Resenha - Acesso aos Bastidores

Resenha - Acesso aos Bastidores
Sinopse: "Myrna é professora de psicologia e fanática pela banda Sinners. Especialmente por Brian Sinclair, o guitarrista e compositor que, além de talentoso, é deliciosamente lindo. Ela se surpreende ao encontrar a banda no mesmo hotel em que está hospedada para participar de uma conferência. Mais surpreendente ainda é, após alguns drinques juntos, despertar o desejo de Brian. Ela sabe que a vida de astro de rock tem um preço e estaria feliz deixando essa paixão para trás. Mas será que Brian e Myrna conseguirão ficar separados? Quando o passado de Myrna ameaça sua vida, Brian precisa decidir se aquilo que tiveram juntos não é a resposta que ele buscava há tanto tempo."

ATENÇÃO!! Este livro possui conteúdo adulto e contém cenas de sexo, inapropriadas para menores de 16 anos. 

Depois de ser massacrada sem piedade durante a conferência de psicologia na qual havia palestrado, Myrna só pensava em um banho e numa cama quentinha onde pudesse se esconder do mundo. Isso até perceber que o grupo de rapazes barulhentos que destoavam de todos os outros CDFs no bar do hotel eram, na verdade, os membros da banda Sinners, e Myrna aparentemente era a única ali a reconhecer o grupo.

Professora de Sexualidade Humana, Myrna estudava os efeitos da música nos estímulos sensoriais, utilizando os riffs dos Sinners com frequência em suas explanações. E ali estava ele, Brian Sinclair, o “Mestre” responsável pelos acordes mais sensuais da atualidade, extremamente bêbado e jogado sobre uma mesa ao alcance de Myrna. Óbvio que ela não iria perder esta chance.

O terninho formal que ela usava não intimidou os músicos que, em poucos minutos, já engrenaram em uma conversa descontraída com a “professora gata”. Havia uma disputa velada entre os Sinners sobre quem seria o sortudo que a levaria para o quarto. Brian conseguia ler todas as entrelinhas e sabia que a professora estava interessada nele, mas seu estado era deplorável demais após tentar curar com álcool mais um coração partido. Sem chances de ele conseguir fazer algo aquela noite. Ou talvez não.

Os Sinners fariam um show na noite seguinte e deixariam a cidade logo após. Myrna também precisava retornar para suas aulas e sua vida, mas Brian “Mestre” Sinclair era uma distração muito bem-vinda. E QUE distração. Após um dia de aventuras sexuais intensas e composições inusitadas, Myrna assiste ao show dos Sinners dos bastidores, para o qual ganhou acesso. Um último show. Assistir a Brian em toda sua glória no palco e depois dizer adeus. Voltar ao mundo real e esquecer a aventura impulsiva que teve em Chicago. Este era o plano. Mas planos nem sempre dão certo.

***

Eu não sei por onde começar a falar sobre esse livro, então, acho que vou começar falando sobre minhas reações ao início da história, que chega a ser surreal. Vale ressaltar que se vocês forem ler este livro, meu conselho é que vão de mente aberta.

Para começar, nos deparamos com uma banda de rock bêbada no bar e uma das professoras presentes parece ser a única a reconhecer eles e, coincidentemente, é uma grande fã. Ela se junta ao grupo na mesa e iniciam os flertes. Até aí, tudo ok.

Então Myrna tem uma atração animal pelo guitarrista cujo trabalho admira. Eu realmente espero que esta atração tenha sido em virtude do trabalho dele, porque o cara está vomitado, não consegue parar em pé e parece ser o único que não está dando em cima dela. Mesmo assim, a professora cai matando até que consegue tê-lo em seu quarto. Precisei pausar a leitura e orar para que a Nossa Senhora do Amor Próprio a perdoasse.

Mas tudo bem, ela não tinha intenções tão perversas, cuidou de Brian e só no dia seguinte a coisa esquentou. Mesmo assim, senti falta de, pelo menos, uma escova de dente nesse meio tempo. Um banho também iria bem. Enfim.

Brian é um romântico incurável, famoso por só ficar com uma menina por vez e por ela se apaixonar, se dando mal (ainda estou tentando calcular o coeficiente de plausibilidade disso). Assume que ao se encantar por alguém em menos de 12 horas, merece ter o coração partido - oinh -. Assim, ele conhece Myrna, uma mulher 7 anos mais velha, problemática, mas boa de cama, do tipo liberal MESMO. A química entre os dois é perfeita e o sexo é de tirar o fôlego. Receita para um romance cheio de altos e baixos recheado de put..  digo, cenas hot. E é disso mesmo que se trata o livro.

Agora chega o momento em que eu surpreendo vocês e digo que adorei a história. Ela tem clichês e cenas que eu jamais protagonizaria, verdade, mas é interessante e até me fez filosofar. O motivo é que Myrna é traumatizada pelo ex-marido e quando ela se solta no sexo, escuta em sua mente ele falando coisas do tipo “Você é mesmo uma vadia”. Desta forma, Myrna acaba reprimindo suas vontades por não querer ser julgada. Ela acredita não ter valor por curtir transas mais ousadas, e é isso o que o machismo incute na mente das mulheres.

Admito que em alguns momentos a julguei pensando exatamente o que a voz do ex dizia na cabeça dela. Mas aí me dei conta de que só porque eu não faria determinada coisa que ela fez não significa que ela seja melhor ou pior do que eu. Será que nós também não possuímos fantasias reprimidas que negamos por querer fugir dos rótulos? Por isso adorei Brian, por ser uma pessoa com uma mente aberta que divide os desejos com a professorinha ao invés de rotulá-la.

Os outros meninos da banda também são um arraso! Todos eles, obviamente, parecem respirar sexo e exalar isso pelos poros. Lindos, divertidos e unidos, eles são parte essencial da história. Todavia, fica o aviso de que o conteúdo sexual é bastante explícito e diversificado, afinal, trata-se de uma banda de rock na estrada. Dá para se ter uma ideia de que leve a coisa não é.

Acesso aos Bastidores é uma obra recheada de cenas impagáveis. Do tipo que faz você corar e depois passar vergonha quando explode no riso. Se existisse uma premiação literária no estilo “MTV Movie Awards”, este livro certamente ganharia o prêmio de “Cena Hot mais What the Fuck?!” Eu estou louca para que minhas amigas leiam o livro só para eu poder comentar com elas as partes mais hilárias. Fiquei ansiosa pelos próximos volumes da série.

Quanto ao exemplar, páginas amareladas e capítulos curtos tornam a leitura bastante fluida. A capa é sexy e, por favor, não deixem de prestar atenção à contracapa. Ela inspira a leitura. A diagramação é simples, assim como o espaçamento entre linhas.

Se vocês curtem Sylvia Day e sonham com uma versão mais apimentada de Intenso Demais, Acesso aos Bastidores não irá decepcioná-los. 

Acesso aos Bastidores - Olivia Cunning
Livro 01
Série The Sinners On Tour
Editora Paralela
328 páginas
Comprar: Saraiva

3 comentários

  1. Mi,Não sou muito chegada a esse estilo,apesar que gosto muitíssimo de romances,mas esse não arriscaria a ler.Bjs!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Dany!

    MISERICÓRDIA me abanando só de imaginas as cositas que lerei nesse livro AHEUAHKDJASDJAKD Tô mega ansiosa pra lê-lo e conhecer a história da Myrna, por ela já ter sido casada e mais velha que o mocinho/par romântico dela, aposto todo meu dinheiro (que atualmente é 20 reais na conta) que vou a m a r essa personagem!

    Beijos :3
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  3. Heueheuehu, a capa é realmente muito sexy e a história parece ser no mínimo interessante! Acho que vou ler... rs

    ResponderExcluir