Resenha - Mindfulness: O Diário

Resenha - Mindfulness: O Diário
Sinopse: "Com belas ilustrações e páginas para registrar seus pensamentos,Mindfulness: O diário oferece uma introdução ao conceito do mindfulness com exercícios fáceis, que podem ser feitos em qualquer lugar — seja na cadeira do seu escritório, em um trem lotado ou até mesmo na fila do supermercado. Este diário é a companhia indispensável para um dia a dia mais calmo e sem estresse, onde quer que se esteja."

Quem nos dias de hoje não sofre com o estresse, com a rotina apertada, mil tarefas para executar ao mesmo tempo, dentre outras correrias e responsabilidades? Quanto mais dispomos de avanços tecnológicos, mais atividades parecem se acumular no colo de uma pessoa só. É, a modernidade tem suas vantagens, mas também acarreta na sobrecarga do indivíduo, e lidar com isso nem sempre é fácil. Queremos tudo junto e para agora.

Com o objetivo de auxiliar as pessoas na redução do estresse, libertando-as um pouco do mundo que costumam carregar nas costas, a Editora BestSeller trouxe ao Brasil o livro Mindfulness, nos modelos O Diário e O Livro de Colorir. Mindfulness trata-se de um conjunto de exercícios que vão desde a meditação à reprogramação de nossos hábitos, nos ensinando a transformar o que fazemos automaticamente em uma experiência realmente vivenciada e, com isso, reduzir o desânimo e cansaço que sentimos no final de um longo dia.

O Diário nada mais é do que um livro de orientações sobre como enfrentar as tarefas cotidianas. Como fazer tudo de um modo Mindfulness, estando presente, concentrado no agora, com o pensamento calmo e buscando o relaxamento, uma maior consciência do próprio corpo, pensamentos e atitudes.
Infelizmente, em alguns momentos, o livro é bastante repetitivo, especialmente em sua introdução. Mindfulness poderia facilmente ser resumido em preceitos básicos, entretanto, ele explica como agir e reagir em diferentes cenários. É interessante para quem precisa realmente exercitar algo em ocorrências individuais para assimilar novas atitudes, mas de forma geral, penso ter sido uma abordagem desnecessária. Mindfulness: O Diário, ensina a realizar tarefas do dia-a-dia, como: no que prestar atenção quando se está no banho, como começar o seu dia, de que forma saborear os alimentos, a melhor maneira de caminhar, organizar um espaço tranquilo e lidar com emoções difíceis.
A alta rotação da Terra faz com que grande porcentagem da população acabe desejando um dia de 48 horas. Mindfulness propõe prestarmos atenção nas coisas que deixamos passar batidas por realizarmos essas atividades com pressa e sem perceber. Achei fantástica a ideia que a obra propõe de chegarmos de viagem e reservarmos um momento para curtirmos sozinhos à volta ao lar. Simplesmente pensar na jornada que chegou ao fim e se sentir em casa. Depois, desfazer as malas lentamente, deixando os pertences trazerem à tona lembranças dos momentos vividos no último destino. Eu já me sinto bem apenas de me imaginar fazendo isto.
Porém, não são apenas de atividades esporádicas que o livro fala. O que vocês fazem no caminho para o trabalho? Vocês prestam atenção aos sons e texturas ao seu redor? Em que frequência estão seus pensamentos? Tudo isso é Mindfulness. Um exercício diário de meditação consciente antiestresse.

É claro que não tive tempo de colocar todas as dicas do livro em prática, mas mesmo as poucas que utilizei me mostraram que a gente pode sim diminuir um pouco o ritmo de vida e perceber o mundo ao nosso redor. A correria faz com que os dias passem muito mais rápidos pela gente, e quem sabe não seja hora de mudarmos um pouco este padrão e aproveitarmos cada instante que temos por aqui?
A edição de Mindfulness: O Diário é muito bonita, toda em tons de azul e com imagens delicadas ilustrando cada página de orientação. A fonte grande e o espaçamento duplo tornam a leitura bastante fácil. Mas, ao mesmo tempo em que a edição ficou linda, podemos dizer que esta beleza trouxe consigo o desperdício. Explico. Basicamente a cada quatro páginas, apenas uma delas possui conteúdo útil, sendo o restante ocupado por desenhos ou preenchido apenas de azul. É sempre bom lembrar que além da paz interior precisamos alcançar a paz com o mundo e evitar desperdícios. Infelizmente, neste ponto, o livro pecou. 

Mindfulness: O Diário - Corinne Sweet
Editora BestSeller
232 páginas
Comprar: Saraiva

0 comentários

Postar um comentário