Resenha - Coroa da Meia-Noite

Resenha - Coroa da Meia-Noite
Sinopse: "Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão das Minas de Sal de Endovier. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre — e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Enquanto a amizade entre ela e o capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta, imerso em seus próprios dilemas e descobertas. A princesa Nehemia acaba se tornando uma conselheira e confidente, mas sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor castelo de vidro estão cada vez mais próximas. Quando menos se espera, uma trágica noite mudará a vida de todos no reino, e mais do que nunca Celaena quer descobrir a verdade para fazer justiça."

ALERTA! Esta resenha pode conter spoilers do primeiro livro, Trono de Vidro. Leiam por sua conta e risco!
 
Oi, gente. Tudo bem? Aqui é o Leo e estou de volta com mais uma resenha para vocês. Hoje vim contar o que achei do segundo volume de uma das minhas séries queridinhas. Vamos lá?

Eu li Trono de Vidro logo após seu lançamento, que foi na Bienal do Rio, ano passado. Eu não sabia o que esperar da história, mas como ele tinha muitas críticas positivas, tanto aqui quanto lá fora, resolvi me arriscar na leitura e me surpreendi. Quando o livro acabou fiquei ansiando por mais e, finalmente um ano depois, a Galera Record nos trouxe a continuação, Coroa da Meia-Noite.

Nesse segundo volume da série, Celaena Sardothien já é a campeã do rei após ter derrotado outros 23 participantes na competição. Agora, a Assassina de Adarlan, deve matar todos aqueles que o rei ordenar durante seu contrato, até finalmente alcançar sua tão sonhada liberdade.

Só que há um "porém": algo mudou dentro de Celaena durante a competição, dando a impressão de que aquela assassina fria foi enterrada em seu âmago. Então, a garota forja os assassinatos e ajuda as vítimas a fugirem, de forma que o rei não desconfie de tal traição, e procura corpos que se pareçam com aqueles que devia matar para entregar as cabeças ao seu monarca.

E esse não é o único problema na vida de nossa protagonista. Nehemia, sua melhor amiga e princesa de Eylwee, deseja que Celaena a ajude com seus planos para libertar os escravos das minas de Endovier e Callaculla, batendo de frente com o soberano de Adarlan. Mas nossa assassina não quer se envolver em nada relacionado à política, seja contra ou a favor do rei, pois teme que isso coloque em risco a sua libertação.

A única felicidade na atual vida da assassina é Chaol Westfall. O capitão da Guarda Real passou de grande amigo para algo mais e a coisa que Celaena mais deseja é que tudo dê certo entre eles, mas isso é um tanto impossível tendo em vista quem eles são. Em quatro anos ela terminará seu contrato e irá partir para sempre de Adarlan, e não pode exigir que Chaol a acompanhe.

Tudo muda radicalmente na vida de Celaena quando o rei lhe entrega o nome de seu próximo alvo, que é um conhecido da garota. O imperador diz que Archer Finn, um famoso cortesão de Forte da Fenda, faz parte de um movimento rebelde que deseja destroná-lo.

A assassina não acredita nem por um momento que Archer esteja de alguma forma envolvido com os rebeldes e pede um prazo maior ao rei para poder coletar informações a respeito e, antes de forjar sua morte, ter certeza que ele ainda é a mesma pessoa de quem ela se recorda.

Só que conforme Celaena investiga Archer, mais fundo ela entra em uma trama repleta de segredos sombrios que podem levá-la a descobrir o que o fantasma de Elena, a antiga rainha de Adarlan, deseja dela. Ademais, depara-se a um perigo enorme, que não coloca somente sua vida em risco, mas também a de todos aqueles que ama.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler.

***

Quando comecei a ler o livro, Nathy, que escreve lá no Segredos Entre Amigas comigo, também iniciou a leitura. Só que minha alma gêmea literária está com o ritmo de leitura mais acelerado que o meu nesse mês, então ela lia muito mais rápido e me contava o que ia acontecendo. Após um spoiler gigante dado por ela, eu quase desisti do livro, realmente a graça tinha acabado. Só que minha curiosidade me venceu. Eu precisava saber o que ia acontecer depois daquele spoiler e persisti na leitura. Posso dizer que teria morrido se tivesse desistido.

Eu me apaixonei pela escrita de Sarah J. Maas logo que comecei a ler Trono de Vidro. Nunca fui fã de histórias medievais, pois não sinto atração nenhuma por essa época e me sinto um tanto perdido. Só que Sarah tem uma maneira tão deliciosa de descrever os cenários e desenvolver os acontecimentos que nos insere na trama como se fôssemos outro personagem de sua brilhante história. Fiquei tão preso nos acontecimentos que nem meu nome lembrava mais, tampouco ligava para o tempo em que a trama se passa.

Nesse segundo volume da série podemos notar um amadurecimento de boa parte dos personagens. Não é à toa que Celaena Sardothien é minha protagonista literária favorita de todos os tempos. Amo seu sarcasmo, sua força e sua frieza, mas em Coroa da Meia-Noite, conheci mais o seu lado romântica e amiga, e foi aí que me apaixonei de vez.

Chaol Westfall sempre terá meu favoritismo na disputa pelo coração da Assassina de Adarlan. Me identifico muito com seu jeito imponente e o fato de ser comedido quando o assunto são os sentimentos. Mas o que mais gostei nele nesse livro é que ele finalmente teve a coragem de expressar seu afeto por Celaena e, a partir daí, colocá-la como prioridade em sua vida, acima até do seu juramento à Coroa.

Quem me decepcionou bastante foi Nehemia. A princesa de Eylwee se afastou bastante de Celaena neste livro e passou a esconder muitos segredos. No final eu descobri o porquê, mas mesmo assim não consegui perdoá-la. O príncipe Dorian foi outro que na primeira metade do livro ficou super apagado, até a autora inserir outra função para ele que será crucial para o desenvolvimento da série.

Coroa da Meia-Noite segue o estilo de narrativa do seu predecessor, em terceira pessoa e com vários pontos de vista. Só que, enquanto no primeiro livro a maior parte da história foi narrada sob a perspectiva de Celaena, no segundo está bem distribuído, contando bastante com a participação de Chaol e Dorian, assim como de Nehemia e até do rei. Eu não sou muito fã da narrativa em terceira pessoa, mas essa série não podia ser de outra forma, pois até a protagonista esconde segredos de nós leitores, que vamos descobrindo junto com os outros personagens.

O final foi completamente inesperado. A trama é repleta de mistérios, Sarah vai nos jogando pistas aos montes, vamos elaborando milhões de teorias e, no fim, nada daquilo que pensamos estava certo. Isso é o que mais amo nos livros dela, depois de Celaena, é claro. O livro termina com um cliffhanger gigante que te deixa com vontade de gritar por não ter a continuação em mãos. O que será de mim até o lançamento de Heir of Fire aqui no Brasil?

A diagramação do exemplar segue igual ao do primeiro e a revisão continua impecável. Sou apaixonado por essas capas que dá vontade de comprar as edições americanas em hardcover só para ter na estante, já que não leio em inglês. A Galera Record fez um excelente trabalho trazendo essa série com as capas originais. O único defeito da editora é a demora em trazer os outros livros. Um ano é muito tempo, gente! :(

Enfim, essa resenha ficou maior do que eu esperava, então vou encerrando por aqui. Após tudo isso não preciso dizer que super recomendo a leitura, preciso? Trono de Vidro é uma obra incrível que deve ser lida por todos e Coroa da Meia-Noite consegue ser ainda mais perfeito que seu predecessor. Leiam, vocês não vão se arrepender.

Pode dar 10 corações? Diz que sim, diz que sim :3

Coroa da Meia-Noite - Sarah J. Maas
Livro 02 
Série Trono de Vidro  
Editora Galera Record  
406 páginas 
Comprar: Saraiva
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO.

Clique AQUI e saiba como participar.

16 comentários

  1. Concordo plenamente com sua opinião o livro Trono de Vidro me surpreendeu e me apaixonei completamente por Celaena <3 acabei de comprar o livro Coroa da Meia-Noite e estou louco para ler tudo :3

    ResponderExcluir
  2. Mais uma série foi para a lista “vou ler”, então precisando de algo que me leve a outro mundo tão profundamente... Que eu esqueça de tudo!kkkk Eu já tinha visto a capa do primeiro, mas nem sabia sobre o que se tratava e agora eu vejo que eu deveria ter procurado saber mais sobre o livro, porque pelo que eu vi, ele é exatamente o que eu estava precisando!

    ResponderExcluir
  3. Ola Leonardo, ainda nao li Trono de Vidro mas ja tenho o primeiro livro da série, muito aclamada nos eua por sinal, e quero mt ler!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  4. Oi Léo, como está?
    Não posso ler toda a resenha porque não li os outros volumes e não gosto de spoilers.
    Não sou muito fã desse gênero e a capa me deu até sono.
    Abraços,

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  5. Gente eu tenho um sério problema com séries,não posso ver nenhuma que já fico louca pra ler,ainda mais tão bem recomendada desse jeito!
    A sinopse já havia me ganhado,mas a resenha ajudou bastante pra essa série entrar pra lista de desejados.
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Ainda não havia ouvido falar nesta série..
    As capas n me agradaram e confesso q mesmo com as suas resenhas positivas eu n fiquei mto instigada a lê-la...
    quem sabe em uma próxima oportunidade ou na resenha do próximo volume eu me interesse mais...no momento n sinto vontade de ler a série...=/

    ResponderExcluir
  7. Nossa já tinha ouvido falar, mais nunca me interessei pra ler alguma sipnose. Adorei a resenha, e sees suspense que envolve a história, d+
    Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Leo, mas uma vez as suas resenhas acabam me ganhando,
    eu já tinha visto esse livro, mas nunca procurei saber nada dele, pois essa é a primeira resenha que vi sobre esse livro e confesso que me apaixonei. Vou apostar sim na leitura.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  9. Como não li Trono de Vidro, só vi até a parte da sinopse hehehehe. Preferi fugir dos spoilers, já que se trata de uma continuação...

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha ouvido falar da série, mas tenho que confessar que o que li não me interessou... Não é o meu gênero literário, mas pra quem gosta de bastante fantasia e ação parece ser um prato cheio...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  11. Confesso que não li sua resenha tenho muito interesse na série e não quero spoilers! !

    Adoro as capas dos livros da série, são tão legais *--------*

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro histórias medievais e isso por si só já seria um motivo para ler, mas a história não me chamou atenção acho que por ter muita ação. Estou em um momento mais de romances calminhos.

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu estava com uma vontade louca de ler essa trilogia até descobrir que ela vai virar uma série. Ficar na ansiedade para o lançamento dos próximos volumes não me agrada hahaha. Talvez quando sair o último da trilogia inicial eu comece a ler assim sem muito compromisso de terminar logo porque aguardar sei lá, um ano para saber o que vai acontecer acaba me desanimando. Enfim, pela sua resenha sei que vai valer a pena ler a série.

    ResponderExcluir
  14. Oi xD

    Não li esta resenha pois contém spoilers e estou simplismente LOUCO para ler os livros *--* Então não quero estragar minha fantasia e minhas expectativas. AMEI a capa. PERFEIÇÃO define..

    Abraço, Lucas.

    ResponderExcluir
  15. ola , ja tinha ouvido falar do livro , mais nao tinha interesse algum nele , e continuo nao tendo , é maneiro que a princesa de Eylwee deseja que Celaena a ajude com seus planos para libertar os escravos das minas de Endovier e Callaculla , mais nao consigo me interessar pelo livro e ainda mais esta virando uma série e estou correndo de séries por agr !

    ResponderExcluir
  16. Concordei tanto, Leo! E, nossa, terminei de ler o terceiro livro agora e ESTOU SOFRENDO!! Não acredito que vou ter que esperar mais um ano pra continuação, SOCORRO! T_T

    ResponderExcluir