Resenha - Na porta ao lado

Resenha - Na porta ao lado
Sinopse: "Com uma carreira em ascensão no segmento juvenil, a carioca Luiza Trigo retoma as personagens de Meus 15 anos – as amigas Bia, Carol, Amanda, Pri e Roberta – e novamente mostra as delícias e as dores da adolescência com leveza, sinceridade e bom humor em Na porta ao lado, seu terceiro romance. No livro, a autora narra as aventuras e desventuras de Carol, que começa o novo ano na escola tendo que encarar não só o casamento de sua mãe e uma mudança de casa, mas também o padrasto como professor e o filho dele como colega de turma. Parece muito azar para uma garota só! Mas muitas outras surpresas aguardam a protagonista, suas amigas e os leitores ao longo das páginas."
Mais um ano se passou e, finalmente, as aulas recomeçaram. Carol mal podia esperar para reencontrar suas melhores amigas: Bia, Amanda, Pri e Roberta, e trocar confidências sobre como tinham sido as férias de cada uma.

Ela sabia que agora, no Ensino Médio, uma nova etapa de sua vida estava começando, cheia de desafios e muitos estudos, com o monstro do bicho-papão mais a frente, chamado vestibular. Mesmo assim, tudo isso parecia fichinha perto dos problemas que Carol estava tendo que enfrentar em casa.

Depois de anos morando somente com a mãe, foi negativamente surpreendida com a notícia de que Beth não só estava namorando, como ia se casar e, por isso, elas teriam que se mudar e sair da casa na qual Carol morou a vida inteira e tinha inúmeras recordações do seu falecido pai.

No novo apartamento, a garota foi obrigada a conviver com Carlos, que tinha um filho antipático, chamado Tomás, que regulava com a idade dela. Para piorar a situação, logo no primeiro dia de aula, descobriu que não só Tomás seria seu mais novo colega, como Carlos também seria seu professor. Portanto, os planos que tinha de levar uma vida "normal" no colégio, foram por água abaixo.

Tudo o que Beth e Carlos queriam é que Carol e Tomás se dessem bem. Mas como isso era possível quando o garoto fazia questão de ser grosseiro e implicante com Carol a troco de nada, e a menina, por sua vez, passou a odiá-lo gratuitamente? Entretanto, todos sabemos que o que separa o ódio do amor é uma linha muito tênue e, às vezes, difícil de se identificar.

Como fazer para passar ilesa por um ano letivo que promete muitas confusões?

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

***

Conheci a Luiza Trigo por causa do seu conto As Valentinas, que baixei gratuitamente na Amazon e que é um prelúdio do seu livro Meus 15 anos. O que primeiramente me chamou atenção em suas obras foram as capas belíssimas, ilustradas pela fofa da Irene Freitas, de quem sou muito fã. Mas, rapidamente, me encantei pela escrita da autora, que é leve, divertida, cheia de referências atuais e bem adolescente.

Ao começar a ler Na porta ao lado, não imaginei que contivesse as mesmas personagens de As Valentinas e Meus 15 anos e, portanto, não sei dizer se teria sido melhor ler antes o outro livro. Entretanto, por serem histórias distintas e não fazerem exatamente parte de uma série, penso que podem ser lidos de maneira independente.

Por mais que eu não seja o público alvo da obra, me identifiquei demais com os dramas vividos por Carol. Sei bem o que é perder um pai cedo e ter que dividir a mãe com outro homem do qual a gente se esforça para não gostar. Pior ainda quando vem um agregado na mistura e quando somos obrigadas a aturá-los não só em casa, como também na escola, onde deveria ser um território neutro e de calmaria.

Também me recordo o quanto é difícil viver o primeiro amor, ainda mais quando ele é composto por um triângulo amoroso. Por mais que possa parecer clichê gostar de dois meninos ao mesmo tempo, não é raro de acontecer, e decidir com quem ficar é tão doloroso quanto não ter ninguém para namorar.

O livro é narrado por primeira pessoa, tem poucas páginas, capítulos bem curtos e fluidos, que são iniciados por algum título de livro que, provavelmente, a autora já tenha lido e gostado. A diagramação é uma graça, tendo trocas de mensagens e algumas listas feitas pela Carol no decorrer das páginas. O final me surpreendeu bastante. Imaginei que a personagem fosse seguir um rumo bem previsível, mas não foi o que aconteceu.

Na porta ao lado fala sobre as amizades verdadeiras, o primeiro amor, as dificuldades familiares, mentiras, traições e decepções, e também nos lembra que, por mais que tudo seja um grande drama na vida dos adolescentes, eles sobrevivem e saem mais fortes e maduros de cada dificuldade. Leiam e divirtam-se com essa história vocês também.

Na porta ao lado - Luiza Trigo
Editora Rocco
256 páginas
Comprar: Saraiva / Amazon

25 comentários

  1. Mi,esse livro traz uma história que nos remete a uma fase de descobertas e autoafirmação a adolescencia ,e nessa sequência a Luiza acertou em cheio,mostrando o quanto o amor e o ódio,podem se encontrar no caso em relação a Carol e Tomás,parece que para Carol vai ser bem difícil,pois terá que conviver com o menino em casa e na escola,além de seu padrasto que também é seu professor,amo também as ilustrações da Irene,são muito fofas,amo livros que falam sobre as amizades verdadeiras,primeiro amor,dificuldades familiares...sim os adolescentes saem mais fortes e maduros.que bom que o final foi inesperado,apesar do clichê.Mil beijinhos!!!!

