Resenha - Mentiras que confortam

Resenha - Mentiras que confortam
Sinopse: "Cinco anos atrás... Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção. Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe. Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele. Hoje... Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje."
Tia tem um caso com Nathan, mesmo sabendo que ele é casado. Apesar de Nathan nunca ter dado a entender, Tia acha que ele largará a esposa e os filhos para ficar com ela, então, quando descobre que está grávida, fica extremamente feliz, pois finalmente terá seu homem para si. Porém, a reação de Nathan não é o que ela esperava. Ele pede para Tia tirar o bebê e a abandona, mas ela resolve seguir em frente com a gravidez e entrega a filha recém-nascida para a adoção.
 
Nathan decide contar à sua esposa, Juliette, que teve um caso com outra mulher. Juliette é sócia de uma empresa de cosméticos e está em uma fase ótima de sua carreira e de sua vida. Ela tem dois lindos filhos com Nathan e, mesmo com a traição, ainda é apaixonada pelo marido e acaba por perdoá-lo.

Caroline tem uma vida maravilhosa. Ela conquistou todos os seus objetivos, criando uma imponente carreira, casando com o marido mais incrível do mundo e alcançando a sua tão sonhada independência. Entretanto, Peter não está satisfeito como ela. Ele acha que falta um filho em sua relação com a esposa e, por isso, a convence de adotar uma linda garotinha.

Caroline atende ao pedido do marido, mas não se sente pronta para ser mãe e dar a atenção que uma menina como Savannah precisa. Isso é mais do que ela pode oferecer. Caroline só pensa no seu trabalho e não quer perder tempo brincando de bonecas ou dando banho na filha. Só que Peter está cobrando que ela se envolva mais e mais, e tudo parece ficar cada dia mais difícil.

Tia arrependeu-se de entregar sua filha para a adoção e precisa contentar-se em receber apenas uma foto da menina por ano. A saudade da criança só aumenta sua saudade de Nathan, por quem ainda é apaixonada e, cinco anos depois, ela reúne as fotos recebidas e envia para o ex-amante, para dividir com ele a dor que sente.

Nathan e Juliette estão firmes e fortes, mas, mais uma vez, entram em crise quando recebem as cartas enviadas para o seu antigo endereço e, dentre elas, está a de Tia, com as fotos anexadas, alegando que a menina é filha que teve. Até Nathan se surpreende com a novidade, pois tinha certeza de que Tia havia abortado e ele já tinha virado essa página.

Dessa forma, o destino das três mulheres se cruza em torno da pequena Savannah. Mesmo sofrendo com as mentiras de Nathan, Juliette sabe que a menina não tem culpa das escolhas feitas pelos pais e que tem direito de conhecer o restante da família. As vidas delas estão bagunçadas, já que as mentiras do passado as rondam. E se quiserem que tudo entre nos eixos novamente, precisarão enfrentar os fantasmas no armário.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Sou apaixonado por um bom drama familiar e Mentiras que confortam parecia ter todos os elementos necessários para me agradar. Por isso resolvi solicitar meu exemplar de parceria para a Novo Conceito e assim que tive uma chance, me joguei na leitura. Entretanto, o início lento e a narrativa em terceira pessoa me fizeram demorar demais a concluir o livro e isso me frustrou bastante.

A escrita de Randy Susan Meyers é poética e fluida. A autora soube dividir muito bem as perspectivas dos personagens, atribuindo a personalidade de cada um em seu respectivo capítulo. Além disso, todos foram muito bem caracterizados e são tão reais que poderíamos encontrá-los em nosso dia-a-dia.

Todavia, não consigo apontar um só que tenha me agradado. Apesar de serem extremamente humanos e de terem os seus erros e acertos - mais erros do que acertos, devo dizer -, não consegui criar empatia para com eles. Quando as mentiras começam a surgir, contar a verdade é a melhor saída, mas os personagens parecem não pensar dessa forma e isso me irritou um pouco. Entretanto, em alguns aspectos até entendo os motivos das mentiras serem ditas, apesar de não concordar.

Quanto à edição física da obra, está bem trabalhada. A capa é linda e diz bastante sobre o exemplar. A diagramação também está muito encantadora. A revisão está ótima, apesar de eu ter encontrado alguns errinhos durante a leitura. As páginas são amareladas e a fonte é grande, facilitando a leitura.

Mentiras que confortam é um livro delicado, com conflitos familiares e que aborda a difícil realidade da vida e das decisões que temos que tomar ao longo dela. Recomendo a leitura para descontrair dos nossos problemas por uma tarde, mas evitem criar muitas expectativas.
 
Mentiras que confortam - Randy Susan Meyers
Editora Novo Conceito
368 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon

2 comentários

  1. Olá Leonardo!

    Ao contrario de vc, eu não sou muito fã de drama familiar... li um ou dois livros do gênero e juro que tentei gostar, mas não consegui...
    Infelizmente, acho que não leria este livro, mas gostei da capa e do título, quem sabe um dia... rsrsrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Eu não sou muito de ler drama, e como você disse que o começo é lento... Se o começo não me fisga eu não consigo ter vontade de ler.
    Tem uns personagens que não dá para entender mesmo, mas é fiel ao título que contem a palavra "mentiras" pelo visto.
    bjs

    ResponderExcluir