Resenha - Encruzilhada

Resenha Encruzilhada - Kasie West
Sinopse: "A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão. Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar. Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. E agora, em qual futuro Addison estará disposta a viver?"
Adisson Coleman tem uma vida ainda mais complicada do que a dos adolescentes comuns. Com uma mãe cuja habilidade é ser Persuasiva, conseguindo com que as pessoas façam o que ela quer; e um pai Discernidor, um nome bonito para um detector de mentiras humano, é difícil para a garota não fazer tudo o que é lhe solicitado, mais ainda, tentar enganá-los. 

Todos no Complexo possuem alguma habilidade psíquica superdesenvolvida, embora Adisson considere a sua de pouca utilidade. Ela pode investigar o futuro quando se depara com uma escolha árdua, mas, independentemente do caminho que tomar, aquela realidade não pode ser alterada pelo conhecimento prévio adquirido durante a investigação. Além disso, Adisson precisa evitar recorrer ao seu dom, já que isso gera um excesso de informações em seu cérebro, chegando a confundi-la sobre o que foi vivido e o que foi simplesmente visualizado.

Todavia, ao chegar em casa e receber a inesperada notícia sobre a separação dos pais, sendo indagada a respeito de com qual deles pretende viver a partir dali, seus poderes se tornam a bênção da qual ela mais precisava. Como o pai decidiu que deixará o Complexo e passará a viver no mundo dos Normais, ir com ele significaria esconder tudo o que ela é e o que vivera até o momento. Permanecer com a mãe no local pode parecer a escolha mais segura, mas seria mesmo?

Com o suporte da amiga Laila, Addison resolve viver um mês em cada uma de suas opções através da "investigação" para saber qual a faria mais feliz. Este processo investigativo, em tese, demoraria apenas cinco minutos, porém, este ínfimo tempo, ao contrário do esperado, promete tornar sua definição ainda mais dolorosa por razões que pouco tem a ver com seus pais.

***

Encruzilhada tem uma premissa interessante e bem trabalhada que, desde o início, me deixou intrigada. Imaginem um Complexo no estilo de X-Man, cheio de famílias com poderes mentais maravilhosos e com a sua localização camuflada para que os demais humanos não saibam de sua existência. Entretanto, não ficou muito claro para mim se eles possuem alguma grande influência no mundo "normal", exceto por pequenos trabalhos que são realizados por aqueles que optam viver fora do local. Neste ponto, penso que o enredo poderia ter sido melhor desenvolvido.

Todavia, o livro se foca em Addison e na difícil escolha que ela precisa fazer. Pais separados são bastante comuns atualmente, mas e se os filhos pudessem dar uma xeretada no futuro para saber com qual deles seria melhor viver? É exatamente isso o que Adisson faz, e o interessante é que a história não enfatiza o relacionamento dela com o pai ou com a mãe nas diferentes realidades que visualiza, mas sim nas relações interpessoais e até mesmo numa trama perigosíssima na qual ela acaba se envolvendo em uma das opções. No final, a escolha de Addison já nem diz muito respeito aos pais e sim às possibilidades de vivência que se colocam para ela, e isso deixa o leitor com o coração na mão!

A obra é dividida em capítulos curtos e, a partir do momento em que Addison entra na investigação do seu futuro, eles se intercalam entre a realidade em que ela vive com o pai e com a mãe. É legal observar como a autora não criou dois planos completamente diferentes, mas sim paralelos, e com acontecimentos semelhantes que acabam se desenvolvendo de maneira distinta devido à presença ou ausência de Addison em um determinado fato.

E sim, é óbvio que temos interesses amorosos em ambos os lados, e é aí que nosso coração se parte. Como escolher? E como abandonar totalmente uma possibilidade para nunca vivenciá-la? Às vezes penso que gostaria de ter o mesmo poder mental de Addison, mas acredito que seria uma escolha muito penosa para eu abrir mão de um dos futuros.

Encruzilhada não é um exemplar extenso e a leitura é bastante fluida. As páginas são amareladas e os capítulos curtos aceleram o desenvolver da história. A capa é emborrachada, do jeitinho que eu adoro e acho um charme, e a diagramação é simples, com espaçamento duplo entre as linhas. Pontos extras para os títulos super criativos dos capítulos. A autora elaborou um dicionário à parte, criando palavras novas ou atribuindo novos significados às já existentes dentro do contexto da narrativa e de como a personagem principal se sente na situação em que será contada. Achei isso bastante criativo.

Este é um livro leve e interessante que fala sobre as escolhas que se apresentam na vida e o que realmente importa na hora de tomarmos uma decisão. Se vocês gostam de livros que unem a fantasia dos superpoderes ao mundo real, Encruzilhada é para vocês. Intrigas, amores e uma boa dose de suspense compõem a trama que deixa o leitor com gostinho de quero mais, esperando a continuação da série.

