Resenha - Filme Hoje eu quero voltar sozinho

Resenha Hoje eu quero voltar sozinho
Sinopse: "Leonardo é um adolescente cego que, como qualquer adolescente, está em busca de seu lugar. Desejando ser mais independente, precisa lidar com suas limitações e a superproteção de sua mãe. Para decepção de sua inseparável melhor amiga, Giovana, ele planeja libertar-se de seu cotidiano fazendo uma viagem de intercâmbio. Porém a chegada de Gabriel, um novo aluno na escola, desperta sentimentos até então desconhecidos em Leonardo, fazendo-o redescobrir sua maneira de ver o mundo."

Oi gente, vou pedir uma licença para a Semana Especial Silo para postar a resenha do filme Hoje eu quero voltar sozinho que estreia nos cinemas brasileiros amanhã, dia 10/04/2014. Confiram sobre o que se trata o filme: 

Leo é um adolescente como outro qualquer, exceto por um "pequeno" detalhe, ele é cego desde nascença, ou seja, tudo na sua vida é um "pouco" mais complicado do que o normal.

Mas nada disso importa para Giovana, sua melhor amiga. Gi é uma menina romântica e sonhadora que deseja encontrar o grande amor e tem em Leo um porto seguro. Apesar de não admitir com todas as letras, Gi nutre pelo menino uma paixão platônica de longa data e fantasia com o momento em que ambos serão felizes para sempre, juntos.

Leo nem desconfia desse detalhe. Trata Gi como se fosse uma irmã e nunca parou para pensar a fundo sobre garotas, sentimentos e namoro. Até chegar Gabriel, o novo aluno da turma, que gradualmente modifica a dinâmica da dupla perfeita: Leo e Gi.

Gabriel se torna um catalisador na vida de Leo, promovendo diversas mudanças externas e principalmente internas na vida pacata e rotineira do jovem. A falta de tato de Gabriel em lidar com a cegueira de Leo se torna engraçada e sua despreocupação com certos detalhes faz Leo perceber que ele pode ter uma vida sem tantas limitações.

Por que ele não pode chegar tarde em casa, ir numa festa ou numa excursão do colégio, assistir a um filme no cinema ou então admirar um eclipse lunar? Só por que é cego? Leo tenta dar um grito de independência e se livrar de pais tão superprotetores que o sufocam. Mas nessa jornada ele irá descobrir sentimentos antes nunca percebidos que mudarão em definitivo o rumo da sua vida.

Querem saber o que vai acontecer? Então assistam!

***

Fui assistir ao filme Hoje eu quero voltar sozinho sem grandes expectativas. Não sou fã de filmes nacionais, mas confesso que curti o trailer. Hoje eu quero voltar sozinho não fala apenas dos dramas comuns dos adolescentes como: o primeiro amor, o primeiro beijo, a primeira bebedeira, a primeira extravasada, bullying no colégio e melhores amigos. Aqui temos fatores agravantes que tornam a vida de um adolescente ainda mais difícil: a deficiência física e o homossexualismo.

Não bastasse Leo ser cego e ter que lidar diariamente com o preconceito, as piadinhas, as restrições e a superproteção dos pais, ele ainda tem que enfrentar a confusão de sentimentos internos por se perceber apaixonado por um menino, e não por uma menina. Como lidar com tudo isso numa idade em que os hormônios estão a flor da pele?

O que gostei é que por mais que no filme esteja retratado o preconceito social, essas temáticas foram tratadas com tamanha naturalidade. O envolvimento amoroso entre Leo e Gabriel é lindo, e seu primeiro beijo de verdade, o momento em que eles se entregam a essa paixão é tão delicado e intenso como o primeiro amor. Ali não vemos dois meninos se beijando e sim duas pessoas se descobrindo, aliviadas e felizes por serem correspondidas.

Apesar da história ter um ritmo mais lento, fiquei muito satisfeita com o desenrolar da trama e a interpretação dos atores, sem contar que a trilha sonora é deliciosa. A única ressalva que faço é a seguinte: não conheço a vida de um cego, me desculpem falta de conhecimento, mas achei muitas das situações pelas quais Leo passou fáceis demais. Do tipo: não se encostar em paredes para saber exatamente onde esta a porta e se encaminhar diretamente a ela já abrindo a fechadura. Ou então quando ele caminha livremente pelo quarto se jogando na cama ou na poltrona sem bater em nada, sabendo exatamente onde cada objeto está. Mas a cena que mais achei estranha foi a que ele levanta da mesa da sala e sai feito foguete até o quarto, desviando dos objetos, volta com uma revista e entrega na mão do pai. Sei lá, talvez eu realmente seja muito ignorante, mas esperava um pouco mais de dificuldade na questão locomoção, por mais identificado que um cego esteja com um ambiente. Por favor, me corrijam se eu estiver errada.

Sei que este não será um filme que irá agradar a todos, mas eu o achei muito fofinho e fiquei feliz por ter podido prestigiar nosso cinema nacional que por vezes se mostra de qualidade.

Para quem não tem preconceitos e quer curtir um filme juvenil bem produzido, divertido e revelador, assistam, pois vocês irão gostar :)

* Agradeço ao Espaço/Z por ter me proporcionado assistir ao filme em primeira mão, numa cabine de imprensa.

Título original: Hoje eu quero voltar sozinho
Roteiro: Daniel Ribeiro
Direção: Daniel Ribeiro
100 minutos

TRAILER

*** 
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE MARÇO.

Clique AQUI e saiba como participar.

27 comentários

  1. Já tinha visto o trailer,é lindo ^^

    Vem ver o post novo do blog?
    http://espacoteencomanaliasantos.blogspot.com.br/2014/04/wishlist-moda-make-me.html
    Beijos ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, também fui seduzida pelo trailer. Beijos

      Excluir
  2. Acho que esse filme "quebrou" grandes barreiras da sociedade. 1- Que pessoas cegas podem levar uma vida normal. 2- O homossexualismo. Eu não me interesso muito em filmes nacionais então não garanto que irei assistir, mas a proposta que o mermo passa é ótima! Que faça muito sucesso, e que abra os olhos de pessoas que acham que vivem no século passado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Rodrigo. Espero que faça primeiramente o pessoal ir ao cinema, porque do jeito que são, é bem capaz de só uma parte da população conferir a história :P Beijos

      Excluir
  3. Oi Mi :)
    Já tinha visto o trailer desse filme e estou querendo muito assistir. Ainda mais por ser nacional, e parece ser muito bom!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, filha! Não costumo ler comentários, tampouco críticas, antes de assistir aos filmes que desejo conferir. Abri uma exceção hoje e li o teu comentário. Muito massa! mesmo que tu não tivesses apreciado, eu iria conferi-lo, porque sou apaixonada pelo bom cinema brasileiro. Um beijo e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi mãe, eu sei, fico feliz por você ter aberto uma exceção para mim. Espero que também goste. Beijos

      Excluir
  5. Oi, Mi
    Achei muito lindo o trailer. Deve ser um filme muito lindo. Gostei também por tratar de temas bem polêmicos como preconceito, deficiência física e homossexualidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Monica, e apesar disso tudo, ele aborda essa temática de maneira bem delicada e honesta. Beijos

      Excluir
  6. Amiga olha quem apareceu \o/
    Estou morrendo de saudades de ler seus posts, muita coisa mudando por aqui e eu sem tempo de acompanhar tudo :'( Estava com tanta saudade que me obriguei a achar um tempinho pra ler pelo menos um post :) Logo pretendo voltar e conferir tudo o que perdi nesse último mês.
    Voltando ao post =D
    Antes de filme havia um pequeno vídeo de 15 minutos sobre o Gabriel, o Leo e a Gi, assisti na escola e achei lindo demais! Assisti na escola na aula de sociologia e fiquei louca de vontade de ver o filme assim que soube da adaptação. Fico feliz em saber que o filme não decepcionou, mas chateada com esse fator que você citou em relação à locomoção do menino, minha ideia é a mesma que a sua. Espero conseguir assistir logo e gostar bastante :)

    Ai ai que delícia passar aqui de novo, já to indo e morrendo de saudades de novo :/
    Grande beijo amiga!
    Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apareceu a margarida! \o/ Ô que saudades de te ver aqui! Sim, ouvi dizer que o filme é uma adaptação do curta Eu não quero voltar sozinho, com os mesmos atores e mesma história. Não cheguei a assistir. Pois é, andei falando com uns amigos e eles dizem que cego é assim mesmo.. que coisa né?! Beijocas amadas.

