar os seus planos, certo? Errado! Quando Julie e Antoine se reencontram, surpreendendo-se com o fato de estarem sentados lado a lado no avião, as coisas desandam. 

Julie e Antoine são ex-namorados e parece que se detestam, mas de início não sabemos bem o motivo, o que nos deixa bastante curiosos para conferir o desenrolar do filme. Ambos estão nitidamente desconfortáveis e tentando mostrar o quanto as suas vidas estão bem, para fazer inveja no outro, algo que dura pouco.

Com mais de seis horas até o seu destino final, o ex-casal vai lavando a roupa suja em público e colocando todos os pingos nos "is" que estavam entalados em suas gargantas há três anos. Na medida em que fazem isso, flashbacks são rodados e vamos descobrindo as peças soltas desse quebra-cabeça amoroso, enquanto os passageiros ao redor vão se envolvendo nas histórias deles, dando pitacos e conselhos duvidosos.

Antoine era um cafajeste. Sua reputação era conhecida por toda Paris e por onde ele passava, topava com mulheres que já havia levado para cama. Certa noite, numa galeria de arte, conheceu uma garota dentro do banheiro masculino que lhe chamou a atenção que, curiosamente, era Julie. Ela, por sua vez, ficou atraída por aquele homem charmoso de terno e gravata, mas na hora em que falou sobre ele com a amiga, esta já a alertou: "Ele não presta.".

Por um acaso, ambos dividiram o táxi na volta para casa e Julie deixou bem claro ao galã que não o beijaria. Atiçado pelo desafio que se fez a sua frente, Antoine tentou conquistar Julie, levando-a para o alto da Torre Eiffel, no meio da noite, com direito a taças de champanhe e música lenta. Ainda assim, Julie não cedeu, mas a sua resistência não durou o segundo encontro.

Rapidamente, um caiu nos braços do outro, entregando-se a uma fogosa paixão. Tudo ia bem, até Julie começar a ter ataques de ciúmes, com medo de ser traída pelo maior galanteador da cidade. Se isso não bastasse, Antoine tinha uma péssima fama de que não ficava com uma mesma garota por mais de duas semanas, e os dias estavam passando.

O que será que aconteceu para que ambos terminassem o relacionamento? Será que existe uma luz no fim do túnel quando o nosso coração está cheio de mágoa do passado?

Assistam e confiram!

***

Eu sou uma pessoa apaixonada por comédias, quanto mais besta melhor, eu rio, rio mesmo, e criei o hábito de abrir o Netflix e dar uma zapeada pelas suas sugestões. Quando me deparei com o pôster desse longa, nem me dei ao trabalho de ler a sinopse, só saí dando play achando que ia topar com aqueles besteiróis que acontecem dentro dos voos que quase caem, mas não, Amor e turbulência foi muito além.

A começar pelo fato de ser um filme francês, algo que eu não tinha ideia. Achei que fosse ficar incomodada de não escutar o tão tradicional idioma inglês, mas não. Não sei explicar direito, já que não sou especialista em cinema, mas os franceses têm uma pegada diferente. Seus filmes, como esse, são quase teatrais e conseguem, de maneira delicada, inteligente e bem humorada, explanar o tema com o qual estão trabalhando.

Adorei a forma com a qual a história nos é contada, meio que de trás para frente, com vários flashbacks e revelações. A todo momento pensamos que Antoine é realmente um cafajeste e que mereceu ser abandonado por Julie, já que damos toda a razão a ela quando a sua versão é contada. Porém, quando Antoine tem a palavra, vemos que as coisas não são como parecem ser, assim como em todas as histórias de amor. Como dizem os juristas, existem três lados da moeda, o lado A, o lado B e a verdade.

O desfecho da película me surpreendeu, já que não previ para onde estávamos sendo levados. Fui conquistada pelo carisma dos atores e, pela primeira vez, torci por um final feliz.

Para quem está em busca de um filme romântico, sem ser meloso, engraçado, sem ser escrachado, e que retrata a realidade das imperfeições do amor, vai gostar de Amor e turbulência.

Título original: Amour & turbulences
Direção:
Alexandre Castagnetti
111 minutos



TRAILER

7 comentários

  1. Mi,amei a premissa,dois ex namorados que por coincidência acabam sentados juntos em um voo.Com certeza deve ser muito divertido ver os dois lavando roupa suja e botando os pingos nos´´is``.Os passageiros dando pitacos e conselhos duvidosos deve ser o máximo.Amei saber que o filme é Francês e tem cenas em Paris,mais precisamente na Torre Eiffel.Amo comédias,legal o desfecho ter lhe surpreendido.Ansiosa para conferir.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. O filme parece ser encantador e, ao mesmo tempo, fugir um pouco dos clichês que as pessoas pensam sempre ter em filmes de romance...parece muito leve e divertido, fiquei bem curioso! O triler também é bacana. Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Mirelle!

    Eu não conhecia o filme, mas gostei da resenha. Como tem na Netflix, claro que vou conferir. Acho que nunca assisti a um filme francês... bem, vai ser uma experiência diferente!

    Obrigada pela dica! Amo comédias românticas e tenho certeza que vou gostar deste!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Mi!
    Gosto também de filmes de comédia, dá para dar boas risadas e desestressa.
    Não conhecia o filme, mas vou procurar.
    “Um amor, uma carreira, uma revolução: outras tantas coisas que se começam sem saber como acabarão.” (Jean-Paul Sartre)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Quase nunca assisto filmes franceses, e também amo comédias. Esse parece ser bem divertido e gostoso de assistir, daqueles filmes que nos sugam completamente.
    E agora fiquei curiosa para saber da versão do Antoine, rsrsrs
    Anotado aqui! Vou aproveitar pra me distrair com uma gostosa comédia romântica e apreciar uma película francesa!
    bjoos
    Ana
    elvisgatao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. eu não conhecia esse filme. mas adorei a dica, acho bem legais os filmes franceses eles tem um jeito diferente de contar as histórias (tá tudo bem não assisti tantos assim, mas...) e adoram um flashback. eu acho bem legal assistir filmes fora do eixo eua/uk você ver coisas diferente
    colocar aqui na minha lista do netflix (q tá ficando tão grande qt dos livros)

    ResponderExcluir
  7. Olá Mi!!
    Eu ainda não conhecia esse filme,mas gostei muito da sinopse.
    Essa dupla sentar ao lado do ex/viagem longa é infalível,sempre tem como resultado risada garantida.
    Vou anotar pra assistir assim que possível.

    ResponderExcluir