Dica de leitura - O dia em que b apareceu

Dica de leitura - O dia em que b apareceu Editora Biruta Milu Leite
Oi gente, tem livro novo saindo do forno Biruta. Vamos conferir essa novidade?

Sinopse: "Milu Leite faz uso da metalinguagem e traz de volta personagens de livro premiado com o Jabuti em 2006. Bernardo, um adolescente superdotado, vive as descobertas e os conflitos de alguém que não encontra lugar em seu meio e se refugia na literatura, escrevendo uma história cujos personagens são inspirados em um grupo de jovens que ele observa da janela de seu apartamento. Em O dia em que b apareceu, a escritora e jornalista Milu Leite traz uma novela policial que lança mão da metalinguagem para falar da forma como uma obra pode ser escrita: em duas narrativas que ocorrem simultaneamente. Seu primeiro grande achado é utilizar os mesmos personagens de O dia em que Felipe sumiu, seu livro anterior, agraciado em 2006 com o Prêmio Jabuti na categoria Juvenil (3º lugar), uma história escrita por Bernardo (o mencionado b do título), agora sob a óptica de um autor-narrador-personagem revelado em sua intimidade. A história contada por b gira em torno da investigação empreendida pelos amigos Dora, Hipotenusa, Farelo, Felipe e do cachorro Tobias, a fim de elucidar o desaparecimento de um músico famoso na década de 70. Com habilidade, Milu vai costurando as duas narrativas, que não escapam do desafio de compor um painel muito particular da vida de um garoto e sua obra, propondo um instigante questionamento dos limites entre ficção e realidade, verdade e mentira, solidão e inclusão. As tipografias em cores diferentes facilitam o entendimento das sequências, bem como as ilustrações recortadas e bastante vivas de Sergio Magno que conversam muito bem com a trama, num tom bem-humorado. O dia em que Felipe sumiu será relançado no segundo semestre de 2014 pela Editora Biruta."

Sobre a autora:

Milu Leite nasceu na cidade de São Paulo, mas vive em Florianópolis desde 1999. É jornalista, formada pela PUC-SP. Escreve reportagens na área de cultura e comportamento para várias revistas e tem contos infantis publicados na Folhinha (Folha de S. Paulo) e na revista Nova Escola. 

Sobre o ilustrador:


Sergio Magno, publicitário formado pela ESPM, é um desenhista compulsivo. Trabalhando como ilustrador e designer gráfico há 2 anos, já ilustrou mais de 15 livros, além de campanhas publicitárias e matérias para as revistas Veja e Crescer.

Sobre a Editora Biruta:


A Editora Biruta, criada no ano de 2000 pelas sócias Eny Maia e Mônica Maluf, tem seu foco na Literatura Infantil e Juvenil. Os seus livros já receberam diversos prêmios, como o Altamente Recomendável da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) e o Jabuti, além de terem sido inseridos em catálogos internacionais e selecionados pelo PNBE (Programa Nacional Biblioteca da Escola). A proposta da Editora Biruta é oferecer aos seus leitores o melhor texto, ilustrações criativas e projetos gráficos instigantes, por meio de temas que lhes acrescentem novas vivências e se abram a múltiplas interpretações – sempre de maneira lúdica e inventiva.

Fonte: Material enviado diretamente pela Editora Biruta.

***

Gente, que livro lindo. Fiquei encantada com a proposta da autora. Fico tão feliz de ver cada vez mais livros infantis de qualidade por aí, sendo selecionados a dedo para as nossas crianças. A premissa da história é deliciosa e audaciosa, por assim dizer, a começar pelo fato de Milu Leite contar uma história dentro da outra, algo que adoro. 

Também trabalha com elementos interessantíssimos, como a dicotomia do real e imaginário, certo e errado, etc, convidando as crianças a analisarem a trama e correlacionarem ela com as suas vidas. Fiquei doida para ler O dia em que b apareceu

Lembrando que o livro é indicado para maiores de 9 anos, tem 108 páginas.

Compre aqui: Saraiva 

Beijos, Mi 

 
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE AGOSTO.

Clique AQUI e saiba como participar.

18 comentários

  1. Olá Mi,
    Não conhecia Milu Leite. Adorei a dica, parece ser bem diferente do que eu estou acostumada a ler.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Que interessante, não sou muito adepta da leitura infantil...
    Acabo me irritando um pouco com a forma que a maioria dessas estórias são escritas, esse no entanto me deixou curiosa, quem eu compre para dar de presente e dê uma olhada antes.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Del, eu leio muito livro infantil. Existem autores que subestimam a capacidade de compreensão da criança, e existem aqueles que seduzem até mesmo os adultos, pela inteligência e elaboração da trama. Então depende muito. Beijos

      Excluir
  3. "O dia em que b apareceu", que título interessante. Eu também gosto de livros infantis e proposta de metalinguagem parece bem interessante. Agora estou me lembrando dos livros que já li quando criança, alguns cheio de ilustrações que eu lia e relia e relia. Deu saudade :) beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fala, também tenho saudades.. kk Beijos

      Excluir
  4. Oi Mi,
    Adorei o que a autora quis trazer, ainda não conhecia.
    Para ler esse tem que ter lido o outro né?
    ótima dica.
    Beijos,

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei dizer bem Marcelo, porque tem livros que, apesar de fazerem parte de uma série, mantém-se independentes. Só lendo mesmo para descobrir. Beijos

      Excluir
  5. Confesso que não conhecia a Editora Biruta e a partir da sinopse desse livro fui logo pesquisar para conhecer mais. Tão bom saber que tem editoras preocupadas em atender o público infantojuvenil já que essa idade é ótima para começar a despertar o interesse pela leitura naqueles que ainda não tiveram o contato com esse mundo mágico. Adoro esses livros "para crianças" e acabei ficando curiosa para saber como essa história vai terminar, hahaha. Gostei da dica ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sinto o mesmo Eliane. Morro de orgulho ao ver Editoras preocupadas em distribuir livros de qualidade para os nossos pequenos, e também para nós mesmos.. kkk por que não, né?! Beijos

      Excluir
  6. Nunca havia falar na editora biruta, nem no livro! Fiquei curiosa para saber mais sobre ele,apesar de ele ser infantil ele me pareceu bem interessante!
    Beijos,Mi.

    ResponderExcluir
  7. Adoro livros mais infantis, mas esse infelizmente não chama minha atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, mas quem sabe você não dê uma chance a ele futuramente?! Beijos

      Excluir
  8. Oi Mi,
    Não conhecia a autora, mas já gostei haha, acho que os livros infantis tem que conquistar a criançada, afinal são elas que serão nossos futuros leitores, então quando os livro são bons tudo flui mais rápido rsrs.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  9. Acheiii o nome bem interessante e criativo
    Tudo a haver com historia adorieiiiii

    ResponderExcluir
  10. Confesso que achei a sinopse bastante confusa, mas depois de ler uma segunda vez, achei bem legal. Também me amarro em histórias que são contadas dentro de outras histórias.
    Vou aguardar resenhas sobre.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Eu sou apaixonada por livros infantis, Mi. Principalmente aqueles com bastante ilustrações, acho que isso enriquece o trabalho e incentiva muito as crianças a lerem. Adorei

    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir