Resenha - A Luva de Cobre

Resenha - A Luva de Cobre
Sinopse: "Nesta fantasia urbana, um universo de magia coexiste com nosso mundo. Um universo repleto de intrigas, onde crianças aprimoram seus poderes em uma escola de magia chamada Magisterium, com Mestres que temem a volta do mago mais poderoso, e ambicioso, de todos os tempos, o Inimigo da Morte. Nesse volume, o aprendiz de mago Callum Hunt precisa encontrar uma antiga arma mágica roubada do Magisterium. A luva de cobre é capaz de arrancar a magia de uma pessoa e destruí-la completamente. Ao mesmo tempo, ele tem de decidir se conta aos amigos que, dentro dele, vive a alma do Inimigo da Morte, apenas à espera do momento perfeito para retomar sua escalada pelo poder."
ALERTA! Esta resenha pode conter spoilers do livro O Desafio de Ferro. Leiam por sua conta e risco!
 
Oi gente, eu sou a Dee Valente, do Blog Sacudindo as Palavras e vim aqui a pedido do Leo, para dar uma forcinha para a Mi neste momento tão incrível, mas tão corrido da vida dela que está sendo a maternidade. Hoje trago para vocês a sequência de O Desafio de Ferro, da série Magisterium, que passou a ser lançada pela Editora Galera Record.

Callum Hunt finalmente terminou o seu ano de ferro no Magisterium e foi de férias para casa, junto do seu novo bichinho de estimação, Devastação, um lobo dominado pelo Caos. Seu pai, Alastair, que já não estava feliz com o fato de o filho ter passado no Desafio de Ferro, ficou ainda mais contrariado ao ter que abrigar um animal desse tipo, mas, principalmente, de saber que Callum havia gostado tanto do colégio que tinha planos de voltar para lá no próximo ano letivo. 

"Não dá para matar o monstro quando esse monstro está dentro de você."

Certo dia, após dar um passeio com o pai, Callum retorna e não encontra Devastação na garagem, onde o tinha deixado, e entra em desespero, saindo à procura dele, em vão. À noite, o menino acorda com o barulho de um ganido e decide descer até o porão, local onde fica o escritório de Alastair. Lá, não só se depara com Devastação como também descobre um terrível plano arquitetado pelo pai, que pretendia utilizar Alkahest nele e no lobinho, para retirar a magia contida dentro deles.

Com medo, Callum foge e volta para o Magisterium. Na escola, fica sabendo que a luva de cobre foi roubada. Torcendo para que não seja obra do pai, o garoto vai à procura do ladrão junto com seus amigos, Aaron, Tamara e Jasper. Além disso, Call tenta esconder a sua identidade do Suserano do Mal e também espera que os Magos do Magisterium não localize nem a ele nem ao seu pai.

***

Narrado em terceira pessoa, como em O Desafio de Ferro, o livro segue dando uma ampla visão dos acontecimentos ao leitor. Por já estarmos ambientados ao universo do Magisterium e conhecermos os personagens, nos conectamos melhor com a trama e a leitura torna-se mais fluida e envolvente.

Em A luva de cobre, presenciamos o amadurecimento de Call e damos muitas risadas com cenas bem mais engraçadas, como na em que ele lista coisas que um Suserano do Mal faz ou deixa de fazer. Além disso, percebi um maior destaque para os personagens secundários, fora o fato de que o enredo possui um enorme gancho para que as autoras trabalhem mais a história de Aaron no próximo volume.

Sobre a edição da Galera Record, não tenho nada do que reclamar. A capa está simplesmente linda e achei que seguiu bem o padrão do primeiro exemplar. Uma coisa que reparei também é que as ilustrações que dão início a cada capítulo estão bem mais nítidas do que em O Desafio de Ferro.

Mal posso esperar para saber o que vai acontecer no próximo livro. Para quem curte uma aventura recheada de mistérios, intriga e magia, não pode deixar de ler essa série.

A Luva de Cobre - Holly Black e Cassandra Clare
Livro 02 
Série Magisterium
Editora Galera Record
304 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon

3 comentários

  1. Oi Dee!

    Não li a resenha por causa dos spoiler ta? Mas quero demais ler este segundo volume, adorei o primeiro livro e ele já está na minha lista de desejados, assim que possível, vou comprá-lo, claro!
    E essa capa heim? Linda demais!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Sou fã da escrita da Cassandra, mas não conheço ainda a da Holly, porém já vi muitos elogios.
    Devem ser lindas essas ilustrações! Que bom que tem partes engraçadas, me divertirei bastante.
    Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  3. Dee!
    Tive a oportunidade de ler o primeiro livro e simplesmente amei, embora a leitura tenha de ter atenção.
    Duas escritoras maravilhosas, nem posso deixar essa leitura passar.
    Desejo um 2016 carregado de saúde, realizações e muito sucesso em tudo que empreender.
    “O Ano Novo começa literalmente quando nos desprendemos dos velhos vícios que carregamos dentro de nossos corações.Façamos do dia primeiro de janeiro um dia de libertação e começo de uma vida de superação e busca por dias melhores.” (Alison Aparecido Ferreira)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir