Resenha + Vídeo - O Homem Perfeito

Resenha - O Homem Perfeito
Sinopse: "Melina teve alguns relacionamentos ruins, outros péssimos... Mesmo assim, ela não desiste: um dia ainda vai encontrar alguém que a complete e que entenda algumas manias fofas que ela tem como comprar mais sapatos do que pode guardar ou tomar uma multa ou outra por excesso de velocidade. Ela faz a sua parte escrevendo um pedido ao universo, no qual descreve esse ser incrível nos mínimos detalhes. Agora é só esperar, certo? Melina não imagina, porém, que esse presente dos céus já existe, mas foi parar nos braços de uma mulher in-su-por-tá-vel. O que fazer quando o destino insiste em brincar com a sua paciência?"

Melina é a rainha do drama, além de ser a típica mulher que só atrai confusões, mesmo não querendo e, para piorar a situação, possui o dedo mais podre da face da Terra quando se trata de homens.

Sua vida possui um histórico extenso de relacionamentos que deram errado, incluindo Roger, seu ex-namorado e ex-chefe que foi nocauteado por Melina no meio do expediente depois de ser pego no flagra traindo-a. Não preciso dizer que isso não só custou o emprego de Melina, como o restante de sua dignidade que fazia força para manter-se em pé.

Depois de mais uma desilusão amorosa, Melina fez a única coisa que sabia fazer de melhor, correu para os braços do pai, literalmente, em Paraty. Fazia anos que ela não visitava a cidade e, desta vez, tinha ido para ficar em definitivo. Precisava reajustar sua vida de uma vez por todas. Não tinha mais idade para ficar louqueando por aí, sem se importar com as consequências.

Os planos pareciam perfeitos, Melina iria trabalhar no hospital da região, responsabilizando-se a dar uma repaginada no logotipo e no material de escritório, ficado longe de encrencas, afinal, o que poderia dar de errado em Paraty?

Mas ela não contava com a ironia do destino. Bernardo, seu primeiro amor, o homem perfeito, aquele que ela abandonou quando jovem e deixou com um coração despedaçado quando se mudou para São Paulo, estava de volta na cidade, noivo de ninguém mais, ninguém menos, que Samantha, sua arqui-inimiga.

Era como se o chão de Melina tivesse se aberto aos seus pés. Ao mesmo tempo em que ela não queria deixar-se abalar pela situação, não conseguia evitar o turbilhão de emoções que sentia quando soube das novidades, principalmente depois de ver Ben pela primeira vez, depois de tantos anos.

Mel precisará, de uma vez por todas, definir que rumo que quer dar a sua vida e decidir se vai lutar por um amor que parece impossível.

Quando a felicidade está diante de nós, nos dando a mão, devemos nos agarrar como se não houvesse amanhã? Mesmo quando o nosso final feliz representa a desgraça de outra pessoa?

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam.

***

O homem perfeito caiu em meu colo no momento em que eu mais precisava. Estava meio deprimida depois de ler um livro que me fez mal e precisava de uma leitura leve e divertida. Me surpreendi pelo fato de a Vanessa ter conseguido me arrancar risadas logo nas primeiras linhas, algo raro de se acontecer. Imediatamente, meu humor mudou e soube que estava pronta para mergulhar na história da maluquete da Melina.

A identificação que tive com a personagem foi avassaladora. Melina, assim como eu, é dramática, exagerada, impulsiva e muito passional, além de ser um ímã para desastres. Acho que se sentássemos juntas para conversar, à beira mar, tomando umas caipirinhas, faríamos uma competição para descobrir quem é a campeã das patetices e, sinceramente, acho que daria empate.

Adorei o fato de a autora ter criado uma personagem mais velha, com seus 28 anos, mas que continua indecisa, imatura e perdida na vida. Estamos acostumados a ver por aí pessoas com essa idade já extremamente resolvidas na vida, ou melhor, a sociedade espera que sejamos assim. Mas nem sempre isso acontece, principalmente no mundo de hoje no qual temos inúmeras possibilidades profissionais que nos confundem, dando a errônea impressão de que somos volúveis, e de relacionamentos instáveis e superficiais que tendem a terminar num piscar de olhos.

Melina ainda está se descobrindo, ainda está tentando acertar as contas com o passado, cicatrizar as feridas e compreender o que ela realmente quer para a sua vida. Os dramas da personagem são reais, e são sofridos, porque é realmente doloroso se posicionar e assumir seus verdadeiros desejos e sentimentos.

Naturalmente, as coisas pioram quando Mel reencontra Ben. Num primeiro momento, fiquei preocupada que ela incorresse em erro e estivesse desenvolvendo uma paixonite aguda por ele pelo simples fato de Bernardo ser um deus grego. Mas, sabiamente, Vanessa inseriu ao longo da trama situações que demonstraram o quanto ambos eram parecidos, possuindo uma sintonia e uma química ímpar, deixando o romance ainda mais plausível.

Ademais, a autora aborda no texto uma discussão moral interessante: Bernardo está noivo. Ao mesmo tempo em que Mel não quer que ele se case, também não quer arruinar seu casamento. O que fazer numa situação dessas? Eu mesma tive as minhas dúvidas enquanto lia O homem perfeito.

Preciso dizer, fiquei apaixonada pela escrita de Vanessa. Não imaginei que pudesse ser assim tão deliciosa de se ler. Adorei a maneira informal e despachada de como ela conduz a história, utilizando-se de gírias, tiradas sarcásticas, e não tendo pudor de fazer uso de alguns palavrões corriqueiros. A narrativa do livro é feita em primeira pessoa, os capítulos são curtos, dando fluidez à história e fazendo com que a gente devore as páginas querendo sempre saber mais e mais. A Novo Conceito caprichou nessa edição, que está com uma capa belíssima e uma diagramação fofa demais.
Tive o prazer de conhecer a autora na Bienal de SP desse ano :)
O homem perfeito é o resultado de uma mistura perfeita de ingredientes, contendo humor, drama e romance na medida certa. Melina, Bernardo e seus amigos me fizeram suspirar, me fizeram arrancar os cabelos e me levaram as lágrimas ao final. Esta é uma leitura que certamente recomendo, principalmente para os amantes de chick-lit. Fico feliz em saber que cada vez mais dispomos de autores nacionais de qualidade para nos presentear com histórias como essa.

VÍDEO RESENHA




O Homem Perfeito - Vanessa Bosso
Editora Novo Conceito
224 páginas
Comprar: Saraiva

3 comentários

  1. Ainda não li nada da Vanessa nem a conheço, só pelo facebook, e ela é uma figura mesmo! Sempre ouço elogios de suas obras. Juntar tu e a Melina para trocarem patetices pode ser perigoso, tem que ter uma ambulância de prontidão, para não morrermos de tanto rir. :D

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  2. Eu quero ler!! Não conhecia a autora e o livro parece ser muito bom. Vi muito da Melina em mim rsrsrs, com certeza vou curtir bastante a leitura... E parabéns a essa "levada" de autores nacionais que estão nos agraciando com obras maravilhosas.

    ResponderExcluir
  3. Amei esse dica de leitura, sou fã de chick-lits, tanto que estou rascunhando o meu próprio há um bom tempo hahaha e saber que tem um livro do gênero escrito por um autor nacional me deixa em êxtase. A sinopse já me atraiu, daí juntou a capa que é um mimo, mais a sua resenha escrita e o vídeo. Pronto! Tenho que comprar o mais breve possível para ler e me divertir com a Melina. Pelo que você descreveu ela é bem parecida comigo, atrapalhada, paga os king kongs da vida quando na verdade tenta ser discreta... só a parte dos sapatos que não bate kkkkkk Já adicionei no skoob, marquei como desejado e anotei o nome na listinha do celular para quando passar por uma livraria consultar e ver se tem para levar para casa e começar a ler logo. Adorei!

    ResponderExcluir