Resenha - Um ano bom

Resenha - Um ano bom
Sinopse: "Christopher é um aluno querido na escola, sempre cercado de amigos e garotas. Vivendo seu último ano do Ensino Médio, com uma vida confortável até então, Chris vê seu mundo abalado quando uma nova aluna surge na classe, atraindo seu interesse e despertando em seu coração sentimentos nunca antes experimentados. A princípio Chris e Clara pareciam ser incompatíveis, mas na medida em que vão se conhecendo, muito do que acreditavam começa a ser questionado e o amor surge inexplicavelmente."

Chris era um adolescente que nunca tinha se apaixonado antes. Por mais que tivesse muitas meninas aos seus pés por ser popular, bonito, engraçado e um ótimo jogador de futebol, nenhuma delas havia chamado a sua atenção. Nem Jéssica, com que ficou por um período maior de tempo, mas que decidiu dispensar antes que as coisas ficassem mais sérias.

Até a chegada de Clara, uma garota esquisitona, com cabelos vermelhos, roupas largas e all stars surrados. Clara não era como as outras meninas que Chris conhecia. Não estava nem aí para o que pensavam dela. Era educada, inteligente e muito discreta. Nunca queria muito papo e fazia de um tudo para passar despercebida no seu último ano letivo no colégio. Mas por mais que Clara se esforçasse para ser invisível, mais Chris se sentia atraído por aquela garota misteriosa.

Clara não era imune ao charme de Chris, por mais que tentasse negar, mas estava certa de que eles não combinavam em nada e de que não deveria baixar a guarda para um menino como ele, que andava num grupinho de alunos que se achava e que não perdiam tempo em ridicularizar e humilhar outros colegas.

Mas Chris estava determinado a mostrar para a garota que ele não era nada daquilo que ela imaginava, e num jogo de gato e rato iniciado por mera curiosidade e teimosia por parte dele, se transformou em algo muito maior e profundo.

Clara e Chris se apaixonaram, mas Clara não queria se entregar a esse amor. Ela já havia sofrido muito no passado e tinha medo de ter o seu coração magoado novamente. Será que Chris irá conseguir convencer Clara de que seus sentimentos são verdadeiros? Ou será que Clara esteve certa a respeito dele desde o início?

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

***

Um ano bom é um livro jovem adulto, escrito por uma autora nacional, que tive o prazer de conhecer na Bienal de SP. Para quem não sabe, Ana Faria faz parte do seleto grupo de alunos da talentosíssima Lycia Barros, editora geral do selo Ases da Literatura.
Ases da Literatura Lycia Barros
Parte da turma do Ases da Literatura reunida.
Da esquerda para à direita, na primeira fila: Cristiane Broca, Ana Faria, Lycia Barros, Dany Haas, Mirelle Candeloro, Fátima Venceslau e Carolina de Castro. Na segunda fila: M. Pattal e Laplace Cavalcanti.

Por ser seu primeiro livro, Ana me surpreendeu positivamente. Sua escrita em terceira pessoa é bem estruturada e fluida, e a construção da trama elaborada é muito boa. Apesar de se tratar de um romance adolescente, a autora transcendeu ao clichê no momento em que inseriu no texto temas importantes a serem debatidos, que foram abordados de maneira intensa e delicada. Ademais, Ana incluiu reflexões importantes e referências literárias muito cultas e interessantes de se acompanhar.

Independente de ser cristã e de ter colocado algumas cenas mais religiosas no enredo, a autora não o fez de maneira invasiva, tentando nos convencer a acreditar em Deus ou a adotar o cristianismo como sendo a única doutrina a ser seguida. Ao contrário, Ana abriu margem para diversas discussões saudáveis sobre o tema e ainda nos brindou com questionamentos filosóficos interessantíssimos que me fizeram pensar e a enxergar por um ângulo que ainda não tinha visto.

Também adorei a forma como a autora tratou o sexo na história. Ela não o fez de modo conservador e também não ficou piegas. Ana conseguiu passar aos jovens uma mensagem bonita, não só falando sobre os cuidados e sobre a proteção que se deve adotar na hora agá, mas também ressaltando que cada um tem seu tempo, e que isso não deve ser apressado, principalmente se o motivo for apenas ficar "bem na foto" com os colegas. Justamente por isso e por outros motivos, acho que Um ano bom é uma excelente obra que deveria ser adotada nos colégios.

Me afeiçoei demais aos personagens, principalmente à Clara, uma de nossas protagonistas. O que mais gostei é que ela não é uma menina comum, cheia de frescurites e chatices adolescentes. Não. Clara tem um passado triste e pesado, envolvendo abandono, violência e dificuldades de interações sociais, que deixou cicatrizes em sua alma e que a transformou numa menina valentona e destemida.

Justamente por isso, Clara tem medo de se apaixonar perdidamente por Chris e se machucar de novo, sendo trocada ou abandonada como aconteceu com seu pai. Por mais que Chris tente convencê-la do contrário, Clara não se mostra confiante a respeito disso. Nesse sentido, em Um ano bom, acompanhamos um ano na vida do casal, seus altos e baixos e os percalços enfrentados para ficarem juntos.
"Você me surpreende todos os dias e me mostra o quanto eu sou falha em julgar as pessoas antes mesmo de conhecê-las."
Quanto à obra, me apaixonei pela capa e por alguns detalhes da diagramação, como os desenhos geométricos que dividem os capítulos e a inserção de um player musical quando há alguma trilha sonora no texto. Só achei que ficou um pouco ruim de ler o livro em razão da letra miúda adotada e do pouco espaçamento existente entre as frases. Mas nada disso tira o mérito da história.

Um ano bom nos agracia com uma linda história de amor e, ainda por cima, ajuda a resgatar diversos valores morais e familiares que, infelizmente, encontram-se perdidos dentro de muitos lares. Portanto, convido a todos os jovens a lerem e aprenderem importantes lições juntamente com os personagens.

Um ano bom - Ana Faria
Editora Ases da Literatura
231 páginas 
Comprar: Ebook / Ases da Literatura

9 comentários

  1. Até leria mais pelos valores que o livro demostra passar, mas pelo romance chega dar uma dor, não consigo gostar de jeito maneira, de livros romanticos.

    ResponderExcluir
  2. Eu já li Um ano Bom e onde é que assino na área "concordo com tudo que você disse"?? Eu não sabia que a Lycia Barros é a editora geral do Ases da Literatura, eu tenho dois livros deles na estante e adoro a parte gráfica/visual deles, é bem primorosa. E eu também fui cativada com a Clara =D E a parte mais cristã do livro não é nem um pouco invasiva e adorei o contexto de tudo. Deve ser lido.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu li o livro da Ana e concordo com o que tu disse e que seria ótimo se os colégios adotassem essa obra.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  4. sou fan de livros romanticos e esse livro aborda um dos meu clichês favoritos(meninos populares e garotas reclusas), acho que esse livro tem tudo pra se bom

    ResponderExcluir
  5. Mi,quero já a um bom adquirir esse livro...amo romances e se fala de DEUS,melhor ainda.!!!! Com certeza assim que possível irei conferir a história da Clara e do Chris e claro torcer por eles.Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu vejo muito da Clara em mim, mesmo só lendo sua resenha eu já me identifiquei com ela e vi que somos muito parecidas rsrs. Não conhecia a autora e nem o livro e fiquei com muita vontade de ler. Gosto muito de romances e esse parece ser bem interessante! Já coloquei na lista de livros a serem lidos.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a capa, mas infelizmente não é um livro que me prenderia a atenção, mas fico muito feliz que voce tenha gostado. Obrigado pela dica

    ResponderExcluir
  8. Wow, nem sabia que a Lycia Barros tinha um seleto grupo de alunos (rs). Adorei. Já os considero talentosos por serem selecionados por ela.
    Flor, o livro não me atraiu. Apesar dos seus elogios, a história em si me pareceu um pouco adolescente e não jovem adulta. Se o livro estivesse à mão, o leria sem hesitar, mas não pretendo dele ir atrás.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir