Resenha - Filme Sex and the City #2

ATENÇÃO, esta resenha contém spoilers do seriado Sex and the City. Leia por sua conta e risco!

ATENÇÃO!! Este filme possui conteúdo adulto e contém cenas de sexo, nudez e linguajar inapropriado para menores de 16 anos.

Dois anos se passaram desde que Carrie e Big se casaram. Aparentemente, poderíamos imaginar que eles finalmente estivessem vivendo o tão sonhado conto de fadas, já que conseguiram ficar juntos, mas não.

Carrie e Big enfrentam sua primeira crise no casamento. Big, como um típico marido, se acomoda e passa a viver uma rotina insossa que se resume a chegar em casa, comer algo pedido num restaurante e ver televisão até mais tarde. Carrie começa a ficar incomodada, pois este não era o tipo de casamento que imaginava ter. Carrie está mais infantil do que nunca. Ela quer viver uma vida de casada que existe apenas na sua cabeça, mas ao mesmo tempo não quer abrir mão das noitadas e da vida de solteira. Mas será que é possível conciliar estes dois mundos?

Charlotte conseguiu o que queria. Tem duas filhas lindas, um marido carinhoso e uma vida muito confortável, mas pela primeira vez não está feliz. Charlotte não consegue conciliar sua vida de mãe e dona de casa, muito menos sabe lidar com sua filha menor que está constantemente fazendo birra e, com isso, acaba negligenciando sua primogênita. Ela sofre em demasia, porque sabe que está reclamando de barriga cheia, afinal, mesmo depois de ter conseguido tudo o que sempre sonhou, ainda não está satisfeita e se considera uma mãe horrível. Para enfrentar essa crise, ela conta com a ajuda da babá, porém, a babá se mostra um grande risco para seu casamento. Será que Charlotte irá conseguir superar esta fase?

Miranda, a workaholic de plantão do grupo, pela primeira vez na história do Sex and the City está insatisfeita com o trabalho. Sentindo-se preterida e constantemente humilhada, é forçada a tomar uma decisão: continuar trabalhando num local que não só não a valorizam como também a privam de ter uma vida em família, ou então pedir demissão para finalmente se dedicar àqueles que realmente importam: seu marido e filho. O que será que ela irá decidir?

Samantha, por sua vez, apesar de continuar linda, poderosa e glamourosa, está enfrentando um problema comum entre as mulheres, mas que a atormenta e mexe com a sua autoestima: a menopausa. Para evitar sentir os terríveis sintomas, recorre a todos os tipos de produtos no mercado, que funcionam, até ela ser obrigada a jogar fora numa viagem feita com suas amigas para o Oriente Médio. Por causa disso, que confusões será que Samantha irá causar?

Querem descobrir? Então assistam!

***

Vi Sexy and the City 2 há muitos anos. Tinha vagas lembranças da história, mas que não possuíam um real significado para mim já que não havia assistido a série. Mas como este ano resolvi ver o seriado do início ao fim (leiam a resenha AQUI), aproveitei também para rever os filmes (leiam a resenha de Sexy and the City 1 AQUI).

No primeiro filme ri demais, e também chorei demais, pois me emocionei ao rever minhas queridas amigas e vê-las amadurecendo. Imaginei que o mesmo fosse acontecer com Sex and the City 2, mas não foi bem o caso.

Em primeiro lugar, achei meio boba a viagem que elas fizeram para Abu Dhabi. Achei tudo tão artificial e forçado demais, uma realidade tão diferente que foi impossível me identificar com qualquer coisa que fosse. E o que foi aquela cena da Carrie reencontrando Aidan bem no meio do mercado da cidade? Ah, fala sério!

Também me irritei ao máximo com as infantilidades de Carrie. Ela não tem mais idade para ficar dando pitis como menininhas.. ainda bem que no final ela entendeu o que realmente importa num casamento. Fiquei com pena de Charlotte, uma das minhas personagens favoritas, porque, apesar de ainda não ser mãe, imagino o quão difícil seja criar e educar duas crianças em tempo integral e ainda perceber que não se está feliz ou que não se consegue ser bem sucedida como gostaria. Isso deve ser realmente angustiante e frustrante.

Fiquei muito feliz por Miranda, pois, finalmente, ela caiu na real e amadureceu como mãe, porque boa profissional ela sempre foi. Já Samantha, continua a mesma doida de sempre e foi responsável por me arrancar diversas risadas.

Apesar deste filme não ter a qualidade ou a profundidade do primeiro, ou do seriado, que seja, é uma agradável comédia. Meio doida e espevitada, mas que é capaz de nos fazer rir, isso se não nos ligarmos muito nos detalhes bobos ou fúteis. Vejam de mente aberta.

E agora resta a pergunta: será que irão fazer um terceiro filme para a série? O que vocês iriam achar? O que gostaria de ver neste terceiro filme? Eu adoraria ver Carrie grávida, lidando com a vinda de um filho.

Título original: Sex and the City 2
Roteiro: Candace Bushnell, Darren Star, Michael Patrick King
Direção: Michael Patrick King
146 minutos

TRAILER

10 comentários

  1. Olá, Mi.
    Eu não acompanho a série, muito menos vi algum filme, mas a maioria das pessoas que conheço já o fizeram e acham a série super diva! Mas é uma pena que a qualidade do filme tenha caído com relação ao primeiro, mas como não tenho 16 anos é melhor não ver por hora!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi, a série realmente é Diva, boa demais.. hum, pois é.. também acho melhor você esperar um pouquinho mais para acompanhar os filmes e a série, até para tudo fazer mais sentido para você. Beijos

      Excluir
  2. Oi Mi!
    Assisti a esse filme, mas não acompanhei a série.
    Não gostei muito, achei um pouco fraco...
    Bj!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys, ele realmente é fraco, uma pena.. Beijos

      Excluir
  3. Oi Mi,tudo bem?
    Eu também vi esse filem e preferi o primeiro. Mas eu gostei do fato de mostrarem a Carrie insatisfeita com o casamento. Ela quis tanto ficar com ele, durante a série inteira e quando consegue, viu que não era o mar de rosas que ela imaginou.
    beijinhos.
    Cila- leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, eu não gostei não.. porque ela reagiu como se fosse uma menina de 20 anos deslumbrada com um casamento de contos de fadas que só existia na cabeça dela. Totalmente incondizente com a sua idade.. mas, fazer o quê?! kkk Beijos

      Excluir
  4. Mi,
    Sou uma fã enlouquecida de Sex and the city, tenho todas as temporadas e passava noites e noites acompanhando as 4 amigas e desejando ser uma delas...
    Como eu disse pelo face, eu adorei o filme, ambos na verdade, mas a série ganhou meu coração de uma forma arrebatadora... deveríamos ter mais filmes pois a premissa é fantástica!

    Beijos
    Chrys Audi
    blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chrys, a série também me ganhou por completo. Incrível como me senti íntima dessas meninas.. kkk pois é, até hoje há especulações sobre a possibilidade de haver ou não um terceiro filme.. agora é esperar. Beijos

      Excluir
  5. Bom eu assisti a serie, mas nunca assisti ela completa, sempre vi pedaços.
    Eu assisti a esse filme antes de assisti ao primeiro pois peguei o dvd.Como vc disse o filme é legal, engraçado, mas não tem profundidade. Acho que eu com os 25 anos sou mais madura do que a Carrie em algumas situações, aff...
    Já as outras personagens eu gostei bastante da historia delas.
    E sem duvida o primeiro filme é muito melhor do que esse.

    Bjus
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika, acho que qualquer um consegue ser mais maduro que a Carrie, pelo menos em relação a esse filme, e isso me irritou demais.. kkk E sim, este filme é extremamente raso, sem profundidade e sem sentido. Uma pena, desmoralizou a franquia, na minha opinião. Beijos

      Excluir