Resenha - Filme O Espetacular Homem Aranha 2: A Ameaça de Electro

Resenha Filme O Espetacular Homem Aranha 2 A Ameaça de Electro
Sinopse: "Todos sabem que a batalha mais importante do Homem-Aranha é a que ele trava consigo mesmo: o conflito entre as obrigações cotidianas de Peter Parker e as responsabilidades extraordinárias do Homem-Aranha. Mas em O Espetacular Homem-Aranha™ 2: A Ameaça de Electro, Peter Parker descobre que sua grande batalha está para começar. É ótimo ser o Homem-Aranha. Para Peter Parker (Andrew Garfield), não há nada melhor do que se balançar entre arranha-céus, ser um herói e passar o tempo com Gwen (Emma Stone). Mas ser o Homem-Aranha tem um preço: apenas ele pode proteger os nova-iorquinos dos inacreditáveis vilões que ameaçam a cidade. Com o surgimento de Electro (Jamie Foxx), Peter precisa confrontar um inimigo muito mais poderoso do que ele. E com o retorno de seu velho amigo Harry Osborn (Dane DeHaan), Peter percebe que todos os seus inimigos têm uma coisa em comum: a OsCorp."

Não sou nem um pouco fã de histórias em quadrinhos, mas quando o assunto é o Homem Aranha, saiam de perto. O cabeça de teia me conquistou na época de lançamento do primeiro longa, com Tobey Maguire no papel principal, e fiquei bem chateado quando soube que a Marvel voltaria lá para os primórdios, recontando a história do Aranha que todos vocês já conhecem. Porém, em julho de 2012, tive uma grande surpresa: O Espetacular Homem Aranha conseguiu me cativar ainda mais e ansiei por sua continuação durante esses quase dois anos de espera.

O segundo filme, que será lançado nos cinemas brasileiros no dia 01/05/2014, já começa com uma cena de suma importância para a trama. Qual foi o verdadeiro motivo para Richard e Mary Parker abandonarem seu filho, Peter, na casa de seus tios? Lá no primeiro longa, esse momento foi apenas pincelado, mas na sua continuação conseguimos saber o real motivo por trás da fuga dos Parker.

Peter continua o mesmo cara. Um grande nerd, com um humor acentuado e apaixonado pela linda Gwen Stacy. Ele está se formando na escola e ganhando uma boa quantia com suas fotos do Homem Aranha para ajudar tia May, que está trabalhando dobrado para conseguir se manter após a morte do marido, Ben.

Ser super-herói é um trabalho gratificante para Peter, mas ele precisa se dividir entre ser o Aranha e cumprir a promessa que fez ao pai de Gwen, de que a manteria longe de todo o perigo que a rodeia. Peter está cada vez mais confuso e, para piorar, fica cada vez mais agoniado tentando descobrir o que aconteceu realmente com seus pais.

Paralelamente, somos apresentados a Max Dillon, um grande fã do Homem Aranha. Max trabalha como engenheiro eletricista na Oscorp, empresa de genética para qual Richard Parker trabalhou a vida toda, consertando os defeitos na rede que ele mesmo projetou, mas sem nunca receber os devidos créditos por seu trabalho e tratado como se fosse invisível.

No dia de seu aniversário, Max precisa ficar até tarde na empresa para reparar um dano em um dos laboratórios. O problema é que a energia ainda estava ligada, o que faz com que o homem tome um choque muito potente e caia em um tanque repleto de enguias geneticamente modificadas que o mordem incontáveis vezes. Quando finalmente acorda, Max tornou-se Electro.

Max sempre quis ser visto, verdadeiramente reconhecido por seu trabalho, mas todos só o desprezavam e o humilhavam. Todos exceto o Homem Aranha. Porém, após escapar e descobrir a imensidão de seus novos poderes, Electro está confuso e assustado e se vê, de repente, sob todos os holofotes. Todavia, com a chegada do Aranha, o foco passa diretamente para o herói e a raiva de Electro aumenta. Agora o cabeça de teia tem um grande inimigo e, para piorar, que sabe tudo sobre ele.

Querem saber o que acontece depois? Então não deixem de assistir ao filme.

***

Como disse no começo da crítica, prefiro essa nova versão à antiga. O humor sarcástico desse Homem Aranha abrilhanta muito mais as cenas. Claro que heróis precisam ser sérios, mas o fato de o Aranha fugir desse quesito o torna um dos meus favoritos. Porém, senti muita falta do padrão Marvel para esse segundo filme da franquia.

Tivemos mais cenas paradas do que ação. Não se assustem, as cenas de ação foram excelentes, caracterizadas brilhantemente, mas foram bem escassas. Em A Vingança de Electro, Peter está fazendo descobertas sobre seu passado e ainda tentando dar continuidade a seu romance com Gwen, já que ela conseguiu uma bolsa para estudar na Inglaterra e ele fez aquela promessa para o pai dela.
Resenha Filme O Espetacular Homem Aranha 2 A Ameaça de Electro
Outro aspecto que achei negativo foi a entrada de Harry Osborn na trama. Ele aparece após ter perdido o pai para uma doença degenerativa que agora o está atingindo também. Até aí, tudo bem. O problema é que Harry entra como um antigo amigo de infância de Peter, que o apoiou logo que seus pais desapareceram. Posso estar falando besteira, mas Harry, tendo sido tão importante nessa fase de Peter, não merecia ao menos uma citação no primeiro filme? Ou talvez uma melhor abordagem da relação no segundo?

Quanto às atuações, não tenho nenhuma reclamação. Andrew Garfield tem o dom para transmitir o sarcasmo e a sagacidade do Homem Aranha que conhecemos para seu personagem. Sou suspeito para falar qualquer coisa quando o assunto é Emma Stone. Sou apaixonado por ela e por sua atuação e a considero uma Gwen perfeita. O ponto mais alto da franquia até agora é a química entre Andrew e Emma. Os dois conseguem se completar e passar verdade através de seus personagens. Suas cenas românticas são recheadas de boa atuação e são muito tocantes.
Resenha Filme O Espetacular Homem Aranha 2 A Ameaça de Electro
Fiquei bem chateado quando soube que cortaram a Mary Jane, interpretada por Shailene Woodley, da versão final desse filme. Porém, após assistir o resultado, não vejo onde ela poderia se encaixar. Peter precisava encerrar sua história com Gwen, que todos já sabem o final, para depois encontrar um novo amor em MJ. Achei o encerramento digno e fico ansioso pra saber como será a inserção de Mary Jane no próximo filme.

Jamie Foxx merece um parágrafo inteiro só pra ele. Conheci-o no filme Código de Conduta, um dos meus longas favoritos. Hoje, vendo-o como Max/Electro, só consegui pensar na sua versatilidade como ator. Ele encarnou com maestria as dificuldades de Max perante a sociedade e conseguiu ser melhor ainda ao transformar-se em Electro, pois uniu os dois em um só, tornando-se o vilão e usando alguns toques sutis do cara incompreendido.
Tive a oportunidade de assistir ao longa em IMAX 3D, mas confesso que a experiência não foi das melhores. Já tinha comentado com a Mirelle que o uso indiscriminado do slow motion como técnica de realce dos efeitos visuais do 3D me irrita um pouco. Sinceramente, não vejo sentido de produzir um filme na versão 3D se as únicas cenas que se tornam interessantes para serem assistidas nessa tecnologia são as de câmera lenta. Entretanto, os efeitos visuais, principalmente a caracterização de Electro, estão excelentes.

Falando em desperdício, preciso comentar sobre a entrada do Duende Verde na história. Como o subtítulo do filme já diz, o grande vilão é o Electro. Tenho certeza de que a entrada do Duende nesse filme é mais um gancho para o próximo do que qualquer outra coisa, mas realmente achei desnecessário.

Se vocês gostaram do primeiro filme, assistam o segundo que se deliciarão ainda mais. Se não gostaram, assistam também, que serão surpreendidos. O filme não é “espetacular”, mas fez muito bem seu trabalho de entreter os espectadores.
 
* Agradeço ao Espaço/Z por ter me proporcionado assistir ao filme em primeira mão, numa cabine de imprensa.

Título original: The Amazing Spider-Man 2: Rise of Electro
Roteiro: Alex Kurtzman, James Vanderbilt, Jeff Pinkner, Roberto Orci, Stan Lee e Steve Ditko
Direção: Marc Webb
142 minutos
TRAILER

15 comentários

  1. Oi Leonardo :)

    Sou um fã da franquia: Homem Aranha. Já adquirir meu ingresso para a pré-estréia e fiquei feliz que você gostou. Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel, acredita que até hoje não vi o primeiro filme? Na verdade comecei a ver, mas dormi no meio.. na época que viajava muito a trabalho e tava sempre podre. Mas o Leo elogiou tanto este segundo que deu vontade de ver também.. hehe Beijos

      Excluir

  2. Parei de ler em:

    "Não sou nem um pouco fã de histórias em quadrinhos..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carlos, não é porque a pessoa não é fã de HQ que não pode gostar de filmes baseados em HQ. Vai do gosto de cada um.

      Excluir
  3. Olá Leonardo,

    Confesso que nunca gostei muito do Homem Aranha, mas vendo alguns filmes com meus meninos, me deparei com esse, e realmente, não precisa ser fã de HQ pra curtir =)

    http://www.viajenaleitura.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais, legal saber que você compartilha da minha opinião. O Homem Aranha não é meu herói favorito, sou mais fã do Super Homem, mesmo assim é legal ver que os filmes foram bem feitos a ponto de seduzirem pessoas comuns e não só os fãs de comic books. Beijos

      Excluir
  4. Assisti o primeiro por pura pressão meu irmão praticamente
    me obrigou, provavelmente acontecerá o mesmo com esse.. Não sou muito fã de filmes de heróis, prefiro as séries.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk O Junior vive me "forçando" a ver alguns filmes, mas no fim sempre acabo gostando.. hehe Beijos

      Excluir
  5. Olá, Leonardo
    Confesso que eu gosto mais da versão antiga, aquele homem-aranha desastrado e sofredor me fazia dar muitas risadas. Mas pretendo ver esse filme pois adoro o homem-aranha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monica, o Leo já me fez tanta propaganda dessa nova franquia que preciso conferir. Nunca fui fã do Homem Aranha, mas quem sabe não me surpreenda?! hehe Beijos

      Excluir
  6. Vou ao cinema para assistir, tomara que chegue próximo ao Capitão América - Soldado Invernal. Pois, o primeiro Homem Aranha, foi um verdadeiro fiasco!!! Vamos ver, se conseguiram salvar o herói desta lambança todas...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Levandosqui, ouvi dizer que o Capitão América 2 está demais né?! Pena que ainda não assisti. Quanto ao Espetacular Homem Aranha 2, ouvi dizer que ficou bem melhor que o primeiro filme. Tomara que você goste. Beijos

      Excluir
  7. Bacana tua crítica Leonardo Amarante. Parabéns. Espero pelas próximas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Filipi. Também adorei a opinião do Leo. Beijos

      Excluir