Top 5: Os melhores e os piores livros que li em 2015

E aí pessoal, mal posso acreditar que o último dia do ano chegou! É incrível como 2015 passou rápido, mas não posso dizer que foi despercebido. Ao contrário, eu curti cada minutinho dele e é óbvio que foi o melhor ano da minha vida, e vocês sabem por quê. Por causa do nascimento da minha filha, Úrsula.

Bom, ao contrário de 2014, este não foi um ano de muitas leituras. Enquanto que no ano passado eu li 94 livros, neste li apenas 70, até o momento em que criei esse post. Eu achava sinceramente que depois que a bebê nascesse, aposentaria meu e-reader, mas não, até que tenho conseguido dar conta de alguns livros por mês enquanto dou de mamá. Santo mamá.. kkk

Na medida em que ia preparando os posts de final de ano, fiquei quebrando a cabeça sobre o que podia bolar para o ano novo. Quem me conhece sabe o quanto não curto ser repetitiva, apesar de que, às vezes, se chega num ponto em que fica difícil de inovar. Enfim.

Decidi, então, falar sobre os 5 melhores e piores livros que li em 2015. Fujam das bombas e entreguem-se às boas recomendações:

PIORES LIVROS LIDOS DE 2015:

1. QUE TAL ESTA NOITE?, de Bridie Clark
Editora Verus

Resenha AQUI.

Este foi, sem sombra de dúvidas, o pior livro que li no ano. Senti um misto de decepção, por ter esperado demais da obra, já que adoro tramas em que nós somos os protagonistas; com repúdio ao conteúdo ali encontrado. Em primeiro lugar, não entendendo como alguém foi capaz de escrever uma história de tão baixo nível para crianças e adolescentes. Em segundo lugar, não sei como uma Editora de renome a publicou. Ainda bem que eu não levei mais do que 5 minutos para ler o exemplar, senão, morreria de frustração por gastar um precioso tempo da minha vida.

2. MEIA-NOITE NA AUSTENLÂNDIA, de Shannon Hale
Livro 02
Editora Record

Resenha AQUI.

Quando li Austenlândia e amei, e descobri a existência de um segundo volume, quase pirei, precisava para ontem. Quando foi lançado, fiquei chocada com a piração do enredo e com a decaída na escrita da autora, que não só criou uma história sem pé nem cabeça do ponto de vista jurídico, como construiu uma personagem inverossímil e muito chata.

3. BANGALÔ 2: Hotel Bervely Hills, de Danielle Steel
Editora Record

Resenha AQUI.

Nunca havia lido um livro da autora e parei por aqui. Aliás, mal consegui chegar ao final deste. Apesar da premissa ser boa e digna de reflexão, achei o texto muito mal escrito, repetitivo, enrolado, clichê e superficial. Sem contar que o desfecho foi extremamente fraco. Isso para não entrar no mérito da protagonista, que tive vontade de enforcar e chacoalhar a leitura toda. Pois é, não gostei mesmo.

4. UMA PITADA DE AMOR, de Katie Fforde
Editora Record

Resenha AQUI.

Eu sou doida por chick-lits e programas de culinária. O que poderia ser melhor do que combinar esses dois elementos em uma única narrativa? Bom, o livro, porém, Fforde não logrou êxito em sua empreitada. Nunca na minha vida eu li um chick-lit sem dar risada e, nesse, eu não cheguei a nem esboçar um sorriso. No decorrer das páginas, minha expressão era de tédio ou desgosto. Como é chato me deparar com uma mocinha tão boa samaritana e sem sal como Zoe, afora o fato de que, por medo, ela se permitiu fracassar quando tinha a faca e o queijo na mão. Não, eu não engoli essa história.

5. A GAROTA NO TREM, de Paula Hawkins
Editora Record

Resenha AQUI.

Bastou que a Editora comparasse esse livro à Garota Exemplar para que eu ficasse super a fim de ler. E esse foi exatamente o problema. As expectativas que criei quanto à escrita da autora e à narrativa que, infelizmente, não chegam aos pés de Garota Exemplar. Nesse sentido, nem consigo entender por que fizeram tanto burburinho em cima dele. As protagonistas são insuportáveis, o enredo é lento, e o final previsível demais.

MELHORES LIVROS LIDOS DE 2015:

Agora sim vamos falar de coisa boa, e nossa, foi super difícil montar essa lista! Posso botar todos em 1º lugar?

1. ESSA GAROTA, de Colleen Hoover
Livro 03
Editora Galera Record

Resenha AQUI.

Vou começar falando de um dos meus New Adults favoritos: Essa garota. Esse livro é inclusive o meu preferido da trilogia Métrica. Amei ler a narrativa intercalada entre a lua-de-mel dos protagonistas, no tempo presente, enquanto presenciava revelações do passado. Este último volume nos ajuda a montar as peças soltas do quebra-cabeça e ainda finaliza a trama de uma forma que fica impossível de não se emocionar.

