Resenha - Uncharted

Resenha Uncharted spin off Na Ilha Tracey Garvis Graves
Oi gente, hoje trago para vocês a resenha de Uncharted, o spin off do livro Na Ilha, de Tracey Garvis Graves. Eu amei tantoooo a história de Anna e T.J. que fiquei muitooo feliz quando descobri que Na Ilha tinha um spin off.

Infelizmente, Uncharted ainda não foi lançado no Brasil e a Editora Intrínseca nem tem previsão de traduzi-lo, mas, se você é fã de Na Ilha como eu, não deixe de lê-lo, dê um jeito, porque digamos que em Uncharted a história se encerra, completando um ciclo e tudo passa a fazer mais sentido.

ATENÇÃO! Esta resenha pode conter spoilers de Na Ilha. Leia por sua conta e risco.

Leiam AQUI a resenha de Na Ilha.

Em Uncharted conhecemos Owen Sparks, um jovem empresário bem sucedido e milionário que cansa de viver diariamente engravatado e sufocado pela selva de pedra, constantes compromissos e telefonemas e cobranças incessantes de familiares e amigos que se consideram merecedores de uma migalha de sua fama e dinheiro.

Por causa disso, Owen resolve dar uma pausa. Ele vende a sua parte na sociedade e vai viajar para as Ilhas Maldivas sem prazo para voltar. Mas ficar em Malé não é um desafio suficiente. Owen precisa tirar um peso das suas costas e está desesperado para ficar sozinho, literalmente.

Assim, Owen organiza com Mick Forrester, um piloto de hidroavião, o seu transporte para uma das ilhas desabitadas do arquipélago. Munido de comida, água, um celular via satélite e outros equipamentos de sobrevivência, Owen encara o perigo e a solidão na "ilha". O que antes era para ser uma incursão de apenas 30 dias, acaba virando 15 meses, mas a diferença é que Owen não está à deriva, como Anna e T.J., ele pode voltar para casa quando bem entender.

Owen nunca se sentiu tão em casa como na "ilha", sem saudades de ninguém que deixou para trás e sem necessidade de se socializar, até conhecer Calia numa de suas idas ao continente para buscar mais mantimentos.

Calia era uma jovem linda, cheia de vida e com grandes ideais. Conhecer Calia não estava nos seus planos, muito menos se apaixonar e, como sempre, a paixão acaba nos fazendo perder o controle e modificando nossos objetivos primordiais. Mas algumas vezes, a paixão nos faz perder mais. Querem saber o que vai acontecer com Owen? Então leiam!

***

Uncharted, ao contrário da maioria dos spin offs, é bastante extenso, o que para mim foi uma grande alegria, poder retomar contato com essa querida história. Foi tão gostoso poder revisitar "a ilha", conhecer a história de Owen e vislumbrar a vida e o futuro de Anna e T.J. que cheguei novamente a sonhar com esse ambiente inóspito e mágico. Não consigo explicar direito por que Na Ilha e Uncharted me afetaram tanto, mas essa é a verdade.

O spin off é praticamente todo narrado em primeira pessoa por Owen, que nos conta a sua visita feita a casa de Anna e T.J., quando revela toda a sua história sobre o período em que viveu na ilha, intercalado com os textos do seu diário e com algumas passagens contadas pela própria Anna e por T.J. a respeito de suas impressões acerca das descobertas referentes a vida de Owen, do "Esqueleto" e dos seus planos para o futuro.

Acho que a autora conseguiu manter o mesmo nível de intensidade em Uncharted no que diz respeito à aventura, ao romance e aos dramas da história. Owen é um personagem interessante e consegui entender e respeitar a sua decisão de jogar tudo para o alto e se isolar. Apesar dele ter tido condições financeiras para essa empreitada como também um "botão de segurança" para desistir da aventura a qualquer momento, não significa que ele não tenha sido menos corajoso do que Anna ou T.J., porque assim como eles, Owen também enfrentou uma série de desafios e dificuldades e acabou amadurecendo com a sua experiência de vida.

Como disse no início, várias pontas soltas se amarraram e conhecemos "o outro lado da história" de personagens secundários de Na Ilha, o que fez com que eu me apaixonasse ainda mais pelos livros. Não recomendo Uncharted para quem não tenha lido Na Ilha, porque senão vocês irão ficar sabendo mais do que deveriam, mas para quem já leu Na Ilha e amou tanto quanto eu, Uncharted é leitura obrigatória!

Uncharted - An On the Island Novella - Tracey Garvis Graves
Livro 1,5
Editora Dutton
144 páginas
Comprar: Amazon

6 comentários

  1. Mi, ainda não li Na Ilha, mas pelo visto, deve ser mesmo muito bom. Por causa da sua indicação, acho que vou acabar lendo também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi, fico feliz em saber.. Na Ilha e Uncharted se tornaram meus queridinhos esse ano, livros extremamente apaixonantes :) Beijos

      Excluir
  2. Lagal Mi saber que o spin off veio para completar uma leitura que você curtiu muito. Tomara que a editora publique aqui, vai ser ótimo para os fãs do livro.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara mesmo Cida, mas por enquanto a Intrínseca não tem previsão a respeito. Beijos

      Excluir
  3. Não conheci o livro Na ilha, mas a sua resenha do Spin off me deixou bem curiosa para conhecer-lo,
    achei o enredo bem interessante e o fato de você ter gostado tanto me instigou a querer lê-lo.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Del, leia que você irá gostar. Beijos

      Excluir