Resenha - Casa de Segredos: A Batalha das Bestas

Resenha - Casa de Segredos: A Batalha das Bestas
Sinopse: "Após a derrota de Dahlia Kristoff, a vida dos Walker melhorou bastante. A Bruxa do Vento foi banida e eles agora estão ricos! Mas essa mudança no destino não trouxe a felicidade que eles esperavam e os irmãos estão tendo dificuldades em se encaixar na sua nova escola, Bay Academy. Brendon não consegue fazer amigos, Cordelia suspeita que suas aventuras podem ter afetado sua mente e Eleanor só quer que tudo volte a ser como antes. Enquanto eles lidam com essas questões, Denver Kristoff procura por sua filha, Dahlia, e nenhum Walker estará a salvo enquanto ele não a encontrar. Evocá-la a São Francisco significa trazer à tona todos os perigos ligados a ela e arrastar os Walker de volta aos misteriosos mundos dos livros de Kristoff. Antigos inimigos farão escolhas surpreendentes e novos amigos precisarão se provar dignos de confiança conforme os Walker viajam de uma ponta do mundo a outra."

ALERTA! Esta resenha pode conter spoilers do primeiro livro, Casa de Segredos. Leiam por sua conta e risco!
 
Seis semanas se passaram desde que os irmãos Walker retornaram das aventuras que viveram em busca de O livro da perdição e do desejo. Eleanor havia desejado que sua família se tornasse milionária, e uma grande quantia em dinheiro apareceu na conta bancária dos seus pais. E pelo visto, finalmente, as crianças estavam livres das constantes ameaças feitas pela Bruxa do Vento, desde que fora banida para "o pior lugar de todos".

Mas a vida dos irmãos não estava mais fácil como chegaram a imaginar que seria. Dr. Jake estava estranho e cheio de segredos, escondendo-se pelos cantos e inventando histórias sobre compromissos que nunca existiram. Bellamy só faltava arrancar os cabelos de preocupação por causa do marido e da família que aparentava estar cada vez mais distante, mas, principalmente, porque a fortuna dos Walker escorria misteriosamente ralo adentro.

Eleanor, Brendan e Cordélia não lembravam, nem de longe, aquele trio valente e inseparável que protagonizou perigos mortais um tempo atrás. Délia estava literalmente mais fria e de coração partido, desde que Will não a reencontrou no "mundo real" como havia prometido. A única preocupação de Bren era ser descolado e usar objetos caros e da moda numa vã tentativa de ser aceito no colégio para meninos ricos onde agora estudavam. E Nell ressentia-se por tudo ter mudado, e para pior. Não aguentava mais ver seus irmãos mentindo, seus pais brigando e percebeu o quanto ter muito dinheiro poderia corromper uma família de bem.

Não bastavam todos os problemas pelos quais os Walker estavam passando, o destino tratou de colocar uma cereja no topo desse bolo. Ressurgida das cinzas, Dahlia Kristoff estava de volta, em toda a sua feiura e malvadeza, sentindo uma fúria que nem o Rei da Tempestade seria capaz de controlar. Mesmo sem querer, as três crianças foram novamente aprisionadas em outras histórias escritas por Denver Kristoff, a fim de encontrarem e entregarem, de uma vez por todas, O livro da perdição e do desejo para a Bruxa do Vento.

Entretanto, em razão de um plano mal executado por Nell, o livro se fora para sempre, e agora os Walker precisam descobrir uma nova forma de escapar do mundo de fantasia e recuperar tudo o que eles perderam.

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

***

Casa de Segredos foi o primeiro livro que recebi de parceria da Editora Galera Record. Para quem ama livros infantojuvenis, como eu, é um prato cheio para se deliciar. Fiquei impressionada com a escrita elaborada e adulta dos autores, e com as aventuras eletrizantes vividas pelos personagens, ingredientes estes que se fazem presentes, novamente, em A Batalha das Bestas.

Desta vez, Nell, Bren e Délia são enviados para a Roma antiga, que é atacada pelos Nazistas, para ser posteriormente salva pelos americanos, até serem transportados para o congelante Himalaia, para combaterem as Bestas geladas. Pois é, vocês podem ver o tamanho da criatividade de Denver Kristoff, ou melhor, devia dizer de Chris Columbus e Ned Vizzini? Hehe.

Nesta história, Will Draper, tenente-coronel do Royal Flyinf Corps, regressa, em toda a sua pompa de galã, disputando o cargo de herói e o coração de Cordelia com Felix, o gladiador grego, a quem a jovem é prometida em casamento pelo imperador Occipus I. Deu para perceber que confusão é o que não falta, e desde o início da trama.

Confesso que tive dificuldades de engrenar na leitura, apesar de todo este furor ao qual somos apresentados de imediato. Explico. Tive a sensação de a história do primeiro volume se repetir: Os Walker serem enviados para romances malucos escritos por Kristoff para encontrarem O livro da perdição e do desejo a mando da Bruxa do Vento. Isso me fez pensar "será que teremos um mero repeteco do que já lemos?"

Mas esta impressão esvaneceu no momento em que percebi que tais semelhanças não passavam de meros coadjuvantes frente às batalhas mais profundas que cada um dos personagens teria que travar. Cordelia sonhava em tornar-se uma grande líder, ajudando os necessitados e pondo um fim a um mundo de injustiças. Porém, primeiro precisaria abrir mão de uma vida de aparências e parar de se preocupar com os meninos, algo muito difícil de se fazer na idade dela.

Brendan ansiava por poder, luxo e conforto, tendo renegado a sua própria família quando achou pertinente, me chocando e me decepcionando ao máximo, quando finalmente botou as garrinhas para fora e mostrou o quanto pode ser cruel, egoísta e mesquinha, mesmo com pouca idade. Portanto, vocês já podem imaginar o quanto o garoto terá que aprender e crescer, certo? E quando somos cegos para os problemas que nos cercam, as lições tendem a ser muito doloridas de se interiorizar.

Eleanor, como sempre, roubou os holofotes para si, me enchendo de orgulho ao enfrentar os seus próprios medos e dificuldades de aprendizado ao liderar os ataques às Bestas geladas e ao guiar seus irmãos rumo à realidade. Tudo o que a criança mais queria, de novo, era rever seus pais e manter a família unida, mas teria muito chão pela frente até alcançar seus objetivos.

Will precisava decidir se voltava para São Francisco com os Walker, um lugar ao qual ele nitidamente não pertencia, enquanto Felix percebeu que não era bom apenas em vencer batalhas, e que seu destino cabia só a ele decidir, já que agora era um homem livre. E, curiosamente, até a Bruxa do Vento e o Rei da Tempestade tiveram que arcar com as suas escolhas, em definitivo. O que será que o futuro lhes reserva?

A Batalha das Bestas, que encerra a duologia de Casa de Segredos, é um livro incrível, que mistura fantasia, ficção e muita aventura com preciosas lições de humanidade, humildade, esperança, perseverança e amizade. Embarquem nessa jornada com os Walker e seus amigos e participem dessa sanguinolenta batalha sem fim.

Casa de Segredos: A Batalha das Bestas
Livro 02  
Editora Galera
333 páginas 
Comprar: Saraiva

1 comentários

  1. Eu não conhecia essa duologia, e achei genial também a ideia do Denver Kristoff.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir