Resenha - Filme Simplesmente Acontece

Resenha - Filme Simplesmente Acontece
Sinopse: "Adaptação do livro Simplesmente Acontece, de Cecelia Ahern, a trama acompanha dois amigos de infância que vivem na Irlanda e planejam estudar juntos nos EUA quando chegar a hora de fazer faculdade. Tudo dá errado porque ela acaba engravidando do bonitão da escola, o que acaba separando os dois. Mas eles ainda mantém contato por e-mail."

Rosie e Alex se conheceram quando pequenos e, desde então, tornaram-se melhores amigos e passaram a compartilhar seus sonhos, por mais bizarros que fossem.

Os anos foram transcorrendo e eles ficavam cada vez mais inseparáveis, mas as coisas se complicaram com a chegada da adolescência. Havia muita tensão no ar. O interesse romântico de um para com o outro era palpável, mas por não conseguirem compreender este sentimento, eles o negavam.

Foi com a chegada do baile do colégio que houve a primeira fissura em seu relacionamento. Alex convidou Bethany para acompanhá-lo, e Rosie aceitou o convite de Greg. Nesta noite, Rosie ficou grávida. Quando descobriu, seu chão ruiu aos seus pés. Todos os seus planos feitos com tanto esmero haviam se evaporado. Agora ela seria mãe e não poderia mais viajar com Alex para Boston e cursar a faculdade de hotelaria que tanto queria.

Mas Rosie guardou esse segredo. Ela não queria prender o amigo e ainda tinha esperança de que nada mudasse entre eles. Entretanto, no momento em que Alex fez as malas e partiu, suas vidas se separaram por completo e, entre encontros e desencontros, Rosie e Alex tiveram que conviver com tudo aquilo que nunca foi dito ou vivido.
"Éramos inseparáveis. Constantemente sendo separados."
Querem saber o que vai acontecer? Então assistam!

***

Desde o lançamento do livro Simplesmente Acontece, de Cecelia Ahern, só escuto elogios a respeito dessa história. Como gosto de uma boa comédia romântica, não podia deixar de conferir essa adaptação. O filme começa com Rosie fazendo um discurso num casamento e se decidindo sobre o que deve compartilhar de lembranças da sua amizade com Alex e o que deve guardar para si, como uma joia rara.

A partir de então, observamos flashbacks sobre a vida dos amigos desde quando eram pequenos e vamos acompanhando-os até a vida adulta, retornando para o momento inicial do longa e descobrindo o desfecho.

A trama tinha de tudo para ser um clichê, mas Cecelia Ahern nunca foi de escrever apenas histórias fofas ou românticas. Seus textos sempre tiveram uma forte carga de drama e de reflexão, do tipo que nos faz parar para pensar e que nos emociona e, por ela ter sido uma das roteiristas do filme, todos esses elementos foram repassados para as telonas com sucesso.

Simplesmente Acontece não fala apenas sobre o amor mal resolvido ou sobre a amizade verdadeira e duradoura. Ele também aborda sobre os nossos sonhos frustrados, as dificuldades de se mudar de planos, o vazio que sentimos quando percebemos que não gostamos do rumo que a nossa vida tomou, mas não sabemos como recomeçar e, principalmente, sobre o medo que temos de nos entregar aos nossos sentimentos mais profundos e ousar.

Foi impossível não me identificar com os dramas vividos pelos personagens tendo em vista que suas histórias são tão reais. Rosie se vê numa encruzilhada quando descobre que será mãe solteira. Ao mesmo tempo em que ela não quer abrir mão do seu futuro utópico, não desiste de sua filha. Alex, por sua vez, consegue realizar tudo o que sempre sonhou, mas percebe que há algo de precioso faltando em sua vida, e se dá conta de que, talvez tudo aquilo que conquistou, não tenha valido de muito.
"Nós sempre nos perdemos um do outro. Talvez não devemos ficar juntos."
É chocante como a vida é feita de encontros e desencontros, e enervante constatar que tudo pode mudar por uma palavra não dita, uma carta não entregue, um voo que atrasa. O que precisamos fazer para que as coisas deem certo? Será que tudo realmente sempre depende da gente e da nossa vontade ou, às vezes, somos reféns de um destino que brinca conosco?

Simplesmente Acontece é um filme lindo, doce, romântico, muito bem-humorado e inteligente, que irá emocioná-los e conquistá-los, deixando-os absortos ao final com muita coisa para analisar. Ele me faz pensar em quantas oportunidades já perdemos na vida por medo de arriscar, mas também me lembrou de que ainda temos tempo de correr atrás. Então, nunca deixem de sonhar.

Título original:  Love, Rosie
Roteiro: Cecelia Ahern e Juliette Towhidi
Direção: Christian Ditter
100 minutos
TRAILER


5 comentários

  1. Amigaaa... assisti esse filme ontem e adorei, amo essas comédias românticas rsss. Tem que ver com a cabeça bem longe do livro, porque tem muita coisa diferente rssss. Eu senti falta da participação da Katie, das mensagens e emails que ela troca com o Alex, e não gostei de eles terem feito o Greg o canalha da história, porque no livro não é ele, e ele se torna um cara bem legal e um pai bacana pra Katie. Mas assisti sem expectativas de uma adaptação muito fiel, sabia que era uma história longa pra virar um filme igual rssss.. do mais, eu recomendo ;) Uma beijoca

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Pela sinopse já percebo a diferença que tem do livro. Estou ainda mais ansiosa para assistir ao filme, porque o livro foi decepcionante para mim. Não pela escrita da autora, que é maravilhosa, mas pelo decorrer da história que segue de forma muito frustrante! Mas percebo que o filme é mais leve e acho que vou gostar!

    Beijinhos!
    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir
  3. Vi o filme ontem e hoje mesmo também sai a resenha quentinha do filme! Ainda não li o livro mas pretendo. Amei a atuação dos atores e nossa como chorei, acho que foi desde o inicio. São tantos desencontros que eles passam que me dava agonia. Quando as coisas iam entrar nos eixos algo acontecia, este filme mostra como a vida é. Cheia de curvas...

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Essa foi a primeira resenha que li sobre o filme e adorei. Estou louca para assistir esse filme! E claro, depois, quero ler o livro!!!

    Bjs

    www.cladassombras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente Acontece é puro amor, amei cada detalhe!! E a química entre o Sam Claflin e Lilly Collins é perfeita. A trilha sonora também é ótima, quase surtei quando tocou Crazy In Love kkk, impossível não querer dançar!

    ResponderExcluir