Resenha - A Herdeira das Sombras

Resenha - A Herdeira das Sombras
Sinopse: "Há 700 anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súditos, uma profetisa viu na sua teia de sonhos e visões a chegada de uma poderosa Rainha. Jaenelle é essa Rainha. Mas mesmo a proteção dos Senhores da Guerra não impediu que os seus inimigos quase a destruíssem. Agora é necessário protegê-la até as últimas consequências. Três homens estão dispostos a dar a vida por Jaenelle. Mas há quem seja capaz de tudo para controlar ou destruir a Rainha. Conseguirá ela cumprir seu destino como detentora do maior poder que o mundo já conheceu?"

Oi lindinhos! Hoje eu trouxe para vocês a resenha de uma das continuações que para mim foi uma das mais aguardadas do segundo semestre. A Herdeira das Sombras é a sequencia de A Filha do Sangue, e se vocês ainda não leram o primeiro livro da trilogia das Joias Negras (EU NÃO ACREDITO NISSO!!), confiram a resenha AQUI.

Antes de iniciar esta resenha, preciso confessar para vocês que sou absolutamente apaixonada por esta trilogia, e só quem já leu entende o porquê. Estão na dúvida sobre se devem ou não ler? Vou tentar ajudar:

* Se vocês gostam de aventura, vocês devem ler;

* Se vocês gostam de fantasia, vocês devem ler;

* Se vocês gostam de histórias sombrias, esta trilogia é para vocês;

* Se vocês são fãs de Harry Potter e têm mais de 18 anos, esta trilogia decididamente precisa entrar para as suas coleções;

* Se livros inteligentes que deixam uma pegada de crítica social nas entrelinhas os atraem, esses livros são para vocês;

* Se vocês gostam de personagens sexy, misteriosos, sem escrúpulos, tempestuosos, encantadores... esta trilogia tem de tudo e é indicada para vocês;

* E se vocês ficaram se perguntando como é possível misturar isso tudo e ter uma história que funcione, queridos, Anne Bishop é de outro planeta e vocês precisam ler para conferir.

A trilogia das Joias Negras mistura personagens encantadores em um mundo sombrio com uma trama muito bem articulada e diferentes núcleos de ação que fazem o leitor se sentir assistindo a uma série televisiva de suspense maravilhosamente construída.  Exceto que esses livros jamais conseguiriam ser adaptados fielmente, já que Anne Bishop criou uma realidade tão fantástica e maravilhosa que deixaria Tim Burton se sentindo intimidado.

ATENÇÃO! Se você ainda não leu A Filha do Sangue, pare por aqui, leia a resenha do primeiro volume e corra para a livraria mais próxima. Se já leu, confira abaixo as minhas impressões, porque A Herdeira das Sombras fará você acampar em frente à Editora Saída de Emergência implorando desesperadamente pelo terceiro volume.

O cenário deixado em A Filha do Sangue é de caos, e em A Herdeira das Sombras, cabe a Saetan tentar colocar as coisas no lugar. Jaenelle, a Feiticeira por quem os homens SaDiablo aguardaram há séculos para servir está perdida no abismo psíquico e seu corpo necessita de cuidados até que ela retorne. Saetan vai ao Conselho das Trevas solicitar a guarda da menor Jaenelle Angelline e conquista todos os direitos parentais da moça até que ela complete 20 anos, com a condição de que se mude para o Paço dos SaDiablo em Kaeleer, permitindo com que Jaenelle se recupere sob seus cuidados.

Daemon Sadi se encontra ainda muito debilitado após seu retorno do abismo psíquico de onde tentou resgatar Jaenelle. Ele não se recorda dos detalhes daquela noite, lembra-se apenas do sangue. Muito sangue. Seu plano é resgatar o irmão Lucivar de sua prisão nas minas de sal de Pruul e ir atrás de Jaenelle, já que ao seu lado tudo ficaria bem, mas a teia emaranhada de Hekatah arruína qualquer chance de Daemon recuperar seu motivo de viver.

O boato iniciado por Saetan para proteger a Feiticeira dos planos das Viúvas-negras de Hayll acaba se virando contra seu filho mais poderoso e, ao ouvir que Jaenelle está morta e ser apontado como o assassino da criança-feiticeira, Daemon perde o último resquício de força que o ligava ao mundo psíquico dos vivos e acaba, como sua mãe Tersa, no Reino Distorcido, de onde nenhum Sangue jamais voltou.

Dois anos após a trágica noite em que despencou no abismo psíquico no altar das trevas de Cassandra, Jaenelle acorda. Suas lembranças daquela noite foram guardadas em um recanto de sua mente e ela sequer se recorda de Daemon. A criança-feiticeira está diferente, e Saetan assume o papel de pai para guiá-la através dos dias até que seu corpo e mente estejam preparados para enfrentar a verdade.

Lucivar, ao tomar conhecimento do boato de que Daemon teria assassinado Jaenelle, reúne toda sua raiva e, causando muita destruição no caminho, foge das minas de Pruul. Ele já não se importa com a própria vida. Toda a esperança de um Reino melhor teria morrido com Jaenelle, mas quando está à beira da morte é salvo por ela e, após uma longa recuperação, passa a viver no Paço dos SaDiablo junto ao pai Saetan mantendo a jovem feiticeira sob controle e em segurança contra as ameaças de Dorothea do Reino de Hayll e Hekatah do Reino do Inferno.

Jaenelle está cada dia mais poderosa psiquicamente, mas seu corpo físico sofre mais a cada dia que ela abusa de seu poder. A ambição de Hekatah desconhece limites, e ela está disposta a tudo para derrubar Saetan e acabar com a vida de Jaenelle. Já Saetan, se desdobra para estar sempre um passo à frente dos planos malignos de suas duas principais inimigas ao mesmo tempo em que se esforça para manter Jaenelle sã e salva e no caminho para se tornar a Rainha a quem eles sempre sonharam servir. Daemon, por sua vez, se encontra ilhado em um mar de sangue no Reino Distorcido, desolado por acreditar ter matado a única que verdadeiramente amou. Terá Jaenelle forças para lidar com tantas ameaças, jogos, problemas e artimanhas estando tão debilitada e sem a presença daquele que pode ajudar a restaurá-la plenamente?

Em A Herdeira das Sombras, Saetan tem a difícil missão de guiar todas as peças para seus lugares a fim de restaurar a paz nos Reinos, mas nem o Senhor Supremo do Inferno consegue encarar a fúria da filha Feiticeira quando as coisas dão errado. O futuro dele, de Daemon, de Lucivar e da própria Feiticeira estão nas mãos da instável Jaenelle

Quem vencerá a disputa pelo poder no Reino das Trevas? E o que será perdido no caminho? 

Leiam e confiram!

***

Bom, para começo de conversa, quando terminei de ler este livro eu fiquei com uma vontade infinita de urrar de raiva porque eu não tinha o desfecho da trilogia para começar a ler imediatamente.

Anne Bishop não é humana. Sério. A inteligência, o pensamento crítico, a ironia e criatividade dela me deixam de queixo caído. Ela não construiu apenas um mundo, mas três, com suas nuances e peculiaridades, e cada um deles dividido em territórios distintos e com suas próprias características e personagens. É muita coisa e muito bem amarrado.

Novamente tive um grande desejo por ter em mãos um mapa dos mundos da trilogia das Joias Negras. Pensando nisso, fui atrás e encontrei apenas um mapa oficial divulgado pela autora, mas que corresponde aos territórios do terceiro livro. Entretanto, encontrei os mapas abaixo em uma fanpage que acredito já ajudarem um pouquinho, embora, não muito. Então, se você, como eu, se perde um pouco geograficamente nos infinitos territórios literários, as imagens abaixo podem dar uma mãozinha.
Senti um pouco de falta do Daemon nesse livro. Ele aparece e você morre de pena e amores por ele quando está no Reino Distorcido, mas senti falta do Sádico, confesso. Todavia, Saetan e Lucivar ressurgem como personagens ainda mais fortes e deixando claro que charme e sedução correm no sangue dos SaDiablo. Não achei nenhum dos dois muito interessantes em A Filhado Sangue, mas no segundo volume da série, eles vêm com tudo, sendo protagonistas ao lado de Jaenelle e arrebatando o leitor desavisado.

A temática contida nas entrelinhas ainda é forte, e vale salientar mais uma vez que não indico a trilogia para menores por ser ambientada em uma sociedade um tanto “medieval” no que diz respeito às relações humanas. Estupros ainda são um tema comum, e agora se estendem para além dos limites de Briarwood, tornando-se uma questão política no novo contexto.  Acredito que para vocês lerem a obra de forma crítica, é preciso um pouco de maturidade. Contudo, A Herdeira das Sombras ainda é mais leve do que seu antecessor.

As vilãs Hekatah e Dorothea seguem, cada uma à sua forma, fazendo o possível e o impossível para arruinar Jaenelle, mesmo com todos os esforços de Saetan para ludibriar as duas. Mas nem tudo corre bem e o fato de Jaenelle se encontrar perturbada pelo trauma da violação e ainda bastante instável não facilita muito as coisas. Ela é uma bomba relógio de poder avassalador, pronta para explodir a qualquer momento, e nem Saetan tem poder para contê-la ou para sair da zona de impacto ileso.

Em A Herdeira das Sombras, nos familiarizamos mais com os amigos de infância de Jaenelle, que na obra anterior eram em sua maioria apenas mencionados nas conversas dela com Saetan. Neste volume, eles ressurgem como personagens importantes e bastantes presentes, bem como todos os animais fantásticos que até mesmo Saetan acreditava não existirem. Eu decididamente queria morar no Paço dos SaDiablo com tudo o que acaba surgindo por lá ao longo da história.

Jaenelle amadurece no decorrer da trama, que mais uma vez dá saltos no tempo, então, acompanhamos muita coisa se desenrolando ao longo dos diferentes anos do crescimento dela. Jaenelle era ainda uma criança quando sofreu os abusos de Briarwood, e apenas aos 14 despertou novamente. A história se passa ao longo destes e dos anos que se seguem até que no final ela completa 20 anos e torna-se uma feiticeira adulta.

A apresentação da obra é mais uma vez arrebatadora, com a capa dupla vazada dando o efeito de um porta retratos em que podemos ver uma Jaenelle mais velha do que em A Filha do Sangue, mas ainda relativamente jovem. Tanto a capa quanto a contracapa foram planejadas para simular visualmente um livro antigo com capa de couro e entalhes em metal com joias adornando o tomo. É simplesmente linda, e a diagramação interna segue o padrão anterior, simples, com detalhes e imagens característicos da coleção no início e no fim do livro.

Se vocês conseguem ler em inglês, a autora disponibilizou em seu blog duas cenas que foram cortadas da versão final de A Herdeira dasSombras. Seguem abaixo os links para vocês conferirem.

* Dressing Up;

* The Khaldharon Run.

Acreditem, eu mal posso esperar pelo último volume da série, cuja capa já foi divulgada pela Editora Saída de Emergência e deve ser lançado no início de 2015. Será que eu aguento até lá? Algo me diz que vai ter muita intriga, muito romance e mais reviravoltas fantásticas no reino apaixonante criado por Anne Bishop

Confiram abaixo a sinopse de A Rainha das Trevas, terceiro e último volume da trilogia das Joias Negras.

Sinopse: "Há setecentos anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súbditos, uma Viúva Negra profetizou a chegada de uma Rainha na sua teia de sonhos e visões.Incapazes de atingir Jaenelle, a jovem Rainha, os membros corruptos dos Sangue fazem um jogo perverso de diplomacia e mentira, procurando destruir aqueles que sempre deram tudo por ela. E revertem as culpas para o seu tutor, Saetan, que passa a ser visto como a maior das ameaças ao poder instituído.Com Jaenelle como Rainha, a chacina do povo e a profanação das terras irá terminar. Porém, onde se fechou uma porta poderá abrir-se uma janela... E mesmo que Jaenelle possa contar com os seus aliados, talvez não seja suficiente: só um terrível sacrifício poderá salvar o coração de Kaeleer..."
 
A Herdeira das Sombras - Anne Bishop
Livro 02
Trilogia As Joias Negras
Editora Saída de Emergência
480 páginas 
Comprar: Saraiva

5 comentários

  1. A gente nem precisa ver quem escreveu a resenha para saber que foi a Dany, pela forma empolgante com a qual ela fala da obra. kkkkk

    Eu não li ainda (não bate em mim Dany kkkkk), mas já vi falarem muito sobre esses livros, e todo mundo que leu é como a Dany, ama essa trilogia.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lapa, querido, tu sabe que essa trilogia é um dos meus xodós, então não tem nem o que dizer rssss. E da jeito de ler!!! Tu vai adorar! beijão!

      Excluir
  2. Quanta empolgação rsrsrs. Até eu que nunca li nada da série fiquei suuuuper com vontade de ler. Eu já tinha visto algumas coisas sobre a trilogia, mas nunca tinha lido resenhas ou coisas do tipo... tô pensando aqui se ponho na minha lista de leitura ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha pois é, Mayaia.. eu realmente amo essa trilogia, não tem porque esconder, então escancarei mesmo hahaha. Essa trilogia é bastante sombria e perturbadora, mas apaixonante. Como eu disse na resenha do primeiro, tem assuntos abordados que podem ser bastante chocantes, mas se o leitor tiver maturidade, tira de letra e o conjunto da obra é fantástico! Beijão!

      Excluir
  3. Minha nossa que resenha top , obrigada Dany pelo mapa eu as vezes fico perdida tbm. Valeu

    ResponderExcluir