      Excluir
  7. Olá, Mi!!!!!
    Eu já tinha assistido o curta que deu origem a esse filme, e já tinha gostado bastante do resultado. Ele realmente aborda temas adolescentes difíceis, mas com uma naturalidade e sutileza sem tamanhos.
    Irei assisti-lo em breve, e espero me encantar tanto quanto o curta.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Dom, isso foi o que mais me chamou atenção, a naturalidade e a delicadeza com a qual abordaram estes assuntos que teoricamente são tão pesados para qualquer adolescente. Beijos

      Excluir
  8. Um filme brasileiro de qualidade! Sem favela, bandido, policia, sacanagem..
    Viu como a gente é capaz?! haha
    Não conhecia o filme Mi. Ando alienada de filmes, mas achei a proposta dele bem bacana!
    Também não sei como é o dia a dia de um cego, se ele pode memorizar tão bem assim o ambiente a ponto de se locomover sem preocupação, mas acredito que possa sim.. Não sei..
    Bem, a dica está anotada =)

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm!! Concordo, somos capazes de produzir filmes de qualidade com enredos delicados e assuntos importantes a serem abordados para os jovens. Pois é, parece que os cegos desenvolvem muito esse sentido de localização num ambiente que já conhecem. Mas ainda assim não pude deixar de me impressionar e de estranhar.. hehe Beijos

      Excluir
  9. Está aí um filme que está dando o que falar. Tenho amigos que nem são muito ligados em filmes que estão comentando o roteiro e dizendo estar loucos pra assistir. Só posso ficar curiosíssima também, né?
    òtima dica, Mi!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade amiga..acho que ele vai bombar entre a gurizada. Beijos e espero que goste.

      Excluir
  10. Achei o trailer lindo, fiquei com muita vontade de assistir. Acho os filmes brasileiros, em geral, muito bons. E acho legal que assuntos polemicos estejam começando a ser tratados com certa naturalidade por aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho Re.. é um avanço. Agora é ver se terá público para assisti-lo.. hehe Beijos

      Excluir
  11. Oie, tudo bom?
    Tenho escutado muitas coisas sobre esse filme e a história parece ser tocante e enriquecedora ao mesmo tempo. A premissa já é diferente de qualquer filme que eu tenha visto e isso só me deixa mais curiosa. Não é para todos os públicos, mas acho que vale a pena conferir!
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, pois é, não é para todos os públicos, mas aqueles que têm a sensibilidade de apreciar uma boa história vão gostar. Beijos e bom filme.

      Excluir
  12. Ano passado eu vi um trechinho de dez minutos, no youtube. Não sei bem explicar o que era. Mas acho que o vídeo fez tanto sucesso que acabaram criando o filme.
    Achei comovente e a relação homoafetiva, questão social, mexeu bastante comigo. Eu também não sou fã de nacionais, mas eu tenho planos de assistir esse filme, sem dúvida alguma.
    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, pelo que entendi o curta virou filme, mas não sei se foi por interesse dos produtores mesmo ou pela repercussão, só sei que ficou ótimo. Eu fiquei espantada com a atuação dos meninos, tão jovens e fazendo cenas tão intensas que muitas vezes são difíceis de serem realizadas por atores de longa data. Beijos e bom filme.

      Excluir
  13. Eu assisti o curta e achei muito fofo. Pena que boa parte dos cinemas aqui de Porto Alegre e região não está exibindo o longa. Espero que não demore a sair em DVD, estou doido pra conferir.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah para.. jura que não estão? Tô chocada.. Beijos

      Excluir
  14. Dos filmes que eu gostava de ver um delos atores envolvidos neste processo é César Troncoso, um ator que sempre alcança excelentes personagens na televisão e no teatro. Agora estou vendo na O Hipnotizador uma nova série , espero continuar hacinedo um excelente trabalho, porque eu adoro observá-lo.

    ResponderExcluir