Resenha - Eve & Adam

Resenha - Eve & Adam
Sinopse: "Eve & Adam - Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve fica entre a vida e a morte depois de sofrer um acidente de carro. O processo de cura no misterioso laboratório Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina. Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker lhe propõe um desafio: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular gens humanos. Ela poderá criar um namorado sob medida! Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição."

Um momento de distração, um carro em alta velocidade e... BOOM, sonhos se despedaçam. Evening vai parar no hospital entre a vida e a morte, logo sendo transferida pela mãe, a poderosa geneticista Terra Spiker, para as instalações do misterioso Spiker Biopharmaceuticals, onde se inicia seu processo de cura praticamente milagroso. 

É assim que Eve conhece Solo, o garoto aparentemente de sua idade e com um jeito desleixado que não larga a mão dela enquanto uma ambulância leva Eve em direção de sua salvação. Instalada em um quarto da ala hospitalar da Spiker, em pouquíssimos dias, a garota se surpreende com o quanto se sente bem, apesar de ter tido a perna literalmente arrancada de seu corpo e cirurgicamente colocada de volta no lugar. A despeito das visitas furtivas de Solo, o tédio passa a ser a única companhia da menina que já não suporta ficar estagnada em uma cama sem nada para fazer.

Terra Spiker é famosa por sua frieza, que se volta até mesmo para sua única filha, mas no intuito de acalmar os ânimos da garota, ela encarrega Eve de testar o projeto “Fluff”, que consiste em combinar cadeias de cromossomos, células e DNA para criar um ser humano virtual. Trata-se de uma espécie de jogo para crianças brincarem de Deus, e Eve parece ser particularmente boa nisso.

Neste ínterim, Solo parece cada vez mais atraído pela filha de sua antagonista, a mulher que ele cresceu odiando e que está prestes a reunir provas suficientes para acabar com a brincadeira de Toda Poderosa de Terra Spiker. Dividido entre a súbita atração por Eve e o desejo de vingança alimentado durante anos contra Terra, Solo pretende ir até o fim para reunir as provas das quais precisa, mas um descuido no caminho lhe rende inimigos poderosos que ele jamais imaginava ter, e em uma guinada súbita dos acontecimentos, Solo passa a ser caçado, levando Eve consigo na fuga que promete desvendar segredos que ambos jamais imaginariam.

***

Meu ano literário começou me surpreendendo negativamente com um livro que eu ansiava há tempos ler. Eve & Adam foi para minha lista de desejados assim que descobri sobre seu lançamento no Brasil, afinal, a premissa de uma garota poder construir o namorado perfeito tem tudo para render um livro fantástico. Bom, não foi o caso.

A Skiper Biopharmaceuticals é uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de vacinas, curas para as mais diferentes doenças e tratamentos para recuperação de pacientes que sofrem dos mais inimagináveis problemas de saúde. A causa é nobre, mas os métodos nem sempre. É nesta brecha que Solo se apoia para tentar derrubar Terra que, apesar de tê-lo criado dentro das instalações da organização, é alvo da ira do inteligente e solitário adolescente.

Eve, por sua vez, é uma adolescente normal que gosta de correr e que cresceu negligenciada pela mãe que sempre estava focada demais no trabalho para lhe oferecer muita atenção. A garota é inteligente, e quando recebe o projeto de criar o ser humano perfeito como passatempo, põe logo as mãos à obra na criação de Adam, o menino dos sonhos de qualquer um.

A relação entre Eve e Solo começa muito lentamente. Eles nunca haviam se visto e, a princípio, Eve o considera um tanto intrometido, mas aos poucos Solo ganha a simpatia de Eve e demonstra saber muito mais sobre a garota do que ela esperava. Mas o que fazer quando o primeiro garoto por quem você se interessa pretende arruinar a vida de sua mãe? Os laços de família são mais fortes do que sua moral?

Eve & Adam levanta questionamentos filosóficos interessantes sobre a ética, a moral e a sociedade, entretanto, o livro não possui um bom ritmo, ou melhor, no final das quantas acaba tendo um ritmo excessivamente acelerado. Em sua grande maioria, as frases são bastante curtas e os parágrafos com cerca de duas linhas. Minha sensação era a de que todos os personagens e até mesmo o narrador eram hiperativos, e eu sentia vontade de pedir calma a eles e maiores detalhes.

As descrições contidas no texto não me aproximaram da história e não me senti transportada para dentro da realidade do livro e, acreditem, quando se trata de mim, isso é algo quase impossível de acontecer. Infelizmente, os autores possuíam uma ótima premissa, mas trabalharam de forma pobre. Se o enredo tivesse sido desenvolvido de maneira diferente, poderia facilmente ter rendido até mesmo mais de um livro. A obra conta com mais de 270 páginas onde acontece bastante coisa, porém descritas de forma superficial, em que tudo funciona e se revolve de facilmente. Não existe muito drama e isso me fez falta.

A capa é super atrativa, com cores vibrantes e remete à criação do homem com um toque tecnológico. As páginas são amareladas, lisas e a diagramação simples com espaçamento duplo. A leitura é super rápida, terminei o livro em um dia, mas fiquei bastante triste porque esperava muito mais da trama e acabei me decepcionando. Eu o indicaria para quem busca uma leitura rápida de ficção científica onde os autores são bonzinhos e resolvem tudo em um mundo ideal e perfeito. Mas se você gosta de grandes emoções, talvez seja melhor deixar para uma próxima.
 
Eve & Adam - Michael Grant e Katherine Applegate
Editora Novo Conceito
272 páginas
Comprar: Saraiva

1 comentários

  1. É tão ruim quando isso acontece, você fica chateado quando uma história tem tudo pra ser boa, mas não é! O livro parecia mesmo ser interessante rsrs, mas acho que eu não leria.

    ResponderExcluir