Top 10 - Os melhores e piores filmes que vi em 2014

Top 10 - Os melhores e piores filmes de 2014
E aí meus queridos, como foram de virada de ano? Espero que tenham se divertido e entrado em 2015 com o pé direito :)

Em 2014, tive a oportunidade de assistir a 41 filmes. Bem menos do que em 2013, porque no ano passado aumentei o meu número de leituras.

Ainda bem que a quantidade de filmes bons que vi foram infinitamente maior do que os ruins. Tanto é que tive dificuldades de escolher os 10 piores. Eu não ia fazer um post nem nada sobre o assunto, mas atendendo a pedidos feitos lá na fanpage do Blog, decidi fazer um Top 10 apontado os melhores e piores filmes que vi ano passado, e não que foram especificamente lançados em 2014. 

Lembrando que as listas estão em ordem de preferência e que dizem respeito ao meu gosto pessoal, ou seja, ninguém precisa concordar comigo ou se sentir ofendido.

Bora conferir as minhas escolhas?

MELHORES FILMES DE 2014:        
MELHORES FILMES DE 2014 Ela
1. ELA:

Ela foi um filme que tirou meu chão, me deixou sem ar e, ao final, me deixou muda e atônita por muitos minutos enquanto a luz do cinema se acendia. Como pode um filme nos tocar tão profundamente? Esta foi uma daquelas histórias que não consegui falar a respeito, muito menos escrever resenha, pois nada do que eu dissesse estaria à altura ou seria suficiente para explicar o porquê que esse longa foi perfeito para mim.

Em suma, posso dizer que Ela retrata perfeitamente a realidade na qual vivemos: uma sociedade alienada pela tecnologia, individualizada e superficial. As pessoas se sentem sozinhas e possuem uma necessidade exacerbada de estarem conectadas e de exporem as suas vidas, buscando por qualquer tipo de interação ou aceitação. Muitos não conseguem mais se relacionar, ou então encontrar seu grande e perfeito amor. Assim, no filme, alguns indivíduos recorrem aos relacionamentos virtuais com os seus próprios aparelhos tecnológicos.

Sim, aqui em Ela, Theodore se apaixona por Samantha, seu sistema operacional. Nesse sentido, Ela também aborda as complexidades dos relacionamentos e os preconceitos sociais existentes a respeito da diversidade do amor, além de mostrar o quanto as máquinas estão desenvolvidas e podem desejar experimentarem os mesmos sentimentos humanos. O que é certo, o que é errado? Quem tem o direito de julgar como cada um escolhe o seu jeito de viver? Enfim, esta é uma história que nos fará pensar, e muito, e irá proporcionar inúmeras horas de debates sobre os mais variados temas com quem já tiver assistido ao filme.

Super recomendo para pessoas mais sensíveis, que sabem apreciar uma trama diferenciada e cheia de mensagens e críticas subliminares.


MELHORES FILMES DE 2014 Boyhood

Este foi outro filme que me pegou com as calças na mão, por qual eu não dei nada quanto soube do lançamento. Uma das primeiras coisas que me seduziu, foi saber que ele levou 12 anos para ficar pronto. Neste período, o longa foi filmado em pequenos pedaços, mostrando o crescimento e envelhecimento do mesmo elenco escalado no início do projeto. Por si só, este detalhe já torna a produção ousada e inovadora.

Mas Boyhood vai além. Ele consegue nos mostrar, de maneira leve e delicada, como é difícil amadurecer, tomar as próprias decisões e um único caminho, envelhecer e ver aqueles que amamos irem embora, e assumir diversas responsabilidades que a sociedade espera de nós. Aqui seremos capazes de olhar por um buraco de fechadura, espiando a vida de uma família que podia muito bem ser a nossa.

Incrivelmente humano, certamente irá tocar o coração daqueles que o virem de mente aberta.

Resenha completa AQUI.


MELHORES FILMES DE 2014 O lobo de Wall Street
3. O LOBO DE WALL STREET:

Nunca na vida achei que fosse ser capaz de assistir a um filme com Leo DiCaprio e aplaudi-lo em pé. Pois é, mas este momento chegou, quando assisti a O Lobo de Wall Street, baseado em fatos reais. Por mais que o longa tenha sido criticado, por retratar Jordan, de certo modo, com bons olhos, não posso ser hipócrita e não admitir que o cara é um gênio, do crime, mas mesmo assim, um gênio.

Jordan conseguiu fazer fortuna da maneira mais improvável possível. Ele soube como passar a perna nos outros e utilizar-se de certas brechas na lei. Mas vamos e convenhamos, as pessoas praticamente pediam para serem enganadas, e quem o foi, é porque também estava tentando tirar vantagem de algo.

Apesar de a história ter sido longa, não vi o tempo passar. Leo me arrancou inúmeras risadas e me deixou chocada com diversas cenas muito bem feitas por ele. Ainda não entendo como ele não ganhou o Oscar de melhor ator, porque teria sido muito bem merecido.


MELHORES FILMES DE 2014 Relatos Selvagens
4. RELATOS SELVAGENS:

Este é outro filme para o qual tirei o chapéu. Confesso, sou uma pessoa um pouco preconceituosa com produções estrangeiras que não sejam americanas ou europeias. Só pelo fato de Relatos Selvagens ser argentino e falado em espanhol, já me fez não querer vê-lo. Mas minha mãe insistiu, disse que eu ia gostar, e lá fomos nós duas ao cinema. Detalhe, acho que só nós apostamos no filme, porque não tinha mais ninguém na nossa sessão.

Que delícia ter o cinema todinho para a gente, acho que fez com que mergulhássemos ainda mais nas histórias e déssemos boas e sonoras gargalhadas. Relatos Selvagens é dividido em cinco pequenos enredos independentes, em que um não tem absolutamente nada a ver com o outro. Basicamente é um relato sombrio do que os humanos têm de pior, revelando o que somos capazes de fazer quando perdemos o freio, somos levados ao limite e não nos importamos mais com as consequências ou com que os outros podem pensar da gente.


O Abutre me conquistou desde o instante em que assisti ao trailer. Dotado de uma trama violenta, eletrizante e obscura, possui em suas entrelinhas excelentes críticas à sociedade e à mídia.

Fiquei espantada com a atuação de Jake Gyllenhaal. Não sou fã do ator e não imaginava que ele fosse capaz de encarnar um personagem tão doentio quanto Lou. Bloom é o típico anti-herói. Por mais defeitos que ele tenha, me cativou e me seduziu, me deixando curiosa para saber até onde ele seria capaz de chegar.
Certamente não é um filme para todos, em razão de suas cenas chocantes e do enredo que se preocupa mais em focar no desenvolvimento dos personagens. Mas para quem curte e se interessa em descobrir a outra faceta do submundo do jornalismo e quer se deparar com uma realidade nua e crua, enfatizando o que o ser humano tem de pior, vocês não vão se arrepender.

Resenha completa AQUI.


Quem acompanha o Blog sabe o quantooooo sou fã do livro Garota Exemplar (resenha do livro AQUI), de Gillian Flynn, lançado no Brasil pela Editora Intrínseca. Certamente é um dos meus thrillers psicológicos favoritos, que marcou a ferro e fogo a minha vida. Desde que soube da sua adaptação cinematográfica, fiquei temerosa sobre como conseguiriam transplantar a história para as telonas. Finalmente quando consegui ir ao cinema assistir ao filme, saí da sessão muda e de queixo caído!

Garota Exemplar contou com um elenco de ponta, responsável pela qualidade de dramatização das cenas. Rosamund Pike está um show a parte. Ela praticamente carregou nas costas a história toda com sua interpretação teatral e psicótica. Amy conseguiu ao mesmo tempo me comover e me assustar, assim como no livro.

Este é um filme fantástico. Apesar de ser longo, não vi o tempo passar. Para quem gosta de histórias sombrias, reflexivas, violentas e com uma investigação policial eletrizante, não pode deixar de assisti-lo. E para os fãs, que estavam temerosos de que o final seria modificado, não se preocupem, está tão igual quanto poderia ser.

Resenha completa AQUI.


Quem me conhece sabe o quanto eu amo, amo, amo, amo o livro A Menina que roubava livros, escrito por Markus Zusak e lançado no Brasil pela Editora Intrínseca. Portanto, este filme era um dos mais esperados por mim no ano de 2014. Estava ansiosa e nervosa para saber como tinha ficado a adaptação e fiquei imensamente feliz por ter saído do cinema sem apontar nenhum defeito ao filme, coisa rara de se acontecer.


A menina que roubava livros basicamente fala de amor, perda, luta pela sobrevivência, amizade, família, esperança e morte. Falando em morte, ela é uma personagem de peso na história, já que tudo que vemos é contado pelos olhos dela. Fiquei curiosa sobre como esta peculiaridade seria inserida na história e gostei bastante do resultado.

Alerto que talvez este filme não seja apreciado pelo grande público, pois, além de falar de uma temática muito específica (segunda guerra mundial), possui um ritmo mais lento e poético que pode fazer com que alguns telespectadores o considere chato e cansativo. 

Este filme não deve ser visto, deve ser sentido e apreciado com o coração. E para os amantes literários, impossível não se arrepiar com as cenas em que Liesel leu suas primeiras palavras, terminou a leitura do seu primeiro livro e entrou numa biblioteca pela primeira vez, ficando atônita, rodeada por tantas histórias que fizeram seus olhinhos brilharem de empolgação.

Resenha completa AQUI.


MELHORES FILMES DE 2014 Sem evidências

Para quem não sabe, Sem Evidências é baseado em fatos reais, mais especificamente no livro Devil´s Knot: The True Story of the West Memphis Three, de Mara Leveritt. Fiquei tão interessada por essa história que, assim que sobrar tempo, lerei Vida Após a Morte, escrito pelo próprio Damien Echols, um dos condenados, lançado em 2013 pela Editora Intrínseca. Tenho muita curiosidade para descobrir o seu lado da história.

Resumidamente, conta a história de três meninos que são acusados de assassinato pelo simples fato de "adorarem ao demônio". Falando nisso, achei fantásticas as críticas sociais inseridas no enredo. Desde quando os nossos gostos pessoais determinam se somos culpados de algum crime ou não? Incrível como a sociedade ainda tem dificuldades de lidar com o diferente e tenta a todo custo eliminá-lo. Ademais, inacreditável pensar que a justiça é feita conforme a conveniência de quem detém o poder. Desde o começo, ficou claro que as diligências realizadas eram falhas. A polícia literalmente estava sem evidências para indiciar os acusados, mesmo assim, a promotoria os denunciou e o julgamento prosseguiu, culminando na condenação dos réus.

Sem evidências é um filme inteligente, denso, muito bem desenvolvido, e que nos deixa com milhares de pulgas atrás da orelha do início ao fim. 

Resenha completa AQUI.


MELHORES FILMES DE 2014 Como treinar o seu dragão 2
9. COMO TREINAR O SEU DRAGÃO 2:

Tem como não amar Soluço e Banguela? Desde que assisti ao primeiro teaser, já me emocionei ao ver o personagem mais crescido e enfrentando desafios ainda mais complicados. Aqui, Soluço tem que lidar com as insistências cansativas do seu pai para que se torne um líder, mesmo não se sentindo apto a isso. Também passa pelos dramas do primeiro amor, o reencontro com a sua mãe que achava ter morrido e uma sanguinária batalha com dragões comandados por um viking terrível.

A animação está ainda mais bela, com efeitos visuais fantásticos, e consegue inserir na trama belas lições de vida, aliadas a deliciosos momentos de comédia e outras cenas que foram capazes de me arrancar lágrimas e suspiros.


MELHORES FILMES DE 2014 A culpa é das estrelas

Esta foi certamente a adaptação cinematográfica mais esperada por todos os amantes literários em 2014.

O filme A Culpa é das Estrelas é lindoooooo! Aiii quanto amor! Achei tudo perfeito, o enredo, o desenvolvimento da história, a trilha sonora, a fotografia, a narração na voz da Shailene Woodley, os recursos utilizados na troca de mensagens e emails entre os personagens, os quotes do livro e, principalmente, a interpretação de Ansel Elgort!

Não chorei ao ler o livro e estava preparada para chorar no filme, coisa que também não aconteceu, mas é óbvio que me emocionei, especificamente em duas cenas: Na cena do posto de gasolina, quando Hazel vai socorrer Gus - gente, o Ansel arrasou nessa cena de cortar o coração -, e na cena que Hazel cai aos prantos, no final. Shailene conseguiu ser completamente convincente nessa cena, expressando toda a sua dor através de um choro sentido e convulsivo.

Resenha completa AQUI


PIORES FILMES DE 2014:

PIORES FILMES DE 2014 Austenlândia
1. AUSTENLÂNDIA:

Para mim, a melhor palavra que descreve esse filme é "podre". Ainda não sei como fui capaz de perder preciosas horas da minha vida para vê-lo, e o pior, logo depois que terminei de ler o livro. O filme Austenlândia simplesmente assassinou a belíssima e divertidíssima obra de Shannon Hale.

Transformaram uma linda história de amor e de superação no mais terrível tipo de comédia escrachada, estereotipando ao máximo os personagens e ridicularizando o romance de época. O final então, meu Deus, me fez ter vontade de me jogar de cima de um penhasco quando Austenlândia basicamente foi transformada num circo da pior categoria.

Resenha completa AQUI.



PIORES FILMES DE 2014 Autores Anônimos
2. AUTORES ANÔNIMOS:

O filme até que tinha uma proposta interessante, mostrar a luta dos autores ao escreverem seus livros e encontrarem um espaço para as suas obras no mercado editorial. Enquanto uns têm sorte de serem rapidamente descobertos e fazerem sucesso instantâneo, outros acabam tendo que optar por publicações independentes ou até mesmo morrerem de frustração.

Se a ideia era fazer rir, sinto dizer que falharam miseravelmente, na minha opinião. Ao contrário, só senti nojo ao ver um bando de gente interesseira e falsa puxando o tapete uma das outras e fingindo estar feliz pelo sucesso do próximo, enquanto se lamuriavam por não conseguirem publicar um livro ou por estarem com bloqueio criativo sem de fato tomarem uma posição a respeito.

Ao invés de se focarem no clube de escrita que eles tinham, que devia ser um espaço importantíssimo para se crescer e para se fazer amizade, criando uma rede de apoio e impulsão para os novos autores, não, decidiram fazer justamente ao contrário.

Autores Anônimos, para mim, é um filme que depõe conta a profissão de escritores e dá um péssimo exemplo sobre ética profissional.



PIORES FILMES DE 2014 A salva-vidas
3. A SALVA-VIDAS:

Este é outro filme que tinha de tudo para ser bom, mas que se perdeu no meio do caminho. Leigh tem quase 30 anos e está infeliz. Sua vida não é nada do que ela tinha imaginado e ela quer recomeçar. Dá um peitaço, larga o emprego e vai viver com os pais e trabalhar de salva-vidas numa piscina local. Até aí tudo bem. Acho super válido as pessoas terem a coragem de assumir os seus medos e suas insatisfações e terem vontade de irem atrás de novas oportunidades.

Mas ao invés de fazer isso, Leigh resolve andar para trás e dar uma de adolescente de novo, se engraçando com um menor de idade, fazendo festas, bebendo, se drogando e não querendo nada mais da vida. Outro péssimo exemplo para nos espelharmos. Ademais, o filme é lento, sem profundidade e não me emocionou. Para piorar, não consegui criar nenhuma empatia com os personagens.


PIORES FILMES DE 2014 Nos seus olhos
4. NOS SEUS OLHOS:

Ah, este filme foi uma decepção tão grande para mim, porque esperava tanto dele! Imaginem vocês poderem ver, ouvir e sentir o que outra pessoa está vendo, ouvindo e sentindo? Essa premissa é fantástica, e é isso que acontecia com Rebecca e Dylan, pessoas completamente diferentes, que nunca se viram, que moram há quilômetros de distância, mas que se aproximam e se deixam levar por uma paixão metafísica.

Tinha recentemente visto Será quê?, com Zoe Kazan no cinema. Adorei a atuação da menina e fui atrás de seus outros filmes, até me deparar com este. Apesar da história ser fofinha em algumas partes, não me convenceu em outras tantas, sem contar que achei fraquíssima a interpretação de Zoe em Nos seus olhos.

E se o final, completamente inverossímil e sem pé nem cabeça não tivesse estragado com tudo, talvez ele nem estivesse aqui nessa lista.


PIORES FILMES DE 2014 O céu é de verdade
5. O CÉU É DE VERDADE:

Acho que o grande problema deste filme foi na verdade as expectativas que criei para ele e que não foram atendidas. Colton tem uma experiência de quase morte e, por isso, foi visitar o céu. Na volta, ele relata em detalhes a sua experiência, seu encontro com Jesus, com os anjos e várias pessoas que morreram.

Eu adoro essa temática mais espiritualizada, e esperava ver mais sobre o assunto no longa, já que se trata de uma história real. Mas não, a trama versou basicamente sobre a família de Colton, suas dificuldades financeiras e as tentativas do pai dele de convencer a toda uma cidade e a sua igreja de que o filho estava falando a verdade.

Para mim, não passou de uma excelente jogada de marketing e uma ótima oportunidade para se promoverem e saírem dos apertos financeiros nos quais estavam.


PIORES FILMES DE 2014 Noé
6. NOÉ:

Eu sou apaixonada por histórias bíblicas, mas pelo visto as últimas só têm me decepcionado. Noé é um filme muito polêmico que dividiu opiniões. Sinceramente, neste caso, pouco me importa o quão fiel ele foi à verdadeira história, como dizem alguns. O que levo em consideração é o que achei do longa e o quanto gostei da interpretação dos personagens, do enredo, etc.

Em primeiro lugar, achei boa parte da história arrastada, lenta e chata. Apesar de contar com um elenco de peso, tive a sensação de que todos estavam apagados, com uma atuação fraca, que no fim foram ofuscados pelo violento Noé. Nunca pude imaginá-lo como impiedoso e egoísta, como foi retratado. Ok que ele estava seguindo os desígnios de Deus, mas mesmo assim.

Ademais, não gostei do tom fantasioso da trama ao inserirem os tais gigantes de pedra, e achei que perderam tempo demais mostrando a construção da arca e as batalhas do que se focando nas mensagens que essa história tenta ensinar a nós.


PIORES FILMES DE 2014 Robocop 1987
7. ROBOCOP: O POLICIAL DO FUTURO - VERSÃO DE 1987:

Sei que muitos vão querer me trucidar por isso, mas céus, que filme foi esse! Sem história alguma, com cenas toscas e preocupado apenas em descarregar uma tonelada de munições por todo canto? Tudo bem que para a época deve ter sido um grande sucesso, mas não consegui engolir, não :P Ao contrário do remake que fizeram agora em 2014, que não só os efeitos especiais estavam fantásticos, quanto a trama foi muito bem elaborada, cheia de críticas políticas e sociais importantes.


Planeta dos Macacos não foi de todo mal, não. Além de ser um filme muito bem produzido, com efeitos 3D e visuais fantásticos e um enredo muito interessante, tem uma fotografia de tirar o fôlego. Para mim, meu único problema com ele foi o macaco Rambo que inseriram na história, dando um tom de piada de mal gosto e forçando a barra ao criar um vilão de quatro patas.

Resenha completa AQUI.


PIORES FILMES DE 2014 Drácula A história nunca contada
9. DRÁCULA: A HISTÓRIA NUNCA CONTADA:

Drácula: A história nunca contada, simplesmente não me convenceu. Gostei de terem mostrado Vlad por um outro ponto de vista, mais humano e apaixonado. Mas como diz o Junior, a história começou legal, daí ficou ruim, estava terminando de uma maneira interessante, para ao final estragarem com tudo. Tirando os efeitos especiais que foram ótimos, de resto, deixou muito a desejar.


PIORES FILMES DE 2014 Malévola
10. MALÉVOLA:

Adorei o fato de terem criado uma história mais humana para a Malévola, nos contando detalhes que nunca sonhamos em imaginar. O problema é que achei que fizeram burburinho demais para um filme que não foi lá tão maravilhoso assim. Sim, admito que os figurinos estão fantásticos, assim como os efeitos especiais, mas é como se a produção tivesse se preocupado somente com estes elementos, deixando de lado a trama, que poderia ter sido bem mais elaborada. 

 

***

E aí, gostaram das minhas seleções? Fiquei curiosa em saber com o que concordam ou discordam e quais filmes vocês elegeriam para serem os melhores e os piores de 2014? Me contem aí nos comentários.

4 comentários

  1. Ainda bem que dessas listas eu só vi filmes que estão entre os melhores, para acabar não me decepcionando, e agora que vi teus relatos não pretendo mesmo ver nenhum desses filmes que estão entre os piores. kkkkk

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  2. Oii Mi, tudo bem?
    Adorei as escolhas .. Principalmente porque "A culpa é das estrelas" e "Garota Exemplar" estão entre os melhores, claro que não podia ser diferente, mas eu acrescentaria "A esperança-parte 1" entre eles !
    Fiquei bem curiosa pra assistir "Sem evidência"s, pelo trailer o filme parece ser muito bom..
    Já "Drácula-A história nunca contada" e "Malévola" são dois filmes que eu estou bem empolgada pra assistir, mas essa não é a primeira vez que vejo alguns comentários negativos sobre eles. O que é uma pena porque tinham tudo pra ser filmes ótimos !!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Temos gostos muito parecidos, vi quase todos os seus filmes preferidos e concordo com o que vc disse! Na lista do piores, eu só vi Robocop e Malévola. Eu gostei de Robocop, mas achei que faltou algo a mais em Malévola, a trama ficou muito solta e odiei o fato de que romantizaram demais a Malévola...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você conseguiu resumir exatamente o que me incomodou em Malévola: romancearam demais! Quanto ao Robocop, você viu qual? O de 1987 ou o remake de 2014? Porque o que eu odiei foi o de 1987.. hehe Achei o de 2014 fantástico. Beijos

      Excluir