Semana Percy Jackson - Resenha - O Ladrão de Raios - Dia 2

Hey gente, aqui é a Dreeh, do Blog Mais que Livros, trazendo mais um post especial para vocês. Preparados para conhecerem mais a fundo um pouco desse universo mitológico de Percy Jackson? Então fiquem de olho nessa Semana Especial.

Resenha - O Ladrão de Raios
Sinopse: "Primeiro volume da saga Percy Jackson e os Olimpianos, O Ladrão de Raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade. O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos - jovens heróis modernos - terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses."

Perseu, ou Percy, como é conhecido, é um garoto de doze anos que tem sérios problemas para se manter em uma mesma escola por mais de um ano consecutivo. Com dislexia e déficit de atenção, ele já era propenso a não se dar bem no colégio, mas parece que todo o tipo de coisas bizarras acontece com ele. Por mais estanho que pareça, sua vida começa a ganhar sentido no dia que em que descobre que seu professor favorito é um centauro e seu melhor amigo um sátiro! Ele não é um simples garoto problemático, é um semideus, resultado da paixão de um deus do Olimpo por uma humana. 

São muitas informações para se assimilar de uma só vez, mas ele sabe que precisa chegar o quanto antes ao acampamento meio-sangue, ou não terá muitas chances de sobreviver. Este lugar vem sendo o reduto dos semideuses há séculos. É onde eles aprendem a se defender dos monstros e onde conhecem cada vez mais suas origens. Percy finalmente irá saber quem ele é! Ao lado de garotos problemas, ele descobre que sua dislexia na verdade é resultado da sua mente ser programada para ler em grego antigo e que todos os apuros nos quais ele se envolveu eram na verdade ataques de monstros disfarçados.

Percy estava começando a se sentir em casa, quando descobriu quem era seu pai olimpiano. Com sua idade, normalmente os campistas já haviam sido reclamado por seus pais. Por isso existia muita expectativa para que ele fosse reclamado também. Quando a revelação surge, é um choque para todos os presentes: Percy Jackson é filho de um dos Três Grandes. E isso é assustador, porque ele nunca deveria ter nascido...

Mas lá estava ele, firme, forte e metido em alguma encrenca para variar. Só que, desta vez, ele precisava se arriscar não somente para provar que não tinha feito nada de errado, mas para impedir que uma guerra eclodisse. O raio de Zeus, um artefato extremamente poderoso, foi roubado e ele era o principal suspeito. A primeira a embarcar na aventura é Annabeth, semideusa filha de Atena. Apesar de não simpatizar com Percy, Annabeth sempre quis uma chance para sair do acampamento e pôr seus anos de treinamento em prática. Groover, o sátiro, que além de amigo é o responsável pela proteção de Percy, não gosta muito da ideia, mas ele sabe que não tem outra escolha. Nada fará Percy Jackson voltar atrás.


***

O livro, voltado para o publico adolescente, é narrado em primeira pessoa por Percy Jackon, e sua escrita é um tanto quanto infantil, meio superficial, com toques engraçados dando uma verdadeira aula sobre mitologia grega. O autor escreve de forma incrivelmente fluida, fazendo com que as páginas passem depressa, sem que o leitor perceba que a história está chegando ao fim. Friso que a escrita é infantil, pois pode ser um fator que incomode a alguns leitores, mas isso não significa que os mais velhos não possam curtir a história. Basta ter em mente que você não é o público alvo dessa leitura. Então simplesmente aproveite a trama.

A ação começa quando o trio parte do acampamento meio sangue. Os obstáculos no caminho são vários, mas a cada parada somos apresentados a novos personagens, novas histórias. A forma como a mitologia foi inserida em um cenário do Século XXI nos deixa com a sensação de que estamos sendo enganados pela névoa a todo instante. Os monstros, deuses e semideuses estão lá fora e só nós não percebemos.

Amizade, mistério, aventura e mitologia, essa é a mistura apresentada por Rick Riordan nesse livro. O Ladrão de Raios é apenas o livro de abertura de uma série de cinco livros, então podemos esperar muitas aventuras pela frente.

O livro foi adaptado em 2010 para o cinema. Infelizmente a adaptação passou longe de representar a obra de forma digna. Além de mudarem praticamente toda a história, sendo mantidas apenas alguns fatos principais, as atuações deixaram a desejar. É uma das piores adaptações que eu já vi, perdendo apenas para O Mar de Monstros que é a continuação desta história.

Quem tiver interesse, a Mi fez resenha do filme. Vocês podem ver a opinião dela AQUI.

O Ladrão de Raios - Rick Riordan
Livro 01
Série Percy Jackson e os Olimpianos
Editora Intrínseca
387 páginas 
Comprar: Saraiva
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE NOVEMBRO.

Clique AQUI e saiba como participar.

14 comentários

  1. Tenho muita vontade de ler a série, mas o filme me desanimou um pouco, por isso fico com um pé atrás, mas mesmo assim a curiosidade pelo livro fica me fazendo ter vontade de ler pelo menos o primeiro volume para ver se eu gosto...hahaha #Aloka
    Com sua resenha me animei ainda mais nessa minha tentação pelo livro, pode acreditar ;)

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu sou suspeita pra falar pq ameiii o livro, gostei do filme... Gostei muito dele pq me lembrou bastante do sentimento que eu tive ao ler harry potter é uma leitura super bacana tanto para jovens como para adolescentes e o mundo que o Rick "criou" é fantastico!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. AmoOo essa série, já li tds os livros, agora meu marido tbm está lendo...
    Comecei a série Os Heróis do Olimpo, estou lendo O filho de Netuno... É muito bom!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito de O ladrão de raios, pois é o começo de tudo. A gente logo se identifica com o Percy e o Groover. Eu demorei um pouco pra gostar da Annabeth, o livro é bacana. Vale a pena ler, adoro as referências mitológicas e dá vontade de ir para o Acampamento Meio-Sangue heueheu.

    ResponderExcluir
  5. Acho que o Rick Riordan melhorou a cada livro. Não tive vontade de assistir o filme, vi somente o primeiro, mas acho que, como sempre, a adaptação para o cinema sempre deixa a desejar.
    O Ladrão de Raios continua sendo o meu favorito.

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho vontade de ler esse livro já há um tempo, mas geralmente tenho problemas em ler livros que estão muito em moda. Odeio modinhas.
    Mas acho que em breve lerei, pra ver se perco a má impressão, já que sempre leio bem sobre ele.
    Assisti o filme, mas geralmente não espero fidelidade de livros que são transformados em filme, geralmente a intenção dos roteiristas é chamar a atenção de novos telespectadores do que agradar os fãs do livro. Ou seja, só visam lucro. Uma vergonha

    ResponderExcluir
  7. Apesar doa ótimos comentários, ainda não li a série - não sei, ela não consegue chamar a minha atenção -, mas assisti a adaptação e gostei bastante e desde então venho pensando seriamente em começar.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Dreeh.
    Eu não sou fã de mitologia grega e talvez seja por isso que eu nunca quis ler esse livro (ou outros que abordam o assunto). Apesar de ter uma pontinha de curiosidade, mas agora não é o momento.
    Já pensei em assistir os filmes, porém - assim como você - meu namorado comentou que é beeeem ruim. É uma pena que a adaptação não tenha sido bacana, pois pela massa de fãs eu acredito que eles mereciam mais.

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  9. Como o filme não chega aos pés do livro, acho que vou começar por ele, assim se eu gostar, gostarei ainda mais dos livros, e se eu não gostar, também vou acabar gostando do livro, porque sei que será bem diferente. :D

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Dreeh.. Acho q ja comentei aqui q tenho a serie em casa.. Meu emdo justamente e ser infantil demais mas vou tentar deixar isso de lado para aproveitar melhor a leitura! Não vi o filme e se eh muuito diferente voi ficar longe..
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  11. Minha amiga leu e curtia bastante ela disse que achou bastante detalhados!
    Coisa que não certeza, mas ser ela diz! O filme no entanto achei 'legal''
    acho que livro seria mil vezes melhor

    ResponderExcluir
  12. Como ainda não li esse livro, não tem como fazer comparação com o filme. Mas vi que choveram críticas em relação a adaptação. Como filme eu até que gostei, pois não conheço o livro. Quem sabe depois de ler, eu entre no grupo dos "odiadores" do filme, né?!?! kkkkkk
    E em relação a escrita infantil, não me incomodo muito, pois como você disse, temos que ver o público alvo dele.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  13. Eu li essa serie a muito tempo e adorei achei muito legal conhecer a mitologia grega de uma forma diferente e adorei as novas capas elas são incríveis !!!!

    ResponderExcluir
  14. Demorei um tempão para ler a série mas quando comecei acho que li todos em duas semanas, mergulhei a fundo nesse universo mágico, lendo sua resenha fiquei com vontade de começar a reler tudo novamente,rs.

    ResponderExcluir