Dica de leitura - Birman Flint e o Mistério da Pérola Negra

Dica de leitura - Birman Flint e o Mistério da Pérola Negra
Sinopse: "Após mergulhar num mundo sombrio cercado por assassinos e traidores, Birman Flint depara-se com uma estranha verdade em torno de um antigo legado transformado numa maldição. A busca pelo misterioso artefato conhecido como Ra´s ah Amnui pode ser a resposta para a conspiração em torno do Czar Gatus Ronromanovich e sua família, conduzindo Flint por caminhos obscuros muito além da sua própria compreensão. Um artefato, uma estranha seita e um assassinato, todos eles interligados por algo que parece representar a chave deste misterioso enigma. Uma jóia, um objeto de rara beleza ocultando em si um passado sombrio, lançando nosso herói numa corrida contra o tempo para salvar a dinastia Ronromanovich do desastre iminente."
Compre aqui: Cultura / Amazon

E aí pessoal, hoje trago para vocês uma super dica de leitura infanto juvenil, perfeita para os fãs de mistério, fantasia e aventura. Conheçam Birman Flint e o Mistério da Pérola Negra, escrito pelo autor e psicanalista Sérgio Rossoni, com prefácio do premiado escritor Ricardo Ramos Filho. Publicada pela Chiado Editora, a obra será lançada também em Portugal, Angola e Cabo Verde.

Rossoni cria um universo fantástico animalesco protagonizado pelo gato Birman Flint, astuto repórter do Diário do Felino que investiga, ao lado de seu parceiro, Bazzou, um carismático e inteligente, rato, o misterioso assassinato de outro roedor: Karpof Mundongovich.

A intensa investigação acerca do crime conta com a contribuição de animais de várias espécies, como o galo detetive Galileu Ponterroaux, o esquilo comissário Esquilovski, embaixador da cidade de Rudânia, o gato Splendorf Gatalho e o pato acadêmico Patovinsky Fabergerisky. Juntos, eles ajudam Flint a elucidar este caso.

Os rastros encontrados por Birman Flint e seu companheiro, Bazzou, são imprecisos e instigam a dupla a intensificar a busca por mais pistas. Os repórteres se veem às voltas com um mistério que envolve a família Ronromanovich, fundadora da dinastia da Rudânia, objetos misteriosos que estão na mira do suspeito roedor Maquiavel Ratatsuk (membro de uma inescrupulosa seita) e um antigo duelo entre dois clãs narrado no diário de um antepassado de ascendência Ronromanovich. Como relacionar todos os elementos ao enigmático assassinato de Karpof Mundongovich?

Com enredo misterioso e ágil, o livro apresenta aos leitores um mundo animal muito semelhante ao dos homens. Permeado por conflitos, traições, conspirações e muita aventura, o cenário complexo e enigmático de Birman Flint e o Mistério da Pérola Negra prende e envolve o leitor na ânsia pela resolução do mistério.

Referências:

Ao desenvolver a trama, Sérgio Rossoni usou como base a cultura russa para a criação da estrutura da história, personagens e fatos históricos. Tal escolha deve-se ao fato de que Rossoni sempre se sentiu atraído pelo assassinato da família Romanov bem como pela arquitetura russa e por Rasputin, um dos personagens mais enigmáticos e espantosos do período que antecedeu a Revolução Russa de 1917. Em Birman Flint, a livre inspiração em Rasputin se faz presente no personagem Gosferatus, inspirado na casa Romanov, segunda e última dinastia imperial que governou a Moscóvia e o Império Russo por oito gerações, entre 1613 e 1762.

Sobre o autor:

Sérgio Rossoni é psicanalista, escritor, ilustrador e músico. É formado pela Escola Paulista de Psicanálise e especializado na área de Terapia Breve com fundo Psicanalítico. Em 2010 iniciou o blog “Impressões de um psicanalista”, com textos sobre o cotidiano a partir do olhar analítico, tornando a escrita parte de sua rotina. Contudo, foi no trabalho do CD "Contando histórias" (2004), que pôde resgatar a paixão que havia experimentado ainda na infância ao criar roteiros adaptando personagens do cinema para suas próprias HQs, desenvolvendo pequenos contos que serviriam como ideia central para seu primeiro livro, cujo título provisório era "As aventuras do Gato Mush". Participou de oficinas realizadas na Escola do Escritor, onde conheceu Ricardo Ramos Filho.  Em 2014 formou-se no curso de desenho na Quanta Academia de Arte, mas segue nos estudos.

Sobre a editora:

A Chiado Editora é especializada na publicação de autores portugueses e brasileiros contemporâneos, sendo neste momento a maior editora em Portugal neste segmento, e uma das editoras em maior crescimento no Brasil. Em virtude dos métodos inovadores de produção e distribuição que desenvolvem, todos os livros publicados estão, a todo o momento, disponíveis para todos os leitores nas maiores redes livreiras de Portugal e do Brasil. Dado o sucesso conquistado em Portugal e no Brasil, a Chiado Editora expandiu o seu trabalho para vários países, como Alemanha, Bélgica, Espanha e América Latina, Estados Unidos, França, Luxemburgo, Irlanda e Reino Unido.

5 comentários

  1. Oi Mirelle!

    Tenho alguns livros da Chiado que gosto muito. Muito obrigada pela dica, espero poder lê-lo um dia.

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Esse livro não me despertou interesse, não sei acho que a narrativa não me agradou no momento.

    ResponderExcluir
  3. Principalmente as crianças adoram esse estilo de livro, com aventura e envolvendo animais, além de instigar a imaginação, também amplia o raciocínio lógico para elas tentarem descobrir qual o grande mistério. Eu sempre indico para elas, e claro que também os adultos se envolvem muito ;)
    beijos

    ResponderExcluir
  4. O livro parece conter uma estória cheia de mistérios e aventuras!! Gostei das características dos personagens, uma vez que são bem parecidas com as dos humanos!! E suspense sempre é bem vindo!!

    ResponderExcluir
  5. Livros de mistério e aventura, quando bem escritos, não são só bons para crianças e adolescentes, como para adultos também. Eu amo livros de mistério, e amo livros infanto-juvenis.

    ResponderExcluir