Especial A Espada de Kuromori - Resenha

Sinopse: "Aos 15 anos, Kenny Blackwood é um típico garoto da sua idade. Nascido na Inglaterra e morando desde os oito nos Estados Unidos, Kenny Blackwood vai a Tóquio para passar o verão com seu pai, um professor universitário. Ao chegar no Japão, o garoto fica surpreso ao descobrir um destino com o qual nunca sonhara. Ele é o único que pode deter uma guerra secreta prestes a explodir. Correndo contra um prazo impossível, Kenny precisa encontrar a lendária Espada do Céu e usá-la para evitar o pior. Mas um bando de monstros terríveis quer impedi-lo e o sucesso terá seu preço."

Conheçam a página oficial do livro AQUI.

Kenny Blackwood era um jovem de quinze anos que perdeu a mãe quando criança. Rapidamente, seu pai se livrou dele o enviando para um internato nos Estados Unidos. Porém, nestas férias de verão, o avô de Kenny o convidou para visitar Charles, seu pai, no Japão. Algo teoricamente comum, se não fosse pelos acontecimentos peculiares que ocorreram a Kenny desde quando ele estava no voo.

Ao receber uma correspondência misteriosa das mãos da aeromoça, descobriu uma carta de seu avô, Lawrence, com instruções bizarras e uma mensagem codificada. Dentro do envelope, havia um apito de madeira entalhado, acompanhado de um pequeno bilhete dizendo que este deveria ser usado apenas em casos de emergência.

Curioso, Kenny decidiu assoprar o objeto, que não emitiu nenhum som. Após tentar mais algumas vezes, começou a ouvir ruídos estranhos vindo do bagageiro acima da sua cabeça. Kenny quase teve uma síncope quando, ao abrir o compartimento, se deparou com um bicho peludo que ninguém mais podia ver. Será que estava delirando?

Se isso não bastasse, depois do avião pousar, foi conduzido por funcionários do aeroporto e detido para averiguações. Por quê? Ele só queria ir embora e se encontrar com o pai que devia estar esperando-o no saguão. Mas não, as coisas pareciam ter fugido do prumo. No pequeno escritório, Kenny começou a ser questionado com perguntas sem sentido por Sato. E pior, como aquelas pessoas sabiam quem eram seu pai e seu avô, acusando Lawrence de ladrão e mentiroso e especulando que o mesmo havia enviado o neto para "terminar seu trabalho"? Para piorar a situação, de repente, entrou no recinto um homem corpulento, com quase três metros de altura, pele vermelha, presas que cresciam na mandíbula e dois chifres na cabeça. Ó céus, será que Kenny estava doido de vez? O que aquilo tudo significava?

Pelo visto, mesmo Kenny sendo um gaijin, ele podia enxergar os youkai e, evidentemente, isso não era bom. Kenny mal havia pisado em solo estrangeiro e já era o inimigo público número um. Em questão de poucas horas, Kenny foi preso, interrogado, confrontado por um monstro com chifres, apanhado em uma perseguição em alta velocidade, quase morto e sequestrado por um ninja maníaco. Foi nesse contexto que Kenny conheceu Kiyomi, que o resgatou, e seu pai, Harashima, que aparentemente era velho amigo de Lawrence.

Ao tentar entender a grande confusão na qual havia se metido, Kenny descobriu que uma antiga profecia japonesa estava prestes a se cumprir: em apenas nove dias, parte dos Estados Unidos seria assolado por um terrível terremoto e milhares de pessoas iriam morrer. E pasmem, Kenny era o único capaz de evitar tal massacre.

Agora cabia a Kenny escolher seu lado da história e decidir por quem lutar. O problema é que tudo na vida tem seu preço, mal sabia ele que o destino ia lhe cobrar caro.

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam.

***

Descobri sobre A Espada de Kuromori por acaso. A Editora Escarlate me contatou, enviando informações sobre o livro e me propondo parceria. Devo confessar que o assunto do email muito me intrigou, pois dizia "Como assim enfrentar o Godzilla? Um convite!". Curiosamente, não fazia muito tempo que a nova versão do filme Godzilla havia estreado nos cinemas, então, claro que fui atrás para ver do que se tratava, já que meu nome do meio é "curiosidade". Quando descobri que o livro abordava mitologia japonesa e era ambientada num universo fantasioso, mítico e moderno e tinha sido escrito por um ex-roteirista da Marvel Comics, eu disse sim na hora!

Em pouco tempo chegou aqui em casa um kit lindo, composto por livro, camiseta, bótom e marcador de páginas. Logo de cara pude perceber o carinho da Escarlate para com seus parceiros, sendo sempre tão atenciosos e solícitos a cada email que trocávamos. Mesmo sem perceber, já tinha sido fisgada por esta história muito antes de abrir o livro.
Posso dizer? São raras as vezes que um texto me arrebata logo nas primeiras linhas, e A Espada de Kuromori surtiu esse efeito em mim. Talvez, por mais que eu tente, seja impossível descrever o quanto a escrita de Jason é perfeita, vocês terão que descobrir com seus próprios olhos. O autor iniciou a história sem nos dar chance de respirar, de tão frenética. A narrativa em terceira pessoa, além de ser informativa, é meio sarcástica, e a leitura flui muito bem, valendo-se do benefício de se ter curtos capítulos. Adorei a ambientação nas terras japonesas, um país que conheço tão pouco e me senti dentro de episódios de anime, vivendo uma aventura surreal e mágica. Rohan é mestre em descrever cenas de ação de maneira tão real e detalhista, que prende a nossa atenção de imediato. Ficou nítido para mim que, desde o início, estava em frente a uma obra de qualidade ímpar, e olha que A Espada de Kuromori é o livro de estreia do autor. 

Me encantei com os personagens, tão bem construídos e com características bem humanas, mesmo os monstros ali descritos. Kenny, nosso bravo herói, é uma figura. Um típico adolescente nerd, totalmente sem noção, meio apatetado, mas de coração nobre e muito sábio. A princípio, mostrou-se completamente deslocado na cultura japonesa e tinha muitas contas a acertar com o pai e com o passado, mas adquiriu confiança em si mesmo no decorrer da história e aceitou o seu próprio destino.

Kiyomi, sua fiel escudeira, pode-se dizer que possui estereótipo que muitas meninas gostariam de ter.. como eu, por exemplo.. kkk Além de ser uma japonesa linda, possui uma mistura de doçura e vulnerabilidade, com força e valentia. Não só domina artes marciais, os cinco elementos da natureza, como também manipula armas com maestria e dirige uma moto destemidamente. Ainda assim, tem tempo para se apaixonar e pensar em finais felizes.

A trama de A Espada de Kuromori não é só divertida e cheia de aventuras. Por meio da obra, Jason tenta nos ensinar a acreditar mais no nosso próprio potencial e ir atrás dos nossos sonhos. Quando crescemos, somos ensinados a dar mais valor ao nosso senso crítico e ao nosso ser racional, deixando de lado o poder da imaginação e do pensamento. Então o autor, por meio desta fábula, nos relembra de que tudo na vida é possível, desde que acreditemos e canalizemos a nossa energia para que os nossos objetivos se realizem. Acho que estas são as lições mais preciosas que podemos aprender com A Espada de Kuromori: desligar a razão e dar mais ouvido ao coração.

Ademais, Jason também insere no seu texto várias reflexões acerca da dicotomia entre as culturas americana e japonesa, seu relacionamento que ora beira a submissão, ora beira a harmonia, e a invasão da cultura ocidental num mundo tão particular que conseguiu preservar seus costumes por tantos séculos. Como será que os japoneses têm encarado tudo isso? Pelo visto, nem todos perdoaram os Estados Unidos pelo grande massacre das bombas nucleares e, através do livro, meio que podemos entender o outro lado da história.

O final foi emocionante, digno de qualquer filme maravilhoso de ação que vemos no cinema. O embate entre Kenny e o dragão (não posso dar mais detalhes) foi tão eletrizante que confesso que cheguei a sentir pena do bicho. Em certo momento, Jason me arrancou lágrimas. Ele não só escreveu uma cena intensa e triste como nos fez ter esperanças de um mundo melhor para viver no momento em que ele fez menção de que nem todos são maus e que muitas vezes podemos nos surpreender com quem menos imaginamos.

Não posso deixar de alertar que no decorrer do texto encontramos inúmeras expressões em japonês que são explicadas ao final da obra num glossário. Isso de modo algum me incomodou, até porque não me importo de me conectar com uma cultura tão diferente da minha, pelo contrário, adoro aprender coisas novas. Porém, sei que nem todos pensam assim. Portanto, ao lerem A Espada de Kuromori, o façam de mente aberta, prontos para absorver todo o conteúdo do enredo sem nenhum tipo de preconceito literário, já que ele foge um pouco dos padrões que estamos acostumados por trazer tantas referências a mitos e locais de um lugar que não conhecemos tão bem, assim, evitarão possíveis frustrações.

A Espada de Kuromori é o primeiro volume de uma trilogia, e o autor encerra a obra com a promessa de muitas façanhas e emoções, nos deixando ensandecidos aguardando as continuações. Eu quero mais, muito mais de Kenny e sua turma :) Não tenho ideia de quando O Escudo de Kuromori será lançado no Brasil, mas não vejo a hora.

Agora eu deixo aqui um convite para vocês! Permitam-se conhecer novos livros e novas histórias e embarquem nessa jornada ao lado de Kuromori, Kiyomi, Poyo e demais, e surpreendam-se!

A Espada de Kuromori - Jason Rohan
Livro 01
Editora Escarlate
320 páginas
Comprar: Saraiva

BOOKTRAILER


***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO.

Clique AQUI e saiba como participar.

64 comentários

  1. Caramba, comecei a ler a resenha sem mta animação pois pensei se tratar de um livro p crianças e q n me agradaria mto. Fui me empolgando cada vez mais e agora estou aqui super ansiosa p lê-lo!!
    Leituras q nos arrebatam logo nas primeiras linhas são sempre mto especiais!
    Personagens bens construídos então ganham de vez o nosso coração!
    Estou animada p ler A Espada de Kuromori e suas continuações!

    ResponderExcluir
  2. Conheci esse livro aqui no seu blog e simplesmente me encantei! Adoro literatura juvenil, e parece uma trama deliciosa de ler.
    Adorei sua resenha!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi,
    Como te disse na divulgação do livro aqui, não tinha me interessado muito e fiquei empolgado quando descobri que o livro era escrito por um ex-roteirista da Marvel Comics, mas depois de ler sua resenha só confirmei que esse livro não é pra mim.
    Deu para perceber que o livro te deixou muito feliz, mas acho que não criaria o mesmo efeito em mim. Tenho certeza que será uma leitura que eu iria arrastar por dias e dias...
    Por enquanto, to passando!

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  4. Ahhh Mi, desculpa eu encher teu saco porque sei que você tem um monte de coisa para cuidar aqui no blog, mas tem previsão para o resultado do top de agosto?
    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelooooo, não creio que você ainda não viu seu email! Corre lá menino! Beijos

      Excluir
  5. A capa me enganou direitinho viu,achei que seria uma coisa bem infantil.Não que eu não leia livros infantis(Harry Potter é meu queridinho!) mas essa achei que seria mto,mto infantil.Julgando pela capa kkkk
    Por mais de vc ter adorado e de eu ter achado sua resenha super empolgada,não consegui me animar com o livro.
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi, me interessei assim que vc mencionou em um vídeo no Youtube, ainda mais escrito por um ex-roterista da Marvel, Anime ainda? Já vou garantir o meu!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Só a capa já me deixou curiosa. E a resenha me encantou, parece ser uma história com muita aventura (O que eu amo) e parece ser bem divertida também. Eu seriamente estou precisando de uma leitura dessas, porque já to cheia do gênero que estou lendo, então esse vai pro topo da lista, definitivamente.

