Resenha - Como se apaixonar

Resenha - Como se apaixonar
Sinopse: "Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor. Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?"
Quando Christine vê um homem se suicidar na sua frente, percebe que toda a sua vida é uma farsa. Admitindo que não é feliz e querendo partir em busca da sua felicidade, Christine pede divórcio ao marido, com quem é casada há nove meses. Enquanto tenta driblar os problemas que o divórcio lhe traz, principalmente por conta do ex-marido que decide transformar a vida da jovem em um inferno, Christine encontra Adam em uma situação praticamente improvável: o rapaz tentava o suicídio.

A verdade é que Christine se sente culpada pelo suicídio que outrora presenciou, então, quando vê Adam na mesma situação, não pensa duas vezes ao tentar impedi-lo. No entanto, tal tarefa não será fácil. O rapaz decide não se jogar naquele momento, mas dá um prazo para que Christine o convença de que o suicídio não é a melhor opção. Ela tem duas semanas para persuadi-lo. 

Adam está vendo sua vida ruir perante os seus olhos, já que será obrigado a comandar a empresa da família, pois o pai está com uma grave doença e sua irmã mais velha é uma ladra. Além disso, ele flagra o seu grande amor com seu melhor amigo no dia em que iria pedi-la em casamento. Agora ele se vê completamente sem ação, tendo em suas mãos um destino que não lhe pertence.

Christine aceita o desafio proposto pelo rapaz, mal sabendo que isso mudará mais ela do que ele. Nas duas semanas que tem pela frente, ela ajuda Adam a ver o lado bom das coisas, porém, na medida em que vai fazendo isso, vai se encantando por Adam, de mesmo modo que não compreende o motivo pelo qual um rapaz como ele tem para tentar se matar. E quem entenderia? 

***

Cecelia consegue surpreender a cada novo livro. Quando peguei Como Se Apaixonar em mãos, não havia sequer lido a sinopse da história, então fui totalmente surpreendida. Amei todo o desdobramento da trama e a construção dos personagens. Durante toda a leitura, fui capaz de sentir os debates internos vividos por Adam e Christine e tive vontade de ajudá-los de alguma forma. Amo quando o autor consegue inserir o leitor no contexto dessa forma, e Cecelia consegue fazer isso com maestria. 

O romance vai se desenrolando aos poucos e é bonito de ver a forma como os personagens se completam. Christine é a forte da relação, se coloca no lugar do outro e está sempre disposta a ajudar, mesmo que o mundo esteja caindo aos seus pés. Adam, por sua vez, é um personagem intrigante. Ao mesmo tempo em que se mostra frágil e perturbado, com a ajuda de Christine deflagra o seu lado bem-humorado e vívido.

Afora eles, não posso deixar de dar uma atenção especial à família de Christine. Seu pai e irmãs têm um papel importante no enredo. Ademais, Maria, ex-namorada de Adam, também é uma personagem interessantíssima e com uma carga de responsabilidade ao longo da narrativa.

Encontrei alguns problemas estruturais na história. Por vezes, um dilema nos era apresentado, mas logo tinha seu desenvolvimento cortado. A tradução também pecou a ponto de algumas palavras terem me gritado aos olhos, mesmo que eu não tenha lido a obra em inglês, bem como igualmente percebi alguns problemas de revisão. Entretanto, todos esses fatos não desmereceram o livro.

Cecelia, mais uma vez, criou uma história magnífica. Amo dramas que me fazem refletir acerca do mundo a minha volta. Durante toda a leitura fui tomada pelo impulso de buscar a minha felicidade, sem medos e reservas. Como se apaixonar é daqueles exemplares que fazem o leitor ver a vida de uma forma diferente e dar mais valor a ela. Indico muitíssimo a leitura.

Como se apaixonar - Cecelia Ahern
Editora Novo Conceito
352 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon

5 comentários

  1. Barbara,quero muito ler esse livro da Cecelia e conhecer a personagem Christine e descobrir se ela conseguirá convencer Adam a não se suicidar.Fico imaginando o ex de Christine fazer da vida dela um inferno e ao mesmo tempo ela tentar salvar a vida de Adam ou melhor convencê-lo a não se matar.Também a cada livro da Cecelia me surpreendo.Fiquei curiosa a cerca dos personagens secundários.É sempre bom lermos algo para nós valorizarmos a vida.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Barbara!

    Sou fã da autora e tenho quase todos os livros dela aqui. Tenho este e estou doida para lê-lo, cada história da Cecelia me deixa mais ávida para ler outro livro!

    Adorei sua resenha!!!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Oi.

    Não gosto muito do gênero.
    Não conheço a autora, gostei muito da resenha, não faz meu gênero literário, mas espero em breve poder desfrutar dessa autora.

    ResponderExcluir
  4. Li um livro da autora e confesso que não superou exatamente as minhas expetativas. Mas eu amei tanto a sinopse desse que preciso dar mais uma chance a mim mesma. Gostei da forma como a autora aborda temas importantes de maneira sensível e discreta no enredo, colocando-os na trama e envolvendo o leitor a ponto de refletir sobre eles a partir do enredo. A construção das personagens também me parece bastante complexa, as personalidades são bem peculiares e aproximam muito o leitor deles.

    ResponderExcluir
  5. Venho lendo poucos romance ultimamente, mas sempre leio comentários positivos sobre a autora, poucos são negativos, fiquei curiosa me poder ler esse livro.
    É difícil, quando as traduções fazem com que o livro não seja a mesma coisa quando foi escrito na língua de origem.

    ResponderExcluir