Resenha - A Menina Mais Fria de Coldtown

Resenha - A Menina Mais Fria de Coldtown
Sinopse: "No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio."

Desde que o mundo é mundo, seres da noite vagam pelo nosso planeta a procura de novas vítimas. Eles são capazes de sugar o sangue de um ser humano em instantes, nunca saciando sua fome voraz. Os vampiros não são lenda como imaginávamos. Eles existem, mas sempre viveram sob um código de conduta rígido que preservava sua identidade. Até o surgimento de Caspar Morales.

Caspar decidiu radicalizar e começar uma turnê mundial mordendo pessoas. O problema é que ele não as matava, alastrando assim o Resfriado e transformando milhares em vampiros. Cada país reagiu à infecção ao seu modo. Nos Estados Unidos, havia sete zonas críticas, sete cidades beijadas por Morales.
"De tais cidades, seis se tornaram Coldtowns, das quais cinco permaneciam operacionais, e todas, menos a de São Francisco, exibiam transmissões, muitas delas patrocinadas por corporações — e lucrativas."
Dentro das Coldtowns não havia leis. Elas eram governadas pelos vampiros, que eram livres. Alguns inclusive se tornaram celebridades famosas e ricas por causa de tais transmissões macabras que faziam. Assim, diversos adolescentes desmiolados, pessoas doentes, idosos, ou quem não tinha nada a perder, sonhavam em se tornar imortais e entravam, deliberadamente, nas Coldtowns em busca dos seus objetivos.

Todos menos Tana, uma adolescente que teve a sua vida marcada por uma tragédia familiar. Quando pequena, sua mãe foi mordida e ficou Resfriada. Obrigatoriamente, os Resfriados deveriam ser entregues as autoridades e enviados para as Coldtowns. Mas a mãe de Tana convenceu o marido a ser presa no porão. Se ela resistisse a um determinado período, privada de sangue humano, ficaria curada, caso contrário, seria transformada em vampira. O final vocês já podem imaginar...

Tana parecia ser um ímã para desgraças, todos ao seu redor acabavam mortos, de alguma forma, e foi exatamente o que aconteceu na casa da fazenda. Depois de ter acordado deitada em uma banheira, um pouco desnorteada, lembrou-se da festa que rolou no dia anterior e saiu à procura dos seus colegas de aula, até se deparar com dezenas de corpos empilhados nos demais ambientes. 
"O carpete marrom-amarelado estava duro e negro com faixas de sangue seco, respingado como em um quadro de Jackson Pollock. Havia faixas de sangue nas paredes, e marcas de mãos com sangue manchavam as encardidas superfícies bege. E os corpos. Dúzias de corpos. Pessoas que ela via todos os dias desde o jardim da infância, pessoas com quem havia brincado de pega-pega, por quem havia chorado e que havia beijado, jaziam em ângulos estranhos, com aqueles olhares fixos como se fossem fileiras de bonecas na vitrine de uma loja."
Ela entrou em desespero, precisava procurar por ajuda e, assim, foi atrás de seu celular, quando encontrou Aidan, seu ex-namorado, amarrado e amordaçado numa cama. Ao lado, estava um garoto acorrentado, um vampiro. Tana não sabia o que fazer, ela só queria fugir dali e resgatar Aidan (mesmo que ele não merecesse), principalmente depois que os outros vampiros que descansavam no porão, ameaçaram invadir o quarto onde eles estavam.

Ao perceber que os monstros também estavam atrás do vampiro acorrentado, decidiu socorrê-lo, e juntos, os três escaparam, mas não sem antes Tana ser quase mordida. Na sua perna jazia um arranhão, que poderia ter sido a entrada para a infecção. Tana não podia voltar para casa, não podia colocar em risco a vida da família de novo, sem saber se estava Resfriada. Infelizmente, Tana descobriu que Aidan foi mordido, algo que não o incomodava de maneira nenhuma. Aidan era um dos idiotas que estava achando o máximo a sua transformação.

Suspeitando estar infectada, com o ex-namorado Resfriado à bordo e um vampiro lindo de olhos vermelhos preso no porta-malas do seu carro, Tana não teve alternativa a não ser rumar para a Coldtown mais próxima. Era a única chance de sobrevivência daqueles inusitados "companheiros de viagem".

Em meio a essa "aventura", Tana irá descobrir a força que possui dentro de si, capaz de assustar até os imortais, e fará qualquer coisa para manter-se humana. Mas quando descobrimos que o nosso coração pode ser mais negro do que imaginávamos, e que podemos nos apaixonar pelo nosso maior inimigo, até quando seremos capazes de resistir ao chamado das sombras?

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

***

Sei que este resumo ficou gigante, mas gente, o livro é tão cheio de informações sobre o mundo vampírico, as Coldtowns e a vida de Tana, que seria impossível falar sobre este livro sem explicar um pouquinho melhor para vocês. Desde que li A Boneca de Ossos, de Holly Black, e me apaixonei pela escrita da autora, prometi a mim mesma que leria qualquer obra criada por ela. Portanto, desde que soube do lançamento de A Menina mais fria de Coldtown e vi os booktrailers elaborados pela Novo Conceito, pirei! O que podia ser melhor do que um livro de vampiros escrito pela Holly Black? Acho que fui com tanta sede ao pote que me decepcionei, e isso acabou comigo, porque realmente esperava demais desta trama.

Desde o início da leitura custei a me conectar com a história. Achei o texto descritivo e enrolado demais, não criei empatia com os personagens e não via a hora de chegar nas partes de ação. Digamos que para mim a narrativa em terceira pessoa também não ajudou. Se eu conseguia ler dez páginas por dia, era muito. Assim, fui terminar o livro quase duas semanas depois, o que me deixou muito contrariada, já que atrasou todas as minhas leituras do mês, porque não costumo abandonar leituras em andamento.

Na minha opinião, a história só ficou legal quando Tana se rendeu ao Gavriel, vampirão do mau que ela resgatou da casa da fazenda. A partir de então, a jovem sofreu uma transformação no enredo, que adquiriu um ar muito mais intenso e macabro. E as cenas de ação chegaram, finalmente, superando as minhas expectativas. Quando Tana incorporou a anti-heroína, não conseguia mais parar de ler, hipnotizada, ansiando por mais.. mas daí, o livro acabou.. e me deixou chupando o dedo :( E pelo que pesquisei, ele não tem continuação, apesar de ter deixado muita margem para uma no desfecho.

Como já mencionei, não curti nenhum dos personagens. Na verdade, tive grande dificuldade de compreendê-los e decifrá-los. Acho que uma das que mais gostei foi Midnight, irmã gêmea de Winter, que vão para Coldtown com os demais. Midnight é uma garota desiludida da vida que tenta desesperadamente recomeçar. Acho que ela é uma das mais verdadeiras da trama, já que não esconde seus ideais e arrisca tudo para conseguir o que quer.

Sabe quando a gente lê um livro que tem uma premissa excelente, mas que deixa a desejar? Essa foi a impressão que tive de A Menina mais fria de Coldtown. Adorei a reconstrução do universo vampírico criado pela autora, super original e fantástico, mas achei que ela poderia ter contado tudo de maneira diferente, mais dinâmica. Mas essa é a minha opinião, sei de muitas amigas que leram e amaram, então só posso dizer para vocês lerem e tirarem suas próprias conclusões.

Uma coisa posso garantir, se vocês curtem livros cheios de morte, sangue, intrigas e traições, A Menina mais fria de Coldtown é um prato cheio! Bom apetite!

A Menina mais fria de Coldtown - Holly Black
Editora Novo Conceito 
384 páginas 
Comprar: Saraiva

***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO.

Clique AQUI e saiba como participar.

26 comentários

  1. Parece ser um livro bembacana. a holly black e uma autora bem consagrada la fora e estou bastante curiosa pra ler algo dela..

    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  2. Oii Mi
    Nunca li livros sobre vampiros, e quando vi que esse livro ia ser lançado, já fiquei com vontade de começar por ele. Mas depois da sua resenha, fiquei na dúvida. Eu tenho isso de "estacionar" nas leituras e detesto quando acontece, porque me atrasa para pegar outro livro.
    Vou pensar melhor sobre o livro para ver se ainda vou arriscar nele.
    Beijos

    http://entrelinhaslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa quando eu vi esse livro pensei que era algo totalmente diferente. Foi bom ler a resenha, o estilo da história não me interessou, já que não sou muito fã de vampiros.
    Beijos

    http://achadosnaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu não sabia que se tratava de vampiros; a sinopse por si só não explica muito bem isso. Mas, pela sua resenha, apesar de você não ter gostado. parece ser interessante. Espero ler em breve.

    http://blogityours.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi, eu tô louca por esse livro desde quando ele foi lançado, eu amei a capa a sinopse e a sua resenha, mas infelizmente vc não gostou muito do enredo, mas cada um tem uma opinião e quem sabe posso gostar ou não da historia...

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  6. Mi qdo vi a capa desse livro enlouqueci, mas qdo vi vc falando que a leitura estava se arrastando fiquei com um pé atras, joguei ele lá para trás na minha lista de leitura. Infelizmente ele vai ter que esperar bastante até eu ter vontade de ler.

    ResponderExcluir
  7. E eu achando que o livro era sobre monstros (tipo zumbis) e nem tinha cogitado colocar na minha lista de leitura, e depois de ler a resenha me surpreendi ao saber que o livro na verdade se trata de vampiros. kkkkk
    Não fazia nem ideia, mas agora que eu já tenho uma noção do quê que é o livro, e vi que não era o que eu achava, eu com certeza vou ler. Estou com saudades dos vampiros, faz um bom tempo que não leio.

    ResponderExcluir
  8. Ai amiga, é mesmo uma pena vc não ter gostado... a gente comentou e esperou tanto por esse livro :(
    Eu realmente gostaria de uma continuação, porque deixou um gostinho de quero mais.
    Uma beijoca

    ResponderExcluir
  9. Várias pessoas já me falaram que esse livro não combinaria comigo, mas eu estou tão curiosa, mas tão curiosa que preciso ler!

