Resenha - Rush sem limites

Rush sem limites - Abbi Glines
Sinopse: "Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto, ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã, Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto. Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora."
ALERTA! Esta resenha pode conter spoilers de Paixão sem limites, Tentação sem limites e Amor sem limites. Leiam por sua conta e risco! 

Rush Sem Limites trata-se de uma obra em que mostra o ponto de vista de outro personagem sobre Paixão Sem Limites, ou seja, esta é a mesma história do primeiro livro da trilogia Sem Limites, porém, sob a perspectiva do nosso amado Rush.

A narrativa começa com Rush falando sobre a sua infância com Nan, e sobre como o amor e a atenção que ele recebia do pai superstar afetavam a meia-irmã negligenciada. Rush acabou assumindo o papel do cara que nunca esteve lá, e reconta os fatos que o levaram a conhecer a suposta família do progenitor ausente de Nan muitos anos atrás.

Como Rush sempre esteve ciente de toda a história por trás da existência de Nan, foi um grande choque para ele quando aquela bela garota entrou em sua casa escoltada por Grant. Apesar de considerá-la uma jovem estonteante, a presença de Blaire só significava uma coisa: problemas com Nan. Mas a menina parecia bastante perdida e realmente precisando de ajuda, não restando a Rush outra saída se não acolhê-la antes que algum de seus amigos pervertidos tivesse uma ideia melhor.

Mas conviver sob o mesmo teto que a doce Blaire coloca todo o autocontrole de Rush à prova. Devido ao histórico secreto de sua meia-irmã com Blaire, ele sabe que precisa se manter afastado, e esta não parece ser uma opção viável, já que os seus sentimentos não parecem dar ouvidos à sua razão. Apesar da vontade de se entregar, ele sabe que Blaire sairia correndo assim que ele revelasse o segredo de sua família que a envolve, porém, não contar significaria enganá-la e causar dor à Nan. O que fazer quando a vida se coloca entre você e seu coração? É o que Rush precisará descobrir.

***

Quem conseguiu ler a trilogia Sem Limites sem suspirar por Rush que atire a primeira pedra. Quem acompanha o Blog sabe que eu não curti muito os outros livros da série Rosemary Beach, mas Rush é Rush e realmente espero que tenhamos a trilogia toda recontada por ele.

Em Paixão Sem Limites, passei grande parte do livro perdida sobre o que, afinal, era o tal segredo que o Rush tanto queria esconder de Blaire, e sobre muitas das motivações dele durante a história. Todos os meus questionamentos ficaram bastante claros em Rush Sem Limites e, se vocês leram o primeiro livro, simplesmente PRE-CI-SAM ler o segundo.

Neste volume, também temos uma melhor visão da família de Rush, que engloba desde a histórica visita de Nan à família de Blaire, até o momento em que Rush confronta o pai dela, o que acaba gerando toda a reviravolta na vida da garota e faz com que Rush se sinta tão culpado pelos infortúnios pelos quais ela passou.

O livro segue o padrão da série, com folhas amareladas, editoração simples e dividido em capítulos curtos. A segunda página traz uma reimpressão da capa em preto e branco, o que acho lindo, e o título possui letras em relevo. Rush sem limites é um exemplar curtinho e rápido de se ler, principalmente pela história ser tão atraente.

Obras sob o ponto de vista de outro personagem me fazem pensar no quanto nos equivocamos na leitura de sinais das situações nas primeiras impressões. Adoro como a Abbi Glines constrói os fatos e nos mostra que o que pensávamos ser de um jeito, tinha uma resposta bem diferente. Quantas vezes na vida não interpretamos precipitadamente as coisas por não sabermos exatamente o que se passa com o outro? Juro que queria um autor me passando spoilers sobre os pensamentos dos coadjuvantes da minha vida. Seria bem mais fácil de lidar.

Para os fãs de Abbi Glines, Rush Sem Limites é um prato cheio! Se vocês gostaram da trilogia, precisam ler a primeira parte da história pela perspectiva de Rush, que se tornará ainda mais irresistível aos olhos dos leitores do que já era. Sexy, intrigante e romântico, Rush Sem Limites nos faz entender por que Abbi Glines se tornou uma best seller de livros New Adult. Vale a pena conferir. 

