Especial Divergente - Resenha Filme Divergente

E aí pessoal, estamos de volta com o Especial Divergente. Hoje ainda não é dia 17/04/2014, data da estreia nacional de Divergente nos cinemas, mas tive a oportunidade de assisti-lo em cabine de imprensa no dia 10/04/2014 e pude conferir antes de todo mundo este tão esperado filme.

Não li os livros, portanto, a minha resenha será mais relacionada ao que eu achei do filme em si, sem compará-lo com o livro. A única pessoa que poderia traçar um comparativo seria a Dany, portanto, assim que ela assistir ao filme prometo voltar com um post feito por ela dando a sua opinião como fã.

Sinopse: "Baseado no romance homônimo de Veronica Roth. Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Audácia, ela torna-se Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Four, um rapaz mais experiente na facção que ela, e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo. (AdoroCinema)"

Em Divergente conhecemos uma Chicago futurista e pós-apocalíptica, povoada pelo o que restou da humanidade. Numa tentativa de manter a paz e evitar novos conflitos que culminassem no extermínio da raça humana, o Governo implementou um sistema de facções dividindo a população em cinco grupos: Erudição, Audácia, Amizade, Abnegação e Franqueza.

Cada um sabe o seu lugar e obedecem religiosamente as regras estabelecidas para cada uma das facções. Apesar de nascerem e serem criados em facções específicas, depois de determinada idade cada jovem pode escolher a facção a que quer pertencer para o resto da vida.
"Facção antes do sangue."
Essa escolha é feita baseada num teste de personalidade que deveria apontar o caminho a se seguir. Mas isso não acontece com Beatrice Prior, nascida na Abnegação. O resultado do seu teste dá inconclusivo, algo altamente perigoso para si e para a sua família. Beatrice é Divergente e não entende o que isso significa, só sabe que deve manter esse segredo a qualquer custo.

Beatrice não sabe a qual lugar pertence, só tem a certeza de que não gostaria de continuar vivendo como abnegada. Desde pequena ela desenvolveu um fascínio pelos integrantes da Audácia, vistos como pessoas totalmente malucas e sem limites. Apesar de ter falhado em seu teste de iniciação, Beatrice tem a oportunidade de escolher a que grupo quer pertencer e opta pela Audácia numa cerimônia em que os jovens deixam de ser dependentes dos seus pais e de suas facções de nascença para se tornarem membros da sociedade.

Beatrice, agora Tris, tem que aprender a lidar com a sua nova realidade e vencer as dificuldades que lhe são impostas para ser aceita pela Audácia, caso contrário, seria renegada, transformando-se em uma "sem facção", vivendo à margem da sociedade, algo que ninguém deseja. Mas aprender a lutar, a atirar, a manusear uma faca e a nunca desistir vão parecer moleza perto dos outros desafios que a jovem terá que enfrentar.

Tris se vê no meio de uma grande disputa política, em que os Eruditos querem tirar os Abnegados do poder, exterminar os Divergentes, por serem uma ameaça ao sistema de facções e por serem um desafio à categorização e manter a paz a qualquer custo, mesmo que isso signifique a morte de milhares de inocentes. Tris terá que escolher em quem acreditar, em quem confiar e de qual lado irá lutar.
"O futuro pertence àqueles que sabem o seu lugar".
Querem saber o que vai acontecer? Então assistam ao filme.

***

Fui assistir ao Divergente sem nenhuma expectativa e sem ter nenhuma noção do que esperar. As únicas coisas que sabia sobre a história foram as que li no post Embarcando no mundo de Divergente, escrito pela Dany.

No início do filme tivemos uma boa introdução explicando o funcionamento de tudo e apresentando os personagens, ideal para quem, como eu, não conhecia o mundo de Divergente.

Adorei a atuação de Shailene Woodley, que deu vida a Tris, uma personagem cheia de garra e determinação, decidida a fazer parte da Audácia custe o que custar, mas sem perder a doçura. Mudar de facção não é algo fácil. É difícil se desconectar das origens e da família e se ambientar em um novo universo tão diferente. Se não fosse por Christina, Al e Will, seus novos amigos, Tris não teria conseguido.

Agora finalmente consegui entender por que todas as minhas amigas ficam berrando "Four". Ai céus!! Que homem é aquele? Four ganhou uma nova fã! kkk Theo James está demais. Four em princípio aparenta ser um homem meio amargo, prepotente e extremamente rígido, até se render aos encantos de Tris e amolecer completamente. O romance nascido entre Four e Tris, apesar de ser intenso, não é completamente explorado, limitando-se a poucas cenas de beijos inocentes e uma declaração de amor fugaz.

Uma coisa que me chamou muito a atenção e que gostei demais foram as cenas de luta. Gente, como a Tris apanhou! Elas foram tão reais, tão intensas, que chegava a doer na gente. Foi incrível perceber os barulhos secos das porradas e o estado que Tris ficava no final. Ponto positivo para os atores que interpretaram essas cenas direitinho.

Em contrapartida, achei que os pais de Tris tiveram uma participação bem sem sal na trama e completamente forçada. Fiquei com raiva de Caleb, irmão de Tris, por ter tido tanta facilidade de mudar de facção e simplesmente fechar os olhos para todos os problemas que estavam acontecendo entre a Erudição e a Abnegação.

Fiquei o tempo todo esperando por uma virada na história, a revelação de alguma conspiração, traições, intrigas, etc, principalmente envolvendo Marcus e o pai de Tris, mas nada disso aconteceu. Achei o filme muito bom, acho que ele cumpriu o seu papel de um filme de ação e de entretenimento, voltado para o público jovem com atores Hollywoodianos que todos amam. Mas esperava um pouco mais de violência, como Jogos Vorazes, ou de um envolvimento amoroso maior entre os protagonistas.

Divergente não chegou a me deixar com vontade de ler os livros e não achei a sua história tão extraordinária. Enquanto assistia ao filme, tinha a impressão de ver uma história já conhecida, no estilo Delírio e Silo, por exemplo, porém repaginada. Apesar disso, fiquei com vontade de acompanhar os próximos filmes e descobrir o que vai acontecer com Tris e sua família.

Conversei rapidamente com a Dany sobre o filme e tivemos a impressão da história ter sido modificada em alguns detalhes. Não saberia dizer até que ponto isso irá incomodar os fãs, só vocês assistindo mesmo para tirarem as suas conclusões.

* Agradeço ao Espaço/Z por ter me proporcionado assistir ao filme em primeira mão, numa cabine de imprensa.

Título original: Divergent
Roteiro: Evan Daugherty, Vanessa Taylor e Veronica Roth
Direção: Neil Burger
139 minutos
TRAILER

*** 
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA DE MARÇO.
 
Clique AQUI e saiba como participar.

42 comentários

  1. Estava ansiosa pra ler sua resenha =D
    Fico feliz que o filme tenha sido bom e se você que não leu gostou imagina pra quem leu! Eu gostei bastante de Divergente, não achei a melhor distopia, de forma alguma, pois pra mim Jogos Vorazes ainda é melhor, principalmente depois que li Insurgente mas estou ansiosa ao extremo para assistir Divergente. O primeiro livro merece 5 estrelas e espero ter uma opinião semelhante quanto à adaptação. Vendo os trailers e imagens do filme acho que não irei me decepcionar. As cenas de ação no livro ficam para o final, não são muitas as presentes na trama mas achei satisfatórias, quanto ao filme vendo o trailer me pareceu que haveriam algumas, agora é esperar pra ver. Infelizmente acho que não vou conseguir assistir no cinema, o que é uma pena porque eu estava ansiosa pra ver o filme naquela telona maravilhosa hehe
    Eu diria que é uma pena você não querer ler os livros mas na minha opinião o primeiro é excelente e depois a coisa desanda um pouco, mas como ainda não li Convergente não vou dar opiniões precipitadas.

    Beijos, Greice.
    diariodaalvorada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, para mim o filme teve muitas cenas de ação e várias muito legais e bem-feitas. Espero que você goste. Pois é, vou dizer o seguinte, tem tantoss livros por aí que queria ler que no fim sei que vou ter que acabar priorizando alguns em detrimentos de outros sabe.. e a maioria das distopias está tão igual que tenho deixado de lado.. daí quando tem filme claro que vejo, não me custa.. são poucas horas perto do que gastaria lendo os livros.. mas também sei que não são iguais.. Mas quem sabe futuramente eu não leia? hehe Que pena que você não poderá ver no cinema. Não tem cinema em Rio Grande? Beijos

      Excluir
  2. Oi, Mi
    Estou com muita vontade de ver o filme. Já li o livro, gostei muito. Espero que o filme não me decepcione.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara Monica, vou ficar torcendo! Beijos

      Excluir
  3. Esse filme parece ser muuuuito bom, mas vou segurar a vontade de ver por mais algum tempo pq quero muito ler o livro antes!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é isso.. ultimamente tenho primeiro visto os filmes e depois lido os livros. Me decepciono menos assim. Beijos

      Excluir
  4. "quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida" Dezesseis Luas? Enfim, eu gostei do tema, nunca tinha lido do que se tratava 'Divergente', mas agora estou bem interessado, mais do que antes mesmo sabendo "daquele spoiler". Enfim, pretendo ler o/s livro/s primeiro, e depois, talvez eu veja o filme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dezesseis Luas? Spoiler? Acho que não entendi seu comentário Rodrigo.. hehe Beijos

      Excluir
  5. Eu gostei bastante dos livros, espero que o filme seja bom, porque espero sempre menos dos filmes de livros de ficção, distopias...com exceção de Jogos Vorazes que vi primeiro...sempre prefiro ler...Dezesseis Luas eu vi e perdi a vontade de ler...:( Mas não vou perder esse não no feriado lá vou eu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mi, as adaptações são sempre delicadas mesmo. Mas espero que você goste desta. Beijos

      Excluir
  6. Estou ansiosa demais para ver o filme. Todo mundo fala tão bem do livro e, com certeza, estava esperando um espetáculo nas telonas.
    Pena que aqui não saiu ainda, é um horror morar no interior =\
    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, então, o filme ainda não estreou. Só dia 17, então fica de olho. Beijos

      Excluir
  7. Oi Mi :)

    Eu já li Divergente, mas não achei o livro a sétima maravilha do mundo.

    Sua opinião sobre o filme tende a ser igual a minha, já comprei meu ingresso para o dia 17/04 e espero não decepcionar-me. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser Gabriel, senti o mesmo sobre o filme, é legal, mas não é extraordinário. Depois conte o que achou. Beijos

      Excluir
  8. Apesar de ainda não ter lido os livros, essa tornou-sr uma das estreias do ano maos aguardadas por mim. Gosto de distopias, e se elas tiverem essa pegada mais "aventureira", melhor ainda.
    A parte de rolar algumas modificações no filme em relação ao livro são até aceitáveis, mas quando a galera extrapola o limite do aceitável, a coisa complica. O fato é que quero muito assistir, e espero que consiga ver no cinema. E que esse próximo fim de semana chegue logo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dom, pois é.. também não gosto quando eles alteram demais as histórias.. mas só você vendo para saber se a adaptação ficou aceitável ou não.. hehe Beijos e bom filme.

      Excluir
  9. Eu acho que vou assistir esse filme pois os livros só Deus sabe quando vou ler. Ainda mais depois que vi que o ultimo decepcionou muito blogueiro. Ultimamente tenho lido muita distopia e todas são muito parecidas.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti pelo mesmo motivo Sil.. hehe Também tenho a mesma sensação, de que todas as distopias estão iguais, com exceção de Silo.. kkk Beijos

      Excluir
  10. Estou lendo esse livro atualmente e estou gostando muito da experiência,
    comecei a lê-lo depois de ter assistido ao triller do filme, corri e peguei o livro, agora estou mega ansiosa pelo filme, pelo pouco que vi nos traillers e li o filme vai ser bem fiel ao livro, #SóAcho!

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, você vai ter a história bem fresca na menta para comparar.. hehe Beijos e divirta-se.

      Excluir
  11. Não acredito MI que vc já viu... ain me corroendo.. chega o natal mas nao chega dia 17 rsrsrs.
    Adorei saber o que achou do filme, realmente no primeiro livro fica um pouco vago sobre determinados Personagens (ambos os pais dos protagonistas) descobri só no segundo livro. E confesso que estou com muito medo de assistir ao filme me decepcionar . Mas é assim a vida de nós amantes dos livros.

    Adorei o post ♥

    http://cafecomana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, todos sempre temos esse medo né?! Mas espero que goste. Beijos

      Excluir
  12. Oi Mi :)
    Sorte sua já ter assistido o filme! hehe
    Estou querendo muito assisti-lo quando estrear, mas ainda não li o primeiro livro, por isso só vou assistir depois que eu ler. (se minha curiosidade deixar) kkk =/
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que você vai resistir? hehe Boa sorte. Beijos

      Excluir
  13. MI! Eu não posso ler a sua resenha, entende né?! rs
    Prometo que no final de semana eu venho aqui e confiro direitinho..
    Mas li o finalzinho e sério que você não ficou nem um pouquinho com vontade de ler os livros?!
    Acho que isso me deixou receosa porque os livros são tão bons *---* pelo menos divergente é rs.
    Sério, não me sinto assim por uma adaptação desde HP! Mas, deixa estar..

    Acho que você pode ter sentido que faltou algo novo porque tem tido muitas distopias hoje em dia.. acaba que em algum ponto uma sempre lembra a outra..

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não Dreeh, não fiquei com vontade.. até porque me satisfiz com o filme sabe.. agora quero ver as continuações, mas não fiquei doida de vontade de ler não.. hehe Beijos

      Excluir
  14. Eu sou fã dos livros, embora tenha odiado o final, e fiquei bem chateado em saber que a adaptação não está exatamente fiel. Divergente era minha esperança para 2014 no quesito adaptações decentes... Claro que teremos A Esperança - Parte 1, mas Divergente tinha tudo pra dar certo... :(

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha esperança para adaptações é ACEDE.. hehe Beijos

      Excluir
  15. Oi Mi!
    Estou super ansioso pelo filme. Já li os três livros, praticamente voando (foram os que eu mais rápido li esse ano), e confesso que, quando terminei o primeiro, fiquei angustiado pra começar o segundo, de tão bom que achei, principalmente no final, que deixa aquele mistério no ar. Já o segundo e o terceiro, confesso que me decepcionei, principalmente o final da trilogia. Tudo o que eu imaginei que poderia acontecer não aconteceu, acho que a autora pecou ali, mas fazer o que.
    Adorei a resenha, só não achei legal terem deixado o nome "Four" do personagem, sendo que no livro ele é chamado de Quatro. Quanto a cenas de ação, espero que me surpreendam, como tu mesmo disse, as surras que a Tris leva são impressionantes, e o mais impressionante é que mesmo ela estando toda quebrada e dolorida, ela continua.

    Agora é só esperar pela estreia!

    Abraços, Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edu, a Dany disse que também ficou com o coração apertado em Convergente. Eu vou ter que esperar pelos filmes para descobrir o porquê.. hehe Então, eu vi o filme legendado, então obviamente em inglês eles chamam de Four.. mas agora pensando, juro que não lembro como ficou na legenda.. muito menos como deve ter ficado na versão dublada. Sim, também me chamou atenção isso, que mesmo quebrada ela continua. Isso sim é que é ser audaciosa.. hehe Beijos

      Excluir
  16. Ai, Mi!!! Você me deixa ansiosa!!! Espero não e decepcionar com o filme, tenho aguardado por tanto tempo!
    Esse Especial Divergente tá maravilhoso!! Parabéns!!!

    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Mi,
    tudo bem?
    Eu ainda não li os livros, mas já conheço um pouco da história por causa das resenhas que li e simplesmente fiquei apaixonada, quero muito comprar esses livros.
    Ainda não vi o filme, estou muito ansiosa, confesso que pela falta de tempo, nem sei quando irá estrear em minha cidade, mas vou conferir para não eprder.
    Adorei saber da realidade das cenas de luta, isso sempre dá mais ação ao filme e nos deixa com o coração na mão.
    Acho que vou ter que conferir quem é esse tal de Four, risos...
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih Cila, tenho certeza de que você também vai se tornar fã do Four.. kkk impossível resistir ao charme dele.. hehe Beijos

      Excluir
  18. Eu li o livro e gostei do filme. Houveram sim algumas mudanças, e eu achei que o filme ficou muito "leve". Eles amenizaram muitas cenas, agora falando das lutas eu não gostei do fato de não mostrarem a única luta que Tris vence, ela quase mata a garota. Mas em fim, achei que foi uma boa adaptação!
    Beijos!
    http://www.lerimaginarviver.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Mayse? Fiquei curiosa agora para saber que luta foi essa. Beijos

      Excluir
  19. Oi Mi :) Desculpe o sumiço por aqui, vou tentar comentar mais hehe...
    Já li os dois primeiros livros e estou iniciando o terceiro agora da trilogia, e tenho que dizer que não é minha preferida. A escrita é bem simples e os personagens são bobos, mas eu amo a trama criada pela Veronica e a sociedade criada por ela. O filme ficou muito legal, os atores são ótimos (e tem muito química, o que foi maravilhoso) e o ponto forte para mim foram as cenas de luta, que foram super realistas.
    Só não gostei muito das cenas de paisagem do medo e do teste de aptidão, que não mostraram nem metade das cenas do livro! Mesmo assim, tudo ficou bem claro, e acho que é isso que importa. Também, o filme ficou bem fiel, mas por isso ficou enooorme! 2 horas de filme, quem aguenta. Minha pipoca acabou no começo e na metade eu já queria ir ao banheiro XD
    É, acho que é isso. Prometo aparecer mais aqui :D Kisses!

    http://meu-mundo-hm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona, saudades de você. Verdade, o filme ficou enorme, não sei se precisaria mostrar aquilo tudo, mas foi bem elucidativo. Também fiquei agoniada, a sessão foi bem na hora do almoço, morri de fome, de frio e fiquei angustiada pelo desconforto do banco depois de tantas horas.. hehe Beijocas

      Excluir
  20. Resenha linda, Mi!! Nossa, também AMEI o romance e as cenas de luta bem-feitíssimas, e detestei a atuação dos pais dela. Nossa, a mãe dela parecia um robô, hahahahahhaha. Mas eu fiquei sim com vontade de ler os livros (e olha que já me contaram o final, e eu provavelmente não vou gostar dele).
    Enfim, valeu a pena o filme, né? :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, fico feliz que tenha gostado. Não fiquei com vontade de ler os livros porque já tenho tantosss para ler. Fora o fato de que li muitas distopias ultimamente. Então por enquanto pretendo acompanhar essa história apenas no cinema.. hehe Mas sim, foi uma delícia ver o filme. Acho que vou ver de novo.. hehe Beijos

      Excluir