Resenha - Na Ilha

Resenha Na Ilha Tracey Garvis Graves
Anna é uma professora de inglês de 30 anos que namora John faz 8 anos e sonha em casar e ter filhos. Mas John está acomodado na relação e nunca demonstrou nenhum sinal de querer se comprometer. Insegura de que caminho tomar e furiosa pela apatia de John, Anna resolve aceitar um emprego de verão como tutora de T.J., um menino de 16 anos com um câncer em remissão. Por causa da doença, T.J. perdeu muitas aulas e corre o risco de perder o ano. Seus pais decidem levá-lo para uma Ilha nas Maldivas, isolada de tudo para que, sem distrações, ele estude com Anna e retome seus estudos de onde parou.

Para Anna esta é uma ótima oportunidade, assim, ficaria um tempo afastada de John para repensar a relação e de quebra o colocaria na berlinda para decidir de uma vez por todas se ele quer ou não se casar com ela. Para T.J. é um grande sofrimento. Tudo o que ele queria era poder curtir as férias em paz, com seus amigos, ir à festas e beijar garotas.

Mas o destino de ambos se une através de uma tragédia. Enquanto viajavam para Malé, o piloto do hidroavião em que Anna e T.J. estavam morre e o avião cai no meio do mar. Anna e T.J. acabam indo parar numa ilha desabitada, no meio do nada, sem comida, água ou qualquer coisa que pudesse ajudá-los. Para piorar a situação, ficam dias esperando um resgate que não vem. Os dias se transformam em meses, que se transformam em anos, e de maneira forçada, ambos são obrigados a enfrentar a realidade tentando sobreviver.

Será que um dia Anna e T.J. voltarão para casa, ou sucumbirão à fome e aos perigos que rondam esta ilha? Leiam e descubram!

***

Desde o lançamento de Na Ilha estava ansiosa para conferir a história. Adoro tramas de sobrevivência e a sinopse do livro me conquistou de cara. Apesar de parecer um pouco clichê, uma certa mistura de Naufrago e A Lagoa Azul, Na Ilha me surpreendeu com a sua narrativa delicada e envolvente, emocionante e divertida.

O livro é contado de forma intercalada por Anna e T.J., em primeira pessoa. A cada capítulo nos deparamos com o ponto de vista de um dos personagens, fazendo com que a gente tenha uma visão muito mais completa da história. Anna e T.J. são personagens apaixonantes, cada um a sua maneira. Anna é uma mulher doce e amigável, que não subestima T.J. pela sua pouca idade. Dotada de um instinto materno poderoso, tentará proteger o menino a todo custo naquela perigosa aventura. Porém, o menino, com o passar do tempo, se transforma num homem, o que acaba tornando a relação deles um tanto quanto complicada.

Foi incrível perceber o quanto a narrativa de T.J. foi se modificando no decorrer da história. É muito nítida a diferença do texto de quando ele tem, por exemplo, 16 anos, para quando ele está com quase 19 anos. Além disso, a relação construída entre ambos os personagens é tão bela que chega a ser arrepiante, porque transcende a relação amorosa. Um projeta no outro a sua chance de sobrevivência e se tornam completamente cúmplices naquela situação.

Apesar de angustiante, é divertido acompanhar as tentativas de sobrevivência dos personagens e, por mais que o livro tenha se resumido ao drama deles durante boa parte da história, contando praticamente seus dias perdidos na ilha, não tornou a história cansativa ou chata, pelo contrário.

Não quero falar muito para não soltar spoilers, vocês terão que ler para conferir o quão linda e fofa a trama é, mas ela adquire um tom todo diferente da metade para o final. Os desafios e os dramas vividos pelos protagonistas se transformam em outros e é impossível não torcer para que tudo dê certo para Anna e T.J.

Depois de ler a história, descobri que a autora escreveu um livro extra, chamado Uncharted, An On the Island, que é considerado como o livro 1,5 e conta a história sobre outro habitante da ilha que por lá residiu antes do casal chegar, além de dar um vislumbre sobre o futuro de Anna e de T.J. Estou louca para ler, mas por enquanto só existe em inglês.

Na Ilha foi o primeiro romance de Tracey e tornou-se best-seller do New York Times, tendo os direitos de publicação vendidos para mais de 20 países. Além disso, será adaptado para o cinema pela MGM. Enquanto lia o livro e ia imaginando tudo, realmente fiquei pensando que daria um ótimo filme. Espero que a adaptação se mantenha fiel a obra (torcendo os dedos).

Para quem curte uma boa aventura, aliada a um drama e um romance de tirar o fôlego, leia Na Ilha!

Na Ilha - Tracey Garvis Graves
Editora Intrínseca
288 páginas
Comprar: Saraiva

10 comentários

  1. UAU! Quando comentasse comigo sobre o livro fiquei bem curiosa e criando teorias sobre o que ia acontecer com esses dois na Ilha, na primeira parte da resenha percebi que não era o que eu imaginava, mas depois vi que talvez meu chute tenha sido certeiro. Ai meu deus estou meio assustada, esse dois se apaixonam? Não responda! kkkkk
    Bom é claro que tua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler. Estava esse fim de semana mesmo pensando em ler Na Ilha, acho que no próximo eu já começo a leitura :)
    Resenha ótima como sempre!

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sacanagem, como assim você pergunta e não quer que eu responda? kkkk Aiii, leia logo, preciso viciar mais alguém nessa história.. kkk Beijos

      Excluir
  2. Oi Mi.
    Eu simplesmente AMEI esse livro! Adoro quando a narrativa é intercalada entre os personagens, torna a leitura mais envolvente e completa.
    Anna e T.J são muito fofos e fortes também!
    Espero que a adaptação para o cinema seja tão boa quanto o livro, que possa transmitir toda emoção que o livro nos passa!
    Ótima resenha!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andréia, também adoro narrativas intercaladas.. acho legal termos um panorama geral sobre a história e descobrir de fato o que cada personagem pensa. Sim, tomara mesmo que a adaptação seja boa, e que os atores sejam bem escolhidos :) hehe Beijos

      Excluir
  3. Mais uma Resenha Mi! Amei essa! Não conhecia a Autora nem o livro!
    Tem filme é? Adoro!
    Beijos

    Ps: PARTICIPEM: Sorteio LIVRO: Amazônia Arquivo das Almas - Paul Fabien!
    FÃ PAGE: https://www.facebook.com/overdoselite/app_154246121296652
    Blog: http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/12/sorteio-livro-amazonia-arquivo-das.html
    RETRIBUO TUDO!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ter filme Paula. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  4. hummm...gostei!!!Pena que já tenha tantos outros na frente,mas com certeza entrará para minha lista...a propósito Mi,terminei um livro hoje que eu tenho certeza que iria adorar, LIVRE, de Cheryl Strayed...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dea, dê uma chance a ele quando puder.. hehe quem sabe você goste?! Eba, valeu a indicação, já tinha ouvido falar desse livro. Bom saber que é legal. Beijos

      Excluir
  5. Oi Mi! Você falou com muita animação do livro, eu havia lido outra resenha que me deixou tão desmotivada, que até deixei de lado esta leitura, mas os pontos apresentados aqui por você são bem interessantes, e confesso que não imaginava um romance de tirar o fôlego, eu esperava apenas drama.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida, sabe quando a gente se apaixona por um livro sem discutir muito os motivos por trás disso? Então, foi o que aconteceu entre Na Ilha e eu.. kkk E sim, o romance é de tirar o fôlego, ainda mais se levarmos em consideração a diferença de idade dos personagens que poderia deixar muitos chocados.. hehe Beijos

      Excluir