Resenha - Conquista

Resenha - Conquista
Sinopse: "O segundo livro da trilogia Devoção best-seller do The New York Times, Wall Street Journal e USA Today. Encontrar Jett foi um verdadeiro azar. Perigoso, imprevisível. Um cara que era melhor evitar. Nesse jogo, porém, as apostas são altas. Vale a pena correr o risco? A continuação da história de Brooke e Jett mergulha de vez nas armadilhas do amor e da sensualidade.Brooke Stweart sempre achou que esquecer é algo muito difícil. Entretanto, perdoar é impossível. Quando o homem em que ela confiava a traiu, a única opção que ela tinha era seguir em frente. Brooke está determinada a começar uma nova vida, até que encontra Jett novamente: aqueles olhos verdes, sexy como o pecado. O homem que ela desejava. O homem que jogava sujo. O homem que a enganou. Lindo e arrogante, Jett Mayfield sabe que cometeu erros. Ele poderia ter qualquer outra mulher que desejasse, mas era Brooke que ele queria. Quando uma segunda chance colide com os segredos da alma e Brooke precisa confrontar seu passado, ele se vê determinado a protegê-la. Ela aceita sua ajuda não só porque precisa dele, mas também porque não resiste a seus encantos. Desta vez, porém, o jogo será do jeito que ela quiser."

ATENÇÃO! ESTE LIVRO É UM ROMANCE ERÓTICO E POSSUI CONTEÚDO ADULTO.

ATENÇÃO! Pode conter spoilers do livro Devoção. Leiam por sua conta e risco.

As coisas entre Jett e Brooke não acabaram bem, mas ela possui assuntos urgentes a serem tratados que podem ajudar a mudar o foco de seus pensamentos sobre o recente rombo no próprio coração. A perspectiva de uma nova vida na Itália e de conhecer seu misterioso benfeitor faz com que ela arrume as malas e parta de volta a Bellagio, com sua melhor amiga Sylvie.

Em Nova York, Jett tenta lidar com as consequências de sua mentira, ao mesmo tempo que se preocupa seriamente com a segurança da mulher que aprendeu a amar. Ele precisa encontrá-la, justificar seus atos e, principalmente, mantê-la a salvo. Após 24 horas sem notícias de Brooke, e já sabendo que ela não havia mais retornado ao apartamento, ele decide pedir reforços de um amigo da época de seu passado misterioso para descobrir onde ela está. Com a informação em mãos, ele parte em busca de redenção e na tentativa de convencer Brooke de que juntamente com sua herança, ela também ganhou agora inimigos poderosos.

Brooke já podia adivinhar que Sylvie não se contentaria com tardes tranquilas à beira do lago Como. A amiga era amante das noitadas e bebidas altamente alcoólicas e, a paisagem bucólica, jamais a deixaria satisfeita. Assim, as duas partem para a única boate de Bellagio, em busca de diversão e, quem sabe, boa companhia, mesmo que uma delas não esteja nem um pouco interessada na segunda opção.

Algumas bebidas e músicas agitadas depois, Sylvie, obviamente, já encontrou algum sujeito mal encarado e parecendo saído de filmes sobre a máfia, enquanto sua amiga permanece sozinha bebendo uma água, já que havia decidido terminantemente não beber mais. O excesso de álcool já havia trazido Jett para sua vida, e ela não tinha a intenção de cometer o mesmo erro duas vezes. O que ela não contava era com o fato de encontrar exatamente naquele local o cara que destruíra sua confiança e seu coração tão recentemente.

Jett precisa desesperadamente se desculpar e proteger Brooke. Ela está convicta de que jamais conseguirá confiar nele novamente, e que o papo sobre correr perigo é apenas mais uma das artimanhas de Jett Mayfield para conseguir o que quer. Dá-se início uma queda de braço de alto risco para ambos que, além disso, precisam lutar contra a forte atração que pode por tudo a perder.

***

Sem sombra de dúvidas Conquista demonstra uma evolução na narrativa da autora (mas continuo sem a cereja do bolo). A trama é intensa, porém, misteriosa. Perseguições, suspense, paixão e segredos são alguns dos itens que você vai encontrar nesse volume que, apesar de seguir deixando o leitor no escuro durante boa parte do livro, esclarece as perguntas que ficaram em aberto no primeiro livro da série.

Em Conquista, encontramos uma narrativa diferente, com mais personagens e na qual cada capítulo é narrado segundo a perspectiva de um dos protagonistas. Esta opção da autora deu mais dinamismo à história, que no primeiro livro acabou pecando nas repetitivas cenas de Brooke remoendo seus sentimentos por Jett. O cenário também se torna mais amplo, nos possibilitando visualizar melhor a cidade e a ambientação da obra, que desta vez dá mais foco aos sentimentos do que à paixão carnal desenfreada que rola entre os dois.

Gostei muito da forma como a autora relata a realidade de Brooke e sua luta entre a impossibilidade de poder confiar em Jett se opondo a seus sentimentos por ele, entre o querer estar perto e o saber que não se deve. Amiga, senta aqui, eu te entendo.

Mais uma vez, todavia, temos um “porém”. Mas como já aprendi a lição com J.C, nunca sei se posso levar esse "porém" a sério até que a trilogia termine, afinal, ela pode acabar dando uma guinada na coisa e explicando o motivo da intensidade do acontecimento “X” que causou o meu “porém”. Por exemplo, para mim, por enquanto, não ficou muito claro o motivo tão sério pelo qual a Brooke corre perigo, e quem é exatamente o inimigo. Reed informa sim o que está acontecendo e o porquê, mas esse por que ainda não me convenceu. É como se fosse muito barulho por pouca coisa, mas como a questão não foi solucionada em sua totalidade, eu sei que vem mais explicações por aí.

A apresentação segue o padrão do primeiro exemplar da série, com os mesmos destaques no começo de cada capítulo e o delicioso papel norbrite amarelado. Mas vamos focar na capa? Já falei para vocês na resenha do primeiro livro que a capa não me chamou a atenção. O segundo segue o mesmo padrão de capa, com o casal representando Jett e Brooke juntos. Hoje decidi ir atrás das capas originais, e quase surtei com a Editora Única por não tê-las mantido. Gente, sério, o que é isso?? Aposto todas as minhas fichas que a venda seria muito maior com essas capas (risos infinitos).
Conquista é o segundo volume da trilogia "Sr. Estranho", lançado este ano. A série, que já foi lançada em sua totalidade lá fora, tem previsão de lançamento de todos os livros para 2014 no Brasil, porém, não encontrei informações sobre uma data específica em que o último livro, Treasure your love, chegará às lojas por aqui. Apesar de ter achado o final um pouco romântico demais, vou ficar aguardando ansiosamente, uma vez que a autora deixou todo o mistério para ser solucionado no final. 

Conquista - J.C. Reed
Livro 02
Trilogia Sr. Estranho 
Editora Única 288 páginas    
Comprar: Saraiva
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE AGOSTO.

Clique AQUI e saiba como participar.

10 comentários

  1. Ainda bem que já nesse segundo volume é perceptível a melhora na escrita da autora. E que também começa a responder algumas questões deixadas no primeiro (odeio quando os autores deixam para dar explicações apenas no último volume). Agora é torcer para que essa motivação seja bem maior do que a apresentada até agora. E concordo com você em relação as capas. As originais são bem mais chamativas do que essas brasileiras.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  2. Oi Dany,
    Pelo jeito esse livro manteve o ritmo do primeiro.
    Não me convenci muito.
    Espero que você goste do desfecho da trilogia.
    Beijos,

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, espero ler em breve e conheço bem essa luta de querer fazer e não poder. Beijo 😊

    ResponderExcluir
  4. Acho interessante quando percebemos a evolução do autor. Não é um livro que eu lerei, mesmo envolvendo suspense e perseguições, mas parabéns pela ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Dany.
    Graças a Deus, a autora soube contornar a situação e fez uma coisa rara!Deixar a continuação melhor do que o primeiro livro.Deu uma leve sacudida nos personagens que apesar de clichê, foi bem mais seguro o que ela pôs na história. gostei. a capa poderia ser mais caprichada né.Amei a resenha bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Dany,
    Ainda bem que há uma evolução na narrativa, mas ainda não foi suficiente, você continua sem a cereja do bolo e eu penso que "terei" que ler o primeiro livro para chegar nesse e sinceramente, não estou disposta rsrs.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  7. Sempre bom quando a gente consegue perceber uma evolução por parte da autora, Dany.
    Confesso que não gosto de livros eróticos não, mas para quem gosta do gênero com certeza se prenderá nessa obra e na história em si, essa coisa do personagem ser mentiroso e correr muito para salvar a vida da mulher que ama.

    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir
  8. Ainda não comecei a ler a trilogia e mesmo assim cá estou eu lendo as resenhas. Fiquei com vontade de ler mas tenho problema de ansiedade em esperar o próximo volume ser lançado, no fim das contas acho que vou começar a ler quando lançar o terceiro aqui no Brasil e torcer pra essa trilogia não virar uma "trilogia" de 4-5 livros como anda acontecendo por aí,rs. PS: essas capas originais parecem capas dos romances de banca,rs, acho que por isso a Única não as manteve, hehehe.

    ResponderExcluir
  9. Não gosto de livros do gênero e com esse não é diferente "/

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem?? Não conhecia a trilogia mais fiquei curiosa

    http://b-maluco.tk/

    ResponderExcluir