    ResponderExcluir
  8. Minha Nossa, como essa resenha me deixou tão curiosa, pensei que só o meu irmão ia gostar mas me enganei.
    A editora Escarlate é uma fofa mesmo, eu amo editoras que se dedicam bastante em fazer parcerias, nos propondo vários livros ótimos.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  9. Eu já havia visto resenhas sobre o livro mas até agora não haviam me empolgado em fazer a leitura.
    A sua resenha foi bem explicativa enfatizou pontos do livro dos quais eu ainda não havia ouvido falar e despertou meu interesse, ainda mais de personagens como você disse bem elaborados. Fiquei bem curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Mi,
    Li a sinopse quando você fechou parceria e achei incrível. Amei a resenha, a história parece ser cheia de emoção. Como prende o leitor nas primeiras linhas eu amei ainda mais haha (olha que ainda nem li). Mi, parabéns pela resenha, vi no facebook que o autor adorou ^^ muito fofo da parte dele rsrs.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  11. Estou louca pra ler esse livro. A sua resenha me deixou mais entusiasmada ainda! Adoro tuuuuudo que se relacione ao Japão! *----------*

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha Mi, deu muita vontade de ler o livro. Sou um grande fã do seu canal, e do canal do junior, também. Adoro seus videos de Minecraft.

    ResponderExcluir
  13. Uou a resenha me deixou mais curioso ainda para ler ( ja tinha decidido ler so por causa da cultura japonesa u.u ) espero q eu goste pois mesmo assim com a resenha vai q eu estranhe ou ache ruim não é? vai saber kk

    ResponderExcluir
  14. Este livro me lembra a um filme que assisti estes do qual não lembro o nome agora!! Mas Kenny Blackwood tem muita aventura pela frente ao chegar em Tóquio para passar o verão com seu pai. Será que ele vai encontra a espada perdida a tempo?? Tomara que sim!!

    ResponderExcluir
  15. Adoro literatura juvenil e mesmo já não sendo mais tão jovem, este gênero me encanta. Gostei mais ainda em saber que se trata de uma trilogia e principalmente pela cultura japonesa, que é muito rica. Valeu!

    ResponderExcluir
  16. Depois da sua resenha, com certeza quero ler! Aliás, qualquer livro com "a espada" no título sempre chama a minha atenção, adoro o tema, hahahahahah.

    Participando do sorteio! Beijos! <3

    ResponderExcluir
  17. O livro parece ser ótimo, amo história divertida e cheia de aventuras, fiquei bastante interessada em ler essa trilogia.

    ResponderExcluir
  18. Achei a capa beem sem sal, não sou muito chegada em animes, mas no momento quem que li a resenha, descobri um novo amor para as minhas estantes, meuuuuuu Deus, me apaixonei, tem tudooo na estoria, e muiiito bem escrita me apaixonei. Amanhã já vai esta na minha mão com toda certeza. Aaah e acabei de ler a triologia Delirio, que vc me endicou e definitivamente adorei.

    ResponderExcluir
  19. A primeira vez que ouvi falar sobre o livro, nem me interessei tanto assim. Depois, quando peguei ele para dar uma espiada na livraria, meu interesse aumentou. E agora, depois de ler os detalhes aqui na resenha, posso afirmar que estou muito curiosa para conferir este volume!

    ResponderExcluir
  20. Ola Mi, td bem?
    Nunca li nada desse estilo e achei a capa meio sem graça mas por vc ter gostado tanto estou disposta ler, vai que eu gosto ne?
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  21. Bá, como eu conheceria esse livro se não fosse por meio do teu blog? Hehehe, gosto daqui pq tu sempre mostra resenha de livros "exóticos"... fiquei curiosa pra ler, principalmente depois que soube que foi escrito por um ex-roteirista Marvel Comics. Esse livro tem cara de filme, tomara que uma alma bondosa compre os direitos autorais e faça um BOM filme hehehe.

    ResponderExcluir
  22. Ja imagino que loucoooo esta aventura deste garoto!
    Ela viajar pra visita seu pai achando que vai ser normal e quando
    ver o tedio não estara nesta viagem de forma alguma!

    ResponderExcluir
  23. Não vou mentir, tinha um certo receio com a capa do livro, mas depois de ler a sinopse e a sua resenha mudei de opinião. Gostei da história, me lembrou bastante Percy Jackson, e até mesmo O Código da Vinci pelos códigos secretos e tal kkkkkkk ou seja uma "junção de tudo o que é perfeito" e acho que será uma ótima leitura, recheada de aventura e emoção <3 Beijos

    ResponderExcluir
  24. Nossaaa, adorei a resenha, fiquei super curiosa para ler esse livro *-*

    ResponderExcluir
  25. Intrigante essa história, estou participando para minha sobrinha que ama livros assim como eu, um livro aqui dá muitos frutos

    ResponderExcluir
  26. Fiquei curiosa e entusiasmada com esse livro.
    Grata por participar.

