Semana da Criança - Brincadeira de criança, como é bom - Dia 2

Semana da Criança - Brincadeira de criança, como é bom
Quando pensamos em Dia das Crianças, o que costuma vir em mente? Presentes, e de preferência, presentes caros. Se é comum sermos seduzidos pelas campanhas publicitárias, imaginem as crianças, tão vulneráveis e influenciáveis?

Num dado momento, elas passam a acreditar que só serão felizes se tiverem a mochila da Galinha Pintadinha, a boneca da Monster High ou um celular de última geração, mesmo que isso se transforme apenas em fogo de palha. Os pais, por sua vez, entram em desespero, às vezes por culpa ao não darem a atenção que os filhos necessitam, se viram do avesso para poderem comprar tudo o que os pequenos desejam, mesmo que isso signifique mais horas extras, menos tempo em família e, algumas vezes, empréstimos bancários.

Por que permitimos que situações como essas aconteçam?

Gostaria de lembrá-los que crianças não precisam de brinquedos de marca, muito menos em demasia. Ao contrário, quanto menos elas têm, mais valorizam seus pertences e mais aprendem a se focar em uma brincadeira por vez. E para quem está pensando que isso é impossível de acontecer, lhes digo que tudo vai depender dos valores que vocês ensinam em casa.

A proposta do post de hoje na Semana da Criança é de programarmos um Dia das Crianças inspirado nas brincadeiras de antigamente, sem custos e altamente recreativas.

Se o dia estiver com sol e com uma boa temperatura, que tal sair para rua e brincar de amarelinha, queimada, cabo de guerra e elástico? Ou então simplesmente encher bexiguinhas com água e atirar uns nos outros?

Vale também as infalíveis brincadeiras com bola, o bambolê e o pular corda. Podem parecer brincadeiras bobas, mas é incrível como são capazes de entreter e desenvolver a coordenação motora de uma criança. Medidas simples, mas garantidas.

Agora, se preferirem ficar dentro da "segurança" do lar, abusem do jogo das cinco Marias, das bolinhas de gude, do futebol de botão, dos jogos de tabuleiro e mímica e, principalmente, dos brinquedos feitos de sucata, que são tãoooo gostosos de se construir e proporcionam momentos em família inesquecíveis.

Falando neles, preciso compartilhar com vocês esse Blog incrível que a minha amiga Laís me apresentou, chamado Estéfi Machado, criado por uma mãe crafiteira que não foge da raia quando o assunto é botar a mão na massa para que os seus filhos deem asas à imaginação.

Separei abaixo ideias geniais de brincadeiras para vocês fazerem com seus filhos, usando papelão e os materiais que tiverem sobrando em casa: 

Brinquedos feitos de sucata Estéfi Machado
Brinquedos feitos de sucata Estéfi Machado
Brinquedos feitos de sucata Estéfi Machado
Brinquedos feitos de sucata Estéfi Machado
Brinquedos feitos de sucata Estéfi Machado
Mas daí alguns de vocês podem vir me dizer: "Mirelle, meu filho ainda é bebê ou muito pequeno para aproveitar essas brincadeiras." Ok, não se preocupem! Vocês não precisarão recorrer aos brinquedos carésimos da Fisher Price ou aos notebooks da Xuxa e DVDs do Patati Patatá!

Olhem só que atividades incríveis separei para vocês conhecerem, que vão desde a uma cesta de tesouros, contendo utensílios banais para a gente, mas que não só atraem a atenção do bebê, como estimulam seu tato e outros sentidos; a um penduricalho de fitas coloridas e de tecidos diferentes, a uma caixa para esconder objetos e até mesmo a trivial brincadeira de cortar papéis e pintar com guache.







É gente, opções é o que não faltam, o que sobram, diversas vezes, são as desculpas que bolamos para não brincarmos com os nossos filhos. Espero que esse Dia das Crianças seja memorável, não pelos presentes comprados, mas pela sua simples presença de vocês ao lado daqueles que os amam incondicionalmente ;)

12 comentários

  1. Mi,concordo com você que crianças,não necessariamente necessitam de brinquedos caros de marca ou de tecnologia para serem felizes e realizadas,o melhor é a troca de carinho e convívio com a família,amei o post,me fez recordar as brincadeiras que participei e realmente valiam a pena,amei o post do tubarão predador e cada vídeo .Mil beijinhos!!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei as sugestões, outras que recomendo e inclusive uso com meus sobrinhos são: brincar de cabana (não precisa comprar uma, basta organizar o sofá e as cadeiras na sala e jogar um lençol por cima) e esconde-esconde, são as que lembro no momento.

    Se seu filho for pequeno demais para isso, basta pegar aqueles brinquedos de encaixe, tipo lego, e construir coisas. É incrível como os pequeninos ficam encantados com uma simples torre que você constrói apenas juntando essas peças.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!
    Esse é o primeiro dia das crianças da minha bebê, e espero conseguir que ela entenda muito além de presentes essa data.
    Adorei as ideias de brincadeiras, já tentei algumas sensoriais com ela e deu super certo.

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi
    Adorei o post, hj em dia é bem difícil né de ver as crianças brincando com brinquedos que nós brincávamos na infancia.
    Eu adorava pula corda e bambolê. Adoreii as dicas.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi, tudo bem?

    Gostei muito do seu post, e é importante mostrar que temos opções de passar um Dia das Crianças memorável ao lado de nossos filhos (não que eu tenha um ainda) sem precisar recorrer a brinquedos caros, que muitas vezes a criança logo deixará para lá, e não proporcionará o mesmo bem estar.

    Nesse mundo capitalista que vivemos, e bem comum que as crianças se sintam impelidas a querer aquele brinquedo caro e que está na moda, mas nada melhor do que as brincadeiras mais simples, que não requer muito custo, e que pode proporcionar uma maior integração das crianças com os pais. Um picnic, uma amarelinha, um futebol é ideal para isso!!

    Adorei o post e as ideias!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  6. Nossa, mtooo bom relembrar das brincadeiras de criança! Ja pulei mtooooo elastico e acho que lembro ate hoje, hehe.
    Adorei o blog que recomendou e tem ideias mtooo criativas e baratas pra entreter as crianças e o bom que fazer o brinquedo ja é uma diversao ne?
    Ja vivemos nesse mundo louco consumista, nao precisamos deixar as nossas crianças assim tb.
    Lindo post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Brinquei de tudo de pique,de teatrinho,pés descalços e muita felicidade na medida do possível

    ResponderExcluir
  8. Minas brincadeiras de criança se resumiam em: pular corda, bambolê, amarelinha, pique-esconde ou apenas pique-pique, escorregar no barranco em cima de um papelão. aí ficava toda suja de terra vermelha e o puxão de orelha era certo. Mas era uma infância totalmente feliz. Torço para que as crianças de hoje tenham metade do que tive que eram brincadeiras simples mas saudáveis.

    ResponderExcluir
  9. No brincar espontâneo, na "fantasia", a criança exterioriza sua realidade interior, libera sentimentos e expressa opiniões. Por meio da brincadeira, a criança aprende a seguir regras, experimenta formas de comportamento e se socializa, descobrindo o mundo ao seu redor. Por isso, a brincadeira tem um papel decisivo nas relações entre a criança e o adulto, entre as próprias crianças e entre a criança e o meio ambiente

    ResponderExcluir
  10. Então Mi!
    É como falei no post anterior, é preciso que os pais tenham disponibilidade de sentar e brincar com os filhos, não apenas deixarem que outros tomem conta e deixem a tv ligada...
    Os pais tem de ser pais mesmo, sabe? Sentar no chao, orientar e brincar com seus filhos. Tem de usar imaginação.
    “Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.”(Érico Veríssimo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir