Resenha - Cidado do Fogo Celestial

Resenha - Cidado do Fogo Celestial
Sinopse: "ERCHOMAI, Sebastian disse. Estou chegando. Escuridão retorna ao mundo dos Caçadores de Sombras. Enquanto seu povo se estilhaça, Clary, Jace, Simon e seus amigos devem se unir para lutar com o pior Nephilim que eles já encararam: o próprio irmão de Clary. Ninguém no mundo pode detê-lo — deve a jornada deles para outro mundo ser a resposta? Vidas serão perdidas, amor será sacrificado, e o mundo mudará no sexto e último capítulo da saga Os Instrumentos Mortais."

Voltamos ao mundo dos Caçadores de Sombras durante um ataque ao Instituto de Los Angeles, em 2007. Os pais de Emma Carstairs são chamados para investigar uma atividade demoníaca do outro lado da cidade. Enquanto isso, Emma se dirige ao Instituto para encontrar os Blackthorn e iniciar o treinamento do dia. Ela ama ser uma Shadowhunter. Durante o treinamento, porém, Emma e os jovens Blackthorn percebem que há atividade na entrada do Instituto, mas quando Emma vai checar, já é tarde demais.

Julian foge com as crianças para Idris através do Portal localizado no Instituto. Emma assiste aos acontecimentos do saguão, mas sua presença não passa despercebida por Sebastian, que a deixa viver para entregar um recado à Clave: Lilith o fortaleceu tremendamente, e nenhuma arma forjada na Cidadela Adamant poderá feri-lo. Sem o Fogo Celestial, os caçadores de sombras não possuem chances contra o seu poder.

Em Idris, Emma e os filhos da família Blackthorn descobrem que vários Institutos foram atacados, e poucos Shadowhunters conseguiram chegar até lá para contar história. Os Caçadores de Sombras que não foram mortos na batalha contra as forças do filho de Valentine foram obrigados a beber do Cálice Infernal e, agora, eram Guerreiros Crepusculares, marionetes de Sebastian.

Neste meio tempo, em Nova Iorque, Jace está tendo aulas de meditação no Central Park com Jordan, na tentativa de aprender a controlar o Fogo Celestial que queima dentro de si. Izzy, Clary, Simon e Alec estão aguardando para oferecer um apoio moral, apesar de que fazer piadas parece ser o passatempo preferido do grupo, mesmo com o mau humor interminável de Alec após o término com Magnus.

Eles recebem um telefonema os chamando urgentemente de volta para o Instituto e chegando lá, descobrem que devem partir imediatamente para Idris. As coisas não vão bem no mundo dos Caçadores de Sombras, e Alicante parece ser o local mais seguro no momento. Deixando Simon e Magnus para trás, eles partem para a capital do mundo dos Shadowhunters com o objetivo de unir forças e derrotar o inimigo e seu exército, mas a missão não será tão fácil.

Sem armas capazes de vencer Sebastian, uma vez que o Fogo Celestial está preso dentro de Jace, nossos heróis embarcam em uma viagem através dos mundos para salvar seus companheiros em uma tentativa desesperada de por um fim à guerra pelo destino da humanidade. O submundo se divide, e os inimigos podem estar mais próximos do que se espera. Vocês estão prontos para a batalha?

***

Minutos de pausa olhando para o nada sem acreditar que a saga de Os Instrumentos Mortais acabou. Foi assim que fiquei após o término da leitura de Cidade do Fogo Celestial. Eu adoro essa série e acredito que quando as nossas sagas preferidas acabam, fica sempre um vazio no peito. Mas vamos falar sobre o livro...

É óbvio que eu gostei, afinal, tendo Jace, eu gosto. Como não se apaixonar? O livro é cheio de ação do início ao fim, tendo em vista de que dessa vez uma guerra foi oficialmente declarada, e todos os membros do submundo e os Nephilins estão lutando de algum lado dela. Mas a guerra é, ao mesmo tempo, bastante estratégica. O leitor tem conhecimento de quem está de que lado, mas os Nephilins não, e isso nos deixa com uma aflição sem limites, pois os vemos irem direto para os braços dos inimigos sem saberem disso. É angustiante.

Aliás, acredito que angustiante seja a palavra para definir Cidade do Fogo Celestial. Temos Alec e Magnus rompidos, Jace ardendo em Fogo Celestial sem saber como controlá-lo, inimigos se fazendo de amigos e amigos sendo atacados e caindo na batalha. Alguma outra palavra definiria melhor isso?

Mas, podem se acalmar, a coisa não é tão exageradamente horrível. Não sei quanto a vocês, mas eu passei meses histérica, desde que a Cassandra anunciou que SEIS personagens que conhecemos pelos nomes morreriam no último livro. Ela não mentiu, morreram sim, mas ela não é uma bruxa tão malvada. Na verdade, eu já estava esperando um trauma muito maior para o final da saga, porém, ela até que foi bem generosa. De certo modo, isso acabou me decepcionando um pouco, já que eu já estava com os lencinhos a postos aguardando o desespero e as lágrimas.

Outro fato importante de se relatar juntamente a uma dica valiosa: se vocês ainda não leram As Peças Infernais, aproveitem para ler antes de Cidade do Fogo Celestial. Confesso que ainda não havia lido, pois achava que, apesar de ser ambientada no mundo Shadowhunter, se tratava de uma saga separada de TMI, mas Cassandra acabou trazendo As Peças Infernais para dentro da saga, e ainda deu uma boa introduzida para The Dark Artifices em Cidade do Fogo Celestial, a nova série que dará sequência ao mundo dos Caçadores de Sombras.

O livro foca bastante nas famílias Carstair e Blackthorn, bem como em personagens de As Peças Infernais, então acompanhamos o desenvolvimento da história por diferentes frentes: os Caçadores de Sombras que estão em Alicante, os que estão no outro mundo e ainda o lado de Sebastian e seus prisioneiros, o que é ótimo, mas ao mesmo tempo quebra um pouco a expectativa, pois é como se o próprio livro te desse spoilers de o que vai acontecer mais para frente. Mas não se preocupem, mesmo assim, o desenrolar da trama é inesperado e te pega de surpresa.

Eu sou muito suspeita para falar sobre a série, pois adoro TMI e, para mim, a Cassandra criou um mundo de fantasia perfeito, com todos os seres que adoramos e personagens maravilhosos. Nesta conclusão da saga perdemos o ar por inúmeros motivos como batalhas, romances, intrigas e fofuras. Acredito que a autora tenha conseguido agradar à maioria dos fãs e mostrou que não é tão sanguinária quanto esperávamos, como George R. R. Martin, por exemplo.

Preciso comentar sobre a apresentação da obra? Os livros do mundo dos Shadowhunters são sempre muito lindos e as capas holográficas são um arraso. A qualidade das páginas, a editoração, tudo sempre impecável. Muitos pontos para a Editora. E se vocês querem sua coleção com capas holográficas, da edição de colecionador, não esqueça de correr, pois elas são limitadas!

E para ficarmos com aquele gostinho de quero mais, segue um trechinho de uma entrevista onde a Cassandra fala sobre sua nova saga, The Dark Artifices, cujos acontecimentos começam cinco anos após os eventos de Cidade do Fogo Celestial. A nova trilogia tem como protagonistas Emma Carstairs e seu parceiro Julian Blackthorn, porém, fico eternamente grata por saber que Cidade do Fogo Celestial não foi um adeus definitivo aos nossos shadowhunters sobreviventes.. isso mesmo, nós os veremos novamente conforme essa entrevista que a Cassandra concedeu ao Hollywood Crush em 2012.

"Como os eventos em The Dark Artifices entrosam-se com o mundo de Os Instrumentos Mortais? Eu percebi enquanto escrevia Os Instrumentos Mortais que estava presa entre os  anos de 2007 e 2008, porque não poderia ultrapassar a idade dos personagens principais, já que o livro é sobre adolescentes. Mas eu queria avançar para os dias atuais, então The Dark Artifices acontece em 2012. Cinco anós após os eventos de Os Instrumentos Mortais. Isso faria com que os personages de ‘OIM’–Clary, Jace, Simon–com 22, 23 anos (bem, os que sobrevivem, de qualquer forma!). Nós seremos capazes de mostrar como eles estão e ver quem ainda está junto ou separou-se, quem trabalha com o que, como eles são já adultos."

Só eu estou louca para ver nossos Caçadores de Sombras adultos? O jeito é esperar o lançamento, previsto para 2015. Os livros da trilogia já possuem título em inglês e se chamarão Lady Midnight, The Prince of Shadows, e The Queen of Air and Darkness. Aguardaremos ansiosos!

Cidade do Fogo Celestial - Cassandra Clare
Livro 06
Saga Os Instrumentos Mortais
Editora Galera Record 
532 páginas  
Comprar: Saraiva

E aqui vai uma dica para vocês. Ontem rolou um bate-papo ao vivo especial sobre a saga de Os Instrumentos Mortais, com direito a prêmios exclusivos. Para quem perdeu, pode conferir a gravação abaixo:


***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE JULHO.

Clique AQUI e saiba como participar.

12 comentários

  1. Oi, Dany!
    Confesso que li a resenha morrendo de medo de ver algum spoiler hahaha
    Li só os últimos cinco parágrafos, pois ainda estou looonge de ler esse livro! Mal comecei o primeiro :/
    Mas desde já adoro a série e logo estarei lendo esse também :)

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li instrumentos mortais, porque ainda estou lendo "Peçad infernais", mas pelo rumo de tudo eu estou gostando muito. E essa capa é muito linda gente ! Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dany :)
    Todo mundo estava morrendo por esse livro no twitter esses dias.
    A série é boa mesmo, como dizem? Estou com vontade de lê-la ♥

    http://voceetaolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A série é incrível, e o despecho parece que não vai desapontar quando eu ler! Final perfeito para saga perfeita! Fiquei com medo de ver spoilers na resenha hahaha
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Não li nenhum livro dessa série e confesso não ter a mínima vontade. A sinopse não me agrada e não faz parte dos gêneros que gosto de ler.

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito dessa série. Cassandra Clare é uma das minhas escritoras favoritas. A capa desse livro é muito bonita, como todas da série.

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Quando vi o filme do 1° livro meio que me apaixonei pelos personagens (acho que até mais do que pela história em si). Com certeza, a série está nos livros que quero comprar.

    ResponderExcluir
  8. Pulei uns pedacinhos da resenha com medo de ver spoiler. Sou louca de vontade de ler essa série, sempre vejo todo mundo falando muito bem.

    ResponderExcluir
  9. Oi Dany,
    ahh.. triiste não li nenhum livro dessa série então ..fico aquém nessa história, me empolgo com os livros românticos e vou deixando as outras series para ler depois..espero ter um tempo de ler você empolgou tanto com o livro que parece ótimo mesmo..então vou colocá-lo na lista para apreciar.uhsuahsuah..'
    beiiijoocas*---*

    ResponderExcluir
  10. Esse livro está no topo da minha listinha de desejados. Quero ele pra antes de ontem. kkkkk
    Realmente é difícil quando chega essa hora da despedida de uma série tão querida. O bom é que Cassandra irá nos brindar com novas histórias desse universo tão legal. Em relação às mortes das personagens, confesso que ainda prefiro sempre que só morram os maus. kkkkkk
    Super-hiper-mega-master ansioso pra ter esse livro em mãos.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. O que eu ri com os comentários na live "você já leu Diário de um Banana?", não aguentei.
    Depois da live deu uma vontade ainda maior de ler a série, e agora com todos os livros lançados, dá para ler um atrás do outro haha.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  12. necessito desse livro, ou menor da saga toda, porque até hoje nao li, mas parece que o livro esta maravilhoso <3

    ResponderExcluir