Encruzilhada - Kasie West
Livro 01
Série Encruzilhada
Editora Seguinte
304 páginas 
Comprar: Saraiva / Amazon

15 comentários

  1. Oii Dany, tudo bem??
    Eu aindnão conhecia o livro nem a escritora para ser honesta, mas curti muito já na sinopse e sua resenha tá ótima, super sincera e direta! Parabééns.
    Acho que vou comprar este livro. *O*
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir
  2. Achei bem legal isso do livro, de pessoas que podem enxergar as consequências de suas decisões. Ia ser tão bom se fosse assim na vida real. kkkkk

    O espaçamento duplo ficou bom ou deixou o texto muito afastado? Não acho que espaçamento simples fique bom nos livros, e duplo imagino o texto feio, com tanto espaço. O ideal que considero é o 1,5.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas achei a premissa interessante.
    Imaginar vários seres humanos dotados vivendo juntos e em harmonia, foi algo bom.
    Vou anotar sua dica, e quando possível irei conferir.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gente! Quero muito ler esse livro. Ele estava na votação do clube do livro daqui da minha cidade mas infelizmente perdeu :(
    Adorei essa capa e gosto muito de universos paralelos. Me lembra muito Flash hahhahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Esse livro tem a capa maravilhosa e já namorei ele várias vezes nas lojas virtuais, mas acabo sempre deixando de lado. Ainda não tinha lido uma resenha dele e adorei a sua. Gostei do dom de Addison e bem eu gostaria de ter um desses...! Fiquei curiosa para saber qual dos dois ela vai escolher e também para conhecer esse "triangulo" amoroso diferente.
    Beijos
    SIL | Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  6. Olá, Dani.
    Eu me interessei muito nesse livro por causa dos superpoderes hehe. Achei interessante o dom da protagonista, mas ao mesmo tempo que eu queria poder ver o futuro, fico na duvida se queria ver mesmo, pois como você disse, ia ter que abrir mão de uma das vidas. Só não vou ler agora porque não é livro único hehe.
    P.S: Mirelle, indiquei você para responder uma tag.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Dany,já imaginou podermos investigar duas possibilidades de nosso futuro e tomarmos decisões a partir disso?A premissa desse livro me deixou bastante curiosa para ler essa história,quando na verdade ela terá que tomar uma decisão muito importante acerca da sua vida sentimental ,o que concordo com você,acaba nos deixando com o coração na mão,pois uma delas terá que ser deixadas para trás,gosto muito da pegada X-man da história.Amo séries e com certeza entrou para lista.Mil beijinhos!!!!

    ResponderExcluir
  8. Dany!
    Então o livro é feitinho para mim... adoro quando os super poderes tomam conta do livro.
    e ainda aborda um pouco dos problemas pessoais do protagonista.
    Fiquei intrigada por não podermos detectar se esses poderes ajudam na vida geral, mas ainda assim, fiquei com vontade de ler.
    “Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani,
    Ainda não conhecia esse livro, não tinha lido nada sobre ele. Achei essa premissa interessante, pois não costumo ler coisas nesse estilo. Fiquei refletindo após a leitura da resenha e acredito que esse livro aborda um ponto que todos temos em comum, ao menos em algum momento de nossas vidas: Decidir, escolher entre uma coisa e outra.
    Amei a resenha!
    Beijos - Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Dany.
    Eu li a resenha e gostei muito, mas depois li a sinopse e achei chatinha, parece que a encruzilhada de Addison é escolher com qual garoto ficar.
    Sua resenha mostra um pouco a personalidade dos pais e o drama da personagem ao lidar com seu dom especial. E ser adolescente é problemático e ainda ter que lidar com a separação dos pais e escolher qual lugar é melhor para se viver...
    Espero que o foco seja esse... hehe
    Gostei muito no geral, mas desanimei por descobrir que é uma série... qtos livros?

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Eu já tinha visto a capa desse livro,mas não tinha me chamado muito a atenção. Ao ler a resenha achei a estória bem interessante e quero ler o livro e nem sabia também que era uma série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei doida na premissa da história, e depois da resenha da Dany, estou louca para ler. Beijos

      Excluir
  12. Oie!

    Este livro deve ser legal, principalmente com a similaridade com X-man!
    Quero ler! :D

    Beijos!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  13. Gosto muito de livros de fantasia e esse além de ser diferente do que estou acostumada, ainda trás reflexões sobre nosssa escolhas, consequências, e tal.
    Curti bastante a premissa e a capa é divina!!
    Quero ler sim!!
    bjos

    ResponderExcluir
  14. Oi Dany, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha e fiquei bem curiosa com o que a Addison irá fazer em cada um dos mundos... sinceramente, eu não sei se isso é um dom muito bom, deve ser ótimo visualizar o futuro... mas como escolher dentre duas opções quando as duas podem trazer coisas boas!? É difícil.. aiai, e imagino que esse livro ficamos com o coração na mão realmente pelas escolhas que ela terá que fazer.

    O livro parece ser bem envolvente, e mesmo que a autora não tenha desenvolvido muito a influência que as pessoas no complexo exercem no mundo "normal", o livro parece ser bem original. Adoro capítulos criativos e essa capa é ótima!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir