Divagando - Sobre a experiência de se "perder" o Momo + Promoção

Ache Momo Andrew Knapp Editora Intrínseca
Todos vocês se lembram da ação da qual participei, promovida pela Editora Intrínseca, que tinha o intuito de perder pela cidade vários exemplares do livro Ache Momo, de Andrew Knapp?

Vocês podem ver mais detalhes sobre a resenha do livro e sobre o projeto "Esqueça o livro" AQUI, e no post publicado no Blog da Editora Intrínseca.

Recebi 5 exemplares de Ache Momo, juntamente com diversos mimos, como marcadores e bandanas iguais a que o Momo usa nas fotos compiladas na obra. Preparei cartinhas que botei dentro dos livros, explicando o projeto e deixando meus endereços eletrônicos para contato, e lá fui eu passear por Porto Alegre, pensando onde perder o Momo.

Ao mesmo tempo em que eu estava muito animada com a ideia de esquecer as obras, estava nervosa demais, pensando em tudo que podia dar errado, a começar pelo fato de que alguém podia me ver "esquecendo" o livro e me chamar para devolvê-lo. Mas meus outros medos também estavam relacionados ao fato de que Momo poderia nunca ser encontrado, ou quem o achasse, poderia não gostar de livro e, quem sabe, jogá-lo fora.

Minhas ideias iniciais era de esquecê-lo no ônibus ou na lotação, mas estavam apinhados de gente e não tive coragem. No primeiro dia em que participei do desafio, deixei o primeiro livro no laboratório de exames do Hospital Mãe de Deus, junto daquela pilha de revistas que o povo costuma ler para passar o tempo.
Ache Momo Andrew Knapp Editora Intrínseca
Na volta, foi a vez de deixá-lo no Jardim Botânico de Porto Alegre, um parque lindo que fica próximo daqui de casa. E quando cheguei no meu condomínio, fiz questão de esquecer o terceiro exemplar exatamente na porta do meu prédio, totalmente visível para quem passasse por ali, e num local onde eu pudesse fiscalizar da minha janela!
Ache Momo Andrew Knapp Editora Intrínseca
Gente, vocês não têm ideia! Acreditam que Momo ficou por ali, sozinho e perdido, o dia inteiro?! E que muita gente passou pelo local, mas ninguém se dignou a pegá-lo? À noite, um temporal estava prestes a cair e eu incrédula, pensei que Momo ficaria ao relento e sozinho, e estava prestes a resgatá-lo. Mas ao cair dos primeiros pingos de chuva, vi pela janela que ele não estava mais lá. Ufa! No dia seguinte, abri meu email e recebi uma mensagem linda de uma das minhas vizinhas que o encontrou :)
Ache Momo Andrew Knapp Editora Intrínseca
"Bom dia Mirelle, tudo bem?
 
Ontem ao chegar em casa após um dia cansativo de trabalho me deparo com um livro na entrada do prédio, no primeiro momento pensei que fosse uma brincadeira ... peguei o livro; olhei para os lados pra ver se não via ninguém, olhei pra cima pensando que de repente pudesse ter caído de algum apartamento, até que resolvi abrir e ler teu bilhetinho ... GANHEI O DIA, fiquei feliz em ter encontrado o Momo. Ele já está na minha mesinha de cabeceira, estarei lendo com muito carinho e se der depois passo adiante.
 
Obrigada pela oportunidade. Luciane Santos."

Quem ganhou o dia recebendo uma mensagem dessas fui eu! Tão bom saber que o projeto tinha dado certo, e de que com essa ideia também estava estimulando o hábito da leitura em outras pessoas!

Tempos depois, fui visitar a minha mãe e a Dany em Santa Cruz do Sul, e decidi esquecer o quarto e último exemplar do Momo num canteiro do centro. Dessa vez, Dany e eu sentamos a algumas mesas mais distantes e ficamos ali monitorando para ver se ele seria encontrado.




Eu estava feito uma mãe zelosa e preocupada, de olho e de prontidão para tomar alguma atitude se fosse preciso. Dany e eu ficamos por ali por mais de 30 minutos! Nesse meio tempo, passou um grupo de meninas fazendo exercícios, pais com filhos pequenos e várias pessoas que estavam aproveitando o calor do dia para tomar sorvete na rua. E ninguém, NINGUÉM, enxergou Momo deitadinho no canteiro. NINGUÉM olhou para baixo, e gente, ele estava mega visível para quem estava caminhando na calçada.

Outros tantos minutos depois, uma menina o avistou e parou em frente a ele. Olhou, olhou, chegou a se abaixar, e eu na mega expectativa, quase gritando, até que decidiu se virar e ir embora. Quase dei um berro de frustração! Como assim ela não pegou o livro??????

Quando eu estava quase desistindo, uma criancinha pequena veio vindo na companhia da mãe. Olhou o livro, o pegou, abriu, arrancou o marcador de cachorro que estava dentro, jogou o livro no chão e saiu correndo.. kkkkk (Esta cena foi documentada no vídeo acima). A mãe foi atrás para ver o que era, e decidi abordá-la, explicando o projeto e dizendo que agora aquele livro era deles. Ela ficou bem feliz, achou o livro lindo e, curiosamente, estava com uma sacola cheia de romances de banca que tinha acabado de comprar.
Ache Momo Andrew Knapp Editora Intrínseca
Disse que tinha aprendido com um paciente dela de que quando ganhamos um livro, devemos dar outro de presente, e pediu que eu escolhesse um dos seus exemplares para ficar para mim. Achei sua atitude tão linda <3

Ficamos uns minutos na mesa conversando e nos conhecendo. Hugo, apesar de pequeno, conseguiu achar Momo em todas as fotos que o procurou. Camila, sua mãe, estava encantada com a beleza da obra e muito feliz de ter encontrado Momo. Eu, mais ainda, por saber que ele ficaria em boas mãos.

E agora, vocês devem estar se perguntando: "Mas Mi, não eram 5 livros? Se você esqueceu só 4, onde foi parar o último?"

Então gente, o quinto e último livro será sorteado para vocês, que não moram na minha cidade e que não tiveram a oportunidade de encontrar Momo nas suas andanças. Foi a forma que encontrei de prestigiar todos vocês, que sei que também querem ler esta linda obra.

PROMOÇÃO:
Ache Momo Andrew Knapp Editora Intrínseca
Querem saber como participar da promoção? Cliquem AQUI.

Será 1 vencedor que irá ganhar Ache Momo, de Andrew Knapp + Brindes, que será enviado por mim, em até 45 dias.

Realização do sorteio: 17/01/2015

Boa sorte a todos.

Beijos, Mi

5 comentários

  1. Nossa que fofura vomitei um arco-íris com esse bebê fofo.
    E que bom que ele achou o momo, né?
    rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Que beleza a sua atitude, Mi!
    Adorei ler sobre a sua experiência.
    E muito obrigada por lembrar dos seus seguidores, viu?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Foi muito engraçado o Hugo largando o livro e só querendo saber do marcador. kkkkk

    Adorei o vídeo e a experiência. Queria ver se alguém tivesse te abordado em algum dos casos falando que tu esqueceu o livro. kkkkk

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  4. Que gracinha essa experiência hihi! Obrigada por deixar que a gente ache Momo também!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a sua tragetoria para "perder Momo"...uma pena eu não ter tido a oportunidade,pois eu pegaria rapidinho....=\ falta muita paixao pelos livros ainda né?
    Mas quem sabe minha chance apareça agora no sorteio
    Super torcendo e participando
    Bjs
    Luciana Artesanatos
    add.soartesanatos@gmail.com

    ResponderExcluir