2. ORDEM, de Hugh Howey
Livro 02
Editora Intrínseca

Resenha AQUI.

Ordem foi uma das obras mais esperadas do ano por mim. Nela descobrimos o que acontece antes, durante e depois de Silo. Hugh me deixou com os nervos à flor da pele com as reviravoltas do enredo e mostrou que continua o mestre da distopia pós-apocalíptica.

3. PERDIDO EM MARTE, de Andy Weir
Editora Arqueiro

Resenha AQUI.

Eu digo e repito quantas vezes forem necessárias, este foi o melhor livro de ficção científica que já li na vida. Só não superou a colocação dos outros porque o vencedor e o vice da lista possuem um forte valor sentimental para mim. Se não bastasse a trama ser ótima e original, fiquei fascinada com a história contida por trás de sua criação. Vocês podem saber mais detalhes na resenha dele e do filme.

4. FRAGMENTADOS, Neal Shusterman
Editora Novo Conceito

Resenha AQUI.

Sabem quando a gente acha que já leu de tudo na vida e vem um autor desconhecido que escreve uma história e BUM, faz o nosso queixo cair? Pois é, foi o que aconteceu com esse livro. Fragmentados não tem só aventura, ação, romance, disputas ideológicas e políticas. Ele tem principalmente muito conteúdo digno de reflexão e debates que são bastantes reais para os dias nos quais vivemos e para onde tende a caminhar a humanidade.

5. PINES, de Blake Crouch
Editora Planeta

Resenha AQUI.

Li Pines sem pretensão nenhuma, só porque vi o episódio piloto do seriado e fiquei querendo saber o que ia acontecer. O que mais gostei foi ter sido pega com as calças nas mãos, porque nenhuma das teorias que elaborei para decifrar os mistérios do enredo procediam. E quando cheguei ao final, fiquei com uma cara atônita de NO WAY!

***

E vocês? Digam para mim nos comentários quais foram os melhores e os piores livros que leram em 2015.

Desejo a vocês um Feliz Ano Novo, repleto de alegrias, bênçãos e boas surpresas. Continuamos contando com as suas visitas em 2016.

Beijos amados da equipe do Recanto da Mi.

6 comentários

  1. Oi Mirelle!

    Que bom que nunca li nenhum desses piores! kkkk Anotado aqui e vou correr deles, pode acreditar! rsrsrsrrs

    Dos melhores, li Métrica e quero muito finalizar a trilogia, já tenho os livros, agora só falta tempo mesmo... rsrsrsrsrs

    Adorei sua lista!
    Feliz Ano Novo para vc e sua família!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Nossa, eu adorei ler Meia-noite na austenlândia.
    Gostei de suas leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Também li Essa Garota neste ano, por ser repetitivo, preferi esperar um tempo para que a história dos livros anteriores não ficassem tão marcadas na minha cabeça e super aproveitem a leitura.
    Ainda não li nenhum dos piores livros que você citou, mas tinha Uma Pitada de Amor, marcado para ler no skoob, vou reconsiderar depois de ler sua resenha.
    Minhas melhores leituras foram a série TMI, Maybe Someday, Mar da Tranquilidade e O Teste <3
    Feliz ano novo para você, sua família e todos do Recanto da Mi!

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu não li nenhum desses livros que você comentou, mas tenho vontade de ler A garota do trem, pena que voce não gostou, tambem quero ler algo da Colleen Hoover.
    Eu li 4 livros sensacionais, O diário de Anne Frank, O pequeno príncipe, A última carta de amor e No escuro. Essas foram quatro grandes leituras do ano.
    Beijinhos
    Boas Festas!
    becodoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Mi!
    Os piores nem lembro...
    Os melhores gostei Fragmentados e Rainha Vermelha.
    Desejo um 2016 carregado de saúde, realizações e muito sucesso em tudo que empreender.
    “Este ano foi um grande ano! Foram momentos de alegrias constantes e tristezas passageiras. Gostaria de agradecer imensamente sua companhia, seu apoio, sua lembrança! Obrigado por me presentear com sua amizade e carinho! Desejo-lhe um feliz ano novo. Forte abraço!” (Givas Demore)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiii! Sério que você não gostou de A Garota no Trem? :'( Fiquei meio desanimada agora, to querendo ler este livro faz tempo!
    Em 2016, os melhores livros que li foram: O Diário de Anne Frank, Extraordinário e Como Eu Era Antes de Você.
    Acho que os piores foram: Muito Mais Que 5 Minutos da Kéfera e A Metamorfose.
    Beijos!

    ResponderExcluir