    ResponderExcluir
  2. Esse é o tipo de livro que eu adoro ler! *-----*
    Gostei muito do enredo e a capa é uma graça Parabéns pela resenha! ♥
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Gostei muito da premissa do livro. A capa é uma fofura e de início cheguei a pensar que era juvenil, mas pelo visto o livro é para todas idades. Gosteii.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa, certamente é para todas as idades, se você se identifica com o gênero.. hehe Beijos

      Excluir
  4. Mi, vim aqui por que não sei onde posso perguntar...
    A sua mesa digitalizadora q vc postou a um tempo atrás e a CTL480L? Se for esse modelo me responda aqui e pode excluir esse post :3 quero comprar uma e gostei da sua >_<
    .
    Mesa digitalizadora Wacom Intuos Pen Pequena CTL480L
    E tem uma dica de livro de terror pra gente?
    bjs..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hideoki, as informações sobre o modelo estão no vídeo. E livros de terror, tenho várias dicas, veja aqui: http://goo.gl/HRiT49 Beijos

      Excluir
  5. Olá, Mirelle. Tudo bem?
    Ainda não li nada da Luiza Trigo, mas tenho certa curiosidade.
    Gostei de sua opinião, mas ao mesmo tempo acho que posso não gostar muito do livro. Talvez seja muito juvenil, algo que ando me afastando um pouco no momento.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, entendo Renato, para lermos livros adolescentes, temos que gostar mesmo, senão fica chato.. hehe Beijos

      Excluir
  6. Oi Mirelle!
    Eu já li esse livro e achei tão fofinho! Mesmo sendo um livro que não costumo ler, apreciei a leitura \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura tão rápida, né?! Fluiu bastante.. hehe Beijos

      Excluir
  7. Olá Mi,
    Sua resenha me deixou nostálgica. Adoro livros com protagonistas adolescentes, livros que se passam num ambiente escolar e adorei o fato de o vestibular estar se aproximando. A história me chamou atenção.
    Adorei a capa desse livro, faz com que tenhamos vontade de lê-lo. Enfim, parece ser um livro leve, bem daquele tipo que estou precisando ultimamente.
    Beijos - Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você precisa ler, Thami, certamente vai gostar :) Beijos

      Excluir
  8. Oi Mi, sua linda, tudo bem
    Mas que capa mais linda!!!!!! Engraçado, quando eu tinha essa idade não conhecia esses livros, eu lia mais o que tinha na biblioteca da escola, então, quando vejo fico encantada. Quando o casal se separa e tem filhos, eu acho muito complicado a mãe ir morar com outro homem, ou se casar novamente. E nesse caso, ele ainda trouxe um filho também. Gente e ainda ter os dois na escola, parece ser um pesadelo!!!!!! Olha, eu nem sei quem é o outro menino, mas estou torcendo pelo Tomás, risos... Adoro quando os personagens ficam brigando e depois se apaixonam. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Cila, infelizmente não existiam livros assim quando eu era adolescente também. Eu também sou dessas, de costumar a torcer pelo bad boy da história.. kkk Espero que goste da obra. Beijos

      Excluir
  9. Ah que amoor!! eu quero! amo livros assim e a capa é uma gracinha! <3 vai pra listinha!

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  10. Helloo, Mi!!!
    Eu estava super ansiosa para ler esse livro. Gosto de histórias infanto-juvenis, principalmente quando estou saturada com as leituras corriqueiras. Amei a sua resenha me deixou com muita vontade de ler. Gosto de apreciar autores nacionais ahah
    Deu uma nostalgia legal com tudo que tu falou. Preciso conferir a diagramação! Amo diagramações eheeh
    Está na minha lista de leituras já!
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Alana, também gosto de intercalar esse tipo de livro com outras leituras, para dar uma relaxada.. hehe Beijos

      Excluir
  11. Mi!
    muito bom ler uma vez por outra livros que nos remetem a nossa adolescência e as nossas traquinices, né?
    Sucesso para a autora.
    “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.”(Vinicius de Moraes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Mirelle!

    Esse livro é bem cute-cute! ^^
    Acredito que é destinado ao público feminino e talvez eu não leia, contudo, gostei de sua resenha! :)

    Beijos!
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  13. Mi, eu só li da Luly Trigo As Valentinas e A caixinha mágica e amei os contos!!!
    Agora estou louca para ler Meus 15 anos (uma amiga leu e disse que é foférrimo!), e o Na porta ao lado também quero, principalmente por ser um tema tão difícil e complicado como esse. Sei como é, porque também já me esforcei muito para não gostar dos namorados da minha mamy kkkkk
    Ainda bem que não veio um agregado junto, mas talvez se tivesse vindo uma companhia legal, teria sido mais fácil.
    Espero poder ler o livro em breve!
    Um beijão pra você e pra sua lindinha!!

    ResponderExcluir
  14. Achei essa capa tão fofa, até parece livro infantil.
    Fiquei com dó e raiva da vida pela protagonista viu...
    Mudar de casa, morar com duas pessoas que não conhece e ainda te-los na escola... que dureza.
    Eu ia virar a típica adolescente rebelde e com justa causa, ehehehe.
    O livro parece bem divertido e despretensioso.
    Gostei muito, Mi.
    Bjks

    ResponderExcluir
  15. Oi Mi, tudo bem?

    Eu já li "Carnaval" da autora, mas não consegui me conectar com a história, não achei os personagens bem construídos. Então, não sei se leria esse, porque além do meu receio porcausa dessa outra experiência que eu já tive, a história certamente não é meu público-alvo... mas isso é bastante relativo, já que tem histórias assim que eu simplesmente adoro.

    Que bom que você conseguiu se identificar com a personagem, e entender o ponto de vista dela. Parece ser uma leitura leve, e a narrativa da autora é bastante fluída. E as capas dos seus livros são mesmo super lindinhas.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir