Resenha - Titia Terrível

Resenha - Titia Terrível
Sinopse: "Stella Saxby tem 12 anos e é a única herdeira da Mansão Saxby. Mas a terrível tia Alberta e sua coruja gigante vão fazer de tudo para roubar a herança da menina. Elas só não imaginam que Stella conta com a ajuda de um fantasma e os dois juntos vão unir forças para enfrentar a tia e impedir que ela fique com o único bem de sua sobrinha. Em Titia terrível David Walliams inova mais uma vez e leva o leitor até a década de 1930, para uma mansão rural remota onde vive Stella, uma menininha que não sabe que perdeu os pais num acidente de carro, pois passou meses dormindo depois disso. Ao acordar, ela vai precisar escapar das tramoias da tia, uma mulher malvada, que perdeu todo o seu dinheiro em jogos de tazo e anda sempre acompanhada de uma coruja mal-humorada. Stella conta apenas com a ajuda de um fantasma que ronda a casa, mas vai se surpreender ao descobrir que, às vezes, o socorro pode vir justamente de onde menos se espera."
Stella Saxby acordou em sua cama quentinha e percebeu imediatamente que algo estava errado. Ela não conseguia ouvir a voz da mãe pelos corredores do casarão onde morava com a família e o seu corpo estava todo enfaixado, como se a menina tivesse sido vítima de algo terrível. Havia uma nevasca tremenda lá fora. E Stella não conseguia se lembrar da chegada do inverno.

No lugar dos pais, quem aparece em seu quarto é a Tia Alberta, com uma coruja rabugenta empoleirada em seu ombro. É a titia quem explica, muito alegremente, que houve um acidente de carro. Stella esteve em coma por seis meses e agora é uma garota órfã, além de ser a única herdeira da propriedade que pertenceu à família ao longo de várias gerações.

Como se isso não bastasse, a Tia Alberta está louca por mais dinheiro para apostar em jogos de tazo e aumentar a sua coleção de corujas. Ela fará de tudo para roubar a herança da menina e ser a nova dona da mansão Saxby.

Stella sabe que precisa defender o lugar onde cresceu, mas como desmascarar a titia? E como impedi-la de encontrar a escritura da mansão e se apoderar do que foi deixado por seus pais? Ela está quase perdendo as esperanças quando encontra um menino limpador de chaminés escondido no porão e disposto a ser o seu amigo. Na verdade, é o fantasma de um menino, mas a garota não está em posição de recusar nenhuma ajuda.

Juntos, os dois vão descobrir que são fortes o suficiente para enfrentar qualquer desafio. E, de quebra, para desvendar mistérios que nem imaginam...

***

Titia Terrível é o oitavo livro do escritor David Walliams, um dos nomes mais badalados da literatura infantil inglesa. Aqui eu preciso interromper qualquer tentativa de escrever uma resenha decente para dizer que estou andando em círculos pela minha casa e morrendo de vontade de gritar: O QUE FOI ISSO QUE EU LI? Titia Terrível é absolutamente genial. Não há outra palavra para descrevê-lo.

O enredo traz uma criança órfã, herdeira de uma mansão e que tem uma tia muito mais do que terrível. Você pode chamá-la de maluca, doida de pedra e megalomaníaca, porque quanto mais pesado o adjetivo for, melhor vai definir a criatura. Alberta sempre foi uma mulher cruel e está disposta a tudo para abocanhar o patrimônio da família.

O que poderia ser um livro simples e previsível tornou-se um jogo de gato-e-rato eletrizante, com Stella tentando descobrir um meio de se livrar das tramoias planejadas por Alberta. O fato de a história se passar numa mansão antiga, isolada pelo inverno, fez com que a protagonista ficasse confinada com a sua rival e levou o autor a buscar soluções mais engenhosas para manter a ação dos acontecimentos. Para mim, o resultado foi ótimo, porque pude ler enquanto adulta e ainda me surpreender com a originalidade da narrativa.

O volume é inteiramente narrado em terceira pessoa e consegue despertar múltiplas emoções no leitor. Ao mesmo tempo em que ficamos tensos, também damos boas gargalhadas em várias cenas da trama. Isso é possível graças à escrita bem-humorada do David Walliams, que faz piada dos personagens, curte com a própria cara e explora diversos recursos narrativos para tornar a leitura mais dinâmica.

No decorrer das páginas, somos presenteados com tiradas sarcásticas, listas de manias estranhas dos personagens e até os truques recomendados pela Associação Internacional de Assombrações (seguindo a lista, aprendi que a minha casa deve ser assombrada desde que me entendo por gente). Além disso, acho que nunca vi tanta harmonia entre texto e ilustração. As imagens são de tirar o fôlego e vão muito além de simplesmente representar momentos narrados pelo autor. Elas complementam o sentido da obra e reproduzem o fascínio da mansão Saxby com riqueza de detalhes.

Com um projeto gráfico incrível e uma história repleta de reviravoltas, Titia Terrível se consagra pela sensibilidade ao tratar de luto, amizade e desigualdades sociais. Me encantei com a relação entre Stella e Fuligem, o fantasma de um garoto que morreu enquanto limpava uma chaminé. Ele se torna o companheiro da menina e tenta ajudá-la a escapar da tia fazendo as portas baterem e os pratos voarem. Fuligem era um garotinho humilde, sem qualquer noção de bons modos, mas com um coração cheio de bravura e lealdade. Para Stella, era um amigo que, vivo ou morto, estava com ela no momento mais difícil de sua vida. E isso lhe bastava.

Titia Terrível não fala apenas sobre uma menina que fica à mercê nas mãos de uma mulher gananciosa. É também um texto tocante, cheio de significados e que traz à tona o valor das relações familiares e das amizades sinceras, alertando-nos sobre como as melhores companhias podem estar bem ao nosso lado, esperando apenas serem vistas sem dúvidas e preconceitos.

A sensação que tive após a leitura da obra foi a de que David Walliams é um autor que respeita profundamente as crianças. O escritor confiou na inteligência de seu público e se lançou em um final surpreendente, sem tentativas de maquiar os sentimentos humanos ou as mazelas da sociedade. Em Titia Terrível, David mostra que as crianças não precisam de soluções mágicas que apaguem todos os seus problemas. Importante mesmo é que elas aprendam a preservar a imaginação e a coragem para enfrentar os momentos mais difíceis e construir o próprio final feliz. 

Titia Terrível - David Walliams
Editora Intrínseca
400 páginas 
Comprar: Amazon / Saraiva

4 comentários

  1. Oi Lais!
    Adoro os livros do David!
    Sempre procuro ler e gostei muito das suas impressões sobre Titia Terrível.
    Já quero ler!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lais!
    Não conhecia o livro, mas amei a sua resenha. Gosto quando um livro parece simples, mas traz uma mensagem importante nas entrelinhas.
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  3. Laís,amei a premissa desse livro que numa aventura ensina verdadeiros valores .Tadinha de Stella,depois de ficar em coma por seis meses,ficar órfã depois do acidente a única parenta é a tia Alberta uma mulher malvada que de quebra tem uma coruja rabugenta,ou melhor uma coleção.Legal você ter achado a premissa genial,só de ler sua resenha ,já coloquei essa obra na lista e quero muito acompanhar a aventura de Stella e seu amigo fantasma para impedir os intentos da tia.Legal ser narrado em terceira pessoa .Legal,tensão misturada a risos.Amei saber que tem ilustrações e que o nome de seu amiguinho fantasma ser Fuligem.Achei,maravilhoso o objetivo do autor com a obra ,que é preservar a imaginação e a coragem para enfrentar os momentos mais difíceis e construir o próprio final feliz.Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse autor, a história parece ser bem interessante. Gostei muito da capa do livro, bem chamativa e linda. Sempre bom ler algo que traga algum ensinamento!

    ResponderExcluir