    Mirelle, acabei de conhecer seu blog e adorei, parabéns pelo ótimo trabalho!

    http://porenseetcs.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá Mi,
    estou super curiosa por esse livro, tenho lido muitas resenhas positivas...
    Mas apesar disso não curto enredos cheios de mortes e coisas do tipo... Acho que não lerei por agora, vou deixar para quando estiver com mais tempo hehe

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu li diversas resenhas desse livro, e fiquei bem curiosa. Mas apesar de não parecer muito o meu estilo , me deixou curiosa de verdade, mas fiquei com receio de ler e acabar atrasando outras leituras :(

    ResponderExcluir
  12. Eu sofro do mal de ir com muita expectativa e ,e decepcionar!Isso sempre acontece comigo!
    Esse livro por exemplo é um dos que estou looouca pra ler,espero não me decepcionar!
    Realmente a premissa dele é mto boa e a editora está investindo bastante em marketing nele.

    ResponderExcluir
  13. A editora Novo Conceito caprichou na capa! Espero que o livro seja muito melhor!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Nossa amo história com vampiros, estou doida pra ler esse livro, parece ótimo e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa para conferi esse livro cheios de morte, sangue, intrigas e traições.

    ResponderExcluir
  15. Oi Mi,
    como está?
    Sua resenha é a primeira que eu leio desse livro.
    Vi que muita gente está comentando sobre ele, mas não tinha lido nenhuma resenha para ver uma opinião concreta.
    Fiquei triste que você não tenha gostado, porque pensei que era um livro e tanto.
    Vou ler para tirar minhas próprias opiniões.

    Grande beijo,

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  16. Estava super interessada neste livro, principalmente pela capa e pelo título q eu adorei!
    Foi uma pena saber q ele n é tão bom qnt eu imaginava..=/
    Msmo assim pretendo lê-lo p tirar minhas próprias conclusões...=)

    ResponderExcluir
  17. Parece ser interessante, mas por ter diversos elementos "fantásticos" acho que deve ser um pouco confusa a leitura, mas só dá pra saber lendo!

    ResponderExcluir
  18. Caramba esta capa e amo demais !
    Estou ate participando de top comentarista pra ganhar este livro
    porque infelizmente eu nao compro muuuito livro e tipo no maxino 1
    livro por mes ou 1 a cada dois meses! Sinceramente adoorei a historia pois
    curto muuuito este tipo !

    ResponderExcluir
  19. Eu estava em uma relação entre tapas e beijos com esse livro... Inicialmente tinha certeza que não leria por se tratar de um tema que não gosto muito, mas depois de ler uma resenha acabei ficando convencida de que talvez não fosse como imaginava... Desde então já li mais resenhas que voltaram a me desincentivar a ler... E agora tenho ainda mais certeza que não quero kkkk
    Amei sua resenha, ficou super bem detalhada e bem condizente com tudo que já li sobre a história!
    Mas realmente essa história eu passo...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  20. Nossa Mi to louca para ler tantos livros, esse é um deles eu vi o booktrailer (acho que se escreve assim não sei rsrsrs) na Bienal e adorei, achei interessante, mas agora fiquei um pouco com medo de não gostar do livro, to com expectativas altas para esse livro.
    Obrigada pela resenha que já me fez colocar os meus pés um pouco no chão rsrsrs.
    Beijos
    Ceci
    http://cabecasdeveento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Eu até gosto desse universo mais Dark com vampiros. Mas, não sei porque esta história me pareceu meio enrolada é tanta coisa que até me perdi no próprio resumo do livro. Espero gostar da história, mas vai ser um livro que eu vou demorar pra ler. Se fosse só pela capa e a sinopse acharia que ele é muito bom, mas pelas críticas parece ser bem regular.

    beijos

    ResponderExcluir
  22. Quero muito ler esse livro, ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho o livro Boneca de Ossos .

    Adoro a capa desse livro, e gostei tbm da premissa, e por mais que vc tenha se decepcionado um pouco, acho que eu ia gostar .

    ResponderExcluir
  23. ainda nao li nada da autora , mais pretendo , o livro parece ser bom , acho qe daria uma chance a ele , por mais que vs disse que se decepcionou um pouco com o livro mais acho que vou ler !

    ResponderExcluir
  24. Estou desejando este livro faz seculos!! ( q drama '-' ) ainda mais co m a sua resenha *-----* nunca li boneca e ossos mas quero ler tambem e junto com o desafio de ferro :3 :3 :3

    ResponderExcluir
  25. Oi Mi xD

    Adooro livros sobre vampiros, criaturas sobrenaturais e coisas do gênero. Mas confesso que fiquei um pouquinho desanimado quanto ao seu comentário. A Dany já leu? Aposto que sim! hahaha Livros de vampiros são a cara dela.

    Beijos, Lucas.

    ResponderExcluir
  26. Estou louca para ler esse livro ainda mais depois daquele promocional incrível que a editora fez na época do lançamento, lembro que fiquei fascinada para ler logo mas acabei deixando e agora finalmente estou lendo a review e decidindo se leio ou não ainda esse ano. Ainda estou na dúvida :-(

    ResponderExcluir