Resenha - Filme Transcendence – A Revolução

Resenha - Filme Transcendence – A Revolução
Sinopse: "O Dr. Will Caster (Johnny Depp) é o mais notável pesquisador no campo da Inteligência Artificial. Ele trabalha no projeto de criação de uma máquina consciente, capaz de combinar a inteligência coletiva de tudo o que existe com todas as possibilidades de emoções humanas. Os experimentos altamente controversos trouxeram fama ao cientista, mas também o transformaram no alvo principal dos extremistas anti-tecnologia, que farão o que for necessário para destruí-lo."

Oi gente, tudo bem? Aqui é o Leo e estou de volta com mais uma crítica para vocês. Hoje vim contar o que achei do filme Transcendence – A Revolução, que estreia nesta quinta-feira, dia 19/06/2014, em todos os cinemas, e o qual eu tive a oportunidade de assistir em uma cabine de imprensa na última segunda-feira.

O filme aborda a história de Will Caster (Johnny Depp), um cientista que trabalha na busca do desenvolvimento de inteligências artificiais. Will é considerado um mestre da ciência, mas muitos veem seu trabalho com maus olhos.

Ele, sua esposa, Evelyn (Rebecca Hall), e seu melhor amigo, Max Waters (Paul Bettany), estão em busca de um financiamento para seguirem adiante com o projeto. Após uma apresentação para os possíveis investidores, Will sofre um atentado e é ferido por uma bala. Aparentemente, sua vida não estava comprometida, tendo em vista que o tiro havia sido de raspão.

De volta ao seu laboratório, Will descobre que outros mestres da inteligência artificial também haviam sido atacados, mas muitos não tiveram a mesma sorte que ele. O FBI diz que um grupo terrorista, que é contra o avanço da tecnologia, está por trás dos atentados.

Já em casa, o Dr. Caster tem um mal súbito e Evelyn o leva para o hospital. Lá, Will recebe o diagnóstico de que a bala que o atingiu estava infectada com polônio e seus efeitos não poderiam ser contidos, dando ao cientista pouco mais de um mês de vida. 

Evelyn não aceita que o marido esteja morrendo e, com a ajuda de Max, dá um avanço nas pesquisas de Will, tentando encontrar um jeito de salvá-lo, nem que fosse apenas a sua consciência. Os dois têm êxito no projeto e Will “volta à vida” através de mecanismos digitais.

Porém, enquanto Evelyn acredita que o marido realmente voltou, Max está cético e isso causa um desentendimento entre os dois, que resulta no abandono de Max ao projeto. Evelyn segue adiante e a “consciência” de Will vai se expandindo cada vez mais. Depois que ela o conecta a internet, fica praticamente impossível de pará-lo.

Will vai usando de todos os meios para aprimorar a tecnologia que tanto trabalhou em vida. Porém, chega certo momento em que ele começa a brincar de Deus e isso desperta novamente a ira dos terroristas, que farão de tudo para impedi-lo, custe o que custar.

Quer saber o que vai acontecer a partir daqui? Então não deixe de assistir.

***

Quando assisti ao trailer de Transcendence fiquei super animado. Adoro filmes que abordam principalmente os avanços da tecnologia. Meu único receio foi quanto ao elenco. Surpreendentemente, o filme decepcionou e o elenco... também.

Os efeitos especiais foram bem utilizados, mas para um filme de ficção científica, achei que pecaram bastante. Também notei que o filme tem muitas nuances. Ora era super corrido, com bastante ação e ora monótono, chegando a dar sono.

Um dos pontos altos do enredo foi a crítica feita à tecnologia. Quais os limites do homem quando ele está em busca de melhorias? Será que ele deve ter o poder de desenvolver tudo e ignorar o que Deus criou? Essa “briga” entre religião e ciência me deu muito a pensar enquanto os créditos finais subiam.

Os personagens foram bem caracterizados, mas, infelizmente, a maioria foi mal interpretada. Parecia que os atores não estavam confortáveis em seus respectivos papéis, o que deu um ar muito forçado à trama.

Se me perguntassem qual ator seria apto para um filme de ficção científica, em que interpretaria uma inteligência artificial, Johnny Depp seria o último da minha lista. Talvez seja a imagem que já tenho formada dele desde Piratas do Caribe, mas não consigo considerá-lo um bom ator. Essa é a segunda produção que assisto dele, tirando PdC, que não foi dirigida por Tim Burton, e preciso dizer que ele só me convence em alguns dos filmes desse diretor.

Rebecca Hall foi outra que deixou a desejar. Além de parecer apática ao drama da personagem, foi outra séria concorrente ao prêmio Kristen Stewart de única expressão facial. Uma forte concorrente para Elizabeth Olsen e Julianne Hough. Cuidado, meninas!

A participação de Morgan Freeman foi tão sem nexo que até agora estou tentando entender seu lugar no enredo, mas o ator deu um show de boa interpretação, é claro, chegando a ofuscar Depp, o que já era de se esperar. Paul Bettany também mostrou a que veio e convenceu com seu personagem, um dos mais sinceros do filme. Esperava mais vilania de Kate Mara, como mostra o trailer, mas achei que ela foi muito bem do jeito que estava.

Infelizmente, Transcendence não cumpriu boa parte do que prometia no trailer e foi uma grande decepção. Talvez o fato de minhas expectativas estarem lá no alto possa ter prejudicado o aproveitamento do filme, por isso, mesmo não tendo gostado muito, deixo minha recomendação a vocês. Espero que gostem mais do que eu.

* Agradeço ao Espaço/Z por ter me proporcionado assistir ao filme em primeira mão, numa cabine de imprensa. 

Título original: Transcendence
Roteiro: Jack Paglen 
Direção: Wally Pfister 
119 minutos
TRAILER


***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE JUNHO.

Clique AQUI e saiba como participar.

35 comentários

  1. A história do filme me interessou, uma pena que você não tenha gostado da interpretação dos atores.
    Pessoalmente, acho difícil o Johnny Depp atuar mal em qualquer filme que seja (embora os papéis mais cômicos se encaixem melhor nele), então ainda quero assistir somente pela participação dele. Vi poucas ficções científicas, então não sei bem o que esperar dos efeitos, acho que só vendo para saber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais, também amei a premissa do filme e broxei em saber que ele não é isso tudo. Quem sabe quando sair em DVD eu assista.. mas acho que no cinema não vou ir não. Beijos

      Excluir
  2. Fiquei com vontade de ver. Vou colocar na minha lista de filmes.

    Beijos :*
    http://www.todasasluas.com/

    ResponderExcluir
  3. Que pena que o filme não atendeu suas expectativas. Achei a história muito interessante e amo o Johnny Depp, então vou assistir com certeza. Espero que eu goste um pouco mais do filme do que você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, pois é, quando se é fã de um certo ator, queremos ver tudo o que eles fazem né?! hehe Bom filme. Beijos

      Excluir
  4. A historia me interessou muito , to muito curiosa pra ver o filme, que pena que ele não atendeu suas expectativas :/

    ResponderExcluir
  5. Poxa, que pena que o filme parece ter sido realmente uma decepção. Ainda não tinha visto o trailer nem lido nada sobre ele. Só aqui no post é que assisti ao trailler e realmente parece ser bom, pena que não chega a ser tudo isso.

    Bjok

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o trailer é fantástico, pena que o filme não conseguiu manter essa qualidade, conforme a opinião do Leo. Beijos

      Excluir
  6. Uma pena você não ter gostado. No trailler aparecem atores que eu gosto muito, e que são muito bons.
    Eu não conhecia o filme, e talvez dê uma chance quando for lançado.

    Um beijo,
    Livrologias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pri, ele já foi lançado. Depois que assisti-lo nos conte o que achou. Beijos

      Excluir
  7. Gostei da sinopse do filme. Pena que não agradou, mas acho que gostaria de assistir, pois adoro o Johnny Depp.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que gosto do ator em algumas produções, independente, não posso negar que ele é um pedaço de mau caminho.. kk de qualquer forma fiquei curiosa para ver o filme também. Beijos

      Excluir
  8. Não tinha ouvido falar do filme ainda, mas pelo que você descreveu da história me empolguei bastante pra assistir. Tem cara de ser um filme ótimo, e gosto de ficções científicas relacionadas a essas coisas de tecnologia e homens que tem complexo e Deus. Enfim, a premissa é bem interessante e apesar de você ter se decepcionado acho que vou dar uma chance ao filme e ver se me convence.
    Quanto aos atores não posso falar muito pois não sou muito ligada nisso, só quando vejo o filme que falo se foi uma boa ou má atuação, e pra ser sincera eu gosto bastante do Jhonny Depp porque amei ele em Piratas do Caribe mas acho que não é todo personagem que vai bem com ele.
    Bem, gostei muito da premissa e pretendo assisti-lo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lari, também adoro filmes de ficção científica que discutam esse tema a respeito do mal uso da tecnologia. Pena que o Leo não gostou, mas quem sabe quando sair em DVD eu não veja?! Beijos

      Excluir
  9. Nossa, adorei a sinopse do filme, aí fui ler a sua "resenha"e desanimei totalmente.
    Transcendence tinha tudo para ser um ótimo filme de ficção científica. Também não pensaria no Johnny Depp para esse papel. Não combina com ele =/
    Talvez eu veja, pois fiquei curiosa, mas já vou pensando que talvez o filme não seja tão bom assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que pena né?! Isso é muito ruim quando acontece, mas somos muito sinceros no blog dizendo o que achamos de alguma obra ou filme, e nós mesmos ficamos tristes quando nos decepcionamos :/ Ainda assim, de repente veja e tire as suas próprias conclusões. Beijos

      Excluir
  10. Nossa que coisa, tava curiosa quanto ao filme, e esperava mais. Eu já tinha na cabeça que iria vê-lo mesmo que não fosse no cinema, uma hora veria, e ainda vou, mas não mais com altas expectativas. Eu adoro Johnny Depp, vão dizer que é porque ele é lindo mas não é por isso, ah tá certo é claro que é, rsrsrs, mas também é porque eu gosto dele como ator, mas parece que ele só consegue ter exito em filmes que lhe desafiam, tipo os filmes que ele está totalmente caracterizado, ele até que vem tentando ter sucesso em outros filmes, mas até agora nada :( Adoro esse tema tecnologia, pelo trailer eu fiquei muito curiosa pelo filme, mas agora me decepcionei um pouco.

    ResponderExcluir
  11. Não curto filme de ficção científica, mas esse me deixou interessada. Adoro os filmes do Johny Depp e vê-lo em um personagem diferente deve ser bom. Vou ver se consigo assisti.

    ResponderExcluir
  12. Como eu sou fã da Helena Bonham Carter, sempre acabo me informando sobre a vida e carreira do Johnny Depp, e venho acompanhando o preparo do filme desde o início. Vi alguns trailers e fiquei impressionado com os efeitos especiais, digno de Oscar. Taí, mais um filme show de bola com um ótimo ator!

    ResponderExcluir
  13. Antes de ler sobre o que o filme se tratava, resolvi assistir ao trailer direto. E, ao contrário de muitos aqui, não gostei. Achei o trailer um tanto confuso, mas então li a resenha e algumas coisas até esclareceram, mas não assistiria esse filme :/

    ResponderExcluir
  14. A sinopse parece legal e a ideia é boa mas eu simplesmente odeio essa interpretação de inteligência artificial que Hollywood tem. Um ser totalmente humano no seu ápice como máquina, mas sei lá, vou ver e tirar minhas próprias conclusões.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  15. Eu super curto a versatilidade do Jhonny, ele não tem um padrão a seguir, sempre atuando em papeis completamente divergentes um file já chama minha atenção de cara por conter o autor no elenco... Apesar disso esse não me atraiu tanto.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Johnny Depp <3
    Tendo Johnny Depp já quero assistir o filme *-*
    Gostei....mais não to muito animada para ir ao cinema para assistir esse filme

    ResponderExcluir
  17. Já eu sou fã de carteirinha do Johnny Depp, e tento assistir todos os filmes que o cara faz. Uma pena que ele não convenceu nesse. Quer dizer, o maior problema nesse caso foi o elenco. E confesso que ri alto no prêmio Kristen Stewart. kkkkkkkk

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Noossa, a história me interessou bastante, mas fiquei um pouco com o pé atrás depois do que você falou Leo!!
    Tipo, não gosto quando os atores não entram direito no personagem! Claro , primeiro preciso ver o filme para também dar minha opinião! Mas pelo menos já irei assisti-lo não com tanto entusiasmo!
    Obrigada pela dica lol

    ResponderExcluir
  19. Gente, mas esse filme só tem ator bom, como assim a interpretação foi fraca? :o
    A história não é do tipo que mais me atrai, mas eu queria muito assistir pelo elenco, acabei até desanimando um pouco agora.

    ResponderExcluir
  20. Assisto TUDO que o Johnny faz e irei ao cinema conferir mais este trabalho, fiquei ainda mais curiosa depois dessa resenha.

    ResponderExcluir
  21. APESAR ser com o Johnny Deep, não me interessei muito por esse filme, beijinhos

    ResponderExcluir
  22. Oi Léo, tudo bem?
    Que pena que o filme decepcionou, eu ainda não tinha ouvido falar dele até hoje, mas que triste que nem mesmo o Johnny fez o filme valer apena, não me interessei por ele, portanto não pretendo assistir.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  23. Que penaaa! Eu estava muito animada com esse filme!
    Por eu ter gostado muuito de A Origem, achei que também gostaria desse filme. Tem um elenco legal e fiquei chateada por eles não terem ido muito bem em seus papeis.
    Mas vou assistir sim, ainda fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  24. Pessoal, parte de toda a crítica relacionada ao enredo do filme se deve a equívocos de interpretação. Entendam que a "máquina" não era, na verdade, uma máquina em essência. Não se trata de uma inteligência artificial criada em laboratório. Uma mente humana foi transferida para um dispositivo digital. Num trecho do filme, não lembro o tempo exato, é dito que para tornar uma inteligência artificial autoconsciência, o segredo era usar uma mente real! Entendem o significado disso? A partir daí, tem-se algo que vai muito além de uma mera inteligência artificial. De fato, temos uma mente humana real expandida. Isso atribui ao computador toda a gama de emoções humanas e seus dilemas intrínsecos.

    Portanto, não podemos esperar que J. Deep interpretasse seu papel como uma int. artificial típica, como em Exterminador do Futuro 4, por exemplo (Sky Net).

    Dr. Caster poderia ter usado seus poderes para exterminar a humanidade e subjugá-la com a maior facilidade. Mas ele não fez, pois ainda era o Dr. Caster, cujo sonho era o sonho de sua esposa, tornar o mundo um lugar melhor. E ele faz de tudo pra tornar esse sonho real por meio da nanotecnologia e mesmo "morrendo", deixa claro a sua esposa que seu maior sonho foi realizado.

    Não estou levando em conta o desempenho dos atores. Mas se analisarmos bem a natureza da história e dos fatos, veremos que o filme não é de todo ruim.

    ResponderExcluir
  25. Acredito que a crítica de alguns sobre o fato do filme não discutir o assunto deveria ser visto como um ponto positivo. Na mídia já estamos repletos de pseudo-intelectuais que dão a notícia, opinam por nós e fecham o assunto com suas certezas, sem que nós possamos discordar de nada sob a pena de sermos considerados idiotas pela discordância. O filme aborda um assunto realmente controverso, mas deixa que cada um fique a vontade para escolher o seu lado. O medo da mudança e de tudo que ainda não se conhece aflige a raça humana desde os primórdios e isso não nos impediu de chegarmos até aqui... mas onde estaríamos sem este medo? Nunca saberemos... Por isso o filme é ótimo na minha opinião. Mas esta é apenas a minha opinião. Qual é a sua?

    ResponderExcluir
  26. É bom para sair. Eu gostei, havia muitos elementos que pareciam muito atraente para mim, a sequência de ideias foi bom, mas alguma coisa aconteceu durante esse filme que não se conformava Trascender; no entanto, é um muito interessante para quem gosta de filme de ficção científica, o colapso da humanidade e do governo conspirações. Ele tem seus contras, mas é definitivamente interessante perguntar-nos mesmo com filmes, dilemas éticos que existem na ciência e desenvolvimento. Nós dois estamos dispostos a sacrificar a nossa ética e morais, a fim de salvar vidas; um debate que queima quando se trata de células, nanotecnologia e ciência médica-tronco.

    ResponderExcluir