Resenha - Cretino Irresistível

Resenha Cretino Irresistível Christina Lauren
Sinopse: "Uma estagiária ambiciosa. Um executivo perfeccionista. E um relacionamento ardente e totalmente perigoso! Esperta, dedicada, prestes a cursar um MBA, Chloe Mills tem apenas um único problema: seu chefe, Bennet Ryan. Ele é exigente, insensível, sem consideração – e completamente irresistível. Um belo cretino. Bennet acaba de retornar da França para assumir um cargo importante na empresa de comunicações de sua família. Mas o que ele não poderia imaginar era que a pessoa que o ajudava enquanto ele estava no exterior era essa criatura linda, sensual e totalmente irritante que agora ele tem de ver todos os dias. Ele nunca foi do tipo que se envolve em relacionamentos no ambiente de trabalho, mas Chloe é tão tentadora que ele está disposto a flexibilizar essa regra – ou quebrá-la de uma vez – para tê-la. Por todo o escritório! Mas o desejo que um sente pelo outro cresce tanto que Bennet e Chloe terão de decidir o que estão dispostos a perder para ganhar um ao outro."

ATENÇÃO! ESTE LIVRO É UM ROMANCE ERÓTICO E POSSUI CONTEÚDO ADULTO. PORTANTO, CASO VOCÊ SEJA MENOR DE IDADE E DECIDA MESMO ASSIM LER A RESENHA OU O LIVRO, ASSUMA A RESPONSABILIDADE.

Chloe Mills trabalha na Ryan Media Group, a RMG, e está concluindo seu MBA. Ela adora seu emprego e é bastante próxima e querida da família Ryan, dona da empresa. Bom, exceto de seu chefe, Bennet Ryan, um tirano arrogante, porém de tirar o fôlego.

Após trabalhar durante anos na área de marketing de uma grande empresa em Paris, o Sr. Ryan retornou recentemente a Chicago e assumiu seu cargo de chefia na empresa da família. Extremamente focado no trabalho, Bennet não gosta de distrações e nada menos que perfeição é esperado do trabalho de sua atraente assistente, Chloe.

Focada em construir uma carreira de sucesso no mundo dos negócios, Chloe aprende logo a lidar com a rispidez e exigência de seu irritante chefe. Sempre estando um passo à frente das necessidades dele, ela rapidamente se torna seu braço direito e incomparavelmente a mais eficiente assistente que ele poderia querer. Mas isto, de forma alguma, significa que a relação entre eles seja minimamente amigável. Entre ordens e críticas ríspidas por parte dele e rebatidas inteligentes por parte dela, os dois conseguem manter em equilíbrio sua relação estritamente profissional.

Seu trabalho juntos é constantemente tenso, mas haveria algo mais os atormentando nas entrelinhas de tanta rispidez mútua? Chloe odeia admitir, mas apesar de ser um cretino, seu chefe lhe tira o fôlego. Sr. Ryan já não sabe o que fazer com a situação desagradável na qual acorda todas as vezes que sonha com sua assistente, e isto tem acontecido com cada vez mais frequência.

Um deslize no trabalho acaba deixando Chloe sozinha à mercê de seu grosseiro chefe ao fim do dia, e o atrito constante entre os dois acaba por finalmente acender o estopim que detona, a partir dali, um jogo sexual cruel e sedutor. Sr. Ryan é o chefe, mas quando se trata da atração irresistível que nasce entre eles, ela não permitirá que ele mantenha as rédeas, afinal, ela tem uma carreira a construir, e se tornar a amante do chefe não pode se sobrepor aos seus méritos profissionais. Conseguirão, chefe cretino e assistente obstinada, manter seus corações afastados do jogo e, principalmente, manter sua eficiência profissional em meio às escapadas inevitáveis nos locais mais improváveis?

***

A primeira vez que ouvi falar de Cretino Irresistível foi na Bienal do Livro do Rio de Janeiro no ano passado. Um pôster gigantesco da capa me rendeu um único comentário mental: “nossa, quero um desses pra mim!” Saga da minha vida. Não adianta, cretinos irresistíveis são meu ponto fraco.

Entretanto, quando finalmente li o livro, a história não me cativou como eu esperava. O cara é um cretino, é provocante e sabe falar as coisas certas, mas isso é tudo o que sabemos sobre ele. Não existe um aprofundamento maior dos personagens e suas vidas, apenas de forma muito sutil nas poucas descrições de seus passados. O livro em si se resume ao universo que gira em torno das relações profissionais, com raras incursões à família dele ou dela.