    ResponderExcluir
  27. Estou louca para conhecer a histótia de Kenny Blackwood...:3

    ResponderExcluir
  28. Resenha impecável como sempre! Parabéns Recanto da Mi!
    É difícil encontrar um livro que trate de mitologia japonesa!
    E a capa em estilo anime é d+...!

    ResponderExcluir
  29. Estamos loucos pra ler aqui em casa. tenho um leitor de 9 anos que adora livros para os maiorzinhos!

    ResponderExcluir
  30. Oiie,
    De cara já não gostei muito do livro... A capa parece ser de anime, e o fato de se passar no Japão realmente me desanima... Não é meu gênero de livro... Percebi que você gostou bastante, mas pra mim não seria a mesma coisa... Pelo menos agora já sei um livro pra indicar pro meu irmão...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  31. SEGUIDOR: WILLIAN

    Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, despertando o interesse dos leitores, vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  32. a capa me fez pensar em algo infantil, mas pelo visto me enganei feio.
    Mitologia Japonesa? tô dentro!
    sua resenha me fez pensar em algo similar a PJ (algo juvenil, mas que prende)

    ResponderExcluir
  33. Uma trama envolvendo mitologia japonesa e qualquer menção à Marvel Comics já me conquista sem precisar falar muito e depois de ler sua resenha então! hahaha Só temo ler o título, me apaixonar e ficar na ansiedade pelo lançamento do próximo volume mas pelo visto vai valer a pena mesmo assim :-)

    ResponderExcluir
  34. Confesso que não gostei muito dessa capa "/ mas em compensação amei a história .

    ResponderExcluir
  35. Eu gostava muito da cultura japonesa quando mais nova. Não sei porque mas esse livro não me atraiu acho que por se tratar de uma aventura e eu estar em outra vibe no momento. E a capa poderia ser melhor. Quanto a cultura japonesa retratada no livro e a submissão aos EUA achei bem interessante.

    beijos

    ResponderExcluir
  36. Oi Mi

    Não sei dizer o porque mais prefiro livros com capítulos curtos. Isso me instiga a ler mais, rsrs. Ainda não li o livro, mas pelo que pude ler aqui, Kiyomi me fascinou. Adoro mulheres bravas e guerreiras, e amo essas histórias que os personagens tem poderes, no caso dela a dominação dos elementos da natureza e isso tudo com o toque da beleza feminina. Achei simplismente eletrizante o booktrailer. E Kenny é aquele carinha nerd, mas muito charmoso, rsrs.

    Beijocas, Lucas.

    ResponderExcluir
  37. Nunca li um livro da cultura japonesa , mais adoro livros de aventura e confesso que esse livro me deixou bastante interessada !

    ResponderExcluir
  38. O livro e maravilhoso so pela sinopse , adorei a historia do personagem e o folclore japones, queira ter esse livro pra mim!!!!!!!

    ResponderExcluir
  39. Logo quando vi a capa imaginei um livro bem infantil (apesar de gostar do gênero) e só pra otakus. Ahsuahsahsh. Mas a história é surpreendente só pela resenha! Quero muito!

    ResponderExcluir
  40. Parece ser bem interessante, nunca li nada sobre cultura japonesa, mas este me encheu de curiosidade! Quero muito!

    ResponderExcluir
  41. Bem interessante,vc já me convenceu a ler

    ResponderExcluir
  42. Eu necessito desse livro, amo livros que possuem aventura <3

    ResponderExcluir
  43. Mirelle eu nunca fui muito de ler livros , na verdade só li 1 volume do Diário de um Banana até hj , mas quando eu li somente a resenha desse livro eu ... como posso dizer ... fiquei com uma vontade de ler esse livro que não consigo expressar em palavras ainda mais porque eu sempre fui fã de livros e filmes de aventura e mitologia tanto Grega quanto Japonesa . Eu gostaria muito de ganhar esse livro para ampliar meus conhecimentos e meu gosto por livros ... É isso Mi até mais :)

    ResponderExcluir
  44. Nunca li um livro desse tipo,mas esse me pareceu bem interessante.. *---*

    ResponderExcluir
  45. A história parece ser bem legal mesmo. Estou encantada com seus comentários sobre o personagem e sobre os monstros japoneses. Me amarro nisso. Sou apaixonada a tudo que é relacionado a contos e histórias japonesas. Com certeza vou me aventurar neste livro. Beijos.

    ResponderExcluir
  46. OMG Quero muito ler esse livro! Gosto bastante de mitologia, e quero conhecer mais sobre a japonesa!

    ResponderExcluir
  47. Esse é um tipo de história que vale a pena ler,achei a capa super legal, de primeira pensava que era um livro muito infantil, mas sua resenha vou bem o contrário.
    Espero muito ler este livro algum dia

    ResponderExcluir
  48. Gostei muito da resenha, esse é o meu tipo de livro, e ainda por cima estou escrevendo um livro sobre a cultura japonesa também! Seria mais alguma coisa para me inspirar!! Necessito desse livro!!

    ResponderExcluir
  49. Que capa é essa!!! Tenho tds os livros da série Percy Jackson, Rick Riordan está entre os primeiros da minha lista de autores preferidos pelo fato de eu simplesmente amar mitologia, seja grega, romana, egípcia, japonesa, chinesa, etc, etc, etc... Tenho certeza absoluta que vou amar esse livro e que Jason Rohan vai entrar para minha lista... Bjos

    ResponderExcluir
  50. Depois da sua resenha estol doidinha para ler o livro. :3

    ResponderExcluir
  51. Olá, achei incrível sua resenha! Muita boa mesmo, parabéns!

    ResponderExcluir
  52. Só em olhar a capa, já me animei demais. Toda minha infância foi em frente a TV vendo os animes que passavam na TV Manchete. Então, quando vi esse livro, já fiz logo o link. Gosto de histórias cheias de aventuras e vi que esse tem demais. Acho também que o fato do autor ter passado pela Marvel ajudou muito. Enfim, quero ler muito em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  53. Pela capa achei que fosse uma historia bem infantil, mas pela resenha esse livro parece ser bem interessante. Adoro ler sobre a cultura japonesa e gostaria de saber como foi e e a aceitacao da cultura americana pelos japoneses sobre a visao de Jason, o autor.

    ResponderExcluir
  54. Porque meu comentario não aparece na lista? :( Agora nao me lembro mais o que escrevi rs, só que vou ler o livro com certeza!

    ResponderExcluir
  55. Não conhecia o livro, quero ganhá-lo para dar para o meu filho que certamente vai gostar muito!

    ResponderExcluir
  56. Não sei se o livro trata a cultura japonesa na integra, espero que sim, pois eu amo! Também amo essas histórias que nos levam a imaginar um mundo cheio de magia e mitos! Espero ler em breve... ganhei o livro em um sorteio do face! Mas também vou concorrer ao sorteio do seu blog, pois quero presentear meu sobrinho com esse livro maravilhoso!

    ResponderExcluir
  57. Fiquei fascinada pela sua resenha e claro que isso só reflete a maravilha que deve ser esse livro.Quero muito poder ver e sentir de perto toda essa emoção. Quero muito conhecer Kenny e sua fiel escudeira Kiyomi. Parabéns pela resenha e mais ainda pela vídeo resenha. Sou fã delas e voê está me incentivando a fazer videos resenhas, pois adoro ler livros infantis, infanto-juvenis e só escrever não mostra todos os detalhes da obra e de sua história,
    Beijos
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
  58. Miiiiiiiiiiiiiiiii..que sensacionalllllllllllllllllllllllllll.....minha nossaaaaaaaaaaaa..nem acredito que não conhecia esse livro... ele é perfeito...a cda parágrafo que lia de sua resenha, fui me apaixonadno mais pela hitória e doida pra descobrir mais detalhes sobre o livro.. preciso desesperadamente ter esse livro em minhas mãos.. Muito obrigada por essa indicação incrível... E parabéns pela resenha..ameiiiiiiii.

    bjs e fique com Deus

    ResponderExcluir