Resenha - Soldier

Resenha - Soldier
Sinopse: "Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos. Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra. SOLDIER: Leal até o fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães."
Stanley é jovem, vive com o pai e tem um irmão que foi convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial. Com a partida do irmão, a única alegria que resta para Stanley são os filhotes de sua cadela Rocket, que é o orgulho da família. Mas sua felicidade pode ter um fim trágico: Rocket teve filhotes mestiços, e isso irrita o pai do garoto, que fica furioso e ameaça dar um fim aos cãezinhos. Inconformado com as atitudes e mudanças do pai, Stanley foge de casa e acaba se alistando no exército britânico de forma ilegal, mentindo a idade.

Como Stanley é ainda é um rapaz, fraco demais para ser um soldado, mas muito competente em lidar com animais, acaba sendo enviado para a área dos adestradores de cachorros, o setor do exército com menos probabilidade de se entrar na linha de frente da guerra, ou seja, com a maior possibilidade de se ficar vivo. Os melhores adestradores, junto com seus cachorros, serão enviados à França - onde seu irmão está - para servirem como cães mensageiros e salvarem vidas. 
Soldier Sam Angus Editora Novo Conceito
Cães mensageiros são os cachorros treinados para atravessar os campos de batalhas, levando e trazendo mensagens e bilhetes de um posto ao outro, quando eles ficam sem comunicação. Além de querer proteger seus cães mensageiros, Stanley busca encontrar seu irmão, superar a perda de seu amado cão mestiço e perdoar o seu velho pai. 

Será que ele vai conseguir? Vocês terão que ler para saber.

***

Histórias sobre as guerras mundiais me encantam. E com esse livro não foi diferente. A escrita de Sam Angus me maravilhou desde o começo. Com uma história familiar forte e cativante, a obra nos traz a história de Stanley, um garoto que, movido pela descrença no pai, vai à guerra para procurar seu irmão mais velho e acaba encontrando amor e conforto nos animais mensageiros (além de ter uma grande surpresa no campo de batalha!).

Emocionante é a palavra que melhor descreve esta leitura. Acompanhamos o crescimento de Stanley, bem como seu desejo de sobreviver e de unir sua família novamente. As cenas são impressionantes e intensas e, por muitas vezes, me fizeram chorar, tanto de ódio quanto de amor. Acompanhar o amadurecimento forçado de Stanley, suas dúvidas, seus medos e seus desejos, deixou o enredo ainda mais verossímil e fascinante.
Soldier Sam Angus Editora Novo Conceito
Soldier não é uma história real (mas poderia!). Ele foi inspirado na vida dos milhares de cães mensageiros que participaram da Primeira Guerra Mundial e que salvaram inúmeras vidas nos campos de batalha.

Infelizmente, a Novo Conceito pecou em uma parte do exemplar: Stanley se comunica com seu irmão, sua professora e outros personagens por meio de cartas, e essas cartas são bem difíceis de se ler! A fonte usada, uma cursiva caligráfica, em algumas das cartas parece letra de médico, que não dá para entender. Afora isso, não encontrei erros de ortografia e nem de gramática. E a capa com esse lindo cão mestiço nos apaixona de imediato.

Soldier é certamente uma leitura que indico para os amantes dos animais e para aqueles que, como eu, se interessam por um dos períodos mais negros enfrentado pela humanidade.
 

Soldier - Sam Angus
Editora Novo Conceito
256 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon

4 comentários

  1. animais e guerra a combinação perfeita pra me fazer chorar, ainda mais com esse livro criado pela Sam que parou meu coração umas 10 vezes!
    lindo!!!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ellen!
    Tive oportunidade de ler esse livro e gostei muito, primeiro porque se passa na época da guerra e os livros ambientados aí me atraem; depois porque amo cartas, faço correspondência há mais de 35 anos e as cartas são maravilhosas; e por último, quando envolve animais, principalmente cachorros e sua amizade incondicional, fico totalmente arrebatada.
    Desejo um 2016 carregado de saúde, realizações e muito sucesso em tudo que empreender.
    “Que as conquistas no Ano Novo, cheguem na sua vida como confetes: Abundantes, Alegres e festivas...FELIZ SEMPRE!!” (Ana Marise)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Ellen!

    Tbm gosto muito de livros sobre guerras mundiais e confesso que não havia nem lido a sinopse deste volume pq, depois de ler Marley e Eu e chorar rios, desisti de ler livros com animais na capa... me apego facilmente e se o bichinho morre, sofro demais! kkkkk

    Mas adorei sua resenha e vou adicioná-lo na minha lista de desejados!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Oi Ellen!
    Parece ser muito emocionante tanto a parte dos cachorros, quando ao menino que é muito forte por tudo o que fez. Fiquei emocionada com a resenha, imagina com o livro.
    Uma pena a fonte das cartas não serem tão legíveis :(

    ResponderExcluir