Resenha - Filme Bob Esponja: Um herói fora d'água

Resenha - Filme Bob Esponja: Um herói fora d'água
Sinopse: "A vida corria tranquila para o otimista Bob Esponja e sua turma: o leal estrela-do-mar Patrick, o sarcástico Lula Molusco, a esquilo cientista Sandy e seu chefe, o crustáceo capitalista Sr. Sirigueijo. Quando a ultrassecreta receita do Hambúrguer de Siri é roubada, o caos se instaura no fundo do mar. Para salvar a pátria, Bob Esponja e o vilão Plankton precisam unir suas forças em uma viagem através do tempo e do espaço. Em terra firme, a turma toda enfrenta o malvado pirata Barba Burguer que tem seus próprios planos para os deliciosos hambúrgueres e conta com a ajuda do seu fiel escudeiro – a gaivota Kyle."

Era uma vez um lugar chamado Fenda do Biquíni. Ele ficava bem no fundo do mar e tinha um restaurante conhecido como Siri Cascudo, que fazia o melhor hambúrguer de siri da região. Todos eram viciados em hambúrgueres de siri. Comiam no café da manhã, no almoço e na janta e enriqueciam cada vez mais o bolso do ganancioso Sr. Sirigueijo.

Mas o que tinha de tão especial nesse hambúrguer? Ninguém sabia. Nem mesmo Bob Esponja, o chapeiro, havia memorizado a fórmula secreta que ficava tão bem guardada no estabelecimento. O Sr. Sirigueijo protegia a receita com unhas e dentes e diversos mecanismos de segurança do seu maior inimigo.

Durante a vida toda, Plankton tentou roubar a fórmula secreta, bolando os mais diversos planos maquiavélicos e objetivando dominar o mundo. Todos deram errado. Quer dizer, quase todos. Certo dia, Plankton finalmente conseguiu pôr as mãos na receita do hambúrguer de siri, porém, quando estava prestes a descobrir os ingredientes e a realizar seu sonho, a fórmula sumiu. Puf, evaporou no ar, deixando a ele e ao Bob Esponja atônitos.

Pronto, o caos estava instalado. A Fenda do Biquíni foi consumida por uma horda de fregueses enfurecidos que queriam os seus hambúrgueres. O povo ficou sem seu bem mais precioso, o equilíbrio foi perdido e se iniciou a guerra. Bob Esponja e Plankton estavam na mira dos habitantes revoltados que os acusavam de traição e coautoria no roubo da receita. Mas nenhum dos dois era culpado, e somente eles sabiam da verdade.

E agora só restava uma única alternativa ao Bob Esponja e ao Plankton: se juntarem, como numa equipe, e irem atrás da fórmula secreta do hambúrguer de siri para restabelecer a ordem na Fenda do Biquíni. Eles só não imaginavam que para isso acontecer, precisariam sair da água e enfrentar os perigos do mundo real.

Querem saber o que vai acontecer? Então assistam ao filme.

***

Desde pequena sou fã de Bob Esponja e não podia deixar de assistir a esse novo filme. Tem como não amar os habitantes da Fenda do Biquíni? Por mais bobo que às vezes possa parecer, eu caio na risada com as palhaçadas costumeiras do Bob Esponja e de sua turma e, dessa vez não foi diferente.

O filme começa com as aventuras do Barba Burguer, um pirata muito feroz, interpretado por Antonio Banderas, que estava em busca de um livro mágico. Curiosamente, a história contida na obra era a de um lugar chamado Fenda do Biquíni e do amor de seu povo pelo hambúrguer de siri. A confusão inicia quando o pirata decide reescrever a trama, deixando os personagens em apuros.

Assim que assisti ao trailer, fiquei na expectativa de ver Bob Esponja e seus amigos fora da água e em 3D, porém, isso custou a acontecer. Durante boa parte do longa, acompanhamos o caos instaurado na Fenda do Biquíni e as tentativas desesperadas de Bob Esponja e de Plankton em recuperar a fórmula secreta do hambúrguer que havia sumido, porém, na versão em desenho animado, como na série da televisão com a qual já estamos acostumados.

Quando os heróis finalmente saem da água e se transformam em personagens tridimensionais e superpoderosos, dando a impressão de que a ação finalmente vai começar, o filme se torna chato e cansativo. Fiquei o tempo todo torcendo para que eles voltassem para o fundo do mar e tornassem a ser desenhos animados :P

Em primeiro lugar, detestei o fato de terem deixado a Sandy tão artificial e destoante dos demais. Por que fizeram Bob Esponja, Patrick, Lula Molusco, Sr. Sirigueijo e Plankton como se apenas fossem versões melhoradas de si mesmo e transformaram Sandy num "animal de verdade"? Nada a ver.

Pausa para dizer que a minha vida toda achei que ela fosse um urso, e quase enfartei quando descobri que ela, na verdade, é um esquilo.

Em segundo lugar, achei a atuação de Antonio Bandeiras fraca demais. É como se Barba Burguer fosse uma imitação barata de Jack Sparrow. O personagem, que era para ser engraçado, beirou ao ridículo, e serviu apenas para mudar o foco do vilão da história.

Mas, então por que dei uma boa nota ao filme? Principalmente por ter adorado o destaque que deram à Plankton, que cresceu no enredo e, de uma vez por todas, foi valorizado na trama.

Plankton, finalmente, pôde se redimir por todos os seus erros e aprender que ter amigos, trabalhar em equipe e objetivar um bem maior é muito melhor do que ser sozinho e criar planos para destruir tudo o que as outras pessoas já conquistaram. Achei lindo de ver as passagens em que Plankton vai percebendo esses detalhes e se rende a algo nunca antes experimentado. Essa, certamente, foi uma belíssima lição incluída na história, importantíssima para os pequenos que, claro, vão adorar o longa.

Bob Esponja: Um herói fora d'água é um filme muito engraçado, com passagens irônicas e que irá agradar o público de todas as idades. De maneira leve e delicada, nos mostrou que podemos estourar as bolhas nas quais vivemos e rompermos com os rótulos que nos foram dados, mostrando que basta um pouco de fé e de trabalho em equipe para se fazer a coisa certa.

* Agradeço ao Espaço/Z por ter me proporcionado assistir ao filme em primeira mão, numa cabine de imprensa.

Título original:  The SpongeBob Movie: Sponge Out of Water
Roteiro: Glenn Berger, Jonathan Aibel, Paul Tibbitt e Stephen Hillenburg
Direção: Paul Tibbitt
85 minutos
TRAILER


2 comentários

  1. Oi linda!
    ótima resenha!
    vou confessar que nem quando eu era pequena eu curtia Bob Esponja =x nunca me cativou, e quando vi o trailer também não me animei, nem sabendo que o Antonio Bandeira estava no filme! (E saber que ele tá desnecessário também não ajudou ahahah)
    mas gostei da resenha, uma pequena que o mais esperado que era o 3D deixou a desejar =x
    uma ótima tarde!
    [Curtas #02] Série “Juro que vi” – Lendas Brasileiras*
    Programa de Afiliados!

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bom, tava com receio de assistir kkk. Mas depois de ler sua resenha até fiquei com vontade! =D

    ResponderExcluir