Cada capítulo é contado por um dos protagonistas da história, então sabemos exatamente o que eles estão pensando e como se sentem, e entendemos o desenrolar do conflito central, que é, na verdade, o conflito interno de cada um. Mas o livro é sexy, não se pode negar. A paixão arrebatadora que se desenrola, mixada ao sentimento de ódio e desprezo mútuo parece que pode causar uma explosão a qualquer momento. Adoro histórias assim. Mas ainda gostaria de saber mais sobre os personagens principais. Coisas que vão além da marca da lingerie dela e da grife do terno dele.

Cretino Irresistível - Christina Lauren
Livro 01
Série Beautiful Bastard
Editora Universo dos Livros
272 páginas
Comprar: Saraiva

***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE MAIO.

Clique AQUI e saiba como participar.

49 comentários

  1. Ñ sou das mais chegadas nesse gênero, então esses livros eu sempre pulo. É uma pena que não tenhas te envolvido tanto com o tal do cretino, hehehe. Mas é legal ter vários pontos de vista pra uma história só. Enriquece. :)

    Bjs!

    Raquel
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raquel! Pois é, o cretino deixou um pouco a desejar para mim rssss. Já vi muita gente enlouquecida com esse livro, mas realmente não consigo ser cativada com coisas tão superficiais. Uma pena, Beijos!

      Excluir
  2. Oi Dany..
    Adoro livros assim, e tenho curiosidade em ler este.
    Legal saber que personagens diferentes narram a história, assim podemos saber mais o que se passa na cabeça deles.
    Espero ler um dia, e não me decepcionar..

    Nossa que legal, ainda não sabia o que era. Aliais nunca ouvi falar.
    É uma ótima ideia para quem quer publicar o livro, ou torna-lo conhecido.
    Quem sabe um dia eu escrevo um, é o sonho de todo leitor eu acho..rs

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Le! Torcendo para que não se decepcione também. Não é que a história seja ruim, mas pra mim faltou um algo mais. Beijos!

      Excluir
  3. Li alguns livros do gênero, mas enjoei. Acho todos tão parecidos que não quero ler mais. Sou daquelas que prefiro os românticos e cavalheiros, não suporto homem assim como o do livro.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, te confesso que continuo lendo na esperança de que algum me surpreenda. Tem mais algumas resenhas por vir e acho que Entre o Agora e o Nunca foi o que menos decepcionou. Quanto aos homens cavalheiros e românticos, também gosto deles e alguns desses "cretinos" de fato o são, só gostam de uma apimentada maior na intimidade.
      Beijão!

      Excluir
  4. Oi Dany! Oi Mi! O problemas destes livros é que tudo é muito superficial, só o sexo que é mostrado em detalhes, mas embora muitos sejam mais do mesmo, Cretino foi um dos poucos que me fez rir. Bjos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Cida. Sempre me decepciono com isso também. Uma pena tanta dedicação para as cenas sexuais e tão pouca na construção da história. Você leu o restante da série? Rendem muitas risadas também.
      Beijoss!

      Excluir
  5. Não sou fã de livros que tem temas eróticos...Tbm tem influencia da minha mãe que mi proíbe... tipo não que proíbe mais ela não gosta de eu ficar lendo esses livros assim... tbm nem tenho interesse :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi, só posso te dizer que não está perdendo muito, exceto por 50 Tons... ah 50 tons.. rssss
      Beijão, linda!

      Excluir
  6. Adoro livros assim, pena que nesse os personagens não parecem ter sido tão bem explorados né? Mas mesmo assim, tenho vontade de ler a série.

    Bjok

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Raquel, ficou muito superficial. Nas sequências eles até ganham uma aprofundada, mas mesmo assim é bastante focado neles.
      Beijoss

      Excluir
  7. Oie,
    Li este livro a pouco tempo e confesso que achei bem legal, mas concordo totalmente que não temos nada sobre os personagens.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São os típicos livros de entretenimento né?! Mas vai sempre do gosto de cada um.. hehe Beijos

      Excluir
  8. Oi, Danny
    Não sou muito fã do gênero, parece que todos os livros são iguais. Mas confesso que a capa é muito linda e chama bastante a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Monica, as capas são atrativas sim.. hehe Beijos

      Excluir
    2. Partilhamos das mesmas impressões, Monica. Mas ainda bem que alguns ainda conseguem surpreender positivamente no gênero.
      beijão!

      Excluir
  9. Eu gosto de livros assim, mas sempre me incomoda o fato de que só marca, dinheiro e essas coisas servem pra deixar algo mais apimentado.
    Acho que existem outras coisas 'pobrinhas' que também podem ser sexy.
    triplobooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Mari, penso o mesmo que você. Por que sempre têm que envolver empresários ricos na história? Bem que podiam criar algo diferente e inusitado né?! Adorei o "coisas pobrinhas também podem ser sexy".. viu Dany, quem sabe tu providencia algum livro nesse estilo? kkkk Beijos

      Excluir
    2. Verdade, Mari. Acho que por isso gostei tanto de Entre o Agora e o Nunca. Ele meio que vai contra tudo isso e especialmente contra o estereótipo do milionário perfeito. Infelizmente, Mi, minha idéia já foi roubada. huahuahua
      Beijão!

      Excluir
  10. Eu gosto de livros eróticos e gosto por exemplo da trilogia Peça-me o que quiser. Mas esse....eu não consegui nem terminar de lê-lo e eu não costumo abandonar livros de jeito nenhum. Não tive paciência, juro!
    Não consegui gostar de nada nesse livro! Respeito quem gosta , mas pra mim é um dos piores desse gênero que eu já li , ou quase li ! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que coisa hein! Detesto quando isso acontece :( Beijos

      Excluir
    2. É realmente muito ruim quando isso acontece. Eu fui até o final porque normalmente tendo a devorar os livros, mas a história acabou sendo muito superficial, realmente.
      Beijão!

      Excluir
  11. Acho que esse livro eu pulava também, não sei porque o tal cretino me lembrou tanto o Sr. Grey. E acabo tendo a impressão que livros que seguem essa linha acabam sendo apenas mais do mesmo.
    Então, não, obrigada! Pela capa eu imaginava que seria outro tipo de livro.

    Conversas de Alcova

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Kris, mas o Sr. Grey é maraaaaaa.. Bom demais.. kkk Beijos

      Excluir
    2. Kris, meu pensamento quando começo a ler livros que acabam no clichê de pseudo "Mr. Gray" é: NUNCA SERÃO! rssss Mas o que mais me entristece é a nítida falta de esforço em construir uma história sólida. O livro gira em torno de sexo, unicamente. Acredito que isso subestima muito o leitor.
      Beijão!

      Excluir
  12. Oi Danny, tudo bem? Entendo perfeitamente a sua frustração pela abordagem superficial do personagem, porque acho que isso é uma das coisas que mais me frustra neste gênero (hot)...Acho que os livros seriam mais interessantes se os personagens fossem mais complexos e menos previsíveis, ou se mais questões psicológicas viessem à tona, já que sexualidade é algo que acompanha a qualquer ser vivo no planeta mas ainda pode ter um ou outro tabu até para os mais bem resolvidos. Às vezes os autores se preocupam muito em narrar detalhadamente as cenas (podando até um pouco da nossa imaginação) e se esquecem de explorar melhor seus personagens. Não é um livro que eu leria, mas um ponto que achei interessante a alternância de personagens na narração, normalmente é uma jogada inteligente dos autores que traz pra gente visões diferentes da mesma situação! Beijos, Kellen! =)
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Kellen, para o gênero não ser maçante, o hot bem que podia não ser o cenário principal, e sim apenas um gosto particular dos personagens que possuem uma história de vida por trás, certo? Ainda bem que existem alguns livros nesse sentido. São poucos, mas se salvam.. hehe Beijos

      Excluir
    2. Oi Kellen!
      Adorei seu comentário e partilho do seu pensamento. Já estava desistindo do gênero quando comecei Entre o Agora e o Nunca, que foi o que mais me surpreendeu.. O livro é lindo, e é sobre pessoas, não sobre um casal tarado. Aí mora toda a diferença e os autores realmente precisam entender isso. A fórmula básica já está muito manjada e clichê. o gênero está bastante carente de originalidade. Espero que evolua, de todo o coração.
      Beijão!

      Excluir
  13. A capa desse livro é bem legal, e achei legal da autora mostrar vários pontos de vista, é bom que a gente conhece bem profundamente os personagens e seus pensamentos. Leituras "hot" não fazem muito meu estilo, infelizmente! :)

    Uma pena que o "Cretino" não tenha te conquistado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho nada contra, mas não é meu estilo favorito também.. hehe Beijos

      Excluir
    2. E olha que eu tenho uma séria tendência a gostar dos cretinos, viu! hahahaha É, mas esse, não deu.
      Beijão!

      Excluir
  14. Já li vários livros "Hot". Comecei com 50 tons, que considero como precursor desse novo gênero literário. E após ler a trilogia da E L James, conheci a Série Beautiful Bastard da Christina Lauren. Gostei do livro. Daria 3 estrelinhas. É um enredo batido, mas que te prende. Particularmente, gostei como a trama de Chloe Mills e Bennet Ryan se desenvolve. Já li inclusive, o segundo volume da série "Estranho Irresistível". E a autora ganhou pontos comigo, porque o núcleo de personagem se completa. O casal do primeiro livro é amigo do casal do segundo. E eu adoro ter flashes da história anterior. Posso dizer, ainda, que gostei mais do segundo "cretino" do que o primeiro.
    Se bem que adoraria ter o Benett ou o Max na minha vida! Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tati, depois que li Cinquenta Tons, nenhum outro me interessou. Essa série do Cretino Irresistível me deixa levemente curiosa por ser uma fanfic de Crepúsculo, assim como Cinquenta Tons. E queria ver como as autoras desenvolveram essa narrativa. Mas pelo visto, não lembra Crepúsculo em quase nada.. kk Beijos

      Excluir
    2. Não lembra mesmo, Mi, e a história é pouco elaborada. Ele serviria como um fanfic do fanfic (50 tons), mas não de Crepúsculo. E Tati, honestamente pelas coisas que li em Paixão Irresistível, fiquei com medo de ler Estranho. hahahaha Não é muito pesado?
      Beijão!

      Excluir
  15. Oi Mi, tudo bem?
    Eu já li o livro, e como você eu estava muito ansiosa para ler e acabou que o livro não foi tudo o que eu esperava, mas achei até legal, também senti falta de um aprofundamento nos sentimentos e nas características de cada personagem, acho que ficou meio que superficial demais, adorei a sua resenha.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, na verdade quem leu foi a Dany, nunca tive vontade de ler essas histórias não. Depois de Cinquenta Tons nenhum romance erótico me interessou mais. Beijos

      Excluir
    2. Oi Camila.
      Bem chato quando isso acontece, né? Mas vamos lá. uma hora um novo Mr. gray aparece (será?)
      Beijão!

      Excluir
  16. Pois é Dani, o mal desse genero é que tudo é superficial demais! Para evitar a decepção, eu já ponho na cabeça que a história será superficial.
    Eu gostei muito da história, e cara que Cretino <3

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha Vou começar a fazer preparação antes também, Dreeh! hahahah
      Beijão!

      Excluir
  17. É impressionante o quanto um cretino e cafajeste atiça os hormônios das mulheres, né?!?! Depois ficam chorando pelos cantos sofrendo por eles. kkkkkkkkkkkkkk
    Em relação ao livro, é uma pena que não rolou esse aprofundamento nas personalidades e vidas das personagens. Pelo menos, a trama é quente e tem aquelas faíscas de fogo entre os protagonistas que não se suportam (se bem que a gente sabe que eles se amam).

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Nardonio, mas aí é que está, esse cretino é um cretino fiel enlouquecido pela garota. Quem não quer um assim?? E sim, também adoro essa coisa de "Te odeio mas não consigo viver longe de você". pena que a história não foi mais aprofundada.
      Beijão!

      Excluir
  18. Oi Dany! Olha confesso ter uma queda por esses cretinos irresistíveis mas só nos livros viu, porque na realidade bléh! Quando vi todo mundo comprando essa série e comentando e bla bla blá achei ser super legal e fiquei com uma louca vontade de adquirir a minha, tanto que essa semana quase fiz isso. Ainda bem que li tua resenha porque só pela premissa eu já percebi que não era lá essas coisas e acho que não vale o meu investimento. Mas talvez dê uma chance à leitura.

    Beijos, Greice.
    diariodaalvorada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Greice, eu só li porque também caí na curiosidade. Eu tinha que saber o que acontecia e porque tanto bafafá, mas no fim descobri que qualidade no quesito "excitante": OK; qualidade literária? Deixa muito a desejar, infelizmente.
      Beijão!

      Excluir
  19. Oi Dany.
    Pra ser sincera nunca tive vontade de ler esse livro. Acho que foi pq a primeira vez que eu ouvi falar dele foi numa divulgação na saraiva e o cara me disse: " é no mesmo estilo de 50 tons de cinza"
    Bom, não gostei de 50 tons e esse comentário tirou toda minha vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que não gostou de 50 tons, Re? Eu confesso que tinha maior preconceito e me negava a ler, mas aí quando a curiosidade me venceu, me rendi e amei. hehehhe
      E realmente, se você não gostou de 50 tons, que tem uma história por trás, esse, pra você, não vale nem a pena, pois não há aprofundamento nenhum.
      Beijão!

      Excluir
  20. Dany, jurava que já tinha comentado na sua resenha, mas voltemos... HAHAHA
    Eu não gosto muito quando o livro erótico se deixa levar apenas pelas cenas de erotismo. Curto um desenvolvimento melhor dos personagens, um aprofundamento da história...
    Pelo que você disse, eu acabaria por dar poucas estrelinhas também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também Babi. Acho isso tão vazio. Eu sei que muitos romances eróticos se focam no sexo, mas gosto quando isso se torna um detalhe, uma consequência, e não a atração principal. Beijos

      Excluir
    2. Barbara, estamos juntas nessa. Eu sempre sinto falta de uma verdadeira história, que tirando as cenas de sexo não reste apenas um conto de 3 páginas. rssss Beijão linda

      Excluir