Semana da Criança - A magia da infância - Dia 1

E aí pessoal, sejam bem-vindos a mais uma Semana Especial de Dia das Crianças! Dessa vez, ela terá um gostinho único para mim já que, em breve, me tornarei mãe. Desde que soube que estava grávida, as minhas preocupações e o meu interesse sobre o universo e a educação infantil só aumentaram. Lembro que passava horas e horas lendo Blogs, pesquisando pedagogias e metodologias de ensino, vendo vídeos no youtube e percebendo que, diversas das minhas angústias, tinham um fundo de verdade e não eram fruto de uma mãe "fresca" ou "exagerada" demais.

Sabemos que a infância é o período mais precioso na vida de um ser humano. É nela que desenvolvemos a nossa personalidade, o lado emocional, as nossas habilidades, e passamos a criar um rol de memórias que irá nortear muitas das nossas atitudes futuras.

Estamos vivendo numa época de extrema correria. Cada vez mais vejo pais que não têm tempo para os seus filhos, seja pelo trabalho, pelo cansaço do dia a dia ou por pura negligência. Assim como, cada vez mais tenho visto crianças tendo a sua educação terceirizada por avós, cuidadores, escolas e, principalmente, pela televisão e pela internet.

Vocês, adultos, conseguem olhar para trás e comparar a sua infância àquela que os pequenos têm experienciado hoje em dia? Notam que não é de qualidade e que, muitas vezes, não geram proveito algum a eles? Infelizmente, a maioria das crianças desta geração são ansiosas, competitivas ao extremo, mal educadas, carentes, solitárias, sozinhas, doentes, tanto psicologicamente quanto fisicamente, e completamente alienadas.

Eu, definitivamente, não quero isso para a minha filha, e sei que deve ser muito difícil botar certas ideologias em prática, num mundo que já está tão virado de pernas para o ar que, seu eu pudesse, me isolava numa ilha deserta, longe do consumismo doentio, da manipulação da mídia e da supervalorização da imagem e do dinheiro. Mas Úrsula não pode crescer numa bolha, nem eu quero isso, porém posso tentar dar a ela uma educação diferente, na qual eu acredito e que acho que trará inúmeros benefícios a curto, médio e longo prazo.

Mas do que uma criança precisa, afinal? 

Ela precisa desligar a TV, o tablet e o computador, brincar ao ar livre, subir em árvores, ter contato com a natureza, aprender a respeitar os animais, passar mais tempo em família, ser abraçada, beijada, ouvir o quanto a amam, ter a sua imaginação e criatividade estimuladas, bem como a sua autonomia e poder de decisão, desenvolver o senso crítico, e compreender que tirar um 10 na escola ou falar 3 idiomas aos 5 anos de idade não só não a faz ser melhor do que ninguém, como não é sinônimo de sucesso ou felicidade.

O que vocês querem para os seus filhos? Que tipo de adulto, ou que tipo de ser humano vocês querem que ele se torne?

Na iminência de uma data tão especial, que é o Dia das Crianças, convido todos vocês a refletirem sobre essas questões tão delicadas. Dispam-se de preconceitos e se possibilitem enxergar por outras perspectivas que podem vir a quebrar inúmeros paradigmas e causar transformações poderosas dentro dos seus lares. Escolham ser pais, e não desejem apenas ter filhos!

A título exemplificativo de tudo o que quis transmitir para vocês, separei alguns vídeos e artigos que podem interessá-los:

OS PECADOS QUE ESTAMOS COMETENDO CONTRA A INFÂNCIA








10 comentários

  1. Mi,sim a infância é o inicio do desenvolvimento de um ser humano e realmente tudo que a norteia se refletira no futuro em nossas atitudes,infelizmente essa nova geração está sendo negativamente muito afetada com o meio reservado para ela .Gostei muito do alerta feito por você nessa postagem,cada vídeo teve sua contribuição,quero ver mais postagens de alerta como essa é de suma importância não só para futuras mães como você,mas para aquelas que já são e precisam reavaliar toda uma situação.Beijos e obg!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a postagem de abertura da semana da criança! Infelizmente é uma realidade que hoje as crianças são criadas de forma diferente, acelerada, digamos assim. Muitos pais utilizam a tecnologia como forma de escape, de entreter os filhos enquanto eles cuidam das coisas em casa após terem passado o dia trabalhando. E é como a Flávia falou no vídeo, não é fácil você ter energia para ficar 100% com seu filho após passar o dia trabalhando e resolvendo as coisas, mas é preciso fazer isso o máximo possível para que as crianças tenham um crescimento melhor.

    E não só faz diferença, como a criança quer esse contato com outras pessoas, quer você ali do lado dela, quer descobrir o mundo com você.

    ResponderExcluir
  3. Que post bom de ler e ver. Gostei demais do primeiro post da semana da criança!
    É na infancia que a gente aprende mais ne? E acho que hoje em dia a infancia está crescendo rapido demais e nao aproveitando tudo.
    Realmente concordo com oq o video nos chama a atenção, apesar de nao ser mãe ainda, fico bem preocupada com esse futuro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. sou mãe e estou muito preocupada com esta juventude de hoje, foi muto bom ver este video as crianças crescem rápido de mais.

    ResponderExcluir
  5. Infância tem q ser feliz e curtida como crianças .

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do primeiro post da semana. Hoje infelizmente as crianças são criadas de forma bem diferente, tendo os pais ausentes na maioria das vezes e crescendo ao lado de muita tecnologia que as afasta do lado afetivo que é muito mais acolhedor.

    ResponderExcluir
  7. E os pais de hoje não sabem mais como educar seus filhos vejo isso todos os dias e entre meus vizinhos e amigos e o mundo de hoje esta tirando muito cedo a infância das crianças a erotização estar entrando cada vez mais na vida deles muito triste isso e a violência então termina por destruir eles e sua formação moral e familiar.

    ResponderExcluir
  8. Onde quer que encontre uma criança, derrame sobre ela todo o seu carinho, estenda-lhe a mão para ajudá-la a crescer. Eduque a criança no caminho que deve andar. E nunca ela se desviará dele.

    ResponderExcluir
  9. Mi!
    concordo com a forma como pensa criar a Úrsula.
    Hoje em dia os pais tem se eximido de cuidar dos filhos, infelizmente!
    E depois quando crescem e se tornam adultos problemas, ficam reclamando e querendo jogar a culpa deles na própria criança ou em outra pessoa.
    Tenho visto muitas campanhas voltando com os jogos e brinquedos do meu tempo e fico bem feliz! Quanto mais longe da tecnologia na infância, melhor!
    “Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.”(Érico Veríssimo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir