Resenha + Vídeo - A Rainha: Um Conto de A Seleção, de Kiera Cass

Resenha - A Rainha: Um Conto de A Seleção, de Kiera Cass
Sinopse: "Conto digital sobre a Seleção de que a rainha Amberly participou! Uma das personagens mais cativantes de A Seleção é a rainha Amberly, mãe do príncipe Maxon. Ao longo da série, descobrimos pouca coisa a seu respeito, e muitas dúvidas permanecem: como uma pessoa tão bondosa e gentil se apaixonou por um homem rígido e impiedoso? Por que Clarkson a escolheu, considerando que ela vinha de uma casta baixa e de uma província pobre? E qual era exatamente seu estado de saúde? Chegou a vez de Amberly contar sua própria história. Em A rainha, disponível em edição digital, acompanhamos a Seleção anterior à de America Singer, quando Amberly foi ao palácio com outras trinta e quatro garotas para disputar o coração do então príncipe Clarkson. O leitor enxergará uma nova faceta do rei através dos olhos apaixonados de Amberly, entenderá melhor o relacionamento dos dois e conhecerá um pouco mais do passado dessa personagem tão encantadora — uma garota simples que provou que uma rainha pode vir de qualquer casta."
ATENÇÃO, ESTA RESENHA PODE CONTER SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES DE "A SELEÇÃO". SE VOCÊS AINDA NÃO LERAM OS PRIMEIROS LIVROS, TOMEM CUIDADO! 

Amberly era uma jovem agricultora, vinda de uma família de "Quatros", que durante a vida toda passou necessidade. Suas mãos eram calejadas e ásperas e sua saúde era frágil. Desde pequena era apaixonada pelo príncipe Clarkson. Quando foi selecionada para a competição, mal pôde acreditar no quão perto estava de realizar todos os seus sonhos.

Apesar de levemente insegura, por saber não ser digna de ser rainha, Amberly tinha noção do que queria e não mediria esforços para conseguir. Amberly almejava a coroa e seu maior desejo era conquistar o coração do seu amado, mas, para isso, precisava ser primeiramente notada pelo futuro rei, uma tarefa difícil, levando em consideração o fato de haver tantas outras meninas "Dois" e "Três" mais qualificadas na seleção.
"Clarkson foi contido, polido e inteligente: tudo o que um príncipe deveria ser. Eu tinha percebido durante as últimas duas semanas que ele não sorria muito. Dava a impressão de que temia ser julgado por achar graça nas coisas. Mas, minha nossa, como seus olhos brilhavam quando ele sorria! O cabelo loiro acinzentado, os olhos levemente azuis, seu porte robusto… Ele era perfeito. Infelizmente, eu não era. Mas devia haver uma maneira de fazer o príncipe Clarkson me notar."
Clarkson era um jovem contido, obcecado por ordem e muito ambicioso, que mesmo com pouca idade já emanava poder. Curiosamente, Amberly chamou a sua atenção. Talvez fosse por causa de sua fragilidade, ou da ideia de ter ao lado alguém que realmente o amasse, ou quem sabe fosse pelo fato de Amberly ser tão submissa a ponto de fazer qualquer coisa que ele mandasse sem questioná-lo. Fosse o que fosse, o príncipe estava fascinado pela menina.

Amberly sabia que ser rainha não era uma tarefa fácil. As responsabilidades eram muitas e a pressão interna e externa podia ser capaz de arruinar seu casamento. Mas a jovem estava decidida a cumprir dignamente seu papel e ser a calmaria para o furacão na vida de Clarkson.
"Tinha passado tantos anos me imaginando como esposa do príncipe Clarkson, mas nem por um segundo o vira como o rapaz que poderia me tornar princesa. Pela primeira vez na vida, percebi que também queria isso. Eu não possuía contatos nem era podre de rica, mas tinha a sensação de ser capaz não só de ocupar o cargo, mas de exercê-lo com excelência. Sempre acreditei combinar bem com Clarkson, mas talvez combinasse com a monarquia também."
Finalmente Amberly estava próxima do seu final feliz de contos de fadas. Porém, uma má notícia veio para abalar ainda mais sua frágil esperança. O médico do palácio lhe informou que talvez ela não conseguisse dar um herdeiro ao príncipe e, se concebesse, o filho poderia não ser capaz de realizar certas tarefas em razão dos seus problemas de saúde.

Como o príncipe poderia casar com alguém que não pudesse lhe dar filhos?

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

***

A Rainha, um conto de A Seleção, de Kiera Cass, foi anunciado logo depois do lançamento de A Escolha, vindo para abalar o coração dos fãs, que se despedaçaram com o final do livro, que deixou de ser uma trilogia e agora será uma série de cinco volumes.

Todos que são fãs da saga, são apaixonados pela rainha Amberly tanto quanto pelos outros personagens de A Seleção. Foi uma grata alegria saber que poderíamos conhecer um pouco mais dessa delicada e nobre mulher e descobrir sobre como foi que ela se tornou rainha.

Sempre me indaguei por que uma mulher como ela podia ter caído de amores por um homem tão tirano e violento quanto Clarkson. Amberly reforçou a ideia de que o amor é cego, surdo e mudo, e que sempre seríamos capazes de fazer de tudo por aqueles que amamos.
"Tentei não me assustar com os pensamentos na minha cabeça [de que levaria um tiro por ele se necessário]. Porque se precisasse escolher entre Clarkson e mim, não sei se seria capaz de me colocar em primeiro lugar. Ele era o príncipe, e sua vida tinha um valor inestimável para o país. Mais que isso, tinha um valor inestimável para mim. Dei de ombros na tentativa de afastar o pensamento. Afinal, não era como se isso fosse acontecer algum dia." 
Durante o conto, narrado em primeira pessoa, fiquei mexida com diversos detalhes que nos foram revelados. Clarkson não aparentava ser tão mau assim. Não que eu tenha passado a gostar do rei, ou que tenha o perdoado por todas as atrocidades feitas no decorrer da seleção de America, mas acho que pude compreendê-lo e enxergar outras facetas até então reservadas apenas à sua amada.

Com os pais odiosos que ele tinha e a responsabilidade de praticamente reerguer uma nação, constantemente assolada pelos ataques dos rebeldes e desestabilizada pelo rei e pela rainha, que só fazia beber e gastar desmedidamente, talvez Clarkson não tivesse como ser diferente. Sem contar que, desde o início, ele deixou claro a Amberly que não gostava de crianças, então, não podíamos esperar que ele amasse Maxon.

Mas, curiosamente, ele sempre foi gentil com Amberly. Demonstrava preocupação e despendia cuidados para com a jovem que nitidamente não valia seus esforços, já que não era uma candidata exemplar ou aceitável, fosse por seus problemas de saúde, pela sua casta inferior ou pela impossibilidade de lhe dar filhos, e isso contou pontos a seu favor, na minha opinião.

Achei legal ver que a seleção daquela época era um pouco diferente e muito mais conservadora que a de America. Era proibido por lei dormir com o príncipe, e uma das regras passíveis de expulsão era portar-se feito uma vadia. Pobre da Celeste, não teria a mínima chance.. kkkk Além disso, as meninas deviam manter-se em seus papéis submissos de sorrir e não falar mais do que o necessário. Por isso, imagino o quanto tenha sido difícil para o rei lidar com uma menina moleca metida a justiceira feito America, na seleção de Maxon. Um rei que foi criado a punhos de ferro, por uma mãe doente, violenta e grosseira. Mas, enfim.

A Rainha é uma história perfeita! O único defeito é ser tão curtinha e ter acabado de maneira tão abrupta. É impossível não implorar por mais. Certamente, esta é uma trama que renderia um livro inteiro. Queria saber sobre como e quando Amberly foi a escolhida, os detalhes do seu casamento, a gravidez e o nascimento de Maxon e o convívio com o rei no decorrer dos anos. Acho que, inclusive, o conto deveria ter terminado com as últimas lembranças da rainha no trágico momento em que.. bem, vocês sabem..

Para quem está triste que o conto está disponível apenas em ebook, não fique. Em março, um novo livro físico de contos será lançado, com os contos A Rainha, A Favorita e materiais extras.

A Rainha está à venda na maioria das livrarias digitais. Ouvi muita gente questionando o porquê disso, já que os outros foram comercializados gratuitamente. A Editora Seguinte explicou que a intenção deles era de que os novos contos se mantivessem gratuitos, como os anteriores, mas que a Editora americana proibiu tal prática, já que lá fora eles são cobrados. Então, por mais que eles tenham insistido, explicando que cobriam os custos do próprio bolso e de que no Brasil as coisas eram diferentes, não teve jeito :( Uma pena, eu sei, mas o valor é tão baratinho que vale a pena.

* Próximos lançamentos de Kiera Cass:

The favorite: março de 2015 (conto, apenas em e-book)
"America estava dividida entre Aspen e Maxon, mas Marlee sabia exatamente o que queria – e pagou o preço por isso. Este novo conto, narrado por Marlee, volta à festa de Halloween em que seu romance com Carter foi descoberto, e revela como aquela noite – e o príncipe Maxon – mudou a vida dos dois para sempre."

Contos da Seleção 2: março de 2015 (coletânea, edição impressa)
"Este volume reúne os contos “A rainha” e “The favorite” pela primeira vez em versão impressa, além de material extra sobre a série."

A herdeira: 5 de maio de 2015 (romance, edição impressa + e-book)
"Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn escolher seu noivo. Eadlyn não espera que sua Seleção seja nem um pouco parecida com o conto de fadas de seus pais. Mas ao longo da competição, ela pode descobrir que seu final feliz não é algo tão impossível como ela sempre achou."


VÍDEO RESENHA




A Rainha - Kiera Cass
Um Conto de A Seleção
Livro 0,4
Editora Seguinte
70 páginas 
Comprar: Amazon

16 comentários

  1. Acho que começarei a ler essa saga por esse conto. Como falasse, fica melhor de entender a forma de agir do Clarkson. Não justifica, mas compreendemos melhor o personagem. E concordo, a Kiera bem que podia explorar mais a história desses dois.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não inventa moda, Laplace :P kkk Beijos

      Excluir
  2. Ainda não li nada de A Seleção, tô participando de amigos secretos literários e coloquei como sugestão de presente, rsrs. Espero que ganhar pra eu começar a ler o mais rápido possível. Eu nunca tive interesse em comprar a saga, mas depois que passei a acompanhar seu blog, veio o interesse em ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia que você irá amar, querida. Beijos

      Excluir
  3. Oi, Mi!

    Eu não vejo a hora de ler esses contos e o próximo livro. Agora com sua resenha fiquei mais curiosa em saber mais sobre a rainha. Sempre gostei dela nos outros três livros e fiquei muito triste com o final. Também com um pouco de raiva, mas okay, acho que vou entender melhor suas atitudes lendo esse conto.
    Eu conheci "A Seleção" quando o último livro já estava sendo lançado, então estou com uma pequena duvida: Os contos anteriores foram distribuidor sempre de graça ou no começo eles também eram cobrados?
    Ou será que a editora está aproveitando o sucesso da série para vender os contos também. Eu sei que tá baratinho, mas de graça é melhor :P

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, preciso dizer que levei um susto quando vi que ele estava sendo cobrado. Sempre foram de graça na versão ebook. Não entendi o porquê da mudança agora :( Beijos

      Excluir
    2. Sil, a Editora me informou o porquê da mudança em relação a cobrança do ebook. A intenção deles era que os novos contos se mantivessem gratuitos, como os anteriores. Mas a Editora americana proibiu tal prática, já que lá fora eles são cobrados. Então, por mais que eles tenham insistido, explicando que cobriam os custos do próprio bolso e de que no Brasil as coisas eram diferentes, não teve jeito :(

      Excluir
  4. Tenho certeza que vou amar odiar o Clarkson outra vez, apesar de ele não ser tão horrível neste conto. A Rainha Amberly sempre foi um personagem carismático...

    ResponderExcluir
  5. Esse conto acabou faltando umas 200 páginas para o final!
    Tinha tanta coisa a ser discutida ainda.. A Kiera foi malvada ao extremo com seus leitores =/
    Apesar de entender melhor melhor o rei e a rainha, ainda não entendo como ela conseguiu ir na dele..
    O amor é mesmo cego.

    Beijos, Dreeh.

    ResponderExcluir
  6. Poxa, que conto interessante. Vou tentar ler.
    Estou lendo Mentirosos e Brumas, mas vou buscar esse livro, parece ser legal.

    ResponderExcluir
  7. Mi, você não sabe o quanto meu coração bateu forte quando vi essa matéria. Me joguei no chão, pensei ter morrido e ido ao paraíso quando li as datas dos próximos lançamentos da Kiera. Agora, eu fiquei em dúvida sobre o 5° livro que você disse, e quero saber qual seria. Fiquei meio perdida nesse quesito, pois tirando os contos, temos 3 livros com a trilogia e 4 com A Herdeira... então, qual você diz ser o 5° livro?
    Vou esperar ansiosamente pelos próximos, e obrigada por ter feito essa resenha tão rápido como você fez em A Escolha - que eu me lembro muito bem de ter ido ao youtube sem esperança alguma de que já haveria uma resenha sobre o livro logo no dia seguinte a estreia. Mas você estava lá e imediatamente me apaixonei pelas suas palavras.
    Beijos, Mi, sucesso, garota!

    ResponderExcluir
  8. Já li toda a trilogia e gostei bastante.. Eha quela keitura rapida e gostosa e que da pra fazer tudo de uma vez hausha
    Vou ler a rainha assim q acabar o ebook q estou lendo.. Adoro a personagem e gostei de saber q agora temos um pouco da historia dela tb :)

    ResponderExcluir
  9. Nossa, Mi, isso que é fã, mal lançou e já varou a noite lendo,rs. É eu também sou assim com alguns dos meus autores favoritos hehehe
    Ainda não comecei a ler a série mas já li suas resenhas e acabei vendo seu vídeo também. Quero ler só quando a série estiver para ser finalizada, pois pelo que andei lendo é o tipo de história que me anima e ficar esperando os lançamentos acaba com meus nervos hahaha.

    ResponderExcluir
  10. Adorei seu jeito de falar ! Parabéns
    Só uma coisinha.... na minha humilde opinião, eu acho que o conto terminou muito bem (claro eu tbm queria mais, mas vai fazer oq né? !!) acho que é o jeito da Kiera pq na Escolha ela tbm termina assim, no casamento, eu queria saber como foi a primeira noite da America, o filho... e tal... ,mas acho que é para cada leitor imaginar o fim, ou melhor o início, de cada personagem. Beijos, Parabéns

    ResponderExcluir
  11. Ja li a seleçao a elite e a escolha mas ainda não li a rainha parece ser muito bom vou ler😊☺

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Amei a resenha *-*
    E já que o post é sobre "A Seleção", venho convidar para conferir meu novo post com novidades sobre a "A Herdeira", novo livro da série!!
    http://www.acervodeamor.com.br/2015/03/a-herdeira.html
    Se puder seguir o blog e deixar sua opinião sobre o post, eu retribuo.
    Beijos

    ResponderExcluir