Rush sem limites - Abbi Glines
Livro 04
Série Sem Limites
Editora Arqueiro
192 páginas 
Comprar: Saraiva / Amazon

13 comentários

  1. Olá, Dany.
    Está na moda agora escreverem a mesma história sobre a perspectiva do outro protagonista. Na minha opinião, isso é somente para ganhar dinheiro. Mas sei que os fãs vão discordar e adorar ler a história por outros olhos. Se bem que eu leria Harry Potter mil vezes pelos olhos de todos eles hehe. Quanto ao livro nunca li nada da autora e não tenho interesse em ler os livros dela. Me parecem ser mais do mesmo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Dany,amo quando vemos uma história sobre o ponto de vista do mocinho que assim podemos conhecer os seus ,sentimentos,pontos de vista e reflexões,pena que esse só foi do primeiro livro,poderia ter dos três,nesse podemos entender o que Rush tanto escondia de Blaire,conhecer melhor sua família,e lógico,o seu perfil sexy,intrigante e romântico.Mil beijos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Dany!
    Ganhei esse exemplar e estou com ele aqui aguardando a aquisição dos anteriores para começar a ler a série toda.
    Bem entusiasmada para ler.
    “Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  4. Oi Dany, sua linda, tudo bem
    Nossa, nunca parei para pensar segundo esse ponto de vista, e sabe que você tem razão!!!!! É impossível conhecer o que se passa na mente e coração do outro, a não ser que ele o exponha. Seria bem mais fácil se tivéssemos esse livro de todos os que conhecêssemos. Acho que daqui para frente, vou ver esse tipo de livro de forma diferente, eles acabam de se tornar mais especiais, mais reais, mais humanos para mim. Ainda não li essa série, mas não vejo a hora de o fazer. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie,
    nossa só li o primeiro da série, gostei, mas não achei tãoo bom assim rsrsrs
    gostei da sua resenha :D

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiee
    Confesso que não li nenhum ainda dessa série. Tenho lido algumas resenha sobre alguns, mas ainda não tive a oportunidade. Acho que está na hora eu tomar vergonha na caraaa ;p
    Beijinhos Screepeer
    Screepeer

    ResponderExcluir
  7. Mii, eu não vou ler, tá?
    Eu não sei quando lerei Paixão sem limites e os demais livros, mas pretendo um dia.
    A nota máxima me deixou empolgada... posso começar por esse?
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Acho ridiculo as pessoas dizerem q as autoras fazem livros com a perspectiva do outro personagem pra ganhara dinheiro. Claro q não, isso e pra pessoas curiosas como eu q amam ver os dois lados da historia. Eu amo o Rush, ele e meu segundo personagem literário favorito, so perde para o Will da serie Métrica. Amo a Colleen e a Abbi, e espero q a saga Rosemary Beach continue por mais uns 20 livros, pq eu ja li os 12 e sei q vem mais 3 por ai hahahaha <3 <3

    ResponderExcluir
  9. Mi, amada, não li o conteúdo em si, apenas suas observações.
    Estou louca para começar essa série, e suas razões para gostar deste livro e dar nota 5 me deixaram mais curiosa ainda rsrsrsrsrs

    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  10. Oii Boa noite tudo bem?Seu Blog é muito lindo e sao muito lindas as postagens,ja estou seguindo,Estou de volta com meu Blog com novo Layaut,vc ja esta convidada a conhecer ira ser um prazer
    Beijos
    Rebeca
    https://rebequinhaclemente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie!

    Que resenha legal e reveladora!
    Quero ler a série inteira pois deve ser muito legal!
    Quem sabe algum dia... Hehehe! :D

    Beijos!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  12. Dany, ainda não li nenhum da trilogia e confesso que não me chamou muito a atenção.
    Mas o pessoal dos blogs que leio amam tanto, que vou ter que me render e ler pelo menos o primeiro!!
    Assim não dá! Me sinto tentada!! rsrs
    Amei as capas, são bem descoladas!! Não sabia que tinha até auto relevo! Que chick! Amo! kkkkkk
    um beijão ;)

    